Salário para o cargo de Trabalhador na piscicultura
CBO 6313-25 > Criadores de animais aquáticos

Trabalhador na piscicultura - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Manejam e alimentam animais aquáticos. Controlam ambiente aquático, monitoram e constroem instalações aquáticas. Organizam reprodução de animais aquáticos e cuidam de sua sanidade. Planejam criação, beneficiam e comercializam animais aquáticos.

Quanto ganha um Trabalhador na piscicultura

Um Trabalhador na piscicultura trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.095,04 e R$ 2.213,56, com a média salarial de R$ 1.378,06 e o salário mediana em R$ 1.383,80 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Trabalhador na piscicultura

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.378,06 16.536,72 344,52 6,32
1º Quartil 1.095,04 13.140,49 273,76 5,02
Salário Mediana 1.383,80 16.605,60 345,95 6,35
3º Quartil 1.688,16 20.257,90 422,04 7,74
Teto Salarial 2.213,56 26.562,76 553,39 10,15


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Pescadores e extrativistas florestais
      • Pescadores e caçadores
        • Criadores de animais aquáticos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.061 - 2.104 1.364,88 1.060,71 1.300,00 1.737,12 2.104,05
Palotina - PR 1.414 - 1.781 1.444,74 1.414,23 1.440,89 1.470,43 1.781,03
Morada Nova de Minas - MG 1.111 - 2.235 1.341,98 1.111,34 1.150,00 1.845,29 2.235,07
Santa Clara D Oeste - SP 1.229 - 1.844 1.329,36 1.229,28 1.301,00 1.522,03 1.843,53
Selviria - MS 1.117 - 2.487 1.376,56 1.116,50 1.184,04 2.053,22 2.486,92
Ipiacu - MG 1.193 - 1.696 1.248,21 1.192,86 1.200,00 1.400,00 1.695,72
Ilha Solteira - SP 1.370 - 1.876 1.411,26 1.370,00 1.370,00 1.548,81 1.875,96
Alfenas - MG 1.168 - 1.841 1.337,72 1.167,86 1.294,80 1.520,32 1.841,46
Ilhota - SC 1.396 - 2.117 1.559,67 1.396,00 1.556,00 1.747,68 2.116,84
Rolândia - PR 1.219 - 1.858 1.352,86 1.218,96 1.294,80 1.534,15 1.858,21
Cascavel - PR 1.260 - 1.690 1.310,52 1.260,00 1.322,00 1.395,50 1.690,27
Três Marias - MG 1.045 - 1.655 1.132,14 1.045,00 1.045,00 1.366,67 1.655,35
Toledo - PR 1.313 - 4.037 1.879,35 1.313,40 1.484,50 3.333,33 4.037,43
Beberibe - CE 1.045 - 1.266 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.265,74
Manaus - AM 1.045 - 1.465 1.102,16 1.045,00 1.100,00 1.209,39 1.464,85
Aparecida do Taboado - MS 1.262 - 1.873 1.339,83 1.261,96 1.303,00 1.546,62 1.873,31
Baependi - MG 1.054 - 1.375 1.098,65 1.053,55 1.101,00 1.135,50 1.375,35
Perdizes - MG 1.600 - 2.420 1.672,34 1.600,00 1.600,00 1.997,86 2.419,87
Paraipaba - CE 1.045 - 1.332 1.055,00 1.045,00 1.045,00 1.100,00 1.332,35
Gloria - BA 1.045 - 1.340 1.056,22 1.045,00 1.045,00 1.106,70 1.340,47


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.073 - 2.086 1.364,36 1.072,84 1.301,00 1.721,99 2.085,72
Paraná 1.367 - 1.858 1.448,78 1.366,87 1.440,89 1.533,89 1.857,90
Minas Gerais 1.082 - 2.031 1.300,81 1.082,10 1.200,00 1.676,63 2.030,78
Mato Grosso do Sul 1.118 - 2.383 1.362,30 1.118,33 1.184,04 1.967,05 2.382,54
Ceará 1.045 - 1.479 1.091,39 1.045,00 1.045,00 1.220,70 1.478,55
Santa Catarina 1.227 - 2.326 1.552,23 1.226,60 1.500,00 1.920,61 2.326,30
Goiás 1.045 - 2.059 1.265,17 1.045,00 1.134,05 1.700,23 2.059,36
Bahia 1.045 - 1.361 1.073,64 1.045,00 1.045,00 1.123,71 1.361,07
Rondônia 1.349 - 2.777 1.883,69 1.349,33 1.792,32 2.292,56 2.776,82
Tocantins 1.200 - 1.815 1.268,81 1.200,00 1.200,00 1.498,50 1.815,03
Mato Grosso 1.059 - 2.130 1.447,29 1.058,75 1.506,78 1.758,31 2.129,72
Pernambuco 1.045 - 1.801 1.184,62 1.045,00 1.100,00 1.486,74 1.800,79
Rio de Janeiro 1.238 - 2.019 1.362,55 1.238,07 1.250,00 1.666,67 2.018,72
Espírito Santo 1.070 - 1.673 1.155,92 1.070,38 1.086,00 1.381,31 1.673,08
Amazonas 1.045 - 2.390 1.301,98 1.045,00 1.100,00 1.972,93 2.389,67
Rio Grande do Sul 1.244 - 1.860 1.367,49 1.243,58 1.361,80 1.535,50 1.859,84
Alagoas 1.060 - 2.517 1.252,27 1.060,49 1.093,75 2.078,13 2.517,09
Maranhão 1.045 - 1.481 1.100,44 1.045,00 1.045,00 1.222,65 1.480,91
Piauí 1.045 - 1.989 1.191,25 1.045,00 1.100,00 1.642,50 1.989,45


Principais locais de trabalho

Criadores de animais aquáticos essas ocupações são exercidas por trabalhadores com carteira assinada, empregados em viveiros. Somente o criador de mexilhões trabalha por conta própria. O trabalho é em equipe, com supervisão permanente. Os criadores de mexilhões e quelônios estão sujeitos à supervisão ocasional. O trabalho é realizado a céu aberto, no período diurno. Os criadores de camarões, jacarés, mexilhões, ostras e peixes estão sujeitos à variação climática. Os criadores de camarões, mexilhões, ostras e peixes permanecem longos períodos na água para desempenharem suas funções.


O que é preciso para trabalhar na área dos Criadores de animais aquáticos

A escolaridade para todas as ocupações é de nível fundamental. Para os criadores de jacarés, mexilhões e quelônios, o acesso é livre, sem exigências de experiência prévia. Para os criadores de camarões, ostras, peixes e rãs, o exercício pleno das atividades requer um ano de experiência. Não é exigida qualificação profissional, exceto para os criadores de mexilhões e peixes, que cursam até duzentas horas de formação profissional básica. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Trabalhador na piscicultura

Criadores de animais aquáticos devem:

  • controlar ambiente aquático;
  • manejar animais aquáticos;
  • cuidar da sanidade de animais aquáticos;
  • comercializar animais aquáticos;
  • beneficiar animais aquáticos;
  • construir instalações aquáticas;
  • monitorar instalações aquáticas;
  • planejar criação de animais aquáticos;
  • alimentar animais aquáticos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • organizar reprodução de animais aquáticos;

  • Atividades

    • instalar sistema de proteção contra roubos;
    • depositar desova de rãs em tanques de eclosão;
    • identificar animais doentes;
    • adubar viveiros;
    • despescar camarões;
    • medir animais;
    • abater quelônios;
    • adicionar cistos de artêmias em tanques;
    • pesquisar mercado consumidor de animais aquáticos;
    • calear viveiros e tanques;
    • acasalar reprodutores de rãs em baias;
    • arar viveiros;
    • ozonizar água;
    • manifestar sensibilidade com animais aquáticos;
    • coletar plânctons;
    • construir esteiras;
    • possuir destreza manual;
    • retirar predadores, competidores e animais mortos;
    • instalar telas de proteção;
    • transportar animais aquáticos para comercialização;
    • pesar jacarés;
    • preparar ração;
    • controlar nível de oxigênio de água;
    • controlar turbidez de água;
    • reparar comportas;
    • identificar sexo de jacarés e quelônios;
    • divulgar produtos em meios de comunicação;
    • calcular consumo diário de ração;
    • depurar ostras;
    • examinar comportamento de animais aquáticos;
    • verificar quantidade de ração em estoques e silos;
    • reparar canais;
    • controlar temperatura de água;
    • abater camarões por choque térmico;
    • filetar peixes;
    • distribuir ração em comedouros;
    • construir viveiros;
    • embalar camarões;
    • diluir medicamentos em água;
    • definir equipe de trabalho;
    • introduzir coletores de larvas de ostras em esteiras;
    • trabalhar em equipe;
    • limpar cercos, varas e espinhel;
    • construir cerco;
    • reparar diques;
    • definir máquinas e equipamentos;
    • moer peixes;
    • isolar animais para tratamento e quarentena;
    • coletar larvas de ostras;
    • incubar ovos;
    • colher ostras;
    • contatar produtores para parcerias;
    • reparar redes e telas;
    • colher mexilhões;
    • introduzir coletores de larvas de mexilhões;
    • embalar rãs;
    • auxiliar seleção de reprodutores e matrizes;
    • construir tanque-rede;
    • coletar desova de rãs;
    • filetar camarões;
    • controlar salinidade de água;
    • coletar ovos de jacarés;
    • determinar padrão de produção;
    • despescar peixes;
    • embalar ostras;
    • instalar sistema hidráulico;
    • abater rãs;
    • identificar recursos naturais;
    • limpar mexilhões;
    • construir tanques;
    • embalar mexilhões;
    • conferir marcadores de bandejas;
    • limpar tanques, viveiros e baias;
    • construir comedouros;
    • classificar animais;
    • escovar bandejas e telas;
    • supervisionar horário de alimentação;
    • esterilizar viveiros, tanques e baias;
    • colher rãs;
    • controlar ph de solo;
    • improvisar em situações adversas;
    • abater peixes por choque térmico;
    • aplicar medicamentos por via tópica;
    • renovar água de viveiros, tanques e baias;
    • lançar ração em viveiros;
    • retornar ostras em cercos;
    • auxiliar indução de reprodução por aplicação de hormônios;
    • povoar viveiros com larvas;
    • providenciar jejum de peixes, rãs, camarões e jacarés;
    • embalar jacarés;
    • abater jacarés;
    • instalar sistema elétrico;
    • vender produtos em feiras, exposições e estabelecimentos comerciais;
    • embalar peixes;
    • construir espinhéis;
    • monitorar visitas em instalações aquáticas;
    • selecionar larvas de ostras;
    • curtir pele de peixes, rãs e jacarés;
    • supervisionar pontos de venda;
    • instalar filtros;
    • aplicar medicamentos em peixes por imersão;
    • definir local de cultivo;
    • controlar ph de água;
    • contar animais;
    • comprar ração;
    • reparar espinhel;
    • providenciar estudo de impactos ambientais;
    • auxiliar retirada de óvulos e sêmens por extrusão;
    • providenciar elaboração de projetos;
    • pesquisar mercado fornecedor de insumos;
    • negociar preços;
    • cultivar plânctons;
    • cultivar plantas para alimentação de quelônios;
    • misturar óvulos e sêmens;
    • pesar animais;
    • definir espécie aquática;
    • desvirar quelônios;
    • desinfetar comedouros e redes;
    • calcular custo e benefício do projeto;
    • construir baias;
    • controlar temperatura e umidade de ar;
    • soltar foguetes;
    • definir sistema de criação;
    • anestesiar rãs e jacarés por choque térmico;
    • transferir animais entre tanques, viveiros e redes;
    • dimensionar área de cultivo;
    • aplicar medicamentos por via oral;
    • possuir força física para reparo de instalações aquáticas;


    Setores que mais contratam Trabalhador na piscicultura no mercado de trabalho

    • Criação de peixes em água doce
    • Preservação de peixes, crustáceos e moluscos
    • Criação de bovinos para corte
    • Fabricação de gelo comum
    • Cultivos e semicultivos da aqüicultura em água doce não especificados anteriormente
    • Fabricação de conservas de peixes, crustáceos e moluscos
    • Criação de peixes ornamentais em água doce
    • Cultivo de seringueira
    • Criação de camarões em água salgada e salobra
    • Comércio atacadista de animais vivos




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: