Salário para o cargo de Administrador de fundos e carteiras de investimento
CBO 2525-05 > Profissionais de administração ecônomico-financeira

Administrador de fundos e carteiras de investimento - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Administram fundos e carteiras de investimentos em instituições financeiras. Desenvolvem, implantam e administram produtos e serviços bancários. Analisam operações de crédito e de cobrança e operacionalizam contratos de financiamento e/ou empréstimos. Controlam recursos para crédito obrigatório e gerenciam cobranças. Preparam e consolidam informações gerenciais e econômico- financeiras. Estabelecem relacionamento entre empresa e mercado financeiro. Relatam aos setores, clientes e investidores, oralmente ou por escrito, a situação dos produtos e serviços.

Quanto ganha um Administrador de fundos e carteiras de investimento

Um Administrador de fundos e carteiras de investimento trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 2.549,00 e R$ 20.500,20, com a média salarial de R$ 7.404,04 e o salário mediana em R$ 5.500,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Administrador de fundos e carteiras de investimento

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 7.404,04 88.848,51 1.851,01 35,84
1º Quartil 2.549,00 30.588,05 637,25 12,34
Salário Mediana 5.500,00 66.000,00 1.375,00 26,62
3º Quartil 15.634,33 187.611,94 3.908,58 75,68
Teto Salarial 20.500,20 246.002,41 5.125,05 99,24


Categorias profissionais do cargo

  • Profissionais das ciências e das artes
    • Profissionais das ciências sociais e humanas
      • Profissionais de organização e administração de empresas
        • Profissionais de administração ecônomico-financeira

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 3.252 - 22.733 8.820,06 3.252,46 6.500,00 18.768,91 22.733,47
Rio de Janeiro - RJ 4.237 - 14.315 6.906,19 4.236,67 5.500,00 11.818,56 14.314,99
Belo Horizonte - MG 1.826 - 6.959 3.280,49 1.826,43 2.681,52 5.745,40 6.959,00
Osasco - SP 4.207 - 13.789 7.098,67 4.207,14 6.500,00 11.384,39 13.789,12
Porto Alegre - RS 1.938 - 12.231 3.826,30 1.938,37 2.401,76 10.097,79 12.230,75
Barueri - SP 2.100 - 13.525 6.785,92 2.100,00 7.165,50 11.166,67 13.525,40
Goiânia - GO 1.836 - 7.428 3.135,54 1.836,17 2.272,33 6.132,47 7.427,83
Brasília - DF 8.260 - 20.353 11.951,42 8.260,00 11.794,95 16.803,50 20.352,90
Florianópolis - SC 3.989 - 12.341 6.264,58 3.989,40 6.071,43 10.188,50 12.340,62
Passo Fundo - RS 1.600 - 4.603 2.466,67 1.600,00 2.000,00 3.800,00 4.602,67
Vitoria - ES 2.050 - 4.865 3.423,60 2.050,00 3.603,82 4.016,26 4.864,61
Maringá - PR 2.800 - 8.182 4.635,97 2.800,00 4.730,50 6.754,80 8.181,62
Cristalina - GO 5.500 - 9.690 6.700,00 5.500,00 7.000,00 8.000,00 9.689,84
Curitiba - PR 3.500 - 25.569 9.722,00 3.500,00 7.000,00 21.110,00 25.569,07
Valinhos - SP 1.401 - 5.451 2.980,20 1.401,00 3.000,00 4.500,00 5.450,54


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 2.894 - 21.545 8.340,35 2.893,65 6.299,85 17.787,68 21.544,98
Rio de Janeiro 3.840 - 14.127 6.744,16 3.840,42 5.500,00 11.663,12 14.126,72
Minas Gerais 1.745 - 7.019 3.264,74 1.745,36 2.681,52 5.794,90 7.018,95
Rio Grande do Sul 1.877 - 8.775 3.746,74 1.876,89 3.000,00 7.244,81 8.775,14
Paraná 2.654 - 12.300 6.135,14 2.653,84 6.000,00 10.154,91 12.299,94
Goiás 1.852 - 8.721 3.857,10 1.852,40 2.864,20 7.200,00 8.720,86
Santa Catarina 2.117 - 15.833 5.923,34 2.117,00 4.100,00 13.071,43 15.832,50
Distrito Federal 8.260 - 20.353 11.951,42 8.260,00 11.794,95 16.803,50 20.352,90
Espírito Santo 2.050 - 4.865 3.423,60 2.050,00 3.603,82 4.016,26 4.864,61


Principais locais de trabalho

Profissionais de administração ecônomico-financeira o trabalho é exercido em instituições financeiras, seguros e previdência privada, administração pública, defesa e seguridade social e outras atividades empresariais. Os profissionais são assalariados com carteira assinada. Trabalham em equipe, sob supervisão permanente. O trabalho é presencial, realizado em ambiente fechado, no período diurno. As atividades são executadas sob pressão, levando a situação de estresse constante.


O que é preciso para trabalhar na área dos Profissionais de administração ecônomico-financeira

O exercício desse cargo requer nível superior completo e curso de especialização na área com duração de até duzentas horas-aula. O exercício pleno das ocupações se dá após três ou quatro anos de experiência.


Funções e atividades do Administrador de fundos e carteiras de investimento

Profissionais de administração ecônomico-financeira devem:

  • operacionalizar contratos de financiamentos e ou empréstimos;
  • implantar produtos e serviços;
  • estabelecer relacionamento entre empresa e mercado financeiro;
  • consolidar informações econômico-financeiras;
  • comunicar-se;
  • demonstrar competências pessoais;
  • gerenciar cobrança;
  • controlar recursos para crédito obrigatório;
  • analisar operações de crédito e de cobrança;
  • desenvolver produtos e serviços;
  • administrar fundos e carteiras de investimentos;
  • administrar produtos e serviços;
  • preparar informações gerenciais;

  • Atividades

    • assegurar implantação de normas locais e da matriz;
    • demonstrar capacidade de síntese;
    • subsidiar áreas estratégicas do banco/empresa (diretoria, presidência);
    • definir parâmetros para produtos e serviços (tarifas, taxas, prazos, valores);
    • determinar indicadores financeiros (performance);
    • informar disponibilidade de recursos para crédito obrigatório;
    • projetar dimensão de carteira e sua rentabilidade;
    • delinear propostas de produtos e serviços;
    • examinar relatórios de operações vencidas;
    • efetuar cessão de direitos;
    • sintetizar dados econômico-financeiros e operacionais;
    • adaptar sistemas de informática;
    • providenciar manutenção de registros contábeis;
    • demonstrar visão estratégica;
    • adaptar formulários em geral;
    • coordenar organização de reuniões públicas e visitas institucionais;
    • consultar demais áreas sobre viabilidade de produtos e serviços;
    • administrar liquidez do fundo e ou da carteira;
    • calcular indicadores financeiros;
    • analisar garantias de crédito;
    • visitar clientes/investidor;
    • elaborar apresentação institucional da empresa;
    • emitir relatórios gerenciais por produto e serviço;
    • "atribuir ""rating"" para clientes";
    • levantar informações sobre crédito e cadastro de clientes (serasa, bacen, cadin, spc, cadip);
    • atender clientes internos e externos e públicos de interesse;
    • definir estratégias de divulgação da empresa ao mercado financeiro;
    • acompanhar carteira de devedores duvidosos;
    • analisar segmentos de atividade econômica;
    • participar do processo de captação de recursos financeiros;
    • estabelecer objetivos da carteira ou fundo de investimentos;
    • coletar dados econômico-financeiros e operacionais;
    • demonstrar capacidade de comunicação oral e escrita;
    • pesquisar normas legais que regem os produtos e serviços;
    • analisar histórico do cliente/investidor;
    • apresentar ao mercado riscos potenciais que envolvem a empresa;
    • participar do desenvolvimento dos canais de comunicação de ri;
    • esclarecer dúvidas ao mercado financeiro;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • conceder crédito;
    • analisar concorrência e mercado;
    • liquidar operações irregulares de crédito rural;
    • apresentar proposta de produto ou serviço ao comitê de crédito;
    • ajustar produtos à legislação (banco central, previdência, cvm, susep);
    • liberar recurso;
    • conciliar informações contábeis e gerenciais;
    • verificar disponibilidade de recursos específicos (crédito rural e imobiliário);
    • negociar com clientes;
    • informar-se de normas da conab e resoluções do bacen;
    • ajustar carteira às restrições do cliente;
    • projetar retorno de ativos disponíveis no mercado;
    • recomendar limites ou facilidades de crédito para clientes;
    • apresentar oportunidades e demandas de mercado à empresa;
    • preparar classificação gerencial de contas contábeis;
    • controlar execução orçamentária;
    • controlar exigibilidade de aplicação em crédito rural;
    • pesquisar produtos e serviços similares no mercado;
    • demonstrar agilidade;
    • identificar oportunidades e demandas de mercado;
    • analisar dados econômico-financeiros e operacionais;
    • acompanhar desempenho do fundo e da carteira;
    • apoiar área comercial;
    • elaborar orçamentos;
    • divulgar parâmetros de produtos e serviços;
    • calcular rentabilidade de ativos, passivos e serviços;
    • apurar resultado gerencial das agências, banco, carteiras e produtos;
    • demonstrar objetividade;
    • organizar treinamento para a rede de agências;
    • coordenar cobrança terceirizada;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • acompanhar processos em execução de cobrança;
    • analisar documentos;
    • ministrar treinamento para a rede de agências;
    • desenvolver material operacional e promocional do produto ou serviço;
    • apurar descasamentos das carteiras (ativos e passivos);
    • monitorar ativo e passivo;
    • demonstrar capacidade de atentar a detalhes;
    • informar saldo devedor;
    • definir estratégias de investimento da carteira ou fundo;
    • propor alternativas de renegociação;
    • alocar recursos em mercados específicos;
    • estudar viabilidade de negócios;
    • propor garantias adicionais;
    • analisar proposta de crédito;
    • comunicar ao gerente de conta a aprovação de crédito;
    • contabilizar operação;
    • elaborar relatórios econômico-financeiros;
    • conferir documentos e instrumentos contratuais;
    • antever cenários futuros;
    • sugerir campanhas para alavancagem de vendas de produtos e serviços;
    • encaminhar processos para cobrança terceirizada ou judicial;
    • alterar parâmetros de produtos e serviços;
    • divulgar dados da empresa;
    • preparar mapa rural;
    • conceituar produtos e serviços;
    • elaborar previsão de resultados;
    • analisar inadimplências;
    • definir público-alvo;
    • participar de reuniões internas e externas;
    • divulgar informações aos órgãos reguladores e autorreguladores;
    • fornecer conteúdo aos canais de comunicação de ri;
    • alocar recursos para crédito rural;
    • apurar taxas médias, prazos e saldos médios das carteiras;
    • demonstrar visão crítica;
    • checar laudos de fiscalização de crédito rural;
    • identificar oportunidades de ganho financeiro;
    • conduzir reuniões internas e externas;
    • identificar oportunidade de novos negócios;
    • controlar média de aplicações em crédito rural;
    • segmentar carteiras (produto, faixa de atraso, pessoa física ou jurídica);
    • conferir garantias para financiamentos e empréstimos;
    • alterar apresentação do produto ou serviço (nome, apresentação física, canal de venda);
    • demonstrar capacidade de manter sigilo;
    • avaliar desempenho de produtos;
    • demonstrar capacidade de análise;
    • obter informações sobre desempenho de produtos e serviços da concorrência;
    • demonstrar tempestividade;
    • normatizar procedimentos operacionais;
    • liberar garantia;
    • analisar relatórios da gerência comercial;
    • formalizar instrumentos contratuais;
    • estabelecer cronograma para desenvolvimento do produto ou serviço;
    • redigir carta-remessa (exportação);
    • determinar parâmetros para cálculos de resultados das agências;
    • disponibilizar informações gerenciais;
    • enquadrar operações de crédito rural às normas do bacen;
    • controlar captação de recursos;
    • analisar balanços e demonstrações financeiras;
    • apresentar mudanças de diretrizes e procedimentos da empresa;
    • identificar perfil de investidores;
    • comandar fiscalização da aplicação do crédito rural;
    • traçar estratégias de cobrança;
    • analisar conjuntura econômica e política;
    • simular resultados com base em cenários econômicos e ou políticos/empresa;
    • registrar operações de câmbio e crédito rural no banco central;
    • consolidar normas legais que regem os produtos e serviços;
    • realizar análise de risco-retorno;
    • submeter operações de crédito a alçadas decisórias;
    • elaborar relatório analítico do desempenho do banco/empresa;
    • requisitar processamento da operação;
    • apresentar dados econômico-financeiros e operacionais;
    • relatar recursos aplicados em crédito rural;
    • identificar perfil do cliente;
    • encaminhar solicitação de troca de bens;
    • reportar dados à empresa;
    • gerenciar base acionária;
    • monitorar situações de operações vencidas;
    • consultar mídia impressa e eletrônica;
    • preparar relatório do fundo e carteira;
    • reavaliar estratégias;
    • participar da organização de assembleia de acionistas;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • encaminhar operações vencidas para pdd (provisão devedores duvidosos);


    Setores que mais contratam Administrador de fundos e carteiras de investimento no mercado de trabalho

    • Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
    • Distribuidoras de títulos e valores mobiliários
    • Atividades de administração de fundos por contrato ou comissão
    • Cooperativas de crédito mútuo
    • Corretoras de títulos e valores mobiliários
    • Bancos múltiplos, com carteira comercial
    • Previdência complementar fechada
    • Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Educação superior - graduação e pós-graduação




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: