Salário para o cargo de Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora)
CBO 3513-05 > Técnicos em administração

Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Controlam rotina administrativa. Realizam atividades em recursos humanos e intermedeiam mão-de-obra para colocação e recolação. Atuam na área de compras e assessoram a área de vendas. Intercambiam mercadorias e serviços e executam atividades nas áreas fiscal e financeira.

Quanto ganha um Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora)

Um Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.199,03 e R$ 6.449,89, com a média salarial de R$ 2.536,30 e o salário mediana em R$ 1.937,61 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.536,30 30.435,62 634,08 12,05
1º Quartil 1.199,03 14.388,30 299,76 5,69
Salário Mediana 1.937,61 23.251,32 484,40 9,20
3º Quartil 4.918,96 59.027,58 1.229,74 23,36
Teto Salarial 6.449,89 77.398,73 1.612,47 30,63


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nivel médio nas ciências administrativas
      • Técnicos das ciências administrativas
        • Técnicos em administração

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.725 - 7.405 3.410,94 1.724,83 2.750,00 6.113,34 7.404,66
Salvador - BA 1.045 - 5.269 2.169,37 1.045,00 1.300,00 4.350,19 5.269,08
Rio de Janeiro - RJ 1.581 - 15.162 5.098,71 1.581,17 3.005,81 12.517,84 15.161,99
Manaus - AM 1.527 - 4.965 2.469,81 1.526,55 1.803,65 4.099,30 4.965,19
Curitiba - PR 1.302 - 4.562 2.114,56 1.302,49 1.662,72 3.766,04 4.561,54
Belo Horizonte - MG 1.488 - 6.961 3.247,78 1.488,27 2.611,00 5.746,83 6.960,73
Brasília - DF 1.397 - 6.036 2.951,15 1.397,36 3.005,81 4.983,43 6.036,08
Rio Branco - AC 1.349 - 3.576 2.086,27 1.349,16 2.023,90 2.952,42 3.576,06
Campinas - SP 1.352 - 3.776 2.154,63 1.351,54 2.031,51 3.117,57 3.776,09
Porto Alegre - RS 1.678 - 5.664 2.958,71 1.678,40 2.800,00 4.676,55 5.664,38
Goiânia - GO 1.496 - 5.058 2.488,74 1.496,29 1.999,20 4.176,33 5.058,49
Cosmópolis - SP 1.403 - 2.957 1.738,76 1.402,52 1.402,52 2.441,42 2.957,12
Cuiabá - MT 1.242 - 4.920 2.350,01 1.242,11 2.155,03 4.062,18 4.920,23
Itajaí - SC 1.323 - 1.704 1.343,91 1.323,34 1.323,34 1.406,76 1.703,91
São Luís - MA 1.109 - 4.378 2.139,96 1.108,89 2.028,82 3.614,86 4.378,43
Vitoria - ES 1.593 - 4.867 2.559,23 1.593,31 2.324,68 4.018,47 4.867,29
Saquarema - RJ 1.394 - 3.043 1.989,11 1.394,06 2.144,52 2.512,33 3.043,01
Recife - PE 1.212 - 3.488 1.824,48 1.211,60 1.492,00 2.879,79 3.488,09
Passo Fundo - RS 1.194 - 2.369 1.505,00 1.194,04 1.446,30 1.955,70 2.368,80
Fortaleza - CE 1.454 - 7.745 3.201,88 1.454,27 2.511,05 6.394,62 7.745,36


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.388 - 6.670 2.965,78 1.387,82 2.523,40 5.507,05 6.670,30
Rio Grande do Sul 1.144 - 4.133 1.898,96 1.144,45 1.427,80 3.412,37 4.133,17
Bahia 1.045 - 5.037 2.059,11 1.045,00 1.363,93 4.158,86 5.037,34
Rio de Janeiro 1.394 - 11.524 4.037,20 1.393,73 2.512,59 9.514,23 11.523,92
Minas Gerais 1.306 - 6.354 2.711,77 1.306,24 2.000,00 5.245,58 6.353,60
Paraná 1.285 - 4.399 2.033,61 1.284,78 1.520,42 3.631,70 4.398,82
Santa Catarina 1.281 - 3.458 1.777,41 1.280,93 1.465,00 2.854,78 3.457,80
Mato Grosso 1.070 - 3.842 1.769,59 1.070,25 1.325,00 3.172,11 3.842,15
Amazonas 1.528 - 5.061 2.498,79 1.527,93 1.803,65 4.178,02 5.060,54
Distrito Federal 1.397 - 6.036 2.951,15 1.397,36 3.005,81 4.983,43 6.036,08
Acre 1.317 - 3.576 2.073,24 1.316,79 2.023,90 2.952,42 3.576,06
Espírito Santo 1.271 - 4.730 2.370,56 1.270,85 2.102,11 3.905,23 4.730,13
Pernambuco 1.140 - 5.723 2.526,53 1.140,03 1.800,00 4.725,16 5.723,26
Goiás 1.202 - 4.688 2.240,09 1.201,98 1.942,09 3.870,10 4.687,58
Maranhão 1.135 - 4.449 2.132,39 1.134,66 1.972,18 3.672,82 4.448,62
Alagoas 1.045 - 2.462 1.357,83 1.045,00 1.100,00 2.032,87 2.462,27
Pará 1.308 - 5.901 3.104,10 1.307,52 3.249,22 4.871,72 5.900,77
Ceará 1.330 - 7.511 3.009,83 1.330,26 2.392,95 6.201,35 7.511,26
Mato Grosso do Sul 1.122 - 5.059 2.279,46 1.121,56 1.500,00 4.176,97 5.059,27
Rio Grande do Norte 1.179 - 6.631 2.593,75 1.179,05 1.916,74 5.474,48 6.630,86
Rondônia 1.238 - 4.493 2.286,42 1.237,79 2.197,28 3.709,22 4.492,72
Paraíba 1.507 - 7.131 3.372,31 1.507,31 3.038,18 5.887,03 7.130,55
Piauí 1.385 - 4.147 2.132,50 1.385,36 1.819,74 3.423,75 4.146,94
Sergipe 1.315 - 7.206 3.127,89 1.314,95 2.675,00 5.949,20 7.205,85
Tocantins 1.375 - 4.674 2.628,38 1.374,57 2.840,50 3.859,00 4.674,14
Amapá 1.550 - 6.318 2.824,92 1.550,00 2.527,91 5.216,22 6.318,04
Roraima 1.315 - 3.879 2.516,59 1.314,91 2.948,01 3.202,43 3.878,88


Principais locais de trabalho

Técnicos em administração trabalham em qualquer atividade econômica onde haja atividades administrativas, na condição de assalariados com carteira assinada. O trabalho é presencial, executado em equipe, com supervisão ocasional. O ambiente de trabalho é fechado e o horário pode ser diurno ou noturno. Os profissionais, em sua rotina de trabalho, permanecem durante longos períodos, em posições desconfortáveis, trabalham sob pressão, o que pode levá-los à situação de estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos em administração

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com formação de ensino médio completo, preferencialmente com o curso técnico de nível médio na área de atuação. O exercício pleno das ocupações ocorre com um a dois anos de experiência. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora)

Técnicos em administração devem:

  • intercambiar mercadorias e serviços;
  • demonstrar competências pessoais;
  • controlar rotina administrativa;
  • assessorar Área de venda;
  • atuar na Área de compras;
  • realizar atividades em recursos humanos;
  • executar atividades nas Áreas fiscal e financeira;
  • intermediar mão-de-obra para colocação e recolocação;

  • Atividades

    • acompanhar validade de documentos legais;
    • gerar informações e guias para recolhimento de encargos sociais;
    • organizar propostas de treinamentos;
    • agir com tolerância;
    • programar embarque e desembarque de mercadorias e serviços;
    • controlar ativo fixo;
    • evidenciar comprometimento;
    • orientar clientes;
    • prestar informações acerca de direitos trabalhistas;
    • controlar transferência de funcionários;
    • controlar afastamentos;
    • negociar variações de taxas de câmbio com instituições financeiras;
    • dominar idiomas estrangeiros;
    • pré-selecionar candidatos;
    • captar vagas;
    • tomar iniciativa;
    • fornecer informações para auditorias;
    • atualizar cadastro geral;
    • conferir documentos;
    • acompanhar alterações da legislação vigente;
    • divulgar processo seletivo;
    • calcular férias;
    • assessorar em atividades de treinamento e desenvolvimento;
    • proceder entrada no processo de seguro desemprego;
    • trabalhar em equipe;
    • agir com ética profissional;
    • disponibilizar holerite;
    • definir método de trabalho;
    • analisar documentação de exportação e importação;
    • executar serviços de apoio administrativo;
    • conferir lançamentos da folha de pagamento;
    • executar serviços de caixa e tesouraria;
    • coletar informações para rescisão contratual;
    • contratar serviços de despachante, seguros, transporte e terceiros;
    • analisar exigências para ocupação de vagas;
    • protocolar documentos;
    • conferir frequência;
    • atender cliente;
    • acompanhar venda e pós-venda;
    • organizar rotina diária;
    • solicitar atestado de saúde ocupacional dos empregados das empresas terceirizadas;
    • conferir recebimento de materiais;
    • destinar recursos orçamentários;
    • acompanhar processos seletivos até a finalização;
    • elaborar notas de empenho;
    • aplicar provas de seleção;
    • controlar atividades através de dados estatísticos;
    • viabilizar processo de admissão;
    • conferir processos licitatórios;
    • controlar fluxos de documentos fiscais;
    • administrar despesas com fundo fixo;
    • reservar praças;
    • contatar empresas;
    • elaborar fluxograma;
    • organizar processos de contratação de serviços e produtos;
    • operacionar o sistema integrado de comércio exterior (siscomex);
    • lançar informações na base de dados da folha de pagamentos;
    • apresentar soluções;
    • encaminhar crédito bancário da folha de pagamentos;
    • arquivar documentos;
    • solicitar cotação de preços;
    • efetuar cálculos rescisórios;
    • atuar com flexibilidade;
    • pesquisar situação legal da empresa;
    • demonstrar facilidade de comunicação verbal e escrita;
    • elaborar organograma;
    • cadastrar candidato;
    • emitir documentos diversos;
    • participar da movimentação e controle de estoques;
    • precificar produtos;
    • participar do processo de homologação de rescisão contratual;
    • recomendar margem de desconto;
    • buscar aprimoramento profissional;
    • elaborar cronogramas;
    • elaborar documentos administrativos;
    • participar da correção da prova do processo seletivo;
    • agir com eficiência e eficácia;
    • contatar clientes;
    • fiscalizar recolhimento de encargos públicos de firmas terceirizadas;
    • controlar benefícios concedidos;
    • acompanhar desembaraço aduaneiro;
    • efetuar cálculos estatísticos;
    • solicitar informações;
    • controlar férias de funcionários;
    • participar da elaboração de provas de seleção;
    • participar da elaboração e da divulgação de editais de licitação;
    • controlar documentação de serviços terceirizados ao longo do contrato;
    • comprar serviços e produtos;
    • verificar certidão negativa junto ao fgts e inss;
    • acompanhar trânsito da mercadoria exportada ou importada;
    • fornecer cotações de preços;
    • aplicar legislação para fins de recolhimento;
    • convocar candidatos aptos a ocuparem vaga;
    • elaborar prestações de conta;
    • adequar atividade à legislação vigente;
    • divulgar resultado do processo seletivo;
    • classificar elementos de despesas;
    • participar de comissões de licitação;
    • entrevistar candidato;
    • participar da avaliação de currículo;
    • montar processo seletivo;
    • divulgar informações em veículos diversos;


    Setores que mais contratam Chefe de recurso de glosas de contas nos hostpitais (administração de convênios e fonte pagadora) no mercado de trabalho

    • Outras atividades de ensino
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Planos de saúde
    • Atividades de limpeza
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências
    • Administração pública em geral
    • Atividades de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: