Salário para o cargo de Floricultor de plantas ornamentais
CBO 6124-20 > Produtores agrícolas no cultivo de flores e plantas ornamentais

Floricultor de plantas ornamentais - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Propagam e definem espécies, variedades e local de produção de flores e plantas ornamentais, realizam manejo, trato cultural e tratamentos fitossanitários da produção, preparam solo e substratos para plantio, colhem, supervisionam o trabalho de colheita e armazenagem, implantam infra-estrutura e comercializam a produção. Podem administrar recursos financeiros e pessoal empregado.

Quanto ganha um Floricultor de plantas ornamentais

Um Floricultor de plantas ornamentais trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.202,66 e R$ 2.039,48, com a média salarial de R$ 1.333,01 e o salário mediana em R$ 1.237,15 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Floricultor de plantas ornamentais

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.333,01 15.996,09 333,25 6,10
1º Quartil 1.202,66 14.431,94 300,67 5,50
Salário Mediana 1.237,15 14.845,80 309,29 5,66
3º Quartil 1.555,39 18.664,73 388,85 7,11
Teto Salarial 2.039,48 24.473,75 509,87 9,33


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Produtores na exploração agropecuária
      • Produtores agrícolas
        • Produtores agrícolas no cultivo de flores e plantas ornamentais

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.229 - 1.611 1.258,11 1.228,89 1.237,15 1.330,42 1.611,44
Jundiaí - SP 1.390 - 1.898 1.441,03 1.389,67 1.409,00 1.567,13 1.898,15
Nova Petrópolis - RS 1.147 - 2.835 1.594,45 1.146,50 1.462,00 2.341,00 2.835,49
Arapongas - PR 1.336 - 1.701 1.358,67 1.336,00 1.336,00 1.404,00 1.700,57


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.220 - 1.770 1.293,93 1.219,99 1.237,15 1.461,68 1.770,43
Rio Grande do Sul 1.222 - 2.602 1.542,99 1.222,25 1.362,00 2.148,48 2.602,30
Paraná 1.336 - 1.822 1.379,43 1.336,00 1.336,00 1.504,00 1.821,69
Goiás 1.045 - 1.405 1.095,06 1.045,00 1.080,18 1.160,00 1.405,03
Santa Catarina 1.276 - 2.911 1.728,30 1.276,00 1.331,00 2.403,50 2.911,19


Principais locais de trabalho

Produtores agrícolas no cultivo de flores e plantas ornamentais o trabalho é exercido por proprietários da terra e seus familiares, auxiliados por eventuais trabalhadores, organizam-se de forma autônoma, em cooperativas e em associações. São produtores de pequeno, médio e grande portes, das mais variadas faixas etárias, incluindo várias gerações de uma mesma família. O trabalho é realizado a céu aberto e em ambientes fechados, em horários variados, exposto a variações climáticas e a produtos tóxicos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Produtores agrícolas no cultivo de flores e plantas ornamentais

O acesso ao trabalho é livre e exercido por pessoas de diferentes níveis de escolaridade. O aprendizado da profissão geralmente ocorre por transferência de conhecimentos e habilidades, entre os membros da própria família. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Floricultor de plantas ornamentais

Produtores agrícolas no cultivo de flores e plantas ornamentais devem:

  • propagar flores e plantas ornamentais;
  • administrar recursos financeiros e pessoal;
  • implantar infraestrutura para produção de flores e plantas ornamentais;
  • definir local, espécies e variedades de flores e plantas ornamentais;
  • comercializar produção de flores e plantas ornamentais;
  • realizar tratamentos fitossanitários;
  • comunicar-se;
  • preparar solo e substratos para plantio;
  • realizar manejo e trato cultural da produção;
  • demonstrar competências pessoais;
  • colher produção;

  • Atividades

    • verificar condições de acesso e distância entre local de produção e pontos de distribuição;
    • preparar equipamentos para colheita (tesoura, luvas, vasilhas, baldes com água);
    • adubar solos com compostos orgânicos e químicos segundo desenvolvimento vegetativo das plantas;
    • pesquisar preço praticado pelo mercado;
    • propagar mudas por enxertia;
    • contratar serviços técnicos para montagem de infraestrutura;
    • estipular gratificações por produtividade para funcionários;
    • gradear solo;
    • desinfetar solo e substratos;
    • armazenar produção;
    • captar recursos financeiros;
    • alterar quantidade e variedade produzidas em função da demanda do mercado;
    • controlar umidade de solo e ar;
    • estudar condições topográficas, climáticas e de solo;
    • determinar ponto de colheita da produção;
    • acondicionar produção para transporte;
    • regular equipamentos de aplicação de defensivos agrícolas;
    • subsolar solo;
    • corrigir solo e substratos nos componentes químicos, orgânicos e físicos;
    • supervisionar montagem de infraestrutura;
    • embalar produtos colhidos;
    • propagar mudas por meristema;
    • separar plantas conforme estágio produtivo;
    • supervisionar aplicação de defensivos agrícolas;
    • instruir trabalhadores quanto ao descarte de embalagens de defensivos agrícolas;
    • propagar mudas por mergulhia;
    • instruir sobre preparação e aplicação de defensivos agrícolas para controle de pragas e doenças;
    • demonstrar capacidade de expressão verbal;
    • controlar temperatura nas estufas;
    • adquirir mudas, sementes, bulbos, rizomas e estacas;
    • estabelecer parcerias na produção;
    • definir estrutura de plantio;
    • propagar mudas por divisão de touceiras;
    • coletar amostras de solo para análise;
    • verificar condições de telefonia para empreendimento;
    • desbrotar plantas;
    • selecionar espécies para cultivo segundo critérios de produção e de mercado;
    • orientar construção de cemitério para destinação de embalagens de defensivos agrícolas utilizados;
    • determinar horário do dia para colheita;
    • estimar custo de produção;
    • encanteirar solo;
    • conservar flores de corte com soluções nutritivas e bactericidas;
    • verificar existência de associações de produtores e assistência tecnológica especializada na região;
    • construir curvas de nível para prevenção de erosão;
    • isolar áreas no período de carência de defensivos;
    • controlar pragas e doenças através de métodos físicos;
    • demonstrar intuição;
    • avaliar condições de disponibilidade e qualidade da água;
    • desinfetar vasilhames e utensílios;
    • propagar mudas por sementes;
    • introduzir organismos biológicos predadores de pragas e doenças;
    • verificar documentação da área para aquisição e arrendamento;
    • treinar empregados;
    • plantar quebra-vento natural;
    • controlar frequência e horário de trabalho dos empregados;
    • inspecionar uso de equipamentos de proteção individual (epi) pelos empregados;
    • fornecer orientações técnicas ao consumidor;
    • eliminar ervas daninhas;
    • instalar quebra-vento artificial;
    • estudar impactos ambientais potenciais da produção;
    • instruir trabalhadores para tríplice lavagem de embalagens de defensivos agrícolas;
    • controlar luminosidade de áreas plantadas;
    • padronizar plantas envasadas;
    • proteger solo com cobertura morta;
    • demonstrar liderança;
    • planejar alocação de recursos financeiros;
    • divulgar produtos;
    • arar solo;
    • limpar folhas velhas de plantas;
    • podar plantas;
    • supervisionar entrega de produtos;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • controlar fluxo de caixa;
    • verificar demanda, oferta e qualidade de energia elétrica para empreendimento;
    • orientar construção de infraestrutura;
    • verificar disponibilidade de mão-de-obra no local de produção;
    • realizar plantio;
    • pesquisar mercados e clientes para distribuição da produção;
    • identificar pragas e doenças na plantação;
    • irrigar plantação;
    • demonstrar capacidade de compreensão oral;
    • demonstrar disponibilidade;
    • contratar empregados;
    • propagar mudas por alporquia;
    • comprar veículos, equipamentos e implementos agrícolas;
    • avaliar produtividade de empregados;
    • supervisionar exposição de produtos em pontos de venda;
    • realizar rotação de culturas;
    • demonstrar sociabilidade;
    • demonstrar presteza;
    • efetuar cobranças e pagamentos;
    • pesquisar dia e horário de entrega da produção;
    • classificar plantas colhidas ou envasadas;
    • controlar ventilação de áreas plantadas;
    • demonstrar criatividade;
    • determinar empregado para cada atividade segundo suas habilidades;
    • demitir empregados;
    • demonstrar credibilidade;
    • pesquisar quantidade, qualidade e picos de demanda;
    • demonstrar negociação;


    Setores que mais contratam Floricultor de plantas ornamentais no mercado de trabalho

    • Cultivo de flores e plantas ornamentais
    • Comércio varejista de plantas e flores naturais
    • Cultivo de mudas em viveiros florestais
    • Atividades paisagísticas
    • Comércio atacadista de sementes, flores, plantas e gramas
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Construção de edifícios
    • Hotéis
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas
    • Criação de ovinos, inclusive para produção de lã




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: