Salário para o cargo de Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas)
CBO 3411-10 > Pilotos de aviação comercial, mecânicos de voo

Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Operam aeronaves de pequeno porte para transporte de passageiros ou de cargas ou na realização de serviços especializados, tais como: pulverização agrícola, aerofotogrametria, propaganda aérea, lançamento de paraquedistas e outros, manejando sistemas gerais e comandos, aplicando regras de tráfego aéreo e procedimentos de segurança. Planejam as atividades de vôo, inspecionam aeronaves em terra, externa e internamente, contatam órgãos de controle e outras aeronaves, buscando informações diversas sobre meteorologia, tráfego aéreo, situações nos aeroportos, e preenchem documentação de bordo. Podem atuar em operações de combate a incêndio, salvamento, resgate e treinar alunos novos ou pilotos em aeronaves específicas.

Quanto ganha um Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas)

Um Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 2.033,87 e R$ 14.825,63, com a média salarial de R$ 5.385,51 e o salário mediana em R$ 4.170,92 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 5.385,51 64.626,07 1.346,38 26,62
1º Quartil 2.033,87 24.406,48 508,47 10,05
Salário Mediana 4.170,92 50.051,04 1.042,73 20,62
3º Quartil 11.306,66 135.679,93 2.826,67 55,89
Teto Salarial 14.825,63 177.907,59 3.706,41 73,28


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio em serviços de transportes
      • Técnicos em navegação aérea, marítima e fluvial
        • Pilotos de aviação comercial, mecânicos de voo

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio de Janeiro - RJ 2.247 - 13.039 5.888,27 2.246,74 4.440,12 10.765,18 13.039,11
Curitiba - PR 2.237 - 5.029 3.522,81 2.237,44 3.937,84 4.151,78 5.028,76
São Paulo - SP 3.792 - 24.599 10.399,83 3.792,31 6.469,00 20.309,00 24.598,87
Belo Horizonte - MG 2.390 - 24.225 8.079,92 2.389,79 4.341,84 20.000,00 24.224,60
Barueri - SP 3.723 - 4.804 3.904,85 3.722,54 3.965,86 3.965,86 4.803,57


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio de Janeiro 2.247 - 13.039 5.965,55 2.246,74 4.440,12 10.765,18 13.039,11
São Paulo 1.682 - 18.401 6.016,89 1.681,77 3.965,86 15.191,66 18.400,60
Paraná 2.094 - 4.940 3.148,03 2.094,23 3.451,42 4.078,64 4.940,17
Minas Gerais 1.770 - 17.714 7.440,70 1.769,90 5.422,95 14.625,00 17.714,24
Santa Catarina 2.230 - 7.390 4.416,66 2.230,01 5.000,00 6.101,06 7.389,79
Rio Grande do Sul 1.400 - 3.579 2.089,02 1.400,00 2.044,90 2.954,51 3.578,59


Principais locais de trabalho

Pilotos de aviação comercial, mecânicos de voo atuam nas empresas de transporte aéreo, no interior de aeronaves, em horários irregulares. Os mecânicos de vôo são assalariados, com registro em carteira, as demais ocupações são exercidas por profissionais autônomos. Trabalham sujeitos a pressões e posições desconfortáveis, durante longos períodos. Às vezes com a exposição de material tóxico, radiação, ruído intenso e, também, lesão auricular, contaminação virótica e aceleração da gravidade.


O que é preciso para trabalhar na área dos Pilotos de aviação comercial, mecânicos de voo

Essas ocupações são exercidas por profissionais autônomos com habilitações específicas, nas áreas em que estiverem atuando. Requer- se formação de nível médio, acrescida de cursos profissionalizantes, com duração mínima de duzentas horas-aula como pilotos privados de helicóptero. Para seguir a carreira de piloto comercial, deverão fazer outro curso superior a duzentas horas-aula, ministrados em escolas de aviação. Após a conclusão dos cursos, os profissionais são habilitados pelo Departamento de Aviação Civil (DAC), que lhes concede licenças para atuar na área. Os pilotos podem assumir funções diferentes dentro da aeronave, como comandante ou co- piloto. Já os mecânicos de vôo devem ter formação técnica em mecânica, com especialização em aeronaves. São auxiliares dos comandantes e operam sistemas internos da aeronave, sob supervisão constante. Em aviões modernos, com controles automáticos, não há necessidade desses profissionais, sendo uma ocupação em extinção. Os pilotos agrícolas, normalmente, trabalham cinco meses no ano, a pulverização é uma atividade sazonal. Todos esses profissionais estão expostos à radiação, ruído intenso, sujeitos a lesão auricular, cataratas e contaminações viróticas. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas)

Pilotos de aviação comercial, mecânicos de voo devem:

  • realizar serviços especializados;
  • operar aeronaves;
  • trabalhar com segurança;
  • traçar plano operacional;
  • demonstrar competências pessoais;
  • comunicar-se;
  • agir em situações de emergência e anormalidade;
  • interpretar regras de tráfego aéreo;
  • inspecionar aeronave e equipamentos;

  • Atividades

    • pesquisar pontos de abastecimento de combustível;
    • conferir tipos de cargas e embalagens a bordo;
    • manusear extintores de incêndio;
    • demonstrar paciência;
    • obter autorização para local de pouso;
    • supervisionar serviços de manutenção e compra de componentes;
    • conferir peso da carga;
    • preencher comunicado de segurança;
    • usar máscara de oxigênio (voo sem pressurização, acima de 10.000 pés);
    • proceder à partida e táxi;
    • verificar condições operacionais do destino e alternativas;
    • operar descida;
    • efetuar procedimentos de abandono;
    • participar de treinamentos de segurança;
    • verificar existência e condições de local para pouso;
    • taxiar aeronave;
    • expressar-se em idioma estrangeiro (inglês);
    • preencher documentação de bordo;
    • ativar sistemas alternativos;
    • reconhecer área de aplicação (agrícola e aerofotogrametria);
    • monitorar rota e altitude autorizadas;
    • aplicar regras de voo visual;
    • conferir documentação da aeronave, manuais e pastas de navegação;
    • operar cruzeiro;
    • alijar (liberar) faixa de propaganda;
    • realizar voos de inspeção em linhas de alta tensão;
    • combater incêndio;
    • adaptar-se à diversidade de culturas;
    • demonstrar uso de equipamentos de emergência;
    • gerenciar procedimentos;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • administrar o estresse;
    • conferir equipamentos de emergência e segurança;
    • calcular número de voos para pulverização;
    • demonstrar liderança;
    • adaptar-se a diferentes climas e horários;
    • comunicar ao comandante as restrições operacionais da aeronave;
    • determinar velocidade e posição de;
    • "efetuar ""check list"" de cada fase da operação (conferir lista já elaborada)";
    • conviver com diferenças;
    • reconfigurar performance da aeronave;
    • providenciar adequação da aeronave ao tipo de serviço;
    • examinar amarração das cargas;
    • trabalhar em equipe;
    • lançar paraquedistas;
    • tomar decisões;
    • ajustar potência do motor;
    • efetuar voo pairado;
    • manusear garrafas de oxigênio portáteis;
    • determinar peso máximo de decolagem e pouso;
    • pescar (enganchar) faixa de propaganda;
    • verificar condições meteorológicas;
    • realizar inspeção externa da aeronave;
    • desativar sistemas previstos;
    • demonstrar autocontrole;
    • comunicar-se por sinais;
    • operar subida;
    • planejar rota e nível de voo (altitude);
    • expressar-se verbalmente;
    • analisar dimensões do heliponto;
    • tirar fotografias aéreas;
    • efetuar cheque de motores, sistemas e instrumentos antes da decolagem;
    • manter contato com órgãos de controle e outras aeronaves;
    • examinar combustível (quantidade, qualidade e tipo);
    • providenciar degelo na aeronave (operação inverno);
    • "gerenciar procedimentos de emergência e anormalidade conforme ""check list""";
    • analisar condições da pista (cumprimento, tipo de piso, altitude e temperatura);
    • combater causas da emergência;
    • agendar manutenção preventiva, periódica e corretiva;
    • checar sistemas operacionais da aeronave;
    • operar aproximação;
    • monitorar sistemas que compõem a aeronave;
    • usar equipamentos de proteção individual;
    • interpretar cartas e mapas;
    • controlar potências e velocidades de acordo com fases de voo;
    • identificar a anormalidade ou emergência;
    • consultar publicações do depv (diretoria de eletrônica e proteção ao voo);
    • preparar notificação de voo;
    • pousar aeronave;
    • submeter-se à revalidação de exames de capacidade física, habilitação técnica e vacinas;
    • orientar-se espacialmente;
    • decolar aeronave;
    • dar provas de coordenação motora para manuseio de painéis e outros comandos;
    • treinar procedimentos de emergência em simulador de voo;
    • mostrar-se apto fisicamente;
    • examinar posicionamento e distribuição das cargas;
    • conferir execução das ações dos demais tripulantes e auxiliares de terra;
    • desligar motores;
    • acompanhar navegação e consumo de combustível;
    • providenciar descontaminação do sistema de pulverização;
    • alijar (soltar) carga e ou combustível;
    • obter autorização de voo;
    • seguir instruções dos órgãos de controle de tráfego aéreo;
    • comunicar ocorrências ao comandante ou à manutenção;
    • regular sistemas que compõem a aeronave;
    • calcular quantidade de combustível;
    • efetuar acrobacias;
    • acionar apoios de terra;
    • realizar operações resgate e salvamento;
    • "monitorar altura e faixas de aplicação por ""gps"" (sistema global de posição) e ou bandeira";
    • determinar potências do motor conforme tabelas;
    • conferir artigos de comissariaria (alimentos, bebidas, lanternas, farmácia);
    • manejar guincho de içamento (carga externa);
    • consultar manuais da aeronave;
    • efetuar voo a baixa altura;
    • operar sistema de pulverização agrícola;
    • aplicar regras de voo por instrumentos;
    • comunicar emergência aos órgãos de controle através de fonia ou códigos;

    Setores que mais contratam Piloto comercial de helicóptero (exceto linhas aéreas) no mercado de trabalho

    • Serviço de táxi aéreo e locação de aeronaves com tripulação
    • Atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão
    • Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais não especificados anteriormente, sem operador
    • Atividades de produção de fotografias aéreas e submarinas
    • Cursos de pilotagem
    • Holdings de instituições não-financeiras
    • Coleta de resíduos não-perigosos
    • Construção de edifícios
    • Educação infantil - pré-escola
    • Construção de estações e redes de distribuição de energia elétrica




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: