Salário para o cargo de Tecnólogo em produção audiovisual
CBO 2621-35 > Produtores artísticos e culturais

Tecnólogo em produção audiovisual - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Implementam projetos de produção de espetáculos artísticos e culturais (teatro, dança, ópera, exposições e outros), audiovisuais (cinema, vídeo, televisão, rádio e produção musical) e multimídia. Para tanto criam propostas, realizam a pré-produção e finalização dos projetos, gerindo os recursos financeiros disponíveis para o mesmo.

Quanto ganha um Tecnólogo em produção audiovisual

Um Tecnólogo em produção audiovisual trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.429,23 e R$ 7.778,25, com a média salarial de R$ 2.998,35 e o salário mediana em R$ 2.200,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Tecnólogo em produção audiovisual

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.998,35 35.980,22 749,59 14,85
1º Quartil 1.429,23 17.150,81 357,31 7,08
Salário Mediana 2.200,00 26.400,00 550,00 10,90
3º Quartil 5.932,02 71.184,27 1.483,01 29,38
Teto Salarial 7.778,25 93.338,95 1.944,56 38,53


Categorias profissionais do cargo

  • Profissionais das ciências e das artes
    • Comunicadores, artistas e religiosos
      • Profissionais de espetáculos e das artes
        • Produtores artísticos e culturais

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.509 - 7.331 3.197,84 1.508,50 2.472,66 6.052,51 7.330,99
Brasília - DF 3.782 - 8.724 5.837,90 3.782,41 5.761,99 7.202,49 8.723,87
Rio de Janeiro - RJ 1.672 - 8.977 3.490,50 1.672,23 2.250,00 7.411,24 8.976,71
Belo Horizonte - MG 1.522 - 4.633 2.457,15 1.521,82 2.323,02 3.824,67 4.632,56
Curitiba - PR 1.390 - 3.471 1.898,20 1.389,53 1.600,00 2.865,69 3.471,01
Porto Alegre - RS 1.398 - 4.845 2.284,05 1.398,00 2.064,69 4.000,00 4.844,92
Maringá - PR 1.370 - 3.416 1.893,57 1.370,00 1.556,00 2.820,00 3.415,67
Bauru - SP 1.400 - 2.544 1.641,23 1.400,00 1.500,00 2.100,00 2.543,58
Goiânia - GO 1.777 - 3.714 2.194,77 1.777,33 2.000,00 3.066,67 3.714,44
Salvador - BA 1.414 - 4.245 2.377,04 1.414,04 2.318,68 3.504,90 4.245,24
Fortaleza - CE 1.846 - 3.610 2.363,57 1.846,12 2.280,00 2.980,54 3.610,12
Recife - PE 1.323 - 4.543 2.360,45 1.323,49 2.115,06 3.750,37 4.542,56
Cuiabá - MT 1.384 - 2.327 1.676,60 1.383,75 1.680,00 1.921,19 2.327,00
Barueri - SP 1.250 - 22.712 6.187,80 1.250,00 2.250,00 18.751,20 22.712,02
Blumenau - SC 1.681 - 4.239 2.483,83 1.681,35 2.800,00 3.500,00 4.239,31
Santana de Parnaíba - SP 1.600 - 2.422 1.777,32 1.600,00 1.800,00 2.000,00 2.422,46
Santos - SP 2.200 - 3.313 2.599,55 2.200,00 2.735,33 2.735,33 3.313,11
Aparecida de Goiânia - GO 1.800 - 2.180 1.800,00 1.800,00 1.800,00 1.800,00 2.180,21
Indaial - SC 1.893 - 2.511 1.923,29 1.893,37 1.893,37 2.072,87 2.510,72
Osasco - SP 1.613 - 1.954 1.612,88 1.612,88 1.612,88 1.612,88 1.953,57


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.451 - 7.039 2.955,87 1.451,31 2.129,46 5.811,05 7.038,52
Distrito Federal 3.782 - 8.724 5.837,90 3.782,41 5.761,99 7.202,49 8.723,87
Paraná 1.350 - 3.261 1.865,11 1.349,94 1.600,00 2.692,17 3.260,84
Rio de Janeiro 1.628 - 8.977 3.417,52 1.627,78 2.250,00 7.411,24 8.976,71
Minas Gerais 1.347 - 4.736 2.466,32 1.346,59 2.346,04 3.910,34 4.736,32
Rio Grande do Sul 1.420 - 4.338 2.302,70 1.419,83 2.132,35 3.581,67 4.338,22
Goiás 1.296 - 3.198 1.940,09 1.296,40 2.000,00 2.640,00 3.197,65
Santa Catarina 1.570 - 4.628 2.371,98 1.570,34 1.893,37 3.820,78 4.627,85
Bahia 1.159 - 3.971 2.093,91 1.159,28 2.068,65 3.278,68 3.971,23
Ceará 1.846 - 3.610 2.363,57 1.846,12 2.280,00 2.980,54 3.610,12
Pernambuco 1.323 - 4.543 2.360,45 1.323,49 2.115,06 3.750,37 4.542,56
Mato Grosso 1.384 - 2.327 1.676,60 1.383,75 1.680,00 1.921,19 2.327,00
Espírito Santo 1.889 - 6.743 4.017,22 1.889,25 3.955,06 5.566,89 6.742,78


Principais locais de trabalho

Produtores artísticos e culturais trabalham principalmente em atividades culturais, recreativas, desportivas, em empresas públicas ou privadas, como empregados ou prestadores de serviços. As habilidades de pesquisa, organização, supervisão e de relacionamento interpessoal são importantes para o exercício das suas atividades, as quais se desenvolvem predominantemente em equipes e em horários irregulares.


O que é preciso para trabalhar na área dos Produtores artísticos e culturais

Essas ocupações não demandam nível de escolaridade determinado para seu desempenho, sendo possível que sua aprendizagem ocorra na prática. Seguindo a tendência de profissionalização que vem ocorrendo na área das artes, contudo, pode-se afirmar que, cada vez mais, será desejável que os profissionais apresentem escolaridade de nível superior.


Funções e atividades do Tecnólogo em produção audiovisual

Produtores artísticos e culturais devem:

  • criar propostas de projetos cênicos, audiovisuais e multimídia;
  • comunicar-se;
  • implementar projetos de produção de espetáculos cênicos, audiovisuais e multimídia;
  • gerir recursos financeiros do projeto;
  • finalizar produção;
  • demonstrar competências pessoais;
  • pré-produzir projetos cênicos, audiovisuais e multimídia;

  • Atividades

    • demonstrar capacidade de liderança;
    • construir mapa de produção;
    • atribuir créditos à equipe, elenco, apoiadores, colaboradores e patrocinadores;
    • supervisionar atividades de edição e montagem de áudio e vídeo;
    • definir fluxograma financeiro;
    • definir identidade visual do projeto;
    • demonstrar proatividade;
    • coordenar atividades para a transmissão ao vivo de programas;
    • prestar contas relativas ao projeto realizado;
    • coordenar atividades para captação de imagens e sons;
    • demonstrar flexibilidade;
    • contratar equipe e serviços de finalização;
    • demonstrar capacidade de administrar o tempo;
    • acompanhar ensaios;
    • demonstrar capacidade de persuasão;
    • masterizar áudio;
    • viabilizar distribuição dos produtos;
    • definir meios de distribuição/veiculação;
    • contratar elenco;
    • demonstrar criatividade;
    • participar das discussões sobre a política voltada para cinema, tv, rádio , teatro, música e internet;
    • contratar locações;
    • criar repertório;
    • administrar conflitos;
    • viabilizar condições de divulgação da obra;
    • demonstrar capacidade de lidar com imprevistos;
    • saldar débitos;
    • adequar projeto às exigências legais (direitos autorais, lei do incentivo, encargos sociais, etc.);
    • elaborar projetos para a captação de recursos;
    • gerenciar cronograma;
    • demonstrar capacidade de trabalhar sob pressão;
    • sugerir equipe técnica em conformidade com o projeto;
    • demonstrar capacidade de articulação profissional;
    • elaborar relatórios;
    • distribuir tarefas;
    • gerar animações;
    • editar áudio;
    • captar recursos, benefícios e apoios para a produção;
    • adequar propostas aos recursos;
    • orçar projeto;
    • contratar músicos e arranjadores;
    • organizar ensaios;
    • socializar as informações referentes à produção;
    • elaborar cronograma de desembolso de recursos;
    • identificar público-alvo;
    • contratar equipamentos;
    • montar produto final em mídias;
    • pesquisar temáticas;
    • registrar produto final nos órgãos competentes;
    • sugerir equipe artística em conformidade com o projeto;
    • demonstrar capacidade de atenção difusa;
    • registrar projeto nos órgãos competentes;
    • manter intercâmbio com profissionais da área;
    • dialogar com equipes artísticas;
    • demonstrar capacidade de propor soluções;
    • contratar serviços em geral: transporte, alimentação, hospedagem, seguros etc;
    • levantar condições técnicas e materiais para execução do projeto;
    • participar de cursos, eventos, seminários, congressos, intercâmbios etc.;
    • selecionar repertório;
    • adequar conteúdo;
    • definir temática;
    • definir equipe técnica;
    • demonstrar sensibilidade artística;
    • elaborar estratégias de marketing;
    • controlar execução financeira;
    • demonstrar capacidade de conciliação;
    • monitorar desenvolvimento do projeto;
    • mixar áudio;
    • demonstrar capacidade de trabalhar em equipe;
    • dialogar com equipes técnicas;
    • contatar apoiadores, colaboradores e patrocinadores;
    • demonstrar paciência;
    • estudar roteiro;
    • definir cronogramas;
    • contratar equipe técnica;
    • criar roteiro;
    • pesquisar tendências;
    • decupar tecnicamente o roteiro;
    • editar vídeo;
    • analisar qualidade do produto final;
    • pós-produzir filme e vídeo(corrigir cor, luz, inserir efeitos e texto);


    Setores que mais contratam Tecnólogo em produção audiovisual no mercado de trabalho

    • Atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão
    • Agências de publicidade
    • Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais não especificados anteriormente, sem operador
    • Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Atividades de televisão aberta
    • Educação profissional de nível técnico
    • Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas
    • Educação superior - graduação
    • Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: