Salário para o cargo de Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas)
CBO 3142-05 > Técnicos mecânicos (ferramentas)

Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Pesquisam o mercado, desenvolvem e realizam manutenção de ferramentas e dispositivos para fabricação mecânica. Providenciam recursos técnicos para a fabricação do produto final para o qual foram desenvolvidas as ferramentas. Planejam a manutenção preventiva e corretiva de equipamentos e ferramentas, bem como propõem melhoria contínua de processos de fabricação, segundo critérios de qualidade e segurança no trabalho. Podem prestar assistência técnica.

Quanto ganha um Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas)

Um Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.783,98 e R$ 13.599,68, com a média salarial de R$ 4.601,93 e o salário mediana em R$ 3.000,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 4.601,93 55.223,15 1.150,48 21,28
1º Quartil 1.783,98 21.407,79 446,00 8,25
Salário Mediana 3.000,00 36.000,00 750,00 13,87
3º Quartil 10.371,69 124.460,32 2.592,92 47,96
Teto Salarial 13.599,68 163.196,11 3.399,92 62,89


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Técnicos em metalmecânica
        • Técnicos mecânicos (ferramentas)

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Não-Me-Toque - RS 2.179 - 3.889 2.573,28 2.179,47 2.421,54 3.210,94 3.889,18
Joinville - SC 2.624 - 7.330 4.042,33 2.623,76 3.912,03 6.051,31 7.329,53
São Paulo - SP 2.040 - 8.163 4.132,61 2.040,37 3.919,03 6.739,22 8.162,75
Caxias do Sul - RS 2.080 - 6.227 3.258,69 2.079,68 2.897,75 5.140,92 6.226,83
Curitiba - PR 1.686 - 11.655 4.817,48 1.685,92 4.000,00 9.622,44 11.654,99
Novo Hamburgo - RS 1.760 - 7.685 2.838,82 1.760,00 1.760,00 6.344,98 7.685,22
Guarulhos - SP 2.176 - 7.527 3.641,64 2.176,35 3.000,00 6.213,99 7.526,57
Diadema - SP 3.278 - 9.192 5.202,35 3.277,99 4.521,69 7.588,58 9.191,51
Rio de Janeiro - RJ 1.724 - 3.290 2.378,61 1.724,09 2.542,37 2.716,19 3.289,92
Sorocaba - SP 1.665 - 13.601 5.402,36 1.664,67 3.749,90 11.229,29 13.601,25
São José dos Pinhais - PR 2.606 - 10.792 5.508,98 2.606,26 5.408,54 8.909,71 10.791,71
São Bernardo do Campo - SP 1.949 - 12.363 5.281,99 1.948,68 4.327,12 10.206,69 12.362,65
São José dos Campos - SP 2.634 - 8.805 4.205,43 2.634,12 3.375,81 7.269,44 8.804,97
Caucaia - CE 1.431 - 3.665 2.275,23 1.431,04 2.360,00 3.025,48 3.664,56
Salto - SP 1.980 - 4.249 2.590,51 1.980,28 2.495,50 3.508,36 4.249,43
São Carlos - SP 2.951 - 9.690 5.288,21 2.951,43 4.200,00 8.000,00 9.689,84
Macaé - RJ 1.600 - 4.232 2.138,84 1.600,00 1.800,00 3.494,20 4.232,28
Mauá - SP 1.461 - 6.256 3.134,73 1.461,27 3.500,00 5.164,78 6.255,73
Santo André - SP 1.922 - 5.592 3.126,38 1.921,50 2.873,20 4.617,20 5.592,49
Brusque - SC 1.650 - 5.688 3.004,80 1.649,75 2.862,30 4.695,99 5.687,92


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 2.055 - 9.562 4.370,88 2.055,27 3.526,43 7.894,51 9.562,06
Rio Grande do Sul 1.667 - 6.619 3.035,22 1.666,78 2.563,97 5.464,67 6.618,97
Santa Catarina 2.222 - 6.840 3.694,47 2.221,99 3.500,00 5.647,23 6.840,10
Paraná 1.653 - 10.818 4.486,05 1.653,19 3.600,00 8.931,35 10.817,92
Rio de Janeiro 1.625 - 87.444 18.644,35 1.624,54 2.542,37 72.194,24 87.443,83
Minas Gerais 1.619 - 7.183 3.290,74 1.618,63 3.000,00 5.929,94 7.182,52
Ceará 1.431 - 3.665 2.215,59 1.431,04 2.360,00 3.025,48 3.664,56
Goiás 1.380 - 3.105 2.187,41 1.379,98 2.500,00 2.563,38 3.104,84
Amazonas 2.500 - 6.158 3.604,95 2.500,00 3.608,40 5.084,14 6.158,06


Principais locais de trabalho

Técnicos mecânicos (ferramentas) atuam em empresas de fabricação de máquinas, equipamentos e produtos metalúrgicos, nas áreas de desenvolvimento, fabricação e manutenção de ferramentas e dispositivos de fabricação mecânica. São empregados assalariados, com carteira assinada e normalmente trabalham em rodízio de turnos e em grupos de trabalho (times), sob supervisão ocasional. Algumas das atividades exercidas por esses técnicos os expõem a ruídos e ao estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos mecânicos (ferramentas)

Para o acesso ao trabalho nessas ocupações requer-se curso técnico em mecânica. É desejável que o técnico tenha cursado também qualificação profissional básica, com carga horária superior a quatrocentas horas-aula. O desempenho profissional pleno geralmente ocorre após três a quatro anos de experiência em construção e manutenção de ferramentas.


Funções e atividades do Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas)

Técnicos mecânicos (ferramentas) devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • trabalhar em conformidade com as normas de segurança;
  • providenciar recursos técnicos para o processo de produção do produto final;
  • pesquisar necessidades de mercado;
  • planejar manutenção preventiva e corretiva de equipamentos e ferramentas;
  • prestar assistência técnica;
  • desenvolver produto final;
  • propor ações de melhoria contínua de processo e de produto;
  • desenvolver processo de produção do produto final;

  • Atividades

    • liderar de acordo com a situação;
    • trabalhar integradamente com o departamento de segurança da empresa;
    • elaborar instruções de rotina de trabalho para operadores;
    • fazer estudo para redução de custos industriais;
    • acompanhar o teste do protótipo;
    • elaborar protótipo;
    • descrever fases do processo de fabricação;
    • definir processo de execução de ferramentas e dispositivos;
    • definir material a ser utilizado na fabricação de ferramentas e dispositivos;
    • definir mão-de-obra interna e externa;
    • agir com empatia;
    • demonstrar capacidade de visualização;
    • buscar autodesenvolvimento;
    • incentivar subordinados;
    • avaliar, junto ao cliente, o produto fornecido;
    • identificar relação custos x benefício técnico do produto;
    • avaliar potencial do consumidor e cliente;
    • desenvolver embalagens para o produto;
    • demonstrar espírito inovador;
    • propor alterações no projeto de máquinas e ferramentas;
    • implementar melhorias no processo;
    • coordenar as fases de execução do protótipo;
    • participar de ações para prevenção de acidentes;
    • orientar clientes sobre riscos na utilização do produto;
    • definir máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • acompanhar a fabricação da ferramenta e do dispositivo;
    • definir parâmetros de fluido de corte;
    • identificar recursos a serem utilizados;
    • pesquisar novas tecnologias para melhoria do produto;
    • enfrentar situações de risco;
    • planejar fases de desenvolvimento da ferramenta;
    • demonstrar raciocínio indutivo;
    • agir com paciência;
    • acompanhar o teste (tryout) de ferramentas e dispositivos;
    • trabalhar em equipe;
    • pesquisar novas tecnologias para aprimoramento de processos;
    • propor atualização no desenho da ferramenta;
    • fazer programas para máquinas;
    • aprovar ferramentas e dispositivos;
    • propor alterações no produto final;
    • aplicar ferramentas da qualidade total;
    • fazer leitura e interpretação de desenho de projeto;
    • avaliar viabilidade de execução do produto;
    • estimar demanda do produto no mercado;
    • definir normas e métodos a serem seguidos;
    • definir parâmetros para tratamento térmico;
    • demonstrar organização no trabalho;
    • definir parâmetros de controle dimensional;
    • definir produto a ser desenvolvido de acordo com a visão de marketing da empresa;
    • tomar decisões;
    • elaborar manuais e catálogos técnicos;
    • mudar postura individual;
    • detectar falhas de processo;
    • propor projetos considerando os aspectos ergonômicos da ferramenta;
    • dar suporte técnico a clientes e visitantes;
    • definir leiaute e fluxo do processo;
    • zelar pelo patrimônio da empresa;
    • utilizar equipamentos de proteção individual (epi) e coletiva (epc);
    • elaborar lista de verificação (checklist) da manutenção de equipamentos e ferramentas;
    • preservar o meio ambiente;
    • planejar o processo produtivo;
    • avaliar a eficácia do processo de produção;
    • identificar pontos críticos para reposição de peças;
    • elaborar plano de visita técnica;
    • dar suporte técnico na elaboração de projetos de ferramentas e dispositivos;
    • demonstrar capacidade de compreensão escrita;
    • elaborar cronograma de manutenção;
    • definir especificações da matéria-prima;
    • gerenciar recursos;
    • atuar com eficácia;
    • avaliar a capabilidade do processo;
    • identificar situações de risco;
    • emitir pareceres técnicos para controle de custos de manutenção;
    • estabelecer procedimentos para manuseio e transporte de ferramentas;
    • testar e aprovar ferramentas em campo;
    • elaborar planilha de custo;
    • treinar técnicos internos e externos na utilização do produto;
    • implantar soluções para correção de falhas detectadas no processo;
    • resolver problemas;
    • propor soluções para eliminar situações de risco;


    Setores que mais contratam Técnico em desenvolvimento de processos (fabricação de ferramentas) no mercado de trabalho

    • Fabricação de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária, peças e acessórios, exceto para irrigação
    • Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Fabricação de artefatos de material plástico para usos industriais
    • Fabricação de outras máquinas e equipamentos de uso geral não especificados anteriormente, peças e acessórios
    • Fabricação de peças e acessórios para o sistema motor de veículos automotores
    • Comércio atacadista de máquinas e equipamentos para uso industrial
    • Produção de artefatos estampados de metal
    • Fabricação de outros produtos de metal não especificados anteriormente
    • Fabricação de máquinas e equipamentos para uso industrial específico não especificados anteriormente, peças e acessórios




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: