Salário para o cargo de Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido)
CBO 6430-20 > Trabalhadores da irrigação e drenagem

Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Controlam processo de irrigação. Verificam e reparam equipamentos de irrigação. Instalam e acionam sistemas de irrigação. Adubam plantação.

Quanto ganha um Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido)

Um Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.123,46 e R$ 2.220,28, com a média salarial de R$ 1.326,45 e o salário mediana em R$ 1.182,85 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.326,45 15.917,41 331,61 6,13
1º Quartil 1.123,46 13.481,54 280,87 5,19
Salário Mediana 1.182,85 14.194,20 295,71 5,47
3º Quartil 1.693,28 20.319,40 423,32 7,83
Teto Salarial 2.220,28 26.643,41 555,07 10,26


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Trabalhadores da mecanização agropecuária e florestal
      • Trabalhadores da irrigação e drenagem
        • Trabalhadores da irrigação e drenagem

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Campestre do Maranhão - MA 1.094 - 1.328 1.095,78 1.093,99 1.096,37 1.096,37 1.327,96
Clementina - SP 1.161 - 1.439 1.178,83 1.160,58 1.182,85 1.188,23 1.439,22
Lençóis Paulista - SP 1.154 - 1.410 1.161,30 1.153,80 1.163,80 1.163,80 1.409,63
São Paulo - SP 1.127 - 2.623 1.633,10 1.127,27 1.670,00 2.165,36 2.622,75
Queiroz - SP 1.116 - 1.441 1.168,68 1.116,30 1.182,85 1.189,88 1.441,22
Fernandópolis - SP 1.435 - 1.802 1.474,74 1.434,66 1.487,62 1.487,62 1.801,85
Avanhandava - SP 1.144 - 2.059 1.312,23 1.144,17 1.230,78 1.700,21 2.059,35
Tupaciguara - MG 1.086 - 1.328 1.093,56 1.085,65 1.096,19 1.096,19 1.327,74
Itápolis - SP 1.390 - 1.684 1.390,40 1.390,40 1.390,40 1.390,40 1.684,09
Holambra - SP 1.425 - 1.805 1.438,00 1.425,00 1.425,00 1.490,00 1.804,73
João Pinheiro - MG 1.326 - 3.235 1.646,08 1.325,62 1.377,15 2.670,77 3.234,92
Pirajuba - MG 1.076 - 1.303 1.075,80 1.075,80 1.075,80 1.075,80 1.303,04
Baia Formosa - RN 1.067 - 1.326 1.081,24 1.067,47 1.081,24 1.095,00 1.326,30
Goiatuba - GO 1.190 - 1.829 1.336,83 1.190,00 1.278,50 1.510,00 1.828,96
Diamantino - MT 1.224 - 1.663 1.291,17 1.224,00 1.281,00 1.373,00 1.663,02
Paracatu - MG 1.134 - 3.247 2.142,68 1.134,00 2.355,00 2.681,07 3.247,39
Primavera do Leste - MT 2.500 - 3.028 2.500,00 2.500,00 2.500,00 2.500,00 3.028,08


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.146 - 2.077 1.338,07 1.146,22 1.182,85 1.714,86 2.077,09
Maranhão 1.094 - 1.328 1.095,78 1.093,99 1.096,37 1.096,37 1.327,96
Minas Gerais 1.078 - 2.715 1.413,20 1.078,05 1.098,10 2.241,33 2.714,77
Goiás 1.131 - 2.716 1.567,88 1.131,13 1.303,00 2.242,00 2.715,58
Mato Grosso 1.262 - 3.028 1.761,88 1.262,00 1.357,46 2.500,00 3.028,08
Rio Grande do Norte 1.067 - 1.326 1.081,24 1.067,47 1.081,24 1.095,00 1.326,30


Principais locais de trabalho

Trabalhadores da irrigação e drenagem essas ocupações são exercidas por trabalhadores com carteira assinada, empregados na agricultura. Atuam em equipe, sob supervisão. As atividades são realizadas a céu aberto, em rodízio de turno, expostos à luz solar, exceto o trabalhador na operação de sistemas convencionais de irrigação por aspersão, que trabalha somente durante o dia.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores da irrigação e drenagem

Para o exercício desse cargo requer-se escolaridade de até a quarta série do ensino fundamental. A formação profissional ocorre com a prática de menos de um ano, no local de trabalho. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido)

Trabalhadores da irrigação e drenagem devem:

  • reparar equipamentos de irrigação;
  • verificar equipamentos de irrigação;
  • acionar sistemas de irrigação;
  • adubar plantação;
  • controlar processo de irrigação;
  • demonstrar competências pessoais;
  • instalar sistemas de irrigação;

  • Atividades

    • instalar válvula de retenção;
    • medir umidade de solo;
    • acrescentar aspersores em plantações;
    • deslocar aspersores móveis e canhões;
    • trocar borrachas de vedação;
    • trocar gaxeta;
    • remendar tubo;
    • higienizar reservatório de água;
    • sulcar terra;
    • fixar piquete, palha de cana e terra;
    • lubrificar canhões de irrigação;
    • abastecer motores de irrigação com combustível;
    • lubrificar rolamentos;
    • trocar filtro de motor;
    • misturar substâncias para adubação;
    • regular concentração de adubos;
    • verificar ocorrências de entupimentos;
    • perceber alterações físicas no ambiente;
    • trocar óleo (motor e redutor de pivô);
    • esticar mangueiras;
    • selecionar produtos de adubação;
    • verificar vazamentos;
    • zelar pelos equipamentos de irrigação;
    • abrir e fechar registros;
    • drenar água de moto-redutor;
    • conferir nível de água em regadeira;
    • trocar buchas e molas de canhões de irrigação;
    • verificar presença de ar em bomba;
    • montar e desmontar bomba de irrigação;
    • deslocar tubulações;
    • trocar pneus de pivô central;
    • capinar regadeira;
    • limpar filtros e válvulas;
    • coletar amostra de folhas para análise;
    • desentupir aspersor;
    • mudar bicos de aspersores;
    • ligar e desligar pivô e bomba de irrigação;
    • dar prova de resistência física;
    • medir pressão de água;
    • instalar bombas e mangotes;
    • encaixar microaspersores em mangueiras;
    • cavar valeta de drenagem;
    • trocar redutor e castanhas de pivô central;
    • abrir e fechar comportas de irrigação;
    • verificar nível de óleo de motor;
    • soldar cano;
    • aplicar herbicida em regadeira;
    • verificar parte elétrica de equipamentos de irrigação;
    • lavar equipamentos de ferti-irrigação;
    • instalar sifão e mangueira;
    • lavar pivô;
    • medir nível de chuvas;
    • controlar velocidade de pivô;
    • coletar amostra de solo para análise;
    • encher mangote de água;
    • regar mudas e plantas;
    • tomar decisões em situações de emergência;
    • fixar registros, canos e aspersores;
    • apertar gaxeta;
    • limpar rotor de bomba;
    • posicionar mangueira na regadeira;
    • medir nível de evaporação da água (bacia ou tanque classe a);


    Setores que mais contratam Trabalhador na operação de sistemas de irrigação e aspersão (alto propelido) no mercado de trabalho

    • Fabricação de açúcar em bruto
    • Fabricação de álcool
    • Cultivo de cana-de-açúcar
    • Atividades de apoio à agricultura
    • Fabricação de equipamentos para irrigação agrícola, peças e acessórios
    • Cultivo de outras plantas de lavoura temporária
    • Construção de edifícios
    • Criação de suínos
    • Cultivo de alho
    • Obras de irrigação




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: