Salário para o cargo de Costureira de peças sob encomenda
CBO 7630-10 > Profissionais polivalentes da confecção de roupas

Costureira de peças sob encomenda - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Projetam e modelam confecções de roupas sob encomenda, confeccionam peças-piloto, preparam peças e costuram roupas em tecidos, couros e peles, preparam produtos para armazenagem e expedição, incluíndo atividades de passadoria, embalagem e controle de estoques, realizam manutenção produtiva. Atuam em todas as etapas da confecção de roupas sob medida, desde o desenho do modelo até sua expedição.

Quanto ganha um Costureira de peças sob encomenda

Um Costureira de peças sob encomenda trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.139,69 e R$ 2.357,73, com a média salarial de R$ 1.393,68 e o salário mediana em R$ 1.300,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Costureira de peças sob encomenda

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.393,68 16.724,13 348,42 6,38
1º Quartil 1.139,69 13.676,24 284,92 5,22
Salário Mediana 1.300,00 15.600,00 325,00 5,95
3º Quartil 1.798,10 21.577,24 449,53 8,24
Teto Salarial 2.357,73 28.292,72 589,43 10,80


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Trabalhadores da confecção de roupas
        • Profissionais polivalentes da confecção de roupas

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.400 - 3.376 1.846,31 1.400,46 1.558,14 2.787,43 3.376,21
Vitoria da Conquista - BA 1.047 - 1.356 1.065,73 1.047,14 1.047,20 1.119,84 1.356,38
Astolfo Dutra - MG 1.045 - 1.338 1.063,52 1.045,00 1.045,00 1.104,48 1.337,78
Itaquaquecetuba - SP 1.186 - 2.194 1.599,13 1.186,19 1.810,60 1.811,44 2.194,07
Rio de Janeiro - RJ 1.213 - 3.532 1.672,87 1.212,59 1.220,69 2.916,11 3.532,08
Brasília - DF 1.053 - 1.687 1.164,00 1.053,00 1.053,00 1.392,45 1.686,57
Londrina - PR 1.158 - 1.989 1.352,28 1.157,99 1.314,12 1.641,81 1.988,61
Blumenau - SC 1.318 - 3.638 1.862,14 1.318,30 1.500,00 3.003,41 3.637,82
Goiânia - GO 1.082 - 1.603 1.155,62 1.081,67 1.096,19 1.323,44 1.602,99
Fortaleza - CE 1.064 - 1.993 1.232,89 1.063,53 1.114,81 1.645,75 1.993,38
Apucarana - PR 1.375 - 2.180 1.512,91 1.374,86 1.419,92 1.800,06 2.180,28
Santo André - SP 1.407 - 1.997 1.517,80 1.407,10 1.508,10 1.648,41 1.996,60
Vila Velha - ES 1.061 - 1.821 1.216,73 1.060,51 1.092,62 1.503,10 1.820,60
Belo Horizonte - MG 1.085 - 2.077 1.320,21 1.084,51 1.250,00 1.714,81 2.077,03
Curitiba - PR 1.185 - 2.387 1.489,43 1.184,56 1.407,00 1.971,00 2.387,34
Adamantina - SP 1.269 - 1.673 1.331,91 1.269,24 1.363,00 1.381,14 1.672,88
Caxias do Sul - RS 1.409 - 2.460 1.608,01 1.408,61 1.474,00 2.030,85 2.459,83
Maringá - PR 1.317 - 2.900 1.658,26 1.316,70 1.493,29 2.394,06 2.899,76
Nova Friburgo - RJ 1.258 - 2.093 1.403,23 1.258,04 1.313,40 1.728,06 2.093,08
Formiga - MG 1.085 - 1.401 1.111,63 1.084,79 1.104,00 1.156,65 1.400,97


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.237 - 2.627 1.579,67 1.236,70 1.477,39 2.168,60 2.626,67
Minas Gerais 1.047 - 1.739 1.175,75 1.046,65 1.104,00 1.436,10 1.739,45
Paraná 1.198 - 2.176 1.445,66 1.198,18 1.375,97 1.796,49 2.175,96
Santa Catarina 1.251 - 2.976 1.644,52 1.250,73 1.450,00 2.456,63 2.975,55
Bahia 1.047 - 1.409 1.081,31 1.046,88 1.047,20 1.163,52 1.409,30
Rio Grande do Sul 1.157 - 2.163 1.408,15 1.157,37 1.331,00 1.785,39 2.162,51
Rio de Janeiro 1.210 - 2.824 1.535,08 1.209,92 1.313,40 2.331,83 2.824,39
Goiás 1.045 - 1.570 1.126,99 1.045,00 1.088,96 1.296,15 1.569,94
Espírito Santo 1.059 - 1.770 1.199,50 1.059,34 1.130,00 1.461,18 1.769,82
Ceará 1.041 - 1.794 1.179,69 1.041,31 1.093,15 1.480,83 1.793,62
Distrito Federal 1.053 - 1.687 1.164,00 1.053,00 1.053,00 1.392,45 1.686,57
Pernambuco 1.114 - 1.673 1.219,14 1.114,30 1.188,00 1.381,14 1.672,88
Mato Grosso do Sul 1.118 - 1.694 1.233,87 1.118,12 1.217,00 1.398,88 1.694,37
Pará 1.062 - 1.521 1.154,20 1.061,91 1.157,00 1.255,40 1.520,58
Mato Grosso 1.082 - 2.270 1.355,29 1.082,33 1.203,00 1.874,05 2.269,91
Sergipe 1.045 - 1.536 1.126,15 1.045,00 1.100,00 1.267,73 1.535,51
Rio Grande do Norte 1.045 - 1.577 1.111,17 1.045,00 1.050,00 1.302,14 1.577,19
Rondônia 1.102 - 1.666 1.219,29 1.101,78 1.180,00 1.375,65 1.666,23
Maranhão 1.045 - 1.562 1.134,38 1.045,00 1.100,00 1.289,86 1.562,32
Alagoas 1.045 - 1.495 1.109,51 1.045,00 1.100,00 1.234,51 1.495,28
Acre 1.080 - 1.860 1.279,44 1.079,68 1.248,00 1.535,42 1.859,75
Tocantins 1.056 - 1.763 1.235,77 1.055,72 1.228,90 1.455,14 1.762,51
Piauí 1.045 - 1.416 1.077,46 1.045,00 1.045,00 1.169,43 1.416,45
Amazonas 1.046 - 1.443 1.099,97 1.046,12 1.084,67 1.191,47 1.443,14
Paraíba 1.045 - 1.435 1.087,91 1.045,00 1.045,00 1.184,35 1.434,52
Roraima 1.045 - 1.514 1.106,72 1.045,00 1.076,25 1.250,00 1.514,04


Principais locais de trabalho

Profissionais polivalentes da confecção de roupas atuam em empresas de fabricação de roupas de tecido ou couro e similares. Podem ser autônomos ou ter vínculo formal de emprego. Trabalham de forma individual ou em equipe, sob supervisão ocasional, em células de produção, módulos ou grupos compactos, especialmente os costureiros de peças sob encomenda. Trabalham em ambientes fechados, inclusive em horários extraordinários. Algumas das atividades podem ser exercidas sob pressão de tempo e em ambiente de ruído intenso, ocasionando estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Profissionais polivalentes da confecção de roupas

O exercício desse cargo requer conclusão do ensino médio e de curso básico de qualificação profissional em costura, com carga horária entre duzentas a quatrocentas horas-aula. É necessário comprovar experiência anterior de três a quatro anos atuando na área. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Costureira de peças sob encomenda

Profissionais polivalentes da confecção de roupas devem:

  • realizar pequenos reparos de manutenção;
  • preparar peças para costura;
  • confeccionar peças-piloto;
  • costurar peças em tecidos;
  • modelar peças de roupas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • confeccionar peças em couros e peles;
  • controlar qualidade dos produtos;
  • preparar produtos confeccionados para armazenagem;
  • projetar peças sob medida;

  • Atividades

    • autodesenvolver-se;
    • riscar dimensões dos moldes;
    • traçar riscos de corte;
    • transpor moldes para o papel;
    • testar o funcionamento de máquinas e equipamentos de costura;
    • encaixar peças do molde;
    • conferir dimensões dos tecidos (largura);
    • posicionar pontos de marcação de peças (piques);
    • eliminar excessos de linhas, tecidos, peles e couros;
    • autocontrolar-se;
    • dar provas de iniciativa;
    • selecionar papéis para moldes;
    • recortar moldes;
    • realizar provas e testes;
    • modelar;
    • fixar informações (composição, tamanhos, instrução de lavagem, cnpj, etc);
    • montar as partes das peças;
    • demonstrar responsabilidade;
    • passar peças;
    • construir moldes em tamanhos diferentes;
    • preencher formulário de ordem de cortes;
    • realizar ajustes nas peças-piloto;
    • conferir conformidades da peças-piloto;
    • embalar peças;
    • identificar partes e tamanhos das peças;
    • substituir acessórios das máquinas conforme o modelo (agulha, calcador, aparelho etc);
    • regular máquinas e equipamentos;
    • realizar acabamentos;
    • verificar características dos tecidos (textura, dimensões, elasticidade, etc);
    • especificar componentes para confecção de peças-piloto (agulhas, botões, linhas, etc);
    • selecionar tipos e qualidades dos couros;
    • colocar tag (etiqueta de informações ao consumidor);
    • acionar máquinas e equipamentos;
    • plotar riscos;
    • demonstrar dinamismo;
    • armazenar tecidos, couros e peles seguindo especificações dos fabricantes;
    • testar peças-piloto;
    • entretelar peças;
    • elaborar levantamento de custos;
    • posicionar linhas em agulhas;
    • manter bom relacionamento interpessoal;
    • separar materiais para costura;
    • esboçar modelo;
    • demonstrar capacidade de autocrítica;
    • enfestar tecidos;
    • verificar defeitos de costuras (pesponto, direção, tamanho etc);
    • criar modelos;
    • analisar o rendimento de couros e peles na modelagem;
    • transpor modelagem para os tecidos;
    • dobrar peças;
    • colar acabamentos;
    • identificar as partes das peças (cor, referência e tamanho);
    • efetuar limpeza de máquinas e equipamentos;
    • demonstrar criatividade;
    • comunicar-se;
    • apresentar sugestões de modelos;
    • analisar o rendimento dos tecidos;
    • marcar linha de costura com carretilha;
    • conferir modelagem;
    • verificar nível de óleo das máquinas e equipamentos;
    • monitorar o funcionamento de máquinas e equipamentos conforme especificações técnicas;
    • colocar tecidos em repouso;
    • montar peças com alfinetes;
    • selecionar tecidos;
    • adequar modelagem ao tecido, couro e peles;
    • analisar formulário de ordens de cortes;
    • preencher relatórios de estoque;
    • pesquisar tendências da moda;
    • conferir estoques de produção;
    • identificar as necessidades do cliente;
    • tirar medidas;
    • atribuir dimensões aos moldes;
    • identificar defeitos em tecidos, peles e couros;
    • inspecionar existência de etiquetas (composição, tamanhos, instrução de lavagem, cnpj etc);
    • dimensionar tempos de produção das peças;
    • costurar peças-piloto;
    • demonstrar destreza manual;
    • determinar quantidade de peças para os cortes;
    • cortar couros e peles;
    • cortar peças em tecidos;
    • costurar peças em couros e peles;
    • cortar tecidos;
    • definir modelo conforme tecido;


    Setores que mais contratam Costureira de peças sob encomenda no mercado de trabalho

    • Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida
    • Facção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas
    • Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios
    • Confecção de roupas íntimas
    • Confecção, sob medida, de peças do vestuário, exceto roupas íntimas
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Confecção de roupas profissionais, exceto sob medida
    • Fabricação de móveis com predominância de madeira
    • Fabricação de artefatos têxteis para uso doméstico
    • Confecção, sob medida, de roupas profissionais




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: