Salário para o cargo de Técnico em geodésia e cartografia
CBO 3123-10 > Técnicos em geomática

Técnico em geodésia e cartografia - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Executam levantamentos geodésicos e topohidrográficos, por meio de levantamentos altimétricos e planimétricos, implantam, no campo, pontos de projeto, locando obras de sistemas de transporte, obras civis, industriais, rurais e delimitando glebas, planejam trabalhos em geomática, analisam documentos e informações cartográficas, interpretando fotos terrestres, fotos aéreas, imagens orbitais, cartas, mapas, plantas, identificando acidentes geométricos e pontos de apoio para georeferenciamento e amarração, coletando dados geométricos. Efetuam cálculos e desenhos e elaboram documentos cartográficos, definindo escalas e cálculos cartográficos, efetuando aerotriangulação, restituindo fotografias aéreas.

Quanto ganha um Técnico em geodésia e cartografia

Um Técnico em geodésia e cartografia trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.221,50 e R$ 4.556,52, com a média salarial de R$ 2.022,84 e o salário mediana em R$ 1.661,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico em geodésia e cartografia

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.022,84 24.274,08 505,71 9,35
1º Quartil 1.221,50 14.658,02 305,38 5,64
Salário Mediana 1.661,00 19.932,00 415,25 7,68
3º Quartil 3.475,00 41.699,98 868,75 16,06
Teto Salarial 4.556,52 54.678,27 1.139,13 21,05


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Técnicos em construção civil, de edificações e obras de infraestrutura
        • Técnicos em geomática

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Maringá - PR 1.306 - 2.745 1.641,35 1.306,49 1.500,00 2.266,52 2.745,28
Curitiba - PR 1.620 - 3.810 2.093,45 1.619,67 1.683,00 3.145,23 3.809,59
Rio Verde - GO 1.571 - 1.903 1.570,78 1.570,73 1.570,80 1.570,80 1.902,60
Lençóis Paulista - SP 1.108 - 1.642 1.187,20 1.108,38 1.163,55 1.355,33 1.641,62
São Paulo - SP 2.146 - 5.101 3.019,38 2.146,18 2.800,00 4.211,33 5.100,89
Canoinhas - SC 1.300 - 1.855 1.437,43 1.300,00 1.500,00 1.531,66 1.855,19
São José dos Campos - SP 1.478 - 4.341 2.447,01 1.478,00 2.411,03 3.583,98 4.341,02
Belo Horizonte - MG 1.206 - 6.510 2.537,29 1.206,09 1.800,00 5.375,00 6.510,36
Pinhais - PR 1.100 - 2.009 1.246,39 1.100,00 1.112,87 1.658,72 2.009,09
Lages - SC 1.200 - 2.899 1.765,71 1.200,00 1.620,00 2.393,33 2.898,88
São José de Ribamar - MA 1.200 - 1.519 1.234,56 1.200,00 1.253,76 1.253,76 1.518,59
Itabira - MG 1.414 - 2.035 1.537,98 1.414,00 1.491,70 1.680,00 2.034,87
Esplanada - BA 1.841 - 2.561 1.909,60 1.841,40 1.841,40 2.114,20 2.560,78
Barão de Cocais - MG 1.627 - 3.028 1.837,11 1.627,22 1.717,31 2.500,00 3.028,08
Antônio Dias - MG 1.791 - 2.385 1.890,29 1.790,80 1.898,60 1.969,00 2.384,91
Vitoria - ES 1.400 - 2.933 1.829,53 1.400,00 1.752,35 2.421,50 2.932,99
Assis - SP 1.611 - 3.161 2.055,33 1.610,50 1.974,00 2.609,50 3.160,70
Caeté - MG 1.635 - 2.233 1.699,03 1.634,60 1.683,00 1.843,60 2.233,02
Jatai - GO 1.500 - 3.028 2.120,00 1.500,00 2.200,00 2.500,00 3.028,08
Porto Feliz - SP 1.468 - 2.544 1.748,51 1.467,90 1.746,07 2.100,00 2.543,58


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Paraná 1.239 - 3.232 1.776,68 1.239,12 1.614,31 2.668,47 3.232,13
São Paulo 1.142 - 4.257 2.139,40 1.141,88 1.920,00 3.514,56 4.256,94
Minas Gerais 1.245 - 3.767 1.928,67 1.245,17 1.683,63 3.109,83 3.766,72
Goiás 1.531 - 2.231 1.628,64 1.530,81 1.570,80 1.842,14 2.231,25
Santa Catarina 1.244 - 3.298 1.741,08 1.244,44 1.500,00 2.723,08 3.298,27
Bahia 1.664 - 3.365 2.055,18 1.664,34 1.841,40 2.778,55 3.365,46
Maranhão 1.200 - 2.499 1.439,37 1.200,00 1.253,76 2.063,40 2.499,25
Espírito Santo 1.207 - 4.193 2.015,42 1.206,99 1.776,18 3.462,04 4.193,33
Mato Grosso 1.267 - 2.863 1.738,20 1.266,67 1.679,25 2.363,67 2.862,94
Rio de Janeiro 2.042 - 9.575 4.506,93 2.042,41 3.815,69 7.904,94 9.574,70
Rio Grande do Sul 1.171 - 4.772 2.848,14 1.171,08 3.434,10 3.940,00 4.772,24
Pernambuco 1.179 - 2.174 1.440,04 1.179,20 1.568,60 1.795,26 2.174,47
Pará 1.200 - 3.524 2.074,53 1.200,00 1.974,03 2.909,75 3.524,38
Mato Grosso do Sul 2.000 - 5.795 3.313,60 2.000,00 2.500,00 4.784,00 5.794,52


Principais locais de trabalho

Técnicos em geomática exercem suas funções na condição de trabalhadores assalariados, com carteira assinada em empresas do ramo de construção, pesquisa e desenvolvimento, administração pública, defesa e seguridade social e empresas de transporte. Atuam em serviços de campo, trabalham, dependendo da ocupação, sob supervisão permanente e ocasional, em ambientes fechados e também a céu aberto, no período diurno. No desempenho de algumas de suas atividades podem permanecer em posições desconfortáveis durante longos períodos, podendo, ainda, trabalhar sob pressão, ocasionando estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos em geomática

O exerício dessas ocupações requer curso técnico de nível médio em geomática ou correlatas, como: técnico em geodésia e cartografia, técnico em agrimensura, técnico em hidrografia, técnico em topografia, oferecidos por escolas técnicas e instituições de formação profissional. Para as ocupações de técnico em agrimensura, em hidrografia e topógrafo, o desempenho pleno das atividades ocorre após o período de um a dois anos de experiência.


Funções e atividades do Técnico em geodésia e cartografia

Técnicos em geomática devem:

  • elaborar documentos cartográficos;
  • analisar documentos e informações cartográficas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • planejar trabalhos em geomática;
  • executar levantamentos geodésicos e topohidrográficos;
  • implantar, no campo, pontos de projeto;
  • efetuar cálculos e desenhos;

  • Atividades

    • elaborar projetos de terraplanagem de pequeno porte;
    • identificar acidentes geométricos;
    • reambular fotografia aérea;
    • quantificar equipamentos, acessórios e materiais;
    • realizar levantamentos altimétricos;
    • demonstrar bom senso;
    • restituir fotografias aéreas;
    • demonstrar iniciativa;
    • criar base cartográfica;
    • realizar levantamentos planimétricos;
    • elaborar planta topográfica, conforme normas da abnt;
    • demonstrar consciência ecológica;
    • demonstrar acuidade visual;
    • executar levantamento cadastral;
    • elaborar representações gráficas;
    • coletar dados geométricos;
    • definir escopo;
    • adaptar-se a intempéries e condições naturais adversas;
    • definir limites e confrontações;
    • dimensionar equipes de escritório: desenhistas e calculista;
    • calcular declinação magnética;
    • elaborar cronograma físico-financeiro;
    • definir escalas e cálculos cartográficos;
    • realizar topografias especiais (industriais, subterrâneas, batimétricas);
    • medir áreas em campo;
    • calcular greide;
    • definir tipo de documento;
    • calcular volumes para movimento de solo;
    • determinar norte magnético;
    • revisar documentos cartográficos;
    • locar obras civis;
    • calcular norte verdadeiro;
    • aviventar rumos magnéticos;
    • editar documentos cartográficos;
    • calcular concordâncias vertical e horizontal;
    • definir logística;
    • efetuar aerotriangulação;
    • realizar operações geodésicas;
    • delimitar glebas;
    • demarcar áreas em campo;
    • locar offset;
    • elaborar planilha de custos;
    • calcular áreas de terrenos;
    • identificar pontos de apoio para georreferenciamento e amarração;
    • medir ângulos e distâncias;
    • locar obras de sistema de transporte;
    • demonstrar capacidade de orientação espacial;
    • elaborar relatório;
    • transportar coordenadas;
    • calcular convergência meridiana;
    • interpretar fotos terrestres;
    • determinar coordenadas geográficas e planoretangulares (utm);
    • locar obras industriais;
    • criar arte final de documentos cartográficos;
    • trabalhar em equipe;
    • interpretar imagens orbitais;
    • definir sistema de projeção;
    • locar linha de transmissão;
    • determinar norte verdadeiro;
    • calcular distâncias, azimutes e coordenadas;
    • calcular curvas de nível por interpolação;
    • interpretar mapas, cartas e plantas;
    • materializar marcos e pontos topográficos;
    • definir metodologia;
    • coletar dados para atualização de plantas cadastrais;
    • interpretar relevos para implantação de linhas de exploração;
    • interpretar fotos aéreas;
    • elaborar croqui de campo;
    • liderar equipes;
    • locar parcelamento de solo;
    • demonstrar criatividade;
    • calcular offset;
    • especificar equipamentos, acessórios e materiais;
    • dimensionar equipes de campo: técnicos, topógrafos e auxiliares;
    • locar obras rurais;
    • demonstrar capacidade de exatidão e precisão;


    Setores que mais contratam Técnico em geodésia e cartografia no mercado de trabalho

    • Serviços de cartografia, topografia e geodésia
    • Serviços de engenharia
    • Construção de rodovias e ferrovias
    • Serviços de agronomia e de consultoria às atividades agrícolas e pecuárias
    • Outras obras de engenharia civil
    • Construção de edifícios
    • Outras atividades profissionais, científicas e técnicas
    • Atividades de apoio à produção florestal
    • Extração de petróleo e gás natural
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: