Salário para o cargo de Administrador de refeitório
CBO 1415-10 > Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

Administrador de refeitório - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Gerenciam e promovem produtos e serviços em empresas de turismo, de hospedagem e de alimentação. Coordenam áreas operacionais de alojamento, alimentação, recreação e lazer em hotéis, pousadas, pensões, restaurantes e bares. Administram recursos humanos e financeiros, executam rotinas administrativas e prestam assessoria.

Quanto ganha um Administrador de refeitório

Um Administrador de refeitório trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.331,04 e R$ 5.303,80, com a média salarial de R$ 2.340,54 e o salário mediana em R$ 1.990,67 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Administrador de refeitório

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.340,54 28.086,42 585,13 10,85
1º Quartil 1.331,04 15.972,53 332,76 6,17
Salário Mediana 1.990,67 23.888,04 497,67 9,23
3º Quartil 4.044,90 48.538,84 1.011,23 18,75
Teto Salarial 5.303,80 63.645,58 1.325,95 24,59


Categorias profissionais do cargo

  • Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas, gerentes
    • Gerentes
      • Gerentes de produção e operações
        • Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.527 - 5.539 2.659,85 1.526,68 2.214,00 4.573,12 5.539,09
Rio de Janeiro - RJ 1.283 - 4.631 2.187,87 1.283,23 1.793,50 3.823,66 4.631,33
Curitiba - PR 1.409 - 4.959 2.504,19 1.408,67 2.219,00 4.094,35 4.959,20
Belo Horizonte - MG 1.223 - 4.108 2.148,40 1.223,25 1.928,37 3.391,59 4.107,99
Campinas - SP 1.611 - 5.243 2.690,23 1.610,93 2.331,22 4.328,89 5.243,29
Brasília - DF 1.227 - 3.966 2.004,52 1.226,53 1.762,44 3.274,46 3.966,13
Porto Alegre - RS 1.295 - 4.022 2.039,37 1.294,61 1.702,56 3.320,83 4.022,29
Fortaleza - CE 1.101 - 8.085 2.722,79 1.100,81 1.544,58 6.674,67 8.084,57
Salvador - BA 1.205 - 4.522 2.131,71 1.205,46 1.683,90 3.733,14 4.521,69
Florianópolis - SC 1.370 - 3.543 1.921,17 1.370,33 1.686,59 2.925,46 3.543,41
Recife - PE 1.277 - 5.193 2.394,32 1.276,66 2.000,00 4.287,16 5.192,73
Barueri - SP 1.678 - 5.358 2.718,87 1.677,55 2.250,00 4.424,00 5.358,49
Manaus - AM 1.363 - 4.332 2.203,88 1.362,57 1.827,00 3.576,91 4.332,46
Goiânia - GO 1.106 - 4.153 1.916,79 1.105,73 1.500,00 3.428,74 4.152,99
Guarulhos - SP 1.554 - 4.838 2.431,89 1.553,53 2.046,00 3.994,29 4.838,01
Ribeirão Preto - SP 1.426 - 4.072 2.210,53 1.425,84 1.927,78 3.362,10 4.072,27
Joinville - SC 1.570 - 4.576 2.596,45 1.570,26 2.610,71 3.778,18 4.576,24
Vitoria - ES 1.229 - 4.285 2.164,56 1.228,68 1.864,97 3.537,39 4.284,60
Jundiaí - SP 1.661 - 4.653 2.490,73 1.661,37 2.109,77 3.841,81 4.653,31
São Bernardo do Campo - SP 1.630 - 4.420 2.380,57 1.629,90 2.078,50 3.649,42 4.420,29


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.516 - 5.412 2.588,15 1.515,96 2.098,80 4.468,31 5.412,15
Rio de Janeiro 1.290 - 4.422 2.142,46 1.290,12 1.765,72 3.650,87 4.422,04
Minas Gerais 1.225 - 4.200 2.129,31 1.225,24 1.843,28 3.467,41 4.199,83
Paraná 1.370 - 4.616 2.326,70 1.370,05 2.000,00 3.811,40 4.616,49
Rio Grande do Sul 1.295 - 4.012 2.069,75 1.295,42 1.800,00 3.312,07 4.011,68
Santa Catarina 1.412 - 4.028 2.139,59 1.412,01 1.850,00 3.325,26 4.027,65
Bahia 1.204 - 4.187 2.059,41 1.203,60 1.700,00 3.456,51 4.186,63
Distrito Federal 1.227 - 3.966 2.004,52 1.226,53 1.762,44 3.274,46 3.966,13
Goiás 1.136 - 4.175 2.044,22 1.136,26 1.705,65 3.446,98 4.175,09
Ceará 1.100 - 10.244 3.189,24 1.099,92 1.557,00 8.457,87 10.244,42
Pernambuco 1.245 - 4.925 2.299,91 1.245,15 1.966,00 4.065,90 4.924,74
Espírito Santo 1.199 - 3.889 2.000,80 1.198,71 1.757,55 3.210,70 3.888,89
Mato Grosso 1.233 - 4.799 2.387,52 1.232,77 2.111,78 3.961,69 4.798,52
Amazonas 1.357 - 4.315 2.197,92 1.357,10 1.827,00 3.562,42 4.314,90
Pará 1.212 - 4.881 2.369,57 1.212,03 2.000,00 4.029,66 4.880,85
Mato Grosso do Sul 1.173 - 4.700 2.196,47 1.172,80 1.815,50 3.879,97 4.699,54
Paraíba 1.152 - 4.003 1.979,84 1.152,13 1.718,91 3.304,55 4.002,57
Rio Grande do Norte 1.140 - 3.262 1.743,38 1.139,60 1.500,00 2.693,41 3.262,33
Sergipe 1.081 - 3.518 1.765,10 1.081,08 1.500,00 2.904,20 3.517,65
Maranhão 1.330 - 4.970 2.401,96 1.330,49 2.123,86 4.103,55 4.970,34
Alagoas 1.164 - 4.014 1.920,81 1.163,84 1.512,39 3.313,64 4.013,58
Piauí 1.125 - 3.247 1.743,74 1.124,90 1.567,50 2.680,63 3.246,86
Rondônia 1.133 - 3.660 1.791,87 1.132,85 1.464,84 3.022,02 3.660,36
Tocantins 1.087 - 8.086 2.655,35 1.087,41 1.560,00 6.675,79 8.085,91
Roraima 1.097 - 3.472 1.751,55 1.096,67 1.500,00 2.866,67 3.472,19


Principais locais de trabalho

Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação esses trabalhadores atuam nas áreas ligadas a alimentação e alojamento, turismo,transportes e viagens, atividades recreativas, culturais e desportivas. São empregados com carteira assinada que trabalham com supervisão permanente, em ambientes fechados ou a céu aberto, em horários diurnos ou noturnos, e se organizam em equipe. Eventualmente, trabalham sob pressão, levando à situação de estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

Os requisitos de acesso a essas ocupações variam conforme o porte e tipo de estabelecimento. Como requisito mínimo tem-se o ensino médio, mais experiência de um a dois anos na área. Há empresas que demandam profissionais formados em escolas técnicas profissionalizantes ou em curso superior na área de hotelaria e turismo. Devido ao grande crescimento do setor e para atender à demanda há atualmente no mercado de trabalho profissionais formados em cursos superiores de tecnologia.


Funções e atividades do Administrador de refeitório

Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação devem:

  • administrar pessoal;
  • prestar assessoria;
  • demonstrar competências pessoais;
  • promover vendas de produtos e serviços;
  • executar rotinas administrativas;
  • coordenar Áreas operacionais de hotéis e restaurantes;
  • gerenciar compras;
  • gerenciar serviços em agências de turismo, hotéis e restaurantes;
  • administrar Área de alimentos e bebidas;
  • administrar recursos financeiros;

  • Atividades

    • controlar inventários;
    • tomar decisões;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • supervisionar serviços de apoio (manutenção, segurança, informática);
    • verificar arrumação de salões;
    • controlar reposição de uniformes;
    • atender fiscalizações;
    • alocar recursos;
    • propor reformas de instalações;
    • coordenar execução de obras;
    • supervisionar estoque de alimentos e bebidas;
    • participar na definição da política financeira da empresa;
    • monitorar treinamento de funcionários;
    • pesquisar novas receitas;
    • representar empresa em atividades e eventos sociais, comunitários e o;
    • participar na elaboração de roteiros turísticos e gastronômicos;
    • definir programação de atividades de lazer, recreação e eventos;
    • participar da elaboração de normas e procedimentos;
    • administrar andamento de questões trabalhistas;
    • controlar documentação;
    • inspecionar apresentação pessoal dos funcionários;
    • tratar sugestões e reclamações de clientes;
    • assumir responsabilidade;
    • motivar equipes;
    • autorizar compras;
    • coordenar atividade de armazenamento de alimentos e bebidas;
    • participar da elaboração de políticas de cargos e salários;
    • propor investimentos;
    • supervisionar controle de validade de alimentos e bebidas;
    • demonstrar senso de organização;
    • atender fornecedores;
    • criar planos de incentivo;
    • definir políticas de divulgação e vendas de produtos e serviços;
    • avaliar destinos, produtos e serviços prestados;
    • definir políticas de atendimento a clientes;
    • decidir sobre admissão, demissão e promoção de funcionários;
    • controlar qualidade dos serviços;
    • atender auditorias;
    • acompanhar fluxo de caixa;
    • identificar segmentos de turismo;
    • promover reuniões da equipe;
    • demonstrar dinamismo;
    • controlar desperdícios;
    • avaliar produtos e serviços adquiridos;
    • supervisionar qualidade de alimentos e bebidas;
    • definir padrões de serviços em hotéis;
    • montar pacotes (turísticos, lazer, gastronômicos, feiras e eventos);
    • acompanhar aplicações financeiras;
    • definir prioridades de execução dos serviços;
    • analisar previsões de mercado;
    • programar serviços de manutenção de equipamentos e instalações;
    • negociar com fornecedores (qualidade, preços, prazos de entrega e de pagamento;
    • demonstrar capacidade de negociação;
    • aprovar escalas de serviços, férias e treinamento;
    • viabilizar treinamento;
    • avaliar relatórios de atividades financeiras;
    • degustar alimentos e bebidas;
    • participar na avaliação da política de marketing;
    • avaliar relatórios de desempenho;
    • elaborar relatórios gerenciais;
    • participar da promoção de ações sociais;
    • relacionar-se com a mídia;
    • definir fornecedores;
    • participar na elaboração de planos de emergência;
    • coordenar logística para recebimento de produtos;
    • controlar estoque do almoxarifado;
    • elaborar cardápio;
    • participar na elaboração do plano estratégico;
    • supervisionar atividades de recreação e lazer;
    • definir produtos, serviços e preços;
    • supervisionar preparação de receitas;
    • definir benefícios aos funcionários;
    • definir parcerias com outras empresas;
    • montar cadastro de fornecedores;
    • supervisionar serviços de eventos;
    • elaborar carta de bebidas;
    • elaborar orçamento;
    • definir critérios de avaliação dos serviços;
    • supervisionar serviços de governança;
    • definir equipes de trabalho;
    • fomentar parcerias com órgãos públicos e privados;
    • controlar padrões de alimentos e bebidas;
    • definir critérios de seleção de pessoal;
    • avaliar necessidade treinamento;
    • demonstrar fluência verbal;
    • supervisionar serviços de recepção;
    • liderar equipes;
    • definir padrões de produtos e serviços em restaurantes;
    • administrar conflitos;
    • supervisionar serviços de reservas;
    • medir satisfação do cliente;

    Setores que mais contratam Administrador de refeitório no mercado de trabalho

    • Restaurantes e similares
    • Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares
    • Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para empresas
    • Cantinas - serviços de alimentação privativos
    • Hotéis
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar
    • Bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas
    • Padaria e confeitaria com predominância de revenda
    • Comércio varejista de produtos alimentícios em geral ou especializado em produtos alimentícios não especificados anteriormente




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: