Salário para o cargo de Técnico de arquivo (museologia)
CBO 3712-10 > Técnicos em museologia

Técnico de arquivo (museologia) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Auxiliam especialistas das diversas áreas de museus, nos trabalhos de organização, conservação, pesquisa e difusão de documentos e objetos de caráter histórico, artístico, científico, literário ou de outra natureza.

Quanto ganha um Técnico de arquivo (museologia)

Um Técnico de arquivo (museologia) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.338,19 e R$ 4.554,23, com a média salarial de R$ 2.139,22 e o salário mediana em R$ 1.567,01 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico de arquivo (museologia)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.139,22 25.670,67 534,81 10,33
1º Quartil 1.338,19 16.058,33 334,55 6,46
Salário Mediana 1.567,01 18.804,12 391,75 7,56
3º Quartil 3.473,25 41.679,02 868,31 16,76
Teto Salarial 4.554,23 54.650,77 1.138,56 21,98


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos em nivel médio dos serviços culturais, das comunicações e dos desportos
      • Técnicos de serviços culturais
        • Técnicos em museologia

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.700 - 5.511 2.936,61 1.700,28 2.974,42 4.550,10 5.511,22
Engenheiro Coelho - SP 1.567 - 1.898 1.567,01 1.567,01 1.567,01 1.567,01 1.898,01


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.552 - 4.810 2.260,64 1.552,00 1.567,01 3.971,18 4.810,01


Principais locais de trabalho

Técnicos em museologia trabalham em museus e arquivos, em entidades culturais e de ensino, em setores de documentação de empresas, fundações e outras instituições públicas e privadas, em geral de porte médio ou grande. Geralmente são empregados registrados, havendo também chance de trabalho autônomo, como prestadores de serviços técnicos especializados, desenvolvem seu trabalho integrados em equipes. Os colecionadores de selos e moedas são, em geral, autônomos e costumam trabalhar sozinhos ou em equipes. É importante para o desempenho das ocupações da família as habilidades da organização e da pesquisa.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos em museologia

Para o acesso à ocupação de técnico em museologia requer-se formação de nível médio. O aprendizado dos profissionais que atuam com coleções de selos e moedas ocorre na prática. Para o exercício pleno das atividades requer-se experiência que varia entre um e dois anos. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Técnico de arquivo (museologia)

Técnicos em museologia devem:

  • catalogar o acervo;
  • preparar o espaço para a exposição da reserva técnica;
  • comercializar selos e moedas;
  • implementar ações educativas;
  • pesquisar documentação técnica;
  • expor coleções;
  • realizar atividades administrativas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • comunicar-se;
  • conservar o acervo;

  • Atividades

    • organizar o espaço de catalogação e pesquisa;
    • participar de leilões;
    • acompanhar a implantação do sistema de iluminação;
    • publicar catálogos de selos e moedas;
    • monitorar condições físicas da exposição;
    • leiloar através de meios eletrônicos;
    • orientar visitas técnicas ao acervo;
    • ordenar estoques;
    • elaborar correspondência;
    • elaborar circuito de circulação de obras;
    • planejar atividades anuais;
    • elaborar registro de ocorrências;
    • elaborar o mapa de chaves de acesso ao acervo;
    • comprar materiais necessários;
    • atualizar os arquivos de documentos relativos ao acervo;
    • listar materiais necessários;
    • elaborar estatísticas de visitação e consultas;
    • elaborar registros de recepção;
    • expor em feiras;
    • construir painéis;
    • participar do planejamento do projeto de construção;
    • embalar obras;
    • fotografar acervo;
    • executar ações educativas pré-determinadas;
    • orientar estagiários;
    • tombar acervo;
    • organizar catálogos de selos e moedas;
    • apoiar na elaboração dos termos de aquisição do acervo;
    • alimentar website;
    • pesquisar fontes primárias;
    • indicar procedimentos de segurança do acervo;
    • auxiliar no tombamento do acervo;
    • controlar instrumentos de precisão;
    • registrar empréstimos de obras;
    • atender ao público;
    • escolher o material adequado à montagem da exposição;
    • entrevistar artistas e familiares sobre obras;
    • efetuar cadastro de clientes;
    • avaliar espólios;
    • pesquisar materiais de restauro;
    • fiscalizar o estado do acervo;
    • pesquisar materiais adequados à exposição;
    • implementar medidas de primeiros socorros às obras;
    • conhecer noções de materiais de suporte para exposição e restauro;
    • avaliar as peças para efeitos de empréstimos;
    • catalogar os arquivos de documentos relativos ao acervo;
    • imunizar o acervo;
    • desembalar obras;
    • elaborar relatório das atividades realizadas;
    • efetuar triagem dos selos e moedas;
    • pesquisar bibliografia e catálogos;
    • tomar medidas dos objetos;
    • preencher ficha catalográfica;
    • alimentar agenda cultural;
    • identificar as obras com etiquetas;
    • conhecer noções de química;
    • normatizar o comércio das obras;
    • interagir com outros profissionais e com o público da instituição;
    • elaborar trabalhos para publicação;
    • dar treinamento ao pessoal de apoio ao transporte e manuseio do acervo;
    • elaborar laudos técnicos de conservação e restauro;
    • conhecer noções científicas da área específica;
    • montar as obras nos locais determinados para exposição;
    • representar clientes em leilões;
    • conhecer noções de primeiros socorros às obras;
    • determinar normas sobre a conservação do acervo;
    • implementar ações de segurança das obras;
    • manusear acervo;
    • prestar conta da administração de recursos financeiros de destinação específica;
    • acondicionar as obras do acervo;
    • higienizar o acervo;
    • conferir entrada e saída de obras;
    • manipular equipamentos de segurança para conservação do acervo;
    • auxiliar na classificação do acervo;
    • auxiliar na restauração de obras;
    • colaborar no planejamento da logística da exposição;
    • realizar palestras;
    • controlar a entrada e saída de peças do acervo em reserva técnica;
    • participar da elaboração da programação visual da exposição;
    • construir suportes de apoio para as obras;
    • examinar catálogos nacionais e internacionais de selos e moedas;
    • desenvolver habilidade manual;
    • adequar mobiliário;
    • subsidiar com informações a criação de catálogos;
    • criar área de reserva técnica de obras em trânsito;
    • pintar o espaço;
    • ajudar na tomada de decisões sobre a conservação do acervo;
    • supervisionar o translado do acervo;
    • leiloar através de catálogos;
    • numerar peças;
    • criar fichas de catalogação e informatização do acervo;
    • conhecer o manejo de epi(equipamentos de proteção individual);
    • avaliar o objeto;
    • treinar o pessoal de vigilância para a proteção do acervo;
    • construir vitrines;
    • produzir registro de localização das peças;
    • desmontar exposição;
    • elaborar requisição de compras;
    • consultar colecionadores e numismatas;
    • conhecer noções de primeiros socorros;
    • pesquisar na internet;
    • analisar textos elucidativos do acervo;
    • pesar peças do acervo;
    • verificar textos elucidativos do acervo;
    • conhecer noções de desenho técnico;
    • assessorar outras instituições na conservação do acervo;
    • atualizar-se;
    • dominar diferentes linguagens de informática;
    • confeccionar passe partout;
    • normatizar os valores das obras;
    • controlar as condições ambientais;
    • comunicar-se através de entrevistas;
    • adequar iluminação ao ambiente;
    • sinalizar o circuito da exposição;
    • controlar o armazenamento de embalagens;
    • produzir laudo técnico de catalogação;
    • indicar procedimentos de segurança ao público;
    • divulgar o evento na mídia;
    • selecionar peças do acervo para exposição;
    • dispor de horários flexíveis;
    • pesquisar em leilões;
    • selecionar peças para aquisição;
    • proceder com ética;
    • executar monitoria da exposição;
    • organizar espaços de conservação e restauro;
    • desenvolver memória visual;
    • realizar intercâmbios profissionais;
    • visitar museus e exposições para consulta;
    • determinar a ética de compra e venda de obras;
    • fazer perícia do acervo;
    • colaborar nas atividades de manutenção da exposição;
    • preparar viagem para acompanhamento da montagem da exposição;
    • treinar pessoal de limpeza;


    Setores que mais contratam Técnico de arquivo (museologia) no mercado de trabalho

    • Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente
    • Educação superior - graduação e pós-graduação
    • Atividades de museus e de exploração de lugares e prédios históricos e atrações similares
    • Atividades de bibliotecas e arquivos
    • Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências
    • Educação superior - graduação
    • Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências sociais e humanas
    • Atividades de organizações associativas ligadas à cultura e à arte
    • Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis
    • Atividades de associações de defesa de direitos sociais




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Educador de rua
    Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei

    Educador de rua