Salário para o cargo de Técnico em madeira e mobiliário
CBO 3192-05 > Técnicos do mobiliário

Técnico em madeira e mobiliário - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Definem projetos e constroem móveis e esquadrias, selecionam materiais, insumos e acessórios, preparam, regulam e acompanham manutenção de máquinas, equipamentos e ferramentas, monitoram o processo de produção, dominam técnicas e tecnologia de máquinas e equipamentos de produção, inclusive cad/cam, cnc e cim, efetuam atividades de medição e controle, utilizando conhecimentos sobre materiais diversos, utilizados nas diferentes etapas do processo produtivo (corte, usinagem, montagem, tratamento de superfícies e acabamento), implementam melhorias no processo e prestam assistência técnica.

Quanto ganha um Técnico em madeira e mobiliário

Um Técnico em madeira e mobiliário trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.389,80 e R$ 3.977,04, com a média salarial de R$ 2.001,89 e o salário mediana em R$ 1.643,40 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico em madeira e mobiliário

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.001,89 24.022,64 500,47 9,15
1º Quartil 1.389,80 16.677,59 347,45 6,35
Salário Mediana 1.643,40 19.720,80 410,85 7,51
3º Quartil 3.033,06 36.396,76 758,27 13,86
Teto Salarial 3.977,04 47.724,52 994,26 18,18


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Outros técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
        • Técnicos do mobiliário

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.341 - 3.732 1.909,73 1.340,50 1.533,00 3.080,93 3.731,72
Caxias do Sul - RS 1.496 - 6.116 2.587,73 1.496,22 1.804,00 5.049,36 6.115,93
Aparecida de Goiânia - GO 1.246 - 1.510 1.246,51 1.246,00 1.246,80 1.246,80 1.510,16
Lucas do Rio Verde - MT 1.400 - 2.301 1.560,00 1.400,00 1.450,00 1.900,00 2.301,34
Primavera do Leste - MT 1.045 - 2.059 1.229,38 1.045,00 1.100,00 1.700,00 2.059,09
Salvador - BA 1.091 - 1.592 1.163,40 1.091,30 1.129,32 1.314,66 1.592,36
Bauru - SP 1.382 - 2.301 1.666,29 1.382,00 1.750,00 1.900,00 2.301,34
Curitiba - PR 1.500 - 2.222 1.689,44 1.500,00 1.716,00 1.834,68 2.222,22
São Bernardo do Campo - SP 1.389 - 3.028 1.759,33 1.389,00 1.389,00 2.500,00 3.028,08
São Bento do Sul - SC 1.500 - 2.216 1.704,90 1.500,00 1.800,00 1.829,37 2.215,79
Rio de Janeiro - RJ 1.355 - 4.239 2.194,59 1.354,95 2.200,00 3.500,00 4.239,31
Indaial - SC 1.655 - 2.839 1.850,80 1.655,00 1.700,00 2.344,00 2.839,12
Uberlândia - MG 1.100 - 1.810 1.325,80 1.100,00 1.345,00 1.494,00 1.809,58


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.363 - 3.887 2.007,01 1.362,99 1.600,00 3.209,19 3.887,06
Rio Grande do Sul 1.434 - 6.215 2.522,65 1.433,86 1.760,00 5.131,07 6.214,90
Santa Catarina 1.573 - 2.684 1.873,54 1.573,20 1.847,19 2.216,04 2.684,13
Mato Grosso 1.059 - 2.301 1.413,06 1.058,75 1.400,00 1.900,00 2.301,34
Paraná 1.544 - 5.569 2.477,74 1.543,79 1.787,72 4.597,95 5.569,18
Goiás 1.246 - 2.174 1.373,05 1.246,00 1.246,80 1.794,97 2.174,12
Minas Gerais 1.099 - 3.183 1.769,07 1.098,63 1.494,00 2.627,50 3.182,51
Rio de Janeiro 1.477 - 4.085 2.342,98 1.477,48 2.200,00 3.372,25 4.084,57
Bahia 1.091 - 1.872 1.222,02 1.091,30 1.129,32 1.545,51 1.871,96


Principais locais de trabalho

Técnicos do mobiliário trabalham na fabricação móveis e esquadrias de madeira, na construção civil, em institutos e departamentos de pesquisa e desenvolvimento. São empregados com carteira assinada e se organizam em equipe, sob supervisão ocasional. Têm como local de trabalho ambientes fechados e horário diurno. Eventualmente, são expostos a materiais tóxicos, ruído intenso e pó.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos do mobiliário

O ingresso nessa ocupação requer ensino técnico de nível médio em mobiliário, ou curso médio completo seguido de cursos de qualificação. O pleno desempenho das atividades ocorre após um ou dois anos de experiência. É desejável que a formação profissional inclua, além da tecnologia de produção convencional, componentes de história da arte e do mobiliário, noções de geometria, desenho técnico, informática aplicada a centros de usinagem computadorizados, cad e cim, prática no contexto da formação e estágio no contexto do trabalho.


Funções e atividades do Técnico em madeira e mobiliário

Técnicos do mobiliário devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • efetuar atividades de medição e controle;
  • selecionar materiais, insumos e acessórios;
  • construir móveis e esquadrias;
  • preparar máquinas, equipamentos e ferramentas;
  • projetar móveis;
  • prestar assistência técnica;
  • monitorar processo de produção;
  • implementar melhorias no processo;

  • Atividades

    • atuar com iniciativa;
    • elaborar programas para máquinas cnc;
    • listar materiais e acessórios para montagem de móveis;
    • trabalhar de forma organizada;
    • distinguir falhas no processo;
    • inspecionar embalagens, materiais e produtos;
    • solicitar a substituição do produto;
    • redigir relatórios técnicos;
    • avaliar desenvolvimento da produção;
    • adaptar leiaute;
    • executar acabamento de superfícies;
    • realizar ensaios com tintas, vernizes, seladores e adesivos;
    • propor melhorias no produto;
    • planejar fases do desenvolvimento do projeto;
    • pesquisar novas tecnologias e materiais;
    • requerer capacitação de pessoal;
    • aceitar mudanças;
    • preparar gabaritos e moldes;
    • controlar processo de secagem da madeira;
    • operar máquinas e equipamentos;
    • empregar normas técnicas;
    • montar móveis e esquadrias;
    • comunicar-se de forma clara e objetiva;
    • demonstrar liderança;
    • elaborar croquis de móveis;
    • dar suporte técnico ao cliente;
    • efetuar cálculos técnicos;
    • agir com ética profissional;
    • supervisionar construção de protótipos;
    • realizar visitas técnicas;
    • atualizar-se na profissão;
    • controlar dimensões de móveis;
    • testar novas tecnologias e materiais;
    • adequar projeto a linha de produção;
    • desenvolver embalagens para móveis;
    • monitorar transporte e armazenamento do produto acabado;
    • preencher fichas de controle;
    • aplicar testes de resistência no produto;
    • estimar custos do produto;
    • acompanhar execução das etapas de produção;
    • analisar ordem de produção;
    • interpretar laudos de análises químicas e físicas de materiais e produtos acabados;
    • inspecionar qualidade do produto;
    • acompanhar manutenção de máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • definir materiais e acessórios;
    • avaliar relação custo/benefício de materiais, acessórios e insumos;
    • medir viscosidade, gramatura e densidade de tintas, vernizes e adesivos;
    • aplicar ferramentas da qualidade;
    • inspecionar montagens de móveis;
    • participar de discussões técnicas;
    • ajustar gabaritos e moldes;
    • demonstrar imagem positiva;
    • elaborar desenhos de móveis para produção;
    • atuar com eficácia;
    • inspecionar armazenagem de materiais e insumos;
    • definir etapas para produção de móveis;
    • fixar acessórios;
    • identificar novas tecnologias e métodos de produção;
    • regular máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • demonstrar senso de avaliação;
    • sugerir aquisição de equipamentos;
    • medir umidade da madeira;
    • analisar tendências e necessidades do mercado;
    • medir brilho, aderência e dureza de tintas, seladores e vernizes;
    • interpretar desenhos;
    • avaliar qualidade de materiais, acessórios e insumos;
    • trabalhar em conformidade com as normas de segurança;
    • ajustar peças ou acessórios;
    • tomar decisões;
    • solicitar manutenção de máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • confeccionar componentes de móveis e esquadrias;
    • trabalhar em equipe;
    • desenhar esquema para montagem de móveis;
    • identificar defeitos do produto;
    • resolver problemas técnicos;
    • trocar peças ou acessórios;
    • participar do processo de treinamento de pessoal;


    Setores que mais contratam Técnico em madeira e mobiliário no mercado de trabalho

    • Fabricação de móveis com predominância de madeira
    • Comércio varejista de móveis
    • Reparação de artigos do mobiliário
    • Comércio varejista de ferragens e ferramentas
    • Instalação de portas, janelas, tetos, divisórias e armários embutidos de qualquer material
    • Serviços de montagem de móveis de qualquer material
    • Fabricação de esquadrias de metal
    • Fabricação de móveis com predominância de metal
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Restaurantes e similares




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: