Salário para o cargo de Mercerizador de fios e tecidos
CBO 7614-25 > Trabalhadores de acabamento, tingimento e estamparia das indústrias têxteis

Mercerizador de fios e tecidos - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Organizam área de trabalho para acabamento, tingimento e estamparia de tecidos e beneficiam fibras soltas, fios e tecidos. Tingem fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas e estampam tecidos. Realizam acabamento de fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas. Monitoram máquinas de acabamento, tingimento e estamparia de tecidos. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Quanto ganha um Mercerizador de fios e tecidos

Um Mercerizador de fios e tecidos trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.201,66 e R$ 2.574,40, com a média salarial de R$ 1.505,75 e o salário mediana em R$ 1.420,13 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Mercerizador de fios e tecidos

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.505,75 18.069,06 376,44 6,90
1º Quartil 1.201,66 14.419,94 300,42 5,50
Salário Mediana 1.420,13 17.041,50 355,03 6,50
3º Quartil 1.963,34 23.560,13 490,84 8,99
Teto Salarial 2.574,40 30.892,75 643,60 11,79


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Trabalhadores das industrias têxteis
        • Trabalhadores de acabamento, tingimento e estamparia das indústrias têxteis

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Recife - PE 1.163 - 1.506 1.192,56 1.163,41 1.181,85 1.243,12 1.505,70
São Paulo - SP 1.543 - 2.653 1.905,39 1.543,18 1.948,62 2.190,34 2.653,00
Guarulhos - SP 1.960 - 2.413 1.985,94 1.959,52 1.992,55 1.992,55 2.413,44
Campinas - SP 1.300 - 1.980 1.466,94 1.300,00 1.500,00 1.634,43 1.979,67
Porto Alegre - RS 1.397 - 1.727 1.402,72 1.397,00 1.397,00 1.425,60 1.726,73
Blumenau - SC 1.466 - 2.383 1.609,92 1.465,68 1.508,03 1.967,65 2.383,28
Gaspar - SC 1.583 - 3.755 2.083,19 1.583,01 1.832,96 3.100,00 3.754,81
Cajazeiras - PB 1.045 - 1.332 1.056,44 1.045,00 1.045,00 1.100,00 1.332,35
Rio de Janeiro - RJ 1.747 - 2.563 2.011,18 1.747,36 2.074,72 2.116,15 2.563,14
Curitiba - PR 1.257 - 2.745 1.528,62 1.256,74 1.300,72 2.266,00 2.744,65
São Luís de Montes Belos - GO 1.177 - 1.542 1.193,61 1.176,91 1.177,96 1.272,93 1.541,81
Brusque - SC 1.310 - 1.807 1.417,33 1.310,00 1.450,00 1.492,00 1.807,16
Santo André - SP 1.321 - 2.286 1.444,92 1.320,64 1.320,64 1.886,97 2.285,55
Sorocaba - SP 1.256 - 4.237 2.118,92 1.256,00 1.651,10 3.497,90 4.236,76
Bauru - SP 1.514 - 2.286 1.603,43 1.513,92 1.551,16 1.886,97 2.285,55
Brasília - DF 1.048 - 2.054 1.487,99 1.047,54 1.500,00 1.696,20 2.054,49


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.292 - 2.658 1.734,80 1.292,43 1.750,08 2.194,69 2.658,27
Pernambuco 1.163 - 1.506 1.192,56 1.163,41 1.181,85 1.243,12 1.505,70
Santa Catarina 1.422 - 2.784 1.748,16 1.422,12 1.650,00 2.298,12 2.783,55
Rio Grande do Sul 1.298 - 2.172 1.478,80 1.298,44 1.397,00 1.793,19 2.171,96
Paraíba 1.045 - 1.462 1.091,76 1.045,00 1.047,20 1.206,75 1.461,65
Minas Gerais 1.066 - 2.593 1.452,29 1.066,21 1.240,31 2.141,19 2.593,47
Goiás 1.177 - 1.967 1.421,19 1.176,91 1.600,00 1.623,60 1.966,55
Rio de Janeiro 1.627 - 2.546 1.965,79 1.626,87 2.074,72 2.102,34 2.546,42
Paraná 1.161 - 2.501 1.446,94 1.161,08 1.256,74 2.064,70 2.500,83
Distrito Federal 1.048 - 2.054 1.487,99 1.047,54 1.500,00 1.696,20 2.054,49


Principais locais de trabalho

Trabalhadores de acabamento, tingimento e estamparia das indústrias têxteis atuam na fabricação de produtos têxteis como empregados assalariados, com carteira assinada. Trabalham em locais fechados, em turnos fixos ou em rodízio de turnos, em equipe e sob supervisão permanente. Os estampadores de tecidos trabalham também nas indústrias de reprodução de gravações e estão organizados de forma individual. Estes estão sujeitos a trabalhar em posições desconfortáveis por longos períodos e à exposição de materiais tóxicos e ruído intenso das máquinas de estamparia.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores de acabamento, tingimento e estamparia das indústrias têxteis

Para o exercício desse cargo requer-se ensino fundamental completo. A qualificação profissional ocorre com a prática no próprio local de trabalho. O pleno desempenho das atividades é alcançado em até um ano de experiência profissional. Para os estampadores de tecidos esse tempo pode variar entre um e dois anos. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Mercerizador de fios e tecidos

Trabalhadores de acabamento, tingimento e estamparia das indústrias têxteis devem:

  • beneficiar fibras soltas, fios e tecidos;
  • trabalhar com segurança;
  • tingir fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas;
  • organizar Área de trabalho para acabamento, tingimento e estamparia de tecidos;
  • realizar acabamento de fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas;
  • estampar tecidos;
  • monitorar máquinas de acabamento, tingimento e estamparia de tecidos;
  • demonstrar competências pessoais;

  • Atividades

    • abastecer os cilindros (bombas) com pastas de estampar tecidos;
    • chamuscar tecidos planos;
    • utilizar equipamentos de proteção individual;
    • monitorar ph do banho;
    • identificar defeitos mecânicos, elétricos e hidráulicos;
    • cozinhar fibras soltas, fios têxteis, tecidos planos e malhas;
    • monitorar a velocidade da máquina;
    • demonstrar iniciativa;
    • montar facas e varetas nos cilindros de estampar;
    • demonstrar objetividade;
    • evidenciar senso de disciplina;
    • montar cilindros e quadros para estampar tecidos planos e malhas;
    • tingir tecido de malha por processo de esgotamento em corda (over flow, barcas e jets);
    • pré-encolher (sanforizar e compactar) tecidos planos e malhas;
    • tingir tecido plano por processo de impregnação com repouso à frio (pad batch e foulard);
    • vaporizar tecidos estampados;
    • monitorar tensão do tecido;
    • identificar condições inseguras;
    • tingir tecido plano através de processo de impregnação com desenvolvimento no jigger (pad jig e foulard);
    • interpretar ordens de serviços;
    • monitorar pressão (pick-up) do foulard;
    • monitorar ph, temperatura, hidrofilidade e umidade do tecido;
    • discriminar cores;
    • lavar fibras soltas, fios têxteis, tecidos e peças confeccionadas;
    • aplicar banho de acabamento final;
    • desengomar tecidos planos;
    • medir tecidos planos e malhas;
    • secar fibras soltas, fios têxteis, tecidos e peças confeccionadas;
    • tingir tecido plano por processo de impregnação com vaporização (pad steam, foulard e vaporizado);
    • lavar facas e varetas de estamparia;
    • monitorar o controle elétrico e eletrônico;
    • calandrar tecidos de malhas (largura e alinhamento horizontal);
    • abastecer máquinas com produtos químicos, fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas;
    • manter autoestima;
    • fixar pigmentos (polimerizar) tecidos estampados;
    • preparar banhos de beneficiamento para fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • identificar resíduos agressivos ao meio ambiente;
    • tingir fibras soltas em aparelhos de pressão (autoclave);
    • mercerizar fibras soltas, fios têxteis, tecidos planos e malhas;
    • monitorar a posição dos queimadores;
    • limpar local de trabalho;
    • discriminar imagens;
    • controlar chama dos queimadores na chamuscagem;
    • tingir tecido plano por processo de impregnação com secagem (pad dry, foulard e secadeira);
    • selecionar ferramentas e instrumentos para ajuste de máquinas;
    • termofixar tecidos planos e malhas;
    • monitorar temperatura do banho e secagem;
    • tingir fios têxteis (autoclave e armário);
    • manter atenção concentrada;
    • flanelar e lixar (peletizar tecidos planos e malhas);
    • preparar pastas para estamparia (cilindros e quadros) de tecidos;
    • alvejar fibras soltas, fios têxteis, tecidos planos e malhas;
    • dar provas de acuidade visual;
    • identificar fios, tecidos e produtos químicos;
    • adaptar-se;
    • evidenciar força física;
    • tingir tecido plano por processo de esgotamento (jigger e turbo);
    • ajustar largura e alinhamento de tecidos planos;
    • tingir peças confeccionadas em máquinas de lavandaria industrial;
    • lavar cilindros e quadros de estamparia;
    • selecionar resíduos para reciclagem;
    • elaborar requisição de materiais para beneficiamento de fibras soltas, fios, tecidos e peças confeccionadas;
    • manter atenção difusa;
    • comparar cores e desenhos para estamparia e tingimento;
    • monitorar níveis de banhos e pastas;


    Setores que mais contratam Mercerizador de fios e tecidos no mercado de trabalho

    • Fabricação de tecidos especiais, inclusive artefatos
    • Impermeabilização em obras de engenharia civil
    • Fabricação de tecidos de malha
    • Fabricação de outros produtos têxteis não especificados anteriormente
    • Reparação de artigos do mobiliário
    • Fabricação de artefatos de material plástico para outros usos não especificados anteriormente
    • Estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário
    • Fiação de fibras artificiais e sintéticas
    • Alvejamento, tingimento e torção em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário
    • Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: