Salário para o cargo de Administrador de materiais
CBO 1424-15 > Gerentes de suprimentos

Administrador de materiais - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Gerenciam equipes de trabalhadores que atuam em processos de compra, armazenagem e movimentação de matérias-primas, materiais indiretos, equipamentos, insumos e serviços em empresas industriais, comerciais e de serviços.

Quanto ganha um Administrador de materiais

Um Administrador de materiais trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.299,19 e R$ 6.795,17, com a média salarial de R$ 2.423,67 e o salário mediana em R$ 1.485,78 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Administrador de materiais

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.423,67 29.084,02 605,92 11,13
1º Quartil 1.299,19 15.590,23 324,80 5,97
Salário Mediana 1.485,78 17.829,36 371,45 6,82
3º Quartil 5.182,29 62.187,43 1.295,57 23,80
Teto Salarial 6.795,17 81.542,03 1.698,79 31,20


Categorias profissionais do cargo

  • Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas, gerentes
    • Gerentes
      • Gerentes de Áreas de apoio
        • Gerentes de suprimentos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Campinas - SP 1.410 - 1.975 1.473,67 1.410,00 1.410,00 1.630,47 1.974,88
São Paulo - SP 1.588 - 28.902 7.781,89 1.588,39 2.857,14 23.862,08 28.902,47
Brasília - DF 1.236 - 4.358 2.041,67 1.235,88 1.589,75 3.598,01 4.358,02
Goiânia - GO 1.236 - 4.162 2.042,12 1.236,38 1.662,50 3.436,14 4.161,95
Belo Horizonte - MG 1.182 - 4.507 2.060,98 1.182,43 1.674,40 3.721,38 4.507,44
Rio de Janeiro - RJ 1.467 - 14.148 4.742,70 1.466,92 2.881,38 11.680,64 14.147,94
Santana do Livramento - RS 1.332 - 1.663 1.363,50 1.332,29 1.373,00 1.373,00 1.663,02
Recife - PE 1.096 - 6.039 2.670,28 1.095,71 2.498,68 4.986,07 6.039,28
Curitiba - PR 1.306 - 7.597 2.866,68 1.305,80 2.012,00 6.272,01 7.596,84
Manaus - AM 1.216 - 9.324 3.367,73 1.216,07 2.354,98 7.698,13 9.324,21
Serra - ES 1.244 - 2.835 1.745,96 1.244,31 1.678,47 2.340,94 2.835,42
Cuiabá - MT 1.218 - 3.859 1.812,62 1.217,82 1.379,17 3.185,85 3.858,80
Fortaleza - CE 1.201 - 4.106 2.104,56 1.200,62 1.900,00 3.389,69 4.105,69
Salvador - BA 1.060 - 3.889 1.614,34 1.059,82 1.145,43 3.210,72 3.888,92
Aparecida de Goiânia - GO 1.298 - 11.765 3.393,10 1.298,27 1.750,00 9.712,88 11.764,54
Uberlândia - MG 1.337 - 6.904 2.722,55 1.336,83 2.038,95 5.700,00 6.904,01
Guarulhos - SP 2.067 - 20.035 6.190,83 2.066,67 3.000,00 16.541,07 20.035,04
Porto Alegre - RS 1.339 - 3.499 2.029,24 1.339,21 1.740,00 2.888,77 3.498,96
João Pessoa - PB 1.425 - 3.406 1.802,99 1.425,11 1.425,11 2.811,67 3.405,58
Vila Velha - ES 1.086 - 6.197 2.547,24 1.086,23 1.772,50 5.116,49 6.197,25


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.406 - 6.310 2.381,42 1.406,19 1.450,00 5.209,78 6.310,24
Minas Gerais 1.185 - 5.235 2.266,41 1.185,29 1.725,98 4.322,18 5.235,15
Rio Grande do Sul 1.315 - 4.590 2.087,37 1.314,63 1.500,00 3.789,36 4.589,78
Goiás 1.199 - 4.550 2.079,59 1.199,19 1.586,00 3.756,73 4.550,27
Mato Grosso 1.193 - 4.216 2.113,78 1.193,29 1.800,00 3.480,42 4.215,59
Paraná 1.376 - 8.855 3.198,76 1.375,75 2.000,00 7.311,01 8.855,32
Rio de Janeiro 1.328 - 11.774 3.974,22 1.328,26 2.500,00 9.720,47 11.773,73
Santa Catarina 1.454 - 7.978 3.217,57 1.453,52 2.500,00 6.586,36 7.977,59
Bahia 1.106 - 6.696 2.665,12 1.106,46 2.127,40 5.528,60 6.696,40
Espírito Santo 1.154 - 6.216 2.497,29 1.154,15 1.679,24 5.132,19 6.216,27
Pernambuco 1.106 - 5.333 2.373,33 1.105,91 1.862,59 4.403,27 5.333,37
Distrito Federal 1.236 - 4.358 2.041,67 1.235,88 1.589,75 3.598,01 4.358,02
Ceará 1.106 - 6.520 2.549,29 1.105,66 1.800,00 5.382,65 6.519,63
Maranhão 1.057 - 3.900 1.753,89 1.057,47 1.390,81 3.220,14 3.900,33
Pará 1.085 - 4.265 1.823,50 1.084,76 1.362,08 3.520,90 4.264,62
Mato Grosso do Sul 1.228 - 3.757 1.912,34 1.228,46 1.667,25 3.101,69 3.756,86
Rondônia 1.155 - 3.914 1.814,39 1.154,67 1.500,00 3.231,59 3.914,20
Rio Grande do Norte 1.266 - 6.871 3.139,07 1.265,83 2.513,90 5.672,46 6.870,65
Paraíba 1.418 - 4.540 2.111,67 1.418,41 1.800,00 3.748,10 4.539,81
Amazonas 1.216 - 9.324 3.367,73 1.216,07 2.354,98 7.698,13 9.324,21
Sergipe 1.107 - 3.631 1.706,73 1.107,00 1.518,22 2.997,97 3.631,23
Piauí 1.148 - 4.333 2.263,18 1.147,50 2.206,38 3.577,00 4.332,57
Tocantins 1.088 - 2.215 1.392,54 1.087,68 1.368,03 1.829,08 2.215,43
Acre 1.158 - 5.021 2.175,96 1.158,30 1.545,00 4.145,27 5.020,87
Alagoas 1.376 - 7.267 2.774,69 1.375,76 2.210,27 6.000,00 7.267,38
Amapá 1.181 - 5.329 2.211,31 1.180,50 2.145,00 4.400,00 5.329,41


Principais locais de trabalho

Gerentes de suprimentos os profissionais da família podem ser encontrados, principalmente, em empresas e instituições de grande porte, englobando sob suas responsabilidades as áreas de compras, almoxarifado e logística. Seu trabalho pode se desenvolver nas mais diversas atividades econômicas e é desejável que demonstrem habilidade de negociação, os trabalhadores podem estar sujeitos à fadiga e stresse, fruto do trabalho sob pressão. O vínculo de trabalho mais comum é como empregado com carteira.


O que é preciso para trabalhar na área dos Gerentes de suprimentos

O acesso às ocupações gerenciais nesta área pode se dar por ascensão de carreira de pessoal de compras da empresa, com ou sem escolaridade de nível superior. Para preenchimento de vagas com profissionais externos, normalmente, procura-se recrutar profissionais com nível superior completo e cinco anos de experiência mínima anterior na função.


Funções e atividades do Administrador de materiais

Gerentes de suprimentos devem:

  • comunicar-se;
  • gerenciar compras;
  • realizar importações;
  • coordenar Área de logística de suprimentos;
  • descartar resíduos, sucatas e produtos descontinuados;
  • controlar fornecedores;
  • desenvolver novos fornecedores;
  • administrar estoques;
  • demonstrar competências pessoais;

  • Atividades

    • desenvolver capacidade de observação;
    • controlar orçamento de compras por centros de custos;
    • programar a execução das entregas;
    • comunicar-se via telefone, fax e celular;
    • verificar linhas de financiamento;
    • determinar condições de embarque dos materiais;
    • negociar formas de pagamento com fornecedores;
    • orientar formas de estocagem;
    • monitorar preços de mercado;
    • supervisionar recebimento dos materiais adquiridos;
    • contratar despachante;
    • identificar novos fornecedores;
    • administrar espaço de estocagem;
    • elaborar relatórios;
    • monitorar nível de estoques;
    • aplicar legislação referente a produtos controlados;
    • visitar fornecedores;
    • fixar critérios para descarte;
    • acompanhar legislação ambiental relativa a descarte de resíduos;
    • demonstrar capacidade de convencimento;
    • demonstrar responsabilidade;
    • manter-se atualizado;
    • planejar estoques;
    • demonstrar criatividade;
    • controlar alteração de preços;
    • cotar preços para compras especiais;
    • comunicar-se via correio eletrônico (e-mail);
    • acionar companhia de seguros em caso de sinistro;
    • realizar parcerias com fornecedores;
    • redigir comunicados e normas;
    • controlar produtos consignados de fornecedores;
    • estabelecer critérios de atualização do cadastro de fornecedores;
    • supervisionar trabalho do despachante;
    • demonstrar liderança;
    • demonstrar capacidade de inovação;
    • aprovar pedidos de compras;
    • revelar eficiência;
    • celebrar contratos;
    • acompanhar os indicadores de eficiência do departamento;
    • controlar entrada e saída de materiais acabados e semi acabados processados por terceiros;
    • qualificar novos fornecedores;
    • avaliar processo produtivo do fornecedor;
    • processar a venda direta de sucatas e produtos inativos;
    • subsidiar com informações o desenvolvimento de novos produtos da empresa;
    • comunicar-se com fornecedores;
    • controlar contratos;
    • contratar leiloeiro;
    • demonstrar flexibilidade;
    • negociar preços com fornecedores;
    • calcular preço final da importação;
    • contratar empresas especializadas em descartes;
    • participar de reuniões;
    • atender auditoria interna e externa;
    • verificar alternativas de aquisições de materiais no mercado externo;
    • identificar novos produtos;
    • expressar-se em outros idiomas;
    • liderar reuniões;
    • elaborar procedimentos de inventários de estoques;
    • analisar cotações;
    • adequar prazos de entrega às necessidades do cliente interno;
    • demonstrar sensatez;
    • levantar informações financeiras dos fornecedores;
    • definir forma de pagamento;
    • supervisionar movimentação interna dos materiais;
    • reportar-se a diretores;
    • dominar o sistema produtivo da empresa;
    • relacionar-se com os departamentos da empresa;
    • equalizar preços ofertados;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • desqualificar fornecedor;
    • calcular giro de estoques;
    • controlar custos de transporte;
    • analisar necessidades de compras do cliente interno;
    • pesquisar informações cadastrais de fornecedores;
    • demonstrar capacidade de trabalhar sob pressão;
    • acompanhar embarque e desembarque dos materiais;
    • identificar novos fornecedores em revistas, internet e guias;
    • identificar novos fornecedores em feiras e congressos;
    • priorizar compras de emergência;
    • avaliar desempenho do fornecedor;
    • controlar índice de aproveitamento de materiais processados para terceiros;
    • definir meio de transporte e rota;
    • coordenar recursos de transporte;
    • demonstrar objetividade;
    • fixar prazos e quantidades mínimas para compras;
    • demonstrar habilidade para negociar;
    • definir critérios de venda de sucata e produtos inativos;
    • negociar garantia de funcionamento e assistência técnica;
    • operacionalizar inventário de estoques;
    • demonstrar clareza na comunicação oral e escrita;
    • solicitar contratação de seguro e câmbio;
    • identificar materiais inativos;
    • analisar custos incidentes na compra;
    • contratar serviços de terceiros;

    Setores que mais contratam Administrador de materiais no mercado de trabalho

    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Comércio varejista de materiais de construção em geral
    • Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - supermercados
    • Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios
    • Comércio atacadista de produtos alimentícios em geral
    • Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores
    • Comércio varejista de móveis
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Construção de edifícios




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: