Salário para o cargo de Lustrador de peças de madeira
CBO 7751-15 > Trabalhadores de arte e do acabamento em madeira do mobiliário

Lustrador de peças de madeira - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Elaboram projetos de acabamento em madeira e mobiliário, planejam o trabalho, organizam o local de execução, preparam máquinas e ferramentas, preparam as superfícies e realizam o acabamento em madeiras e móveis conforme normas e procedimentos técnicos, de qualidade, de segurança, meio ambiente e saúde. Podem aplicar inúmeros processos e técnicas de acabamento, dentre elas: marchetaria, entalhe, lustração, folheação, laqueação, decapê, marmorização.

Quanto ganha um Lustrador de peças de madeira

Um Lustrador de peças de madeira trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.141,52 e R$ 2.684,89, com a média salarial de R$ 1.483,02 e o salário mediana em R$ 1.356,02 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Lustrador de peças de madeira

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.483,02 17.796,23 370,75 6,79
1º Quartil 1.141,52 13.698,25 285,38 5,23
Salário Mediana 1.356,02 16.272,18 339,00 6,21
3º Quartil 2.047,61 24.571,31 511,90 9,38
Teto Salarial 2.684,89 32.218,63 671,22 12,30


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores das indústrias de madeira e do mobiliário
      • Trabalhadores em acabamento de madeira e de mobiliário
        • Trabalhadores de arte e do acabamento em madeira do mobiliário

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Bento do Sul - SC 1.244 - 2.333 1.473,86 1.243,65 1.311,20 1.926,28 2.333,17
Rio Negrinho - SC 1.262 - 1.730 1.333,17 1.261,98 1.324,40 1.428,03 1.729,68
Uba - MG 1.126 - 1.789 1.253,34 1.126,01 1.200,00 1.476,84 1.788,79
Medianeira - PR 1.353 - 1.736 1.395,83 1.352,89 1.410,20 1.433,40 1.736,18
São Paulo - SP 1.369 - 6.966 2.679,90 1.368,76 1.701,69 5.750,98 6.965,76
Carmo do Cajuru - MG 1.211 - 2.291 1.565,93 1.211,34 1.600,00 1.891,41 2.290,93
São José do Cedro - SC 1.133 - 1.587 1.226,64 1.132,53 1.248,00 1.310,12 1.586,85
Lajeado - RS 1.353 - 1.780 1.402,39 1.353,00 1.397,00 1.469,42 1.779,80
Gramado - RS 1.229 - 2.047 1.383,80 1.229,39 1.294,28 1.689,70 2.046,61
Rio de Janeiro - RJ 1.310 - 2.625 1.712,57 1.309,63 1.719,94 2.167,18 2.624,96
Jaraguá do Sul - SC 1.266 - 1.575 1.290,41 1.266,00 1.300,00 1.300,00 1.574,60
Joinville - SC 1.247 - 2.045 1.389,39 1.247,40 1.311,20 1.688,40 2.045,04
Chapeco - SC 1.271 - 1.571 1.278,23 1.271,05 1.271,18 1.296,69 1.570,59
São João Del Rei - MG 1.045 - 1.743 1.192,96 1.045,00 1.145,24 1.439,13 1.743,12
Petrópolis - RJ 1.132 - 1.951 1.334,43 1.132,26 1.302,40 1.610,77 1.951,02
União do Oeste - SC 1.413 - 1.759 1.434,33 1.412,90 1.441,07 1.451,99 1.758,69
Visconde do Rio Branco - MG 1.071 - 1.596 1.229,70 1.071,10 1.254,99 1.317,74 1.596,09
Teresópolis - RJ 1.175 - 2.330 1.531,33 1.175,24 1.570,80 1.923,65 2.329,98
Rodeiro - MG 1.083 - 1.653 1.247,83 1.082,94 1.254,99 1.365,11 1.653,46
Ibira - SP 1.474 - 1.825 1.495,70 1.474,00 1.500,00 1.506,66 1.824,91


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Santa Catarina 1.214 - 1.974 1.367,50 1.213,65 1.311,20 1.629,65 1.973,88
Minas Gerais 1.080 - 2.001 1.299,83 1.079,64 1.228,15 1.652,35 2.001,38
São Paulo 1.381 - 3.819 1.950,89 1.381,39 1.593,00 3.153,17 3.819,21
Rio Grande do Sul 1.265 - 2.119 1.453,13 1.265,32 1.397,00 1.749,79 2.119,40
Paraná 1.320 - 2.005 1.452,68 1.319,80 1.410,20 1.655,53 2.005,22
Rio de Janeiro 1.202 - 2.406 1.521,20 1.201,59 1.410,50 1.986,14 2.405,68
Espírito Santo 1.121 - 2.015 1.348,52 1.121,07 1.261,50 1.663,74 2.015,17
Bahia 1.055 - 1.407 1.090,23 1.055,01 1.070,02 1.161,81 1.407,22
Goiás 1.062 - 2.965 1.631,19 1.061,53 1.585,00 2.447,68 2.964,70
Mato Grosso 1.064 - 2.106 1.283,44 1.063,57 1.175,85 1.738,82 2.106,11
Ceará 1.057 - 1.596 1.152,74 1.056,92 1.117,38 1.317,57 1.595,89
Mato Grosso do Sul 1.088 - 2.158 1.408,05 1.088,17 1.230,00 1.781,45 2.157,74
Acre 1.061 - 1.426 1.106,76 1.060,67 1.097,50 1.177,56 1.426,30
Distrito Federal 1.048 - 2.250 1.445,16 1.047,54 1.500,00 1.857,49 2.249,84
Rondônia 1.045 - 4.239 1.590,56 1.045,00 1.045,00 3.500,00 4.239,31
Amazonas 1.566 - 2.422 1.746,30 1.565,74 1.800,00 2.000,00 2.422,46


Principais locais de trabalho

Trabalhadores de arte e do acabamento em madeira do mobiliário trabalham geralmente em indústrias de madeira e do mobiliário, na condição de assalariado com carteira assinada, exceto o entalhador e o marcheteiro, que normalmente trabalham como autônomos. Em algumas atividades, podem estar sujeitos a ruído intenso e materiais tóxicos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores de arte e do acabamento em madeira do mobiliário

Para o exercício das ocupações requer-se, normalmente, ensino fundamental. O exercício pleno das atividades ocorre após três a quatro anos de prática. Podem aprender o trabalho acompanhando profissional experiente ou fazendo treinamentos ministrados por instituições de formação profissional e por empresas. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Lustrador de peças de madeira

Trabalhadores de arte e do acabamento em madeira do mobiliário devem:

  • preparar máquinas, equipamentos e ferramentas de trabalho;
  • preparar madeiras e móveis para acabamento;
  • planejar o trabalho;
  • demonstrar competências pessoais;
  • organizar o local de trabalho;
  • elaborar projetos de acabamento em madeira e mobiliário;
  • assegurar a qualidade do acabamento da madeira e do mobiliário;
  • realizar o acabamento em madeiras e móveis;

  • Atividades

    • embalar peças;
    • polir peças;
    • entalhar peças de madeira;
    • testar os equipamentos de aplicação de tintas e vernizes;
    • prensar peças laminadas e maciças;
    • sinalizar o local de trabalho (fitas, placas, faixas);
    • manter-se atualizado em relação a novos produtos e novas tecnologias;
    • realizar pequenos reparos (óleo, correia);
    • comunicar-se;
    • trabalhar em equipe;
    • respeitar o prazo de entrega;
    • utilizar epi e epc;
    • testar as ferramentas de corte;
    • selecionar produtos de acabamento de superfícies (tintas, vernizes);
    • elaborar o orçamento do projeto;
    • desenvolver habilidades manuais;
    • estabelecer dimensões da peça;
    • colar peças;
    • obter aprovação do projeto junto ao cliente;
    • preparar o local para aplicação do acabamento;
    • verificar o funcionamento dos epcs (exaustor, cortina d´água);
    • lixar peças;
    • considerar o grau de dificuldade;
    • afiar ferramentas de cortes manuais;
    • estocar matéria-prima;
    • cortar a peça de acabamento conforme o projeto;
    • considerar as condições climáticas;
    • realizar a montagem final;
    • tingir peça;
    • considerar as condições da matéria-prima;
    • administrar imprevistos;
    • corrigir defeitos e imperfeições com lixas e massa;
    • definir o produto junto ao cliente;
    • solicitar materiais necessários para o trabalho;
    • agir com ética;
    • remover impurezas das peças;
    • construir modelos e gabaritos;
    • unir lâminas manualmente ou com máquinas;
    • selecionar a madeira e lâminas;
    • demonstrar habilidade em numérica;
    • verificar a qualidade da madeira (nós, rachaduras, umidade);
    • interpretar desenho e modelo;
    • elaborar o croqui do produto;
    • aplicar produtos (selador, verniz, tintas, ceras);
    • definir detalhes de acabamento;
    • fixar acessórios;
    • montar peças confeccionadas;
    • definir as etapas de trabalho;
    • desenhar a peça na madeira;
    • definir a quantidade de cada material;
    • consultar instruções dos fabricantes para utilização de máquinas, equipamentos e ferramentas;


    Setores que mais contratam Lustrador de peças de madeira no mercado de trabalho

    • Fabricação de móveis com predominância de madeira
    • Comércio varejista de móveis
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Serviços de montagem de móveis de qualquer material
    • Fabricação de esquadrias de madeira e de peças de madeira para instalações industriais e comerciais
    • Fabricação de móveis com predominância de metal
    • Construção de edifícios
    • Fabricação de artefatos diversos de madeira, exceto móveis
    • Comércio varejista de madeira e artefatos
    • Reparação de artigos do mobiliário




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: