Salário para o cargo de Encarregado de corte na confecção do vestuário
CBO 7603-05 > Supervisores na confecção do vestuário

Encarregado de corte na confecção do vestuário - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Supervisionam equipes de trabalho, organizam dados de produção de corte e costura, definindo metas, organizando cronogramas, dimensionando a capacidade de produção. Controlam recursos para produção. Administram metas e resultados da produção, analisando relatórios, custos e registros. Controlam a qualidade dos produtos, determinando padrões de produção, avaliando satisfação de clientes, inspecionando a qualidade dos produtos.

Quanto ganha um Encarregado de corte na confecção do vestuário

Um Encarregado de corte na confecção do vestuário trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.472,90 e R$ 4.465,59, com a média salarial de R$ 2.210,62 e o salário mediana em R$ 1.898,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Encarregado de corte na confecção do vestuário

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.210,62 26.527,48 552,66 10,17
1º Quartil 1.472,90 17.674,84 368,23 6,77
Salário Mediana 1.898,00 22.776,00 474,50 8,73
3º Quartil 3.405,65 40.867,81 851,41 15,66
Teto Salarial 4.465,59 53.587,09 1.116,40 20,54


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Supervisores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestuário e das artes gráficas
        • Supervisores na confecção do vestuário

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.471 - 5.061 2.489,70 1.470,55 2.129,71 4.178,62 5.061,27
Fortaleza - CE 1.149 - 3.050 1.723,27 1.148,99 1.559,90 2.518,00 3.049,87
Blumenau - SC 1.931 - 4.977 2.813,91 1.930,58 2.629,00 4.109,36 4.977,38
Apucarana - PR 1.323 - 3.052 1.897,21 1.322,60 1.900,00 2.519,89 3.052,17
Rio de Janeiro - RJ 1.712 - 6.598 2.901,08 1.711,53 2.300,00 5.447,43 6.598,08
Cianorte - PR 1.388 - 3.453 2.023,74 1.387,71 1.900,00 2.850,99 3.453,20
Gaspar - SC 1.442 - 5.332 2.873,75 1.441,67 2.800,00 4.402,53 5.332,47
Belo Horizonte - MG 1.373 - 3.793 2.303,57 1.373,44 2.433,64 3.131,27 3.792,69
Brusque - SC 1.683 - 5.282 2.820,36 1.683,38 2.627,50 4.360,83 5.281,97
Goiânia - GO 1.059 - 3.918 1.875,13 1.058,75 1.567,50 3.234,34 3.917,53
Guarulhos - SP 1.442 - 22.678 5.328,57 1.441,67 2.000,00 18.723,05 22.677,92
Tijucas - SC 1.201 - 2.207 1.380,55 1.201,00 1.260,00 1.822,22 2.207,13
Americana - SP 1.318 - 3.579 1.851,70 1.317,73 1.338,08 2.954,80 3.578,94
Caruaru - PE 1.323 - 2.547 1.604,78 1.322,92 1.499,55 2.103,06 2.547,29
Aguas de Lindoia - SP 1.400 - 1.736 1.407,69 1.400,00 1.400,00 1.433,33 1.736,10
Cristais - MG 1.049 - 2.462 1.415,46 1.049,33 1.150,00 2.032,67 2.462,03
Santo André - SP 1.526 - 5.195 2.377,18 1.525,77 1.790,88 4.288,77 5.194,69
Londrina - PR 1.575 - 3.670 2.057,27 1.575,36 1.879,20 3.029,93 3.669,94
Batatais - SP 1.064 - 1.877 1.211,89 1.063,80 1.063,80 1.550,00 1.877,41
Sombrio - SC 1.550 - 3.332 2.050,80 1.550,00 2.039,00 2.751,00 3.332,09


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.387 - 5.143 2.414,50 1.387,04 1.967,79 4.246,51 5.143,50
Santa Catarina 1.399 - 4.615 2.452,09 1.398,66 2.261,30 3.810,06 4.614,86
Minas Gerais 1.084 - 3.505 1.836,02 1.083,88 1.700,00 2.894,02 3.505,32
Paraná 1.333 - 4.154 2.153,25 1.333,18 1.900,00 3.429,65 4.154,10
Rio de Janeiro 1.339 - 5.382 2.352,04 1.338,97 1.800,00 4.443,65 5.382,28
Ceará 1.149 - 2.956 1.673,46 1.149,12 1.500,00 2.440,86 2.956,44
Espírito Santo 1.164 - 4.071 1.892,02 1.164,34 1.500,00 3.361,25 4.071,25
Rio Grande do Sul 1.449 - 3.778 2.041,07 1.449,00 1.800,00 3.119,07 3.777,91
Pernambuco 1.329 - 2.461 1.629,49 1.329,19 1.562,07 2.032,06 2.461,29
Goiás 1.147 - 3.971 1.961,35 1.147,00 1.697,20 3.278,23 3.970,69
Bahia 1.257 - 2.650 1.666,07 1.257,47 1.616,31 2.188,17 2.650,37
Mato Grosso do Sul 1.084 - 6.298 2.219,76 1.084,00 1.217,00 5.199,86 6.298,23
Alagoas 1.045 - 1.320 1.065,00 1.045,00 1.070,00 1.090,00 1.320,24
Rio Grande do Norte 1.306 - 6.783 2.553,70 1.306,00 1.800,00 5.600,00 6.782,89
Distrito Federal 1.154 - 3.028 2.004,80 1.154,00 2.000,00 2.500,00 3.028,08


Principais locais de trabalho

Supervisores na confecção do vestuário esses trabalhadores são absorvidos pelas indústrias de confecção de artigos do vestuário e acessórios, exceto calçados. São empregados formais com registro em carteira e supervisionam diretamente uma equipe de costura e corte que se organiza em produção em linha ou em equipe multifuncional nas células de produção, trabalham, geralmente, sob supervisão de profissionais mais experientes, ou profissionais de nível superior da área de confecção de roupas e acessórios do vestuário. Atuam em locais fechados por rodízio de turnos. Eventualmente são expostos a ruídos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Supervisores na confecção do vestuário

Há dois acessos mais comuns na ocupação: são trabalhadores experientes que ascendem à posição de liderança de uma equipe de trabalhadores de chão de fábrica e que se qualificaram ao longo dos anos, pela experiência. Ou, são egressos de qualificação técnica de nível médio na área de confecção habilitados a planejar, coordenar, orientar e supervisionar as diversas etapas do processo produtivo, empregando técnicas de planejamento e controle. O desempenho pleno das atividades, após formação profissional, é de um a dois anos de atuação na área. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Encarregado de corte na confecção do vestuário

Supervisores na confecção do vestuário devem:

  • controlar a qualidade do produto;
  • controlar recursos para a produção;
  • organizar dados de produção de corte e costura;
  • administrar metas e resultados da produção;
  • supervisionar equipes de trabalho de corte e costura;
  • demonstrar competências pessoais;

  • Atividades

    • monitorar pedidos e ordens de produção;
    • distribuir atividades de trabalho;
    • monitorar padrões de qualidade do processo;
    • controlar horas trabalhadas;
    • liderar;
    • orientar equipe de trabalho;
    • demonstrar dinamismo;
    • analisar custos da produção;
    • manter-se atualizado;
    • avaliar desempenho profissional da equipe de trabalho;
    • controlar estoques;
    • avaliar satisfação dos clientes internos;
    • organizar cronograma de produção;
    • demonstrar auto-organização;
    • determinar padrões de produção de corte e costura;
    • trabalhar em equipe;
    • programar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • identificar necessidades de treinamento da equipe de trabalho;
    • propor medidas disciplinares;
    • controlar disponibilidade de máquinas, equipamentos e instrumentos;
    • implementar ações preventivas e corretivas;
    • organizar leiaute em função do programa de produção;
    • programar folgas e férias da equipe de trabalho;
    • demonstrar boa fluência verbal;
    • controlar volume de produção;
    • monitorar cumprimento das normas administrativas da empresa;
    • treinar equipe de trabalho;
    • demonstrar rapidez de raciocínio;
    • participar de auditorias dos processos produtivos;
    • registrar dados de produção;
    • selecionar pessoal;
    • monitorar pontos críticos da produção;
    • demonstrar autocontrole;
    • definir itens do controle de processo;
    • analisar causas de não conformidade;
    • realizar balanço anual;
    • registrar horas improdutivas;
    • aceitar desafios;
    • identificar falhas de produção;
    • elaborar manuais de procedimentos operacionais;
    • analisar viabilidade de produção de um novo produto;
    • dimensionar capacidade de produção;
    • avaliar índices de produtos não conformes;
    • definir metas de produção;
    • controlar cumprimento das normas de segurança do trabalho;
    • emitir pareceres técnicos;
    • inspecionar a qualidade de produtos;
    • analisar relatórios e registros de produção;
    • analisar índices de reclamações dos clientes externos;
    • conferir ficha técnica;
    • definir métodos e processos de produção;
    • requisitar materiais de consumo;
    • controlar resíduos e desperdícios recuperáveis;


    Setores que mais contratam Encarregado de corte na confecção do vestuário no mercado de trabalho

    • Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida
    • Confecção de roupas íntimas
    • Facção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas
    • Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios
    • Fabricação de artefatos têxteis para uso doméstico
    • Confecção de roupas profissionais, exceto sob medida
    • Confecção, sob medida, de peças do vestuário, exceto roupas íntimas
    • Fabricação de acessórios do vestuário, exceto para segurança e proteção
    • Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias
    • Fabricação de outros produtos têxteis não especificados anteriormente




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: