Salário para o cargo de Programador de usinagem
CBO 3141-10 > Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos

Programador de usinagem - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Elaboram projetos de sistemas eletromecânicos, montam e instalam máquinas e equipamentos, planejam e realizam manutenção, desenvolvem processos de fabricação e montagem, elaboram documentação, realizam compras e vendas técnicas e cumprem normas e procedimentos de segurança no trabalho e preservação ambiental.

Quanto ganha um Programador de usinagem

Um Programador de usinagem trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.284,40 e R$ 8.777,15, com a média salarial de R$ 3.120,92 e o salário mediana em R$ 2.200,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Programador de usinagem

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 3.120,92 37.451,00 780,23 14,58
1º Quartil 1.284,40 15.412,77 321,10 6,00
Salário Mediana 2.200,00 26.400,00 550,00 10,28
3º Quartil 6.693,83 80.325,99 1.673,46 31,28
Teto Salarial 8.777,15 105.325,85 2.194,29 41,02


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Técnicos em metalmecânica
        • Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.405 - 6.465 2.930,53 1.405,22 2.300,00 5.337,96 6.465,49
Macaé - RJ 1.721 - 7.333 3.279,31 1.720,65 2.519,69 6.054,48 7.333,37
Rio de Janeiro - RJ 1.419 - 7.639 3.378,65 1.418,56 2.739,00 6.306,48 7.638,60
Belo Horizonte - MG 1.321 - 7.222 3.142,11 1.320,51 2.500,00 5.962,93 7.222,48
Curitiba - PR 1.616 - 6.047 2.915,68 1.616,33 2.471,55 4.992,19 6.046,69
Betim - MG 1.263 - 4.853 2.241,15 1.262,52 1.925,00 4.006,81 4.853,17
Ribeirão Preto - SP 1.466 - 4.702 2.234,84 1.465,67 1.733,50 3.881,87 4.701,84
Aracruz - ES 1.390 - 5.517 2.832,30 1.390,11 2.819,43 4.555,26 5.517,47
São Carlos - SP 1.661 - 2.990 1.884,81 1.660,93 1.707,53 2.468,68 2.990,13
Rio das Ostras - RJ 1.920 - 5.146 3.065,33 1.920,09 3.076,28 4.248,32 5.145,69
São Bernardo do Campo - SP 1.417 - 8.425 3.561,09 1.417,46 3.073,40 6.955,72 8.424,98
Joinville - SC 1.530 - 6.535 3.144,17 1.530,49 2.860,00 5.395,22 6.534,86
São José dos Campos - SP 1.545 - 5.663 2.605,46 1.545,12 2.000,00 4.675,21 5.662,75
Vitoria - ES 1.208 - 6.986 3.125,49 1.207,76 2.615,90 5.767,50 6.985,76
Tubarão - SC 1.933 - 2.844 2.234,64 1.932,84 2.328,77 2.348,18 2.844,18
Manaus - AM 1.324 - 5.784 2.663,18 1.324,07 2.150,00 4.774,91 5.783,52
Santo André - SP 1.371 - 3.642 2.003,72 1.371,01 1.815,00 3.006,92 3.642,08
Recife - PE 1.158 - 3.436 1.825,80 1.158,45 1.713,94 2.836,54 3.435,71
Serra - ES 1.272 - 6.642 2.874,55 1.271,54 2.432,14 5.483,78 6.642,12
Camaçari - BA 1.199 - 6.230 2.761,95 1.199,27 2.454,84 5.143,49 6.229,95


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.442 - 10.025 3.597,93 1.442,32 2.223,91 8.276,36 10.024,57
Rio de Janeiro 1.504 - 9.283 3.601,50 1.503,97 2.506,53 7.664,13 9.283,02
Minas Gerais 1.202 - 5.857 2.612,20 1.202,23 2.149,40 4.835,44 5.856,83
Paraná 1.395 - 6.196 2.787,06 1.395,25 2.376,49 5.115,85 6.196,47
Santa Catarina 1.386 - 4.961 2.424,42 1.385,67 2.200,00 4.095,88 4.961,05
Rio Grande do Sul 1.360 - 10.908 3.617,55 1.359,70 2.000,00 9.005,93 10.908,26
Bahia 1.116 - 11.851 3.760,49 1.116,10 2.044,00 9.784,02 11.850,70
Espírito Santo 1.237 - 5.926 2.700,80 1.236,71 2.455,07 4.892,54 5.926,00
Goiás 1.120 - 4.237 2.034,83 1.120,18 1.600,00 3.497,83 4.236,68
Pará 1.121 - 5.443 2.487,02 1.120,95 2.037,70 4.493,74 5.442,95
Pernambuco 1.131 - 4.837 2.284,51 1.130,93 2.000,00 3.993,76 4.837,37
Ceará 1.182 - 11.225 3.756,88 1.181,66 2.309,59 9.267,55 11.225,13
Rio Grande do Norte 1.083 - 7.435 2.556,88 1.082,88 1.436,80 6.138,24 7.434,82
Mato Grosso do Sul 1.168 - 6.761 2.953,67 1.167,52 2.472,05 5.581,60 6.760,60
Mato Grosso 1.129 - 5.090 2.205,74 1.128,97 1.800,00 4.202,69 5.090,42
Amazonas 1.336 - 6.167 2.788,46 1.336,29 2.254,45 5.091,17 6.166,58
Maranhão 1.089 - 6.843 2.634,13 1.089,20 1.743,50 5.649,23 6.842,52
Paraíba 1.055 - 2.490 1.420,24 1.054,62 1.180,00 2.055,63 2.489,85
Sergipe 1.125 - 6.593 2.809,45 1.124,65 2.152,65 5.443,51 6.593,34
Distrito Federal 1.233 - 5.769 2.463,22 1.232,98 1.955,88 4.763,15 5.769,28
Rondônia 1.109 - 6.774 2.503,01 1.108,79 1.456,00 5.592,73 6.774,08
Alagoas 1.062 - 3.564 1.712,45 1.062,29 1.250,00 2.942,30 3.563,80
Piauí 1.090 - 1.968 1.236,41 1.089,90 1.117,84 1.624,70 1.967,88
Acre 1.118 - 4.124 1.818,16 1.118,33 1.133,00 3.404,71 4.123,89
Tocantins 1.084 - 3.727 1.690,41 1.083,61 1.480,60 3.076,71 3.726,61
Roraima 1.045 - 7.645 3.397,80 1.045,00 3.225,90 6.312,09 7.645,39


Principais locais de trabalho

Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos podem exercer suas atividades em empresas do ramo de fabricação de produtos de metal, de artigos de borracha e plástico, de máquinas, equipamentos, aparelhos e materiais elétricos e de equipamentos de instrumentação. São contratados na condição de trabalhadores assalariados, com carteira assinada. Trabalham em equipe, com supervisão ocasional, normalmente em ambientes fechados e no período diurno. Em algumas das atividades que exercem podem estar sujeitos a estresse constante e à ação de ruído intenso.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos

Essas ocupações são exercidas por pessoas com escolaridade de ensino médio, acrescida de cursos de formação profissional de nível técnico (cursos técnicos) nas áreas correlatas. O desempenho pleno das funções ocorre após o período de um a dois anos de experiência profissional.


Funções e atividades do Programador de usinagem

Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos devem:

  • planejar manutenção;
  • realizar vendas técnicas;
  • elaborar documentação técnica;
  • instalar máquinas e equipamentos;
  • desenvolver processos de fabricação e montagem;
  • montar máquinas e equipamentos;
  • cumprir normas de segurança e de preservação ambiental;
  • realizar compras técnicas;
  • elaborar projetos de sistemas eletromecânicos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • executar manutenção;

  • Atividades

    • acompanhar as relações pós-venda entre empresa e cliente (foco no cliente);
    • utilizar recursos de informática;
    • prestar assistência técnica;
    • liderar equipes;
    • conferir materiais e peças para instalação;
    • desenvolver projetos de automação;
    • trabalhar em equipe;
    • administrar prazos estabelecidos;
    • realizar testes de funcionamento;
    • treinar equipes de trabalho;
    • zelar pela utilização de equipamentos de proteção individual (epi) e coletivo (epc);
    • comunicar-se em outros idiomas;
    • elaborar desenhos técnicos;
    • prestar informações para elaboração de contratos de comercialização e de assistência técnica;
    • utilizar normas técnicas;
    • definir leiaute;
    • propor alterações técnicas em projetos implantados;
    • identificar recursos dos equipamentos disponíveis;
    • destinar, aos locais apropriados, os materiais descartáveis;
    • interpretar características técnicas de sistemas elétricos do projeto;
    • coordenar instalação de máquinas e equipamentos;
    • substituir peças e componentes;
    • elaborar orçamentos;
    • elaborar plano de manutenção, operação e correção (pmoc);
    • sugerir a utilização de materiais e produtos não agressivos ao meio ambiente;
    • detectar falhas em máquinas e sistemas;
    • fazer listas de verificação (check list);
    • socializar informações;
    • elaborar manuais e procedimentos;
    • estabelecer sequência de operações;
    • identificar condições e atos inseguros;
    • acompanhar a execução do projeto;
    • analisar orçamentos;
    • agir com criatividade;
    • coordenar manutenção;
    • analisar necessidades de clientes;
    • trabalhar de forma organizada;
    • avaliar as condições técnicas de contratos e especificação de serviços;
    • providenciar peças e materiais para reposição;
    • manter os postos de trabalho em condições seguras;
    • especificar materiais e equipamentos, consultando catálogos técnicos;
    • interagir com pessoas;
    • avaliar desempenho de fornecedores;
    • identificar causas de falhas;
    • treinar usuários na operação de máquinas e equipamentos instalados;
    • propor alterações, tendo em vista a agilização de processos de montagem;
    • ajustar elementos eletromecânicos, utilizando ferramentas, manuais e automáticas;
    • estabelecer método e tempo de fabricação;
    • avaliar condições de funcionamento, após a instalação;
    • analisar processos, visando melhorias e eliminação de falhas;
    • levantar dados de controle de manutenção;
    • balancear linhas, tendo em vista a otimização de processos;
    • interpretar manuais e desenhos;
    • tomar decisões;
    • verificar condições para instalação de máquinas e equipamentos;
    • homologar fornecedores;
    • desenvolver fornecedores;
    • redigir relatórios técnicos;
    • fazer ajustes circunstanciais de emergência;
    • elaborar folha de processo e de orientação;
    • buscar atualização constantemente;
    • propor estudos para eliminação de falhas repetitivas;
    • detectar falhas do projeto;
    • analisar, com as áreas de interface do projeto, necessidades dos clientes;
    • realizar ajustes dimensionais e de posição;
    • prestar consultoria, na seleção de produtos e serviços;
    • controlar a produtividade do processo;
    • colocar máquinas e equipamentos em condições de funcionamento produtivo;
    • fazer demonstração do produto;
    • utilizar ferramentas para a garantia da qualidade no processo;
    • analisar relação custo x benefício;
    • realizar teste de ajuste final (tryout);
    • estimar custo da manutenção;
    • elaborar cronograma de manutenção;
    • inspecionar equipamentos, para a definição do tipo de manutenção;


    Setores que mais contratam Programador de usinagem no mercado de trabalho

    • Serviços de engenharia
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Obras de montagem industrial
    • Instalação e manutenção elétrica
    • Manutenção e reparação de outras máquinas e equipamentos para usos industriais não especificados anteriormente
    • Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores
    • Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores
    • Seleção e agenciamento de mão-de-obra
    • Manutenção e reparação de máquinas e equipamentos para uso geral não especificados anteriormente
    • Comércio a varejo de automóveis, camionetas e utilitários novos




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Supervisor de trens
    Supervisores dos serviços de transporte, turismo, hotelaria e administração de edifícios

    Supervisor de trens