Salário para o cargo de Administrador de empresas
Administradores > CBO 2521-05

Administrador de empresas - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Planejam, organizam, controlam e assessoram as organizações nas áreas de recursos humanos, patrimônio, materiais, informações, financeira, tecnológica, entre outras, implementam programas e projetos, elaboram planejamento organizacional, promovem estudos de racionalização e controlam o desempenho organizacional. Prestam consultoria administrativa a organizações e pessoas.

Quanto ganha um Administrador de empresas

Um Administrador de empresas trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.600,56 e R$ 11.923,82, com a média salarial de R$ 4.312,92 e o salário mediana em R$ 3.135,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Administrador de empresas

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 4.312,92 51.755,02 1.078,23 20,41
1º Quartil 1.600,56 19.206,69 400,14 7,57
Salário Mediana 3.135,00 37.620,00 783,75 14,84
3º Quartil 9.093,61 109.123,33 2.273,40 43,04
Teto Salarial 11.923,82 143.085,79 2.980,95 56,43


Categorias profissionais do cargo

  • Profissionais das ciências e das artes
    • Profissionais das ciências sociais e humanas
      • Profissionais de organização e administração de empresas
        • Administradores

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.942 - 14.249 5.556,85 1.941,64 4.091,82 11.763,92 14.248,81
Rio de Janeiro - RJ 2.121 - 12.789 5.273,18 2.120,86 4.103,42 10.558,97 12.789,34
Belo Horizonte - MG 1.779 - 8.986 4.064,34 1.779,35 3.500,00 7.418,49 8.985,50
Curitiba - PR 1.881 - 9.320 4.055,13 1.881,02 3.182,14 7.694,58 9.319,90
Barueri - SP 1.967 - 10.696 4.556,76 1.967,08 3.680,00 8.830,76 10.696,08
Brasília - DF 1.919 - 11.935 5.027,34 1.919,45 4.085,99 9.853,51 11.934,86
Porto Alegre - RS 1.695 - 8.834 3.827,07 1.694,94 3.000,00 7.293,46 8.834,05
Campinas - SP 1.814 - 11.291 4.536,58 1.814,37 3.457,80 9.322,12 11.291,23
Fortaleza - CE 1.373 - 6.800 3.200,92 1.372,66 2.988,79 5.613,83 6.799,64
Goiânia - GO 1.419 - 7.412 3.317,16 1.419,25 2.785,06 6.119,61 7.412,25
Salvador - BA 1.679 - 9.965 4.033,05 1.678,78 2.925,42 8.227,09 9.964,90
São Caetano do Sul - SP 2.054 - 14.996 6.169,02 2.053,66 4.800,00 12.380,98 14.996,22
Manaus - AM 1.668 - 8.305 3.535,62 1.668,02 2.667,00 6.856,41 8.304,69
Recife - PE 1.446 - 7.492 3.196,97 1.445,83 2.500,00 6.185,07 7.491,55
Ribeirão Preto - SP 1.642 - 6.398 2.989,06 1.642,19 2.464,57 5.282,06 6.397,79
Osasco - SP 1.963 - 13.974 5.792,96 1.962,60 4.600,00 11.536,90 13.973,84
Florianópolis - SC 1.828 - 8.844 3.944,53 1.828,19 3.181,70 7.301,96 8.844,35
São José dos Campos - SP 1.581 - 12.500 4.753,28 1.581,47 3.228,30 10.319,96 12.499,84
Uberlândia - MG 1.283 - 7.335 3.049,70 1.283,26 2.350,61 6.055,73 7.334,88
Guarulhos - SP 1.556 - 12.928 4.320,66 1.555,93 2.500,00 10.673,15 12.927,64


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.767 - 13.042 5.002,67 1.766,78 3.525,32 10.767,77 13.042,24
Rio de Janeiro 1.900 - 11.736 4.762,93 1.899,63 3.594,79 9.689,72 11.736,48
Minas Gerais 1.398 - 7.969 3.430,91 1.397,57 2.800,00 6.579,16 7.968,88
Paraná 1.492 - 7.958 3.388,72 1.492,16 2.600,00 6.570,55 7.958,45
Rio Grande do Sul 1.438 - 7.904 3.320,79 1.438,38 2.530,00 6.525,54 7.903,93
Santa Catarina 1.465 - 7.495 3.280,08 1.464,72 2.600,00 6.187,73 7.494,77
Goiás 1.292 - 6.785 2.989,56 1.292,34 2.500,00 5.601,56 6.784,78
Distrito Federal 1.919 - 11.935 5.027,34 1.919,45 4.085,99 9.853,51 11.934,86
Bahia 1.472 - 8.235 3.408,81 1.471,67 2.572,29 6.798,78 8.234,89
Ceará 1.363 - 6.862 3.170,40 1.362,77 2.812,17 5.665,01 6.861,63
Pernambuco 1.202 - 6.855 2.879,53 1.202,38 2.200,00 5.659,41 6.854,84
Mato Grosso 1.453 - 6.077 2.864,08 1.453,49 2.500,00 5.017,04 6.076,79
Espírito Santo 1.524 - 8.399 3.471,65 1.523,86 2.678,00 6.934,04 8.398,72
Amazonas 1.653 - 8.212 3.508,85 1.652,62 2.667,00 6.779,76 8.211,85
Pará 1.374 - 7.519 3.185,81 1.373,90 2.500,00 6.207,87 7.519,16
Mato Grosso do Sul 1.471 - 8.515 3.619,18 1.471,48 2.810,00 7.029,89 8.514,81
Maranhão 1.522 - 8.159 3.493,12 1.521,61 2.790,00 6.736,03 8.158,88
Paraíba 1.093 - 7.084 2.783,35 1.092,61 2.026,75 5.848,89 7.084,35
Rio Grande do Norte 1.378 - 7.933 3.190,05 1.378,40 2.428,65 6.549,19 7.932,58
Alagoas 1.296 - 7.551 2.962,70 1.296,07 2.119,50 6.234,15 7.550,99
Rondônia 1.148 - 6.337 2.629,54 1.147,69 2.090,00 5.231,48 6.336,53
Piauí 1.145 - 6.175 2.671,18 1.144,74 2.220,00 5.098,42 6.175,35
Tocantins 1.127 - 6.028 2.664,12 1.127,40 2.192,00 4.976,68 6.027,90
Sergipe 1.236 - 6.406 2.668,25 1.236,40 2.067,02 5.288,62 6.405,74
Roraima 1.259 - 6.630 2.920,76 1.259,44 2.068,36 5.473,78 6.630,00
Acre 1.334 - 4.817 2.432,58 1.334,50 2.104,07 3.977,00 4.817,06
Amapá 1.144 - 5.738 2.588,87 1.143,75 2.116,41 4.737,14 5.737,77


Principais locais de trabalho

Administradores trabalham em qualquer ramo de atividade econômica, serviços, comércio e indústria, incluindo-se a administração pública. São assalariados celetistas, estatutários ou autônomos. Geralmente, trabalham em equipe, em ambiente fechado e em horário diurno. Estão sujeitos a pressão por cumprimento de prazos e metas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Administradores

Para o exercício dessa ocupação requer-se curso superior completo em Administração de empresas ou Administração pública, com registro no Conselho Regional de Administração (CRA).


Funções e atividades do Administrador de empresas

Administradores devem:

  • realizar controle do desempenho organizacional;
  • administrar organizações;
  • promover estudos de racionalização;
  • elaborar planejamento organizacional;
  • implementar programas e projetos;
  • prestar consultoria Às organizações e pessoas;
  • demonstrar competências pessoais;

  • Atividades

    • demonstrar capacidade de negociação;
    • emitir pareceres e laudos;
    • demonstrar liderança;
    • administrar recursos humanos;
    • levantar dados para o estudo dos sistemas administrativos;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • administrar conflitos;
    • agir com iniciativa;
    • analisar resultados de pesquisa;
    • definir estratégias;
    • administrar materiais;
    • definir indicadores e padrões de desempenho;
    • avaliar resultados;
    • demonstrar raciocínio abstrato;
    • analisar a organização no contexto externo;
    • administrar recursos financeiros e orçamentários no setor público;
    • participar na definição da visão e missão da instituição;
    • diagnosticar métodos e processos;
    • trabalhar em equipe;
    • monitorar programas e projetos;
    • demonstrar capacidade de comunicação;
    • arbitrar em decisões administrativas e organizacionais;
    • facilitar processos de transformação;
    • identificar oportunidades e problemas;
    • apresentar alternativas;
    • atuar na mediação e arbitragem;
    • estabelecer rotinas de trabalho;
    • administrar sistemas, processos, organização e métodos;
    • reavaliar indicadores;
    • descrever métodos e rotinas de simplificação e racionalização de serviços;
    • elaborar normas e procedimentos;
    • estabelecer metas gerais e específicas;
    • preparar relatórios;
    • coordenar programas, planos e projetos;
    • gerir recursos tecnológicos;
    • traçar estratégias de implementação;
    • demonstrar capacidade de análise;
    • identificar fontes de recursos;
    • estabelecer metodologia de avaliação;
    • demonstrar espírito empreendedor;
    • administrar informações;
    • apresentar proposta de programas e projetos;
    • demonstrar capacidade de síntese;
    • demonstrar visão crítica;
    • analisar estrutura organizacional;
    • administrar recursos financeiros e orçamentários no setor privado;
    • demonstrar capacidade de decisão;
    • realizar perícias;
    • avaliar viabilidade de projetos;
    • reestruturar atividades administrativas;
    • administrar patrimônio;
    • elaborar diagnóstico;
    • analisar a organização no contexto interno;
    • dimensionar amplitude de programas e projetos;
    • revisar normas e procedimentos;


    Setores que mais contratam Administrador de empresas no mercado de trabalho

    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica
    • Construção de edifícios
    • Planos de saúde
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas
    • Serviços de engenharia
    • Bancos múltiplos, com carteira comercial
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Chargista
    Artistas visuais, desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais

    Chargista