Salário para o cargo de Professor de filosofia no ensino médio
CBO 2321-25 > Professores do ensino médio

Professor de filosofia no ensino médio - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Ministram aulas teóricas e práticas no ensino médio, em escolas da rede pública e privada, acompanham a produção da área educacional e cultural, planejam o curso, a disciplina e o projeto pedagógico, avaliam o processo de ensino-aprendizagem, preparam aulas e participam de atividades institucionais. Para o desenvolvimento das atividades é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas.

Quanto ganha um Professor de filosofia no ensino médio

Um Professor de filosofia no ensino médio trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.189,24 e R$ 13.899,24, com a média salarial de R$ 4.026,93 e o salário mediana em R$ 2.017,87 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Professor de filosofia no ensino médio

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 4.026,93 48.323,21 1.006,73 37,67
1º Quartil 1.189,24 14.270,87 297,31 11,12
Salário Mediana 2.017,87 24.214,44 504,47 18,88
3º Quartil 10.600,16 127.201,88 2.650,04 99,15
Teto Salarial 13.899,24 166.790,93 3.474,81 130,01


Categorias profissionais do cargo

  • Profissionais das ciências e das artes
    • Profissionais do ensino
      • Professores do ensino médio
        • Professores do ensino médio

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio de Janeiro - RJ 1.180 - 6.458 2.581,77 1.179,87 1.473,81 5.331,98 6.458,25
São Paulo - SP 1.550 - 14.248 4.814,68 1.549,79 2.698,85 11.763,10 14.247,82
Belém - PA 1.217 - 7.846 2.617,14 1.216,50 1.624,15 6.477,80 7.846,11
Campinas - SP 1.092 - 12.872 3.468,53 1.092,45 1.276,75 10.626,88 12.871,59
Manaus - AM 1.238 - 5.151 2.867,55 1.238,40 3.132,68 4.252,50 5.150,76
Goiânia - GO 1.833 - 22.144 11.352,73 1.832,91 18.282,00 18.282,00 22.143,71
Curitiba - PR 1.056 - 6.002 2.292,03 1.056,00 2.095,03 4.954,90 6.001,52
Recife - PE 1.085 - 10.387 4.434,06 1.084,86 2.094,75 8.575,60 10.387,02
Brasília - DF 1.301 - 4.429 2.480,86 1.301,40 2.429,00 3.656,50 4.428,86
Florianópolis - SC 1.124 - 6.627 3.292,77 1.124,40 2.368,45 5.471,05 6.626,70
Guanambi - BA 1.080 - 2.687 1.654,52 1.080,45 1.590,96 2.218,23 2.686,79


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.270 - 12.943 4.175,61 1.269,80 2.403,60 10.685,71 12.942,86
Rio de Janeiro 1.208 - 13.500 4.144,70 1.207,83 1.719,26 11.145,59 13.499,88
Rio Grande do Sul 1.212 - 14.305 3.926,56 1.212,06 1.735,50 11.810,10 14.304,75
Minas Gerais 1.146 - 15.657 4.266,64 1.146,30 1.592,08 12.926,85 15.657,39
Pará 1.291 - 5.855 2.394,72 1.291,08 1.740,79 4.834,23 5.855,36
Paraná 1.093 - 28.405 7.037,88 1.093,25 1.846,08 23.451,38 28.405,01
Bahia 839 - 5.429 2.174,81 839,00 1.590,96 4.482,40 5.429,22
Santa Catarina 1.135 - 6.627 2.992,71 1.134,90 3.105,25 5.471,05 6.626,70
Goiás 1.838 - 22.144 11.017,41 1.838,46 13.476,10 18.282,00 22.143,71
Mato Grosso 1.162 - 5.852 2.788,67 1.161,65 2.689,77 4.831,30 5.851,82
Rondônia 1.560 - 3.772 1.883,41 1.560,00 1.689,80 3.114,34 3.772,18
Amazonas 1.238 - 5.151 2.867,55 1.238,40 3.132,68 4.252,50 5.150,76
Pernambuco 1.085 - 10.387 5.016,52 1.084,86 5.011,78 8.575,60 10.387,02
Rio Grande do Norte 1.070 - 17.766 3.635,77 1.070,45 1.182,80 14.668,10 17.766,44
Distrito Federal 1.301 - 4.429 2.480,86 1.301,40 2.429,00 3.656,50 4.428,86


Principais locais de trabalho

Professores do ensino médio trabalham com clientelas de diferentes faixas etárias, com predomínio de adolescentes, oriundas de comunidades com diferentes contextos culturais e sociais. Atuam em escolas ou instituições de ensino das redes públicas federal, estadual, municipal, da rede privada e ONG. Trabalham em zonas urbanas, como estatutários ou empregados registrados em carteira. Desenvolvem suas atividades de forma individual e em equipe, com supervisão ocasional, em locais próprios à atividade de ensino. Em algumas atividades, podem estar expostos aos efeitos do ruído intenso, à fadiga das cordas vocais e ao estresse do trabalho sob pressão.


O que é preciso para trabalhar na área dos Professores do ensino médio

O exercício desse cargo requer formação de nível superior específica, conforme a área de atuação. Na rede pública de ensino, requer-se concurso público.


Funções e atividades do Professor de filosofia no ensino médio

Professores do ensino médio devem:

  • participar de atividades institucionais;
  • acompanhar a produção da Área educacional e cultural;
  • avaliar o processo de ensino e aprendizagem;
  • demonstrar competências pessoais;
  • planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico;
  • preparar aulas;
  • comunicar-se;
  • ensinar;

  • Atividades

    • orientar alunos para participação em concursos literários, científicos, artísticos e esportivos;
    • desenvolver atividades para estabelecimento de relações entre conteúdos e práticas;
    • sondar a situação socioeconômica e cultural dos alunos;
    • assumir cargos de coordenação, representação, direção;
    • discutir os sistemas de avaliação utilizados na escola;
    • tomar parte nas atividades de formação de professores realizadas pela escola;
    • selecionar textos e bibliografia da aula;
    • atentar para reações dos alunos na sala;
    • comunicar resultados das avaliações dos alunos;
    • estimular a continuidade da escolaridade;
    • manter registros atualizados sobre o desenvolvimento dos alunos;
    • requisitar material pedagógico;
    • reunir-se com os pares da disciplina e da área para discussões de questões pedagógicas;
    • incentivar a capacidade criadora dos alunos;
    • expressar-se com clareza;
    • desenvolver atividades relacionadas à produção científica, filosófica e artística contemporânea;
    • organizar cursos para professores e comunidade;
    • levantar bibliografia de material didático e pedagógico;
    • estimular a participação do aluno nas atividades;
    • discutir a prática docente em reuniões pedagógicas;
    • desenvolver atividades para inserção nas linguagens específicas e códigos de cada disciplina;
    • intervir na definição dos orçamentos da escola;
    • coletar diferentes recursos didáticos para a aula;
    • contribuir para o estabelecimento de relações democráticas na escola;
    • produzir material didático e pedagógico de acordo com a proposta pedagógica da escola;
    • influir na decisão da aquisição de material didático;
    • solicitar manutenção de materiais, equipamentos e salas;
    • solicitar verbas e pessoal para a realização de eventos na escola;
    • atuar nas associações sindicais e acadêmicas;
    • estruturar a transmissão do conhecimento;
    • informar-se sobre as tendências relativas ao ensino do campo específico de conhecimento;
    • dominar os conhecimentos da área específica e da área pedagógica;
    • informar-se sobre a produção científica, cultural, artística, filosófica;
    • administrar conflitos;
    • rever procedimentos e estratégias de ensino com base nos resultados;
    • compor conselhos de classes e escolares deliberativos;
    • demandar da escola condições de acesso às publicações de interesse docente;
    • frequentar teatro, cinema, exposições e bibliotecas;
    • elaborar instrumentos de avaliação;
    • escolher livro didático;
    • frequentar cursos de atualização na disciplina ou áreas afins;
    • manter um ambiente que possibilite o aprendizado na sala de aula;
    • adequar o planejamento às aulas;
    • manter linhas de comunicação com os órgãos dirigentes;
    • ajustar a proposta da disciplina à proposta da escola;
    • diagnosticar conhecimento e habilidades prévias dos alunos;
    • modificar estratégias durante a aula para maior aprendizagem;
    • encaminhar memorandos para a direção e para a coordenação;
    • subsidiar os alunos para autoavaliação;
    • preencher diários de classe: frequência, conteúdos e avaliação;
    • concorrer em certames literários, científicos e esportivos;
    • definir o calendário;
    • atualizar-se no uso de novas tecnologias de informação;
    • solicitar participação dos pais nos eventos da escola;
    • preparar-se para concursos docentes;
    • adequar o conteúdo programático ao tempo de aula disponível;
    • zelar pela manutenção das conquistas e direitos do professor;
    • indicar os avanços da aprendizagem;
    • reunir-se com pais, mães ou responsáveis pelos alunos;
    • medir o conhecimento específico;
    • definir objetivos para a área de conhecimento;
    • conceber o projeto pedagógico da escola;
    • selecionar material didático e pedagógico a ser trabalhado na aula;
    • informar-se sobre exigências e necessidades da sociedade relacionadas com áreas de conhecimento;
    • dialogar com os alunos;
    • escolher material didático e pedagógico;
    • transformar os resultados das avaliações em estímulo ao avanço da aprendizagem;
    • solicitar apoio dos pais na resolução de questões de aprendizagem dos alunos;
    • levantar necessidades e interesses do aluno quanto ao material didático;
    • tomar parte em eventos culturais, científicos , esportivos e filosóficos da escola;
    • solicitar atendimento dos profissionais especializados em orientação educacional e pedagógica;
    • ministrar aulas teóricas e práticas;
    • redigir relatórios de atividades docentes e discentes;
    • garantir o desenvolvimento do conteúdo das disciplinas;
    • constituir bancas examinadoras de novos professores;
    • relacionar-se com a comunidade escolar;
    • atender pais e alunos;
    • transpor o conhecimento para as situações de ensino e aprendizagem;
    • desenvolver atividades para compreensão política dos problemas da sociedade;
    • zelar por uma postura ética na ação pedagógica;
    • discutir questões pedagógicas com os pares;
    • estimular as vocações profissionais através do conteúdo das disciplinas;
    • refletir continuamente sobre a própria prática docente;
    • respeitar as diferenças culturais, econômicas e sociais da comunidade escolar;
    • propor a aquisição e manutenção de equipamentos e instalações;
    • influir na definição dos planos de carreira;
    • organizar eventos e estudos culturais, científicos, esportivos e filosóficos;
    • desenvolver as percepções estética, ética e política nos alunos;
    • acompanhar processo de aprendizagem;
    • informar o aluno sobre a relevância do conhecimento para o desenvolvimento humano;
    • adequar material pedagógico aos objetivos da aula;
    • corrigir provas, trabalhos e outros instrumentos de avaliação;
    • aplicar instrumentos de avaliação;
    • solicitar serviços de apoio técnico e legal para o exercício da profissão docente;
    • estabelecer empatia com os alunos;
    • desenvolver atividades para a produção do conhecimento pelos alunos;
    • sensibilizar os alunos para a importância do conteúdo para o desenvolvimento humano;
    • informar aos pares sobre os encaminhamentos sindicais e assuntos de interesse da categoria docente;
    • ler jornais, revistas, periódicos e livros;
    • propor a contratação de serviços especializados;
    • indicar compra de material didático e pedagógico;
    • realizar o retorno contínuo das atividades desenvolvidas para os alunos;
    • examinar os parâmetros curriculares nacionais para a definição da proposta pedagógica da escola;
    • intervir na definição de orçamentos municipais, estaduais e federais com relação à educação;
    • avaliar o desenvolvimento dos alunos através de registros específicos;
    • comentar os resultados das avaliações com os alunos;
    • constituir comissões de sindicância;
    • apropriar o conteúdo aos objetivos pré-definidos e ao conhecimento prévio do aluno;
    • estimular o aluno para a aprendizagem contínua;
    • pesquisar sobre o conteúdo a ser trabalhado em cada aula;
    • eleger estratégias, metodologias e abordagens de ensino;
    • selecionar informações científicas, filosóficas e culturais divulgadas pela mídia para análise em aula;
    • instrumentalizar os alunos para as atividades de estudo;
    • interagir com os alunos;
    • demandar das instâncias competentes as condições para atualização do professor nas novas tecnologias;
    • definir conteúdos e atividades interdisciplinares;
    • integrar grupos de estudos interdisciplinares;
    • diagnosticar os problemas do processo de aprendizagem;
    • desenvolver atividades para raciocínio abstrato e reflexão crítica dos alunos;
    • tomar conhecimento da proposta pedagógica da escola e da disciplina;
    • discriminar especificações do material didático e pedagógico para aquisição;
    • analisar a adequação do material didático ao projeto pedagógico;
    • determinar temas e conteúdos da disciplina;


    Setores que mais contratam Professor de filosofia no ensino médio no mercado de trabalho

    • Ensino fundamental
    • Ensino médio
    • Educação infantil - pré-escola
    • Educação superior - graduação e pós-graduação
    • Educação infantil - creche
    • Cursos preparatórios para concursos
    • Educação profissional de nível técnico
    • Atividades de associações de defesa de direitos sociais
    • Atividades associativas
    • Atividades de condicionamento físico




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: