Salário para o cargo de Trabalhador da cultura de pinha
CBO 6225-05 > Trabalhadores agrícolas na fruticultura

Trabalhador da cultura de pinha - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Realizam tratos culturais em fruticultura, preparam solo e plantam espécies frutíferas, produzem mudas e sementes. Colhem, beneficiam e acondicionam frutas e frutos. Auxiliam na irrigação das plantações.

Quanto ganha um Trabalhador da cultura de pinha

Um Trabalhador da cultura de pinha trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.092,09 e R$ 2.722,41, com a média salarial de R$ 1.379,14 e o salário mediana em R$ 1.163,56 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Trabalhador da cultura de pinha

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.379,14 16.549,72 344,79 6,30
1º Quartil 1.092,09 13.105,03 273,02 4,99
Salário Mediana 1.163,56 13.962,72 290,89 5,31
3º Quartil 2.076,23 24.914,76 519,06 9,48
Teto Salarial 2.722,41 32.668,98 680,60 12,43


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Trabalhadores na exploração agropecuária
      • Trabalhadores agrícolas
        • Trabalhadores agrícolas na fruticultura

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.107 - 1.721 1.249,76 1.107,48 1.227,60 1.420,88 1.721,01
Bebedouro - SP 1.154 - 2.285 1.341,77 1.153,84 1.163,55 1.886,15 2.284,56
Vacaria - RS 1.276 - 1.601 1.300,29 1.276,17 1.320,00 1.321,81 1.601,02
Matão - SP 1.162 - 1.431 1.167,73 1.162,29 1.163,55 1.181,54 1.431,12
Petrolina - PE 1.080 - 1.348 1.092,24 1.079,77 1.088,00 1.113,19 1.348,33
Juazeiro - BA 1.086 - 1.329 1.089,69 1.085,68 1.088,00 1.097,09 1.328,82
Comendador Gomes - MG 1.122 - 1.409 1.153,24 1.122,31 1.163,55 1.163,55 1.409,33
Colômbia - SP 1.129 - 3.436 1.573,55 1.128,61 1.165,00 2.836,87 3.436,10
Luís Antônio - SP 1.143 - 1.982 1.277,44 1.143,42 1.165,00 1.636,45 1.982,12
Fraiburgo - SC 1.192 - 1.556 1.233,34 1.192,26 1.216,60 1.284,53 1.555,86
Casa Nova - BA 1.085 - 1.353 1.094,65 1.085,24 1.088,00 1.117,38 1.353,41
Botucatu - SP 1.146 - 1.724 1.224,74 1.145,62 1.165,00 1.423,46 1.724,14
Capela do Alto - SP 1.156 - 1.762 1.235,08 1.155,54 1.165,00 1.454,93 1.762,25
Mogi-Guaçu - SP 1.130 - 2.803 1.443,47 1.129,78 1.165,00 2.314,09 2.802,90
Monte Azul Paulista - SP 1.163 - 1.433 1.168,46 1.163,37 1.163,56 1.183,34 1.433,30
Monte Carlo - SC 1.215 - 1.556 1.246,03 1.214,69 1.216,60 1.284,51 1.555,83
Lagoa Grande - PE 1.083 - 1.341 1.091,74 1.083,41 1.088,00 1.106,94 1.340,76
Pirassununga - SP 1.164 - 1.425 1.166,88 1.163,55 1.163,55 1.176,88 1.425,47
Santa Cruz do Rio Pardo - SP 1.163 - 1.413 1.164,38 1.163,42 1.163,56 1.166,98 1.413,48
Ipanguaçu - RN 1.057 - 1.293 1.059,56 1.057,00 1.057,00 1.067,22 1.292,65


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.135 - 2.918 1.468,58 1.134,82 1.163,80 2.408,93 2.917,77
Rio Grande do Sul 1.272 - 1.606 1.300,08 1.271,69 1.320,00 1.325,59 1.605,60
Santa Catarina 1.196 - 1.580 1.237,92 1.196,36 1.216,60 1.304,55 1.580,11
Bahia 1.073 - 1.349 1.090,85 1.073,42 1.088,00 1.113,99 1.349,30
Pernambuco 1.081 - 1.348 1.092,53 1.080,83 1.088,00 1.113,29 1.348,45
Minas Gerais 1.056 - 2.109 1.272,84 1.055,85 1.163,55 1.740,83 2.108,54
Paraná 1.203 - 1.732 1.319,08 1.203,50 1.383,80 1.429,80 1.731,82
Rio Grande do Norte 1.057 - 1.294 1.059,87 1.056,93 1.057,00 1.068,56 1.294,27
Ceará 1.043 - 13.906 3.640,28 1.042,87 1.045,00 11.480,79 13.905,88
Espírito Santo 1.067 - 1.465 1.103,72 1.067,10 1.069,00 1.209,80 1.465,35
Sergipe 1.044 - 1.604 1.114,12 1.043,88 1.045,00 1.324,10 1.603,79
Maranhão 1.045 - 1.313 1.054,57 1.045,00 1.045,00 1.083,65 1.312,55
Goiás 1.045 - 1.441 1.080,99 1.045,00 1.045,00 1.190,07 1.441,45
Tocantins 1.045 - 1.358 1.063,95 1.045,00 1.045,00 1.120,80 1.357,54
Paraíba 1.045 - 1.316 1.055,31 1.045,00 1.045,00 1.086,25 1.315,70
Piauí 1.045 - 1.505 1.141,67 1.045,00 1.148,24 1.242,80 1.505,32
Mato Grosso do Sul 1.146 - 101.446 20.231,65 1.146,00 1.165,00 83.754,38 101.445,82
Distrito Federal 1.045 - 2.295 1.229,65 1.045,00 1.045,00 1.895,00 2.295,28


Principais locais de trabalho

Trabalhadores agrícolas na fruticultura são trabalhadores com carteira assinada, empregados na agricultura ou porcenteiros. O trabalho é realizado em equipe, com supervisão. O local de trabalho é a céu aberto, durante o dia. Em suas atividades, os profissionais permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos e podem ficar expostos a material tóxico e a variações climáticas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores agrícolas na fruticultura

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com escolaridade de ensino fundamental a qualificação é contínua, realizada na prática, com auxílio de órgãos governamentais de assistência técnica e de extensão rural. O pleno exercício das atividades ocorre em menos de um ano de experiência. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Trabalhador da cultura de pinha

Trabalhadores agrícolas na fruticultura devem:

  • beneficiar frutas e frutos;
  • realizar tratos culturais em fruticultura;
  • acondicionar frutas e frutos;
  • preparar solo para plantio;
  • colher frutas e frutos;
  • produzir mudas e sementes;
  • demonstrar competências pessoais;
  • plantar espécies frutíferas;
  • auxiliar em irrigação de plantações de espécies frutíferas;

  • Atividades

    • despolpar frutas e frutos;
    • trabalhar em equipe;
    • secar sementes de mamão, limão, melancia, melão e maracujá;
    • inspecionar culturas;
    • colher morango, amora, acerola, pitanga e framboesa;
    • usar equipamentos de proteção individual (epi);
    • nivelar solo;
    • armazenar embalagens de defensivos agrícolas em locais de segurança;
    • gradear solo;
    • trocar bicos de gotejo;
    • colher pêssego, nectarina, quivi, ameixa e caqui;
    • aplicar calcário em solo;
    • transportar mudas de viveiro para campo;
    • balizar solo;
    • ralear frutos;
    • irrigar plantações com mangueiras;
    • construir canteiros;
    • guardar frutas em câmaras frias;
    • identificar mutações genéticas;
    • empurrar carriola com frutas e frutos;
    • espalhar cobertura morta em plantações;
    • confeccionar sombreiros para espécies frutíferas;
    • regar mudas e sementes;
    • desentupir aspersores;
    • pulverizar adubos foliares, defensivos químicos, orgânicos e pesticidas;
    • trocar borracha de canos;
    • lavar frutas e frutos;
    • dispor mudas em embalagens plásticas;
    • plantar mudas de pinos, eucalipto e sanção (quebra-vento);
    • limpar instalações e equipamentos;
    • retirar frutas e frutos estragados;
    • classificar frutas e frutos;
    • colher maçã, pêra, frutas cítricas, goiaba e maracujá;
    • limpar filtro de bomba de gotejamento;
    • realizar tríplice lavagem de embalagens de defensivos agrícolas;
    • roçar área de plantio;
    • banhar frutas e frutos em conservantes;
    • catar cupuaçu, cajá e umbu;
    • colher manga, caju e abacate;
    • capinar plantações;
    • roçar plantações;
    • cortar bananeira;
    • podar espécies frutíferas;
    • construir viveiros;
    • destalar mamão;
    • depositar sementes em germinador;
    • depositar mudas de macieira e pessegueiro em câmaras frias;
    • encerar frutas cítricas;
    • enxertar espécies frutíferas;
    • guardar frutas e frutos em caixas e sacolas;
    • controlar saída de água de registros;
    • cobrir canteiros de morango com plástico (polietileno);
    • cortar cachos de uvas;
    • verificar ponto de colheita de frutas;
    • demarcar canteiros de morango em campo;
    • medir temperatura e umidade de instalações;
    • transplantar mudas de frutas e frutos de viveiro para solo;
    • demonstrar habilidade manual em colheita de frutas;
    • destalar abacaxi;
    • demonstrar resistência física;
    • cortar graviola, fruta do conde, pinha e atemóia;
    • adubar solo;
    • cortar melão e melancia;
    • pesar produção;
    • conduzir galhos de espécies frutíferas;
    • deslocar aspersores em plantações;
    • abrir covas;
    • formar leiras com vegetação morta;
    • selecionar sementes e mudas;
    • coletar amostras de solo;
    • perceber alterações no desenvolvimento de plantas;
    • ensacar frutas e frutos com conservantes;
    • guardar frutas em instalações;
    • lavar sementes de espécies frutíferas;
    • retirar plantas doentes;
    • demonstrar agilidade em classificação de frutas;
    • arrancar ervas daninhas;
    • carregar caminhão com frutas e frutos;
    • formar coroas ao redor da planta;
    • arar solo;
    • desbrotar espécies frutíferas;

    Setores que mais contratam Trabalhador da cultura de pinha no mercado de trabalho

    • Cultivo de laranja
    • Cultivo de maçã
    • Atividades de apoio à agricultura
    • Serviço de preparação de terreno, cultivo e colheita
    • Cultivo de uva
    • Cultivo de frutas de lavoura permanente
    • Cultivo de manga
    • Cultivo de banana
    • Cultivo de cana-de-açúcar
    • Comércio atacadista de frutas, verduras, raízes, tubérculos, hortaliças e legumes frescos




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Supervisor de trens
    Supervisores dos serviços de transporte, turismo, hotelaria e administração de edifícios

    Supervisor de trens