Salário para o cargo de Agente de estação (manobras)
CBO 7831-05 > Trabalhadores de manobras de transportes sobre trilhos

Agente de estação (manobras) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Manobram veículos ferroviários e estacionam trens. Acoplam e desaclopam vagões e carros, operam aparelho de mudança de via (amv), revisam veículos ferroviários e controlam pátio de manobras. Preenchem registros burocráticos com informações técnicas e operacionais das atividades realizadas. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e preservação ambiental.

Quanto ganha um Agente de estação (manobras)

Um Agente de estação (manobras) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.095,77 e R$ 2.591,00, com a média salarial de R$ 1.414,48 e o salário mediana em R$ 1.295,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Agente de estação (manobras)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.414,48 16.973,81 353,62 6,58
1º Quartil 1.095,77 13.149,22 273,94 5,10
Salário Mediana 1.295,00 15.540,00 323,75 6,03
3º Quartil 1.976,01 23.712,11 494,00 9,20
Teto Salarial 2.591,00 31.092,03 647,75 12,06


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores de funções transversais
      • Trabalhadores de manobras sobre trilhos e movimentação e cargas
        • Trabalhadores de manobras de transportes sobre trilhos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.275 - 2.884 1.726,58 1.274,53 1.602,55 2.380,83 2.883,74
Brasília - DF 1.151 - 1.743 1.316,98 1.151,14 1.348,28 1.439,39 1.743,43
Uberlândia - MG 1.142 - 2.387 1.387,91 1.141,79 1.224,16 1.970,40 2.386,61
Rio de Janeiro - RJ 1.082 - 1.967 1.269,38 1.082,30 1.185,00 1.624,09 1.967,15
Capinópolis - MG 1.083 - 1.532 1.149,24 1.082,76 1.108,00 1.264,80 1.531,96
Salvador - BA 1.045 - 1.623 1.173,68 1.045,00 1.191,85 1.339,70 1.622,69
Cuiabá - MT 1.100 - 2.420 1.382,98 1.100,45 1.138,27 1.998,04 2.420,09
Curitiba - PR 1.373 - 2.641 1.583,76 1.372,62 1.400,00 2.180,09 2.640,59
Manaus - AM 1.062 - 2.081 1.292,71 1.061,54 1.140,00 1.718,27 2.081,22
Cubatão - SP 1.340 - 1.764 1.398,49 1.339,99 1.398,92 1.456,12 1.763,70
Campo Grande - MS 1.149 - 1.688 1.251,16 1.148,78 1.217,00 1.393,96 1.688,40
Fortaleza - CE 1.045 - 1.759 1.143,49 1.045,00 1.045,00 1.452,09 1.758,81
Carmo do Rio Verde - GO 1.136 - 1.409 1.156,44 1.135,82 1.163,31 1.163,31 1.409,04
Belo Horizonte - MG 1.139 - 1.916 1.290,19 1.139,42 1.224,00 1.581,92 1.916,07
Cachoeiro de Itapemirim - ES 1.094 - 1.862 1.211,51 1.094,07 1.098,50 1.537,24 1.861,95
Goiânia - GO 1.096 - 2.132 1.388,10 1.096,47 1.350,00 1.760,36 2.132,20
Canaã dos Carajás - PA 1.155 - 1.510 1.213,69 1.154,57 1.232,00 1.246,86 1.510,23
Primavera do Leste - MT 1.226 - 2.829 1.658,73 1.226,49 1.428,00 2.335,50 2.828,82
São Luís de Montes Belos - GO 1.193 - 1.669 1.305,10 1.193,40 1.327,00 1.378,00 1.669,07
Nova Ubirata - MT 1.472 - 1.921 1.534,57 1.472,28 1.540,00 1.586,00 1.921,01


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Minas Gerais 1.069 - 2.090 1.298,17 1.069,46 1.200,00 1.725,30 2.089,73
São Paulo 1.237 - 3.013 1.674,80 1.237,21 1.471,00 2.487,54 3.012,98
Mato Grosso 1.124 - 2.927 1.612,20 1.124,21 1.500,00 2.416,60 2.927,06
Paraná 1.238 - 2.592 1.554,39 1.237,55 1.402,67 2.140,06 2.592,11
Goiás 1.112 - 1.869 1.268,41 1.111,92 1.173,67 1.543,01 1.868,94
Rio de Janeiro 1.104 - 2.188 1.340,15 1.104,13 1.238,06 1.806,61 2.188,22
Pará 1.086 - 1.658 1.217,64 1.086,25 1.232,00 1.369,25 1.658,48
Bahia 1.053 - 1.812 1.226,39 1.052,55 1.191,85 1.495,96 1.811,95
Espírito Santo 1.096 - 1.899 1.248,39 1.096,26 1.143,93 1.567,84 1.899,01
Distrito Federal 1.151 - 1.743 1.316,98 1.151,14 1.348,28 1.439,39 1.743,43
Mato Grosso do Sul 1.145 - 1.855 1.283,62 1.145,08 1.208,71 1.531,22 1.854,66
Santa Catarina 1.259 - 2.756 1.600,45 1.258,99 1.414,00 2.275,37 2.756,00
Amazonas 1.062 - 2.081 1.292,71 1.061,54 1.140,00 1.718,27 2.081,22
Rio Grande do Sul 1.109 - 2.078 1.354,90 1.109,48 1.329,00 1.715,40 2.077,75
Rondônia 1.140 - 1.918 1.299,21 1.140,47 1.240,52 1.583,10 1.917,50
Ceará 1.045 - 1.763 1.143,90 1.045,00 1.045,00 1.455,63 1.763,10
Maranhão 1.055 - 1.961 1.229,35 1.055,00 1.100,00 1.619,14 1.961,15
Pernambuco 1.071 - 2.835 1.458,37 1.071,37 1.229,89 2.340,59 2.835,00
Rio Grande do Norte 1.086 - 1.541 1.187,50 1.086,12 1.195,07 1.272,64 1.541,46
Acre 1.045 - 2.161 1.268,79 1.045,00 1.158,30 1.784,07 2.160,92
Paraíba 1.124 - 2.769 1.406,03 1.123,63 1.165,90 2.285,93 2.768,79
Alagoas 1.045 - 1.760 1.170,37 1.045,00 1.115,80 1.452,85 1.759,74
Piauí 1.100 - 1.932 1.223,75 1.100,00 1.100,00 1.595,00 1.931,91


Principais locais de trabalho

Trabalhadores de manobras de transportes sobre trilhos atuam em empresas ferroviárias de transporte de carga e de passageiros como assalariados com carteira assinada. Trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno) e a céu aberto. O agente de pátio atua também em ambiente fechado e o manobrador, em veículos. Trabalham sob pressão, o que pode levá-los à situação de estresse. Em algumas atividades podem estar sujeitos à exposição de materiais tóxicos, a ruído intenso e aos perigos inerentes a trabalhos realizados em rede aérea elétrica.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores de manobras de transportes sobre trilhos

Para o exercício da ocupação de manobrador requer-se ensino fundamental para o de agente de pátio, ensino médio. A formação profissional ocorre mediante curso básico de qualificação, com carga horária entre duzentas e quatrocentas horas-aula, realizado na própria empresa ou em instituições de formação profissional. O pleno desempenho das atividades é alcançado com a prática profissional no posto de trabalho. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Agente de estação (manobras)

Trabalhadores de manobras de transportes sobre trilhos devem:

  • manobrar veículos ferroviários;
  • preencher registros burocráticos;
  • revisar veículos ferroviários;
  • estacionar trem;
  • controlar pátio de manobras;
  • demonstrar competências pessoais;
  • observar normas de segurança;
  • operar amv (aparelho de mudança de via);
  • acoplar vagões e carros;
  • desacoplar vagões e carros;

  • Atividades

    • aplicar procedimentos de primeiros socorros;
    • comunicar anormalidades à área de manutenção;
    • certificar-se das manobras nos pátios;
    • separar locomotiva dos vagões;
    • deixar trem dentro do marco;
    • lubrificar chave;
    • acompanhar cauda do trem;
    • desacoplar plugues ou jumpers;
    • comunicar descarrilamento de trens;
    • demonstrar humildade;
    • abrir torneira angular de ar;
    • retirar obstáculos dos trilhos;
    • confirmar engate;
    • exprimir polidez;
    • atualizar-se;
    • cumprir ordens;
    • inspecionar estado físico dos vagões;
    • travar chave na posição desejada;
    • acionar alavanca de corte do engate;
    • comunicar-se com cco sobre recolhimento de trens;
    • registrar eventuais perdas de mercadorias;
    • verificar sistemas de freios;
    • combinar manobra com o manobrista;
    • mapear vagões e trens nas linhas;
    • conectar plugues ou jumpers entre vagões locomotivas;
    • engatar máquina nos vagões;
    • conferir freios manuais e calços;
    • licenciar trem via gps (global position system);
    • demonstrar autocontrole;
    • demonstrar paciência;
    • atentar para anormalidades;
    • aproximar máquina do vagão;
    • demonstrar iniciativa;
    • acompanhar maquinistas em viagem;
    • executar pequenos reparos nos vagões;
    • destravar a chave;
    • demonstrar força física;
    • identificar tipo de vagão e destino;
    • executar engate;
    • comunicar ao cco liberação de trens;
    • executar programação de manobras;
    • assumir responsabilidades;
    • fechar a torneira de ar;
    • abastecer locomotiva com areia;
    • utilizar sinais luminosos;
    • acionar freio de emergência ou de serviço;
    • demonstrar presteza;
    • acionar freio manual dos vagões;
    • demonstrar visão logística;
    • verificar ponta da agulha;
    • alinhar engates;
    • verificar posição dos engates;
    • liberar vagões para partida;
    • conferir posição da chave;
    • conferir documentos das mercadorias dos vagões;
    • engatar mangueiras de ar;
    • verificar calço do trem;
    • acionar chave manual;
    • recarregar freio se necessário;
    • abrir amv;
    • verificar fechamento das portas ou lacres dos vagões;
    • demonstrar agilidade;
    • conectar adaptador de engate no trem;
    • solicitar prioridade de formação de trens;
    • informar situação do pátio;
    • manter confidencialidade acerca de acidentes;
    • limpar chave;
    • identificar bitolas e linhas;
    • preencher planilhas de circulação de trens no pátio;
    • sinalizar manualmente;
    • informar a chegada de vagões ao cliente;
    • manifestar prudência;
    • verificar bitola das linhas;
    • abrir mandíbulas;
    • utilizar rádio transceptor;
    • inspecionar timoneira;
    • limpar locomotivas;
    • conectar engate no trem;
    • autorizar entrada de trens no pátio;
    • utilizar epi;
    • alimentar o sistema operacional;
    • averiguar local onde o trem está estacionado;
    • acompanhar descarregamento quando houver anormalidade;
    • mostrar-se atento;
    • contatar centro de controle operacional sobre circulação de trens;
    • desengatar mangueiras;
    • aplicar freio de serviço de emergência no veículo;
    • preencher planilhas de carregamento e descarregamento;
    • emitir documentação de vagões;
    • orientar maquinista via rádio ou por sinais manuais;
    • preencher planilha de lotação no pátio;
    • calçar o trem;
    • prender mangueira no suporte;


    Setores que mais contratam Agente de estação (manobras) no mercado de trabalho

    • Estacionamento de veículos
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Comércio varejista de materiais de construção em geral
    • Fabricação de açúcar em bruto
    • Comércio varejista de madeira e artefatos
    • Serviços de reboque de veículos
    • Serviços combinados para apoio a edifícios, exceto condomínios prediais
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Chargista
    Artistas visuais, desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais

    Chargista