Salário para o cargo de Operador de teleprocessamento
CBO 3722-05 > Operadores de rede de teleprocessamento

Operador de teleprocessamento - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Operam e monitoram sistemas de comunicação em rede, preparam equipamentos e meios de comunicação, cuidam da segurança operacional por meio de procedimentos específicos e realizam atendimento ao usuário.

Quanto ganha um Operador de teleprocessamento

Um Operador de teleprocessamento trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.131,15 e R$ 3.870,71, com a média salarial de R$ 1.719,48 e o salário mediana em R$ 1.412,85 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de teleprocessamento

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.719,48 20.633,75 429,87 8,04
1º Quartil 1.131,15 13.573,82 282,79 5,29
Salário Mediana 1.412,85 16.954,20 353,21 6,61
3º Quartil 2.951,97 35.423,64 737,99 13,80
Teto Salarial 3.870,71 46.448,54 967,68 18,10


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos em nivel médio dos serviços culturais, das comunicações e dos desportos
      • Técnicos em operação de câmara fotográfica , cinema e de televisão
        • Operadores de rede de teleprocessamento

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Formiga - MG 1.124 - 1.810 1.277,89 1.124,06 1.196,80 1.494,32 1.809,96
Blumenau - SC 1.425 - 1.740 1.433,64 1.424,76 1.436,60 1.436,60 1.740,05
São Paulo - SP 1.234 - 5.363 2.264,90 1.233,91 1.641,30 4.427,76 5.363,04
Chapeco - SC 1.306 - 2.229 1.463,94 1.306,44 1.352,55 1.840,66 2.229,46
Barueri - SP 1.578 - 3.735 2.160,57 1.577,59 1.942,50 3.083,26 3.734,53
Fortaleza - CE 1.089 - 1.835 1.233,07 1.088,97 1.166,00 1.515,28 1.835,36
Belo Horizonte - MG 1.130 - 3.556 1.722,59 1.129,66 1.418,87 2.935,45 3.555,51
Rio de Janeiro - RJ 1.300 - 5.694 2.446,41 1.300,49 1.772,56 4.701,23 5.694,27
Itajaí - SC 1.242 - 1.976 1.452,02 1.242,42 1.513,60 1.631,28 1.975,85
Balneário Camboriú - SC 1.420 - 1.978 1.557,11 1.419,64 1.590,60 1.633,08 1.978,03
Brasília - DF 1.387 - 4.259 2.028,68 1.386,57 1.580,25 3.516,02 4.258,71
Curitiba - PR 1.163 - 3.545 1.749,22 1.162,62 1.430,15 2.927,02 3.545,29
Maringá - PR 1.310 - 2.183 1.453,93 1.310,45 1.345,82 1.801,89 2.182,50
Caraguatatuba - SP 1.430 - 1.866 1.484,13 1.430,20 1.482,80 1.540,88 1.866,36
Eusébio - CE 1.198 - 2.007 1.314,07 1.198,40 1.212,20 1.657,00 2.007,01
Campinas - SP 1.182 - 1.950 1.314,92 1.181,99 1.198,24 1.609,78 1.949,81
Domingos Martins - ES 1.154 - 2.142 1.343,91 1.153,82 1.193,91 1.768,21 2.141,70
São Luís - MA 1.285 - 2.084 1.481,10 1.284,77 1.487,34 1.720,74 2.084,21
São Jose - SC 1.152 - 2.025 1.315,19 1.152,00 1.179,07 1.672,18 2.025,40
Goiânia - GO 1.224 - 2.705 1.492,45 1.223,50 1.271,60 2.233,00 2.704,68


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Minas Gerais 1.098 - 2.426 1.402,91 1.098,50 1.196,80 2.003,00 2.426,10
São Paulo 1.245 - 4.166 1.964,27 1.244,67 1.549,86 3.439,24 4.165,71
Santa Catarina 1.269 - 2.180 1.485,42 1.268,95 1.436,60 1.799,98 2.180,19
Ceará 1.082 - 5.176 1.926,75 1.081,54 1.166,00 4.273,67 5.176,39
Rio de Janeiro 1.252 - 4.614 2.048,03 1.252,24 1.531,10 3.808,97 4.613,54
Paraná 1.228 - 6.952 2.446,49 1.228,09 1.400,00 5.739,83 6.952,25
Rio Grande do Sul 1.264 - 4.058 1.922,60 1.264,33 1.500,00 3.350,51 4.058,24
Espírito Santo 1.136 - 2.397 1.385,29 1.135,55 1.193,91 1.978,91 2.396,91
Distrito Federal 1.387 - 4.259 2.028,68 1.386,57 1.580,25 3.516,02 4.258,71
Maranhão 1.169 - 2.034 1.414,29 1.168,80 1.391,90 1.678,91 2.033,54
Goiás 1.130 - 3.101 1.549,20 1.130,17 1.262,94 2.559,80 3.100,51
Mato Grosso 1.059 - 2.568 1.410,86 1.059,10 1.200,00 2.120,48 2.568,38
Pernambuco 1.096 - 5.876 2.158,79 1.096,43 1.476,20 4.851,68 5.876,50
Pará 1.069 - 3.474 1.690,94 1.069,28 1.413,43 2.868,33 3.474,20
Bahia 1.054 - 5.544 2.191,56 1.054,25 1.474,94 4.577,03 5.543,83
Piauí 1.058 - 3.828 1.746,86 1.057,50 1.370,41 3.160,32 3.827,87
Amazonas 1.100 - 4.274 2.332,64 1.100,00 1.900,00 3.528,67 4.274,03
Alagoas 1.120 - 2.116 1.342,90 1.119,50 1.319,73 1.746,59 2.115,52
Mato Grosso do Sul 1.180 - 3.767 1.822,81 1.180,10 1.470,00 3.109,97 3.766,89
Roraima 1.070 - 2.961 1.383,93 1.070,00 1.085,00 2.444,64 2.961,02
Rio Grande do Norte 1.045 - 3.578 1.498,42 1.045,00 1.100,00 2.954,26 3.578,28
Paraíba 1.105 - 3.406 1.857,67 1.104,63 1.800,00 2.811,89 3.405,84


Principais locais de trabalho

Operadores de rede de teleprocessamento trabalham em empresas de informática e departamentos de informática de empresas de diversos ramos de atividade e em entidades que atuam com populações residentes em áreas remotas. São assalariados, com carteira assinada, pela empresa onde atuam ou empresa terceirizada. Trabalham em equipe, sob supervisão, em ambiente fechado, em diferentes regimes de horário de trabalho diurno, noturno, rodízio de turnos e horários irregulares.


O que é preciso para trabalhar na área dos Operadores de rede de teleprocessamento

Para o exercício desse cargo requer-se formação de nível médio. Para as ocupações de operador de teleprocessamento requer-se, adicionalmente, cursos de especialização de aproximadamente quatrocentas horas-aula. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de teleprocessamento

Operadores de rede de teleprocessamento devem:

  • operar sistemas de comunicação;
  • preparar equipamentos e meios de comunicação;
  • atender usuários;
  • comunicar-se na rede;
  • efetuar procedimentos de trabalho;
  • monitorar sistemas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • cuidar da segurança operacional;

  • Atividades

    • priorizar operações emergenciais;
    • acionar suporte técnico especializado;
    • executar plano de contingência;
    • identificar possíveis falhas do equipamento na transmissão;
    • bloquear tentativa de acesso não autorizado;
    • rotular mídia digital;
    • verificar funcionamento do sistema de energia solar;
    • cumprir normas e regulamentos;
    • monitorar funcionamento de geradores e baterias em caso de falta de energia;
    • acompanhar desempenho da rede;
    • registrar término do atendimento;
    • receber solicitação de suporte técnico;
    • acompanhar transferência de mensagens e arquivos;
    • informar condições climáticas;
    • limpar equipamento periodicamente;
    • transmitir mensagens e dados;
    • organizar cronograma de atividades;
    • demonstrar iniciativa;
    • criptografar arquivos e mensagens;
    • comprometer-se com o trabalho;
    • efetuar retransmissões devido a falhas;
    • localizar área de atendimento;
    • efetuar cópia de segurança de dados;
    • zelar pela qualidade das informações;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • orientar usuário sobre condições operacionais, comerciais e climáticas;
    • verificar resultados de processos e operações;
    • confirmar transferência de mensagens e arquivos;
    • respeitar hierarquia;
    • participar de ginástica laboral;
    • controlar taxa de transmissão de dados;
    • consultar plano de contingência;
    • diagnosticar tipo de ocorrência;
    • organizar material de trabalho (fitas, cd);
    • tomar decisões;
    • consultar procedimentos padronizados para transmissão de dados e de radiocomunicação;
    • testar fontes de alimentação de energia;
    • registrar ocorrência de problema técnico;
    • identificar se na rede por meio de senha, código e prefixo;
    • trabalhar em equipe;
    • prestar apoio técnico à rede;
    • emitir relatórios estatísticos de atendimento ao usuário;
    • testar funcionamento dos aplicativos;
    • relacionar-se com outros órgãos e usuários de comunicação;
    • sintonizar frequência dos transceptores;
    • zelar pela segurança no ambiente de trabalho;
    • avaliar resultados de impressão;
    • manter-se atualizado profissionalmente;
    • identificar localização do usuário;
    • interpretar códigos de comunicação (morse, cw);
    • informar condições de tráfego (terrestre, marítimo, aéreo);
    • executar testes de conexão e comunicação;
    • agir com ética;
    • registrar ocorrências do período de trabalho;
    • calcular a capacidade do tráfego de dados;
    • priorizar execução de sistemas críticos;
    • executar cronograma de atividades;
    • acompanhar processo de impressão;
    • manter controle emocional;
    • verificar a conectividade entre os equipamentos do bastidor;
    • definir fila de transmissão de mensagens;
    • regular climatização do ambiente;
    • protocolar recebimento de mensagens e arquivos;
    • cumprir prazos;
    • priorizar atendimento ao usuário preferencial;
    • decriptar arquivos e mensagens;
    • administrar situações de conflitos;
    • estabelecer contato entre meios de transporte (marítimo, terrestre e aéreo);
    • montar fita ou cartucho no computador central;
    • consultar manuais e documentação básica;
    • permitir acesso do usuário ao sistema;
    • ajustar equipamentos para operação;
    • controlar suprimento de insumos (papel, cartucho de tinta);
    • executar testes de capacidade de transmissão;
    • ordenar sequência de impressão;
    • acionar setores competentes para emergências (polícia, bombeiros, sos, salva-mar, salva-aero);
    • manter sigilo das informações confidenciais;


    Setores que mais contratam Operador de teleprocessamento no mercado de trabalho

    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis
    • Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação
    • Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet
    • Serviços de comunicação multimídia - scm
    • Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente
    • Construção de estações e redes de telecomunicações
    • Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na internet
    • Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - supermercados
    • Provedores de acesso às redes de comunicações




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: