Salário para o cargo de Tecnólogo em eletricidade
CBO 2143-60 > Engenheiros eletricistas, eletrônicos

Tecnólogo em eletricidade - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Executam serviços elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, analisando propostas técnicas, instalando, configurando e inspecionando sistemas e equipamentos, executando testes e ensaios. Projetam, planejam e especificam sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações e elaboram sua documentação técnica, coordenam empreendimentos e estudam processos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações.

Quanto ganha um Tecnólogo em eletricidade

Um Tecnólogo em eletricidade trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.189,10 e R$ 5.885,22, com a média salarial de R$ 2.390,08 e o salário mediana em R$ 2.062,20 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Tecnólogo em eletricidade

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.390,08 28.680,95 597,52 11,01
1º Quartil 1.189,10 14.269,17 297,27 5,48
Salário Mediana 2.062,20 24.746,40 515,55 9,50
3º Quartil 4.488,32 53.859,87 1.122,08 20,68
Teto Salarial 5.885,22 70.622,68 1.471,31 27,12


Categorias profissionais do cargo

  • Profissionais das ciências e das artes
    • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia
      • Engenheiros, arquitetos
        • Engenheiros eletricistas, eletrônicos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Belo Horizonte - MG 1.200 - 4.360 1.969,44 1.200,00 1.725,00 3.600,00 4.360,43
São Paulo - SP 2.026 - 6.282 3.615,26 2.025,97 3.875,00 5.186,06 6.281,51
Manaus - AM 2.313 - 7.089 3.198,23 2.313,38 2.313,38 5.852,78 7.089,07
Recife - PE 1.329 - 3.728 2.260,42 1.329,09 2.199,64 3.077,50 3.727,56
Rio de Janeiro - RJ 2.000 - 4.542 2.492,19 2.000,00 2.094,44 3.750,00 4.542,11
Aparecida de Goiânia - GO 1.060 - 2.545 1.677,86 1.060,37 2.101,40 2.101,40 2.545,28
Redenção - PA 1.045 - 1.817 1.133,57 1.045,00 1.100,00 1.500,00 1.816,85
Erechim - RS 1.300 - 1.820 1.402,50 1.300,00 1.403,00 1.503,00 1.820,48
Curitiba - PR 1.294 - 9.093 4.430,83 1.293,60 5.000,00 7.507,52 9.093,33


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Minas Gerais 1.185 - 3.672 1.842,45 1.185,19 1.600,00 3.031,55 3.671,90
São Paulo 1.502 - 6.458 3.094,45 1.502,46 2.572,00 5.331,50 6.457,67
Amazonas 2.313 - 7.089 3.198,23 2.313,38 2.313,38 5.852,78 7.089,07
Goiás 1.045 - 4.236 1.953,42 1.045,00 2.101,40 3.497,39 4.236,14
Pernambuco 1.329 - 3.801 2.308,93 1.329,09 2.265,75 3.138,17 3.801,04
Paraná 1.326 - 7.069 2.965,49 1.325,80 2.500,00 5.835,84 7.068,54
Pará 1.045 - 1.801 1.195,24 1.045,00 1.100,00 1.487,25 1.801,40
Rio de Janeiro 2.000 - 4.542 2.492,19 2.000,00 2.094,44 3.750,00 4.542,11
Rio Grande do Sul 1.300 - 6.783 2.002,11 1.300,00 1.403,00 5.599,79 6.782,63
Santa Catarina 1.234 - 4.542 2.177,53 1.233,57 1.670,40 3.750,00 4.542,11


Principais locais de trabalho

Engenheiros eletricistas, eletrônicos trabalham em ramos de atividade econômica variados. Na área industrial, encontram-se na fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos e de equipamentos de telecomunicação. É expressiva a presença desses profissionais na atividade de serviços de apoio à indústria, tais como empresas de manutenção, na geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, água e gás, e na construção civil. Trabalham em empresas pequenas, médias e grandes nas áreas pública e privada, como empregados ou prestadores de serviços. Suas atividades costumam se desenvolver em equipe multidisciplinar com supervisão ocasional. Em algumas atividades, podem estar submetidos a condições especiais de trabalho, por exemplo, grandes alturas, altas temperaturas, ruído intenso, exposição a material tóxico, alta tensão e radiação.


O que é preciso para trabalhar na área dos Engenheiros eletricistas, eletrônicos

O exercício profissional requer formação em uma das áreas de Engenharia: elétrica, eletrônica ou telecomunicações ou curso de tecnólogo em uma das áreas, com registro no CREA. O exercício pleno das atividades ocorre, em média, com quatro anos de exercício profissional para os engenheiros e de 1 a 2 anos para os tecnólogos, incluindo tempo de estágio. A manutenção do emprego neste domínio requer de seus profissionais atualização constante.


Funções e atividades do Tecnólogo em eletricidade

Engenheiros eletricistas, eletrônicos devem:

  • desenvolver processos elétricos, eletrônicos e de telecom;
  • executar serviços elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
  • planejar sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
  • especificar equipamentos, serviços e sistemas elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
  • demonstrar competências pessoais;
  • coordenar empreendimentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
  • elaborar documentação técnica de sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
  • projetar sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;

  • Atividades

    • projetar sistemas de geração de energia;
    • elaborar normas técnicas;
    • projetar sistemas de transmissão de energia;
    • elaborar estudo preliminar de planejamento;
    • controlar alocação de recursos;
    • prestar assistência técnica;
    • estudar viabilidade socio ambiental;
    • participar da seleção de pessoal;
    • desenvolver sistemas;
    • controlar cumprimento do cronograma financeiro;
    • determinar escopo da especificação;
    • demonstrar capacidade de síntese;
    • realizar manutenção em sistemas e equipamentos;
    • projetar sistemas de distribuição de energia;
    • executar perícia em sistemas e equipamentos;
    • administrar modificações no projeto original;
    • estudar mercado;
    • definir cronograma físico;
    • associar tecnologias ao processo;
    • projetar redes de comunicação de dados e telefonia;
    • evidenciar raciocínio lógico;
    • analisar propostas técnicas;
    • pesquisar novas tecnologias;
    • aprovar projetos;
    • elaborar rotinas de inspeção e testes;
    • atualizar documentação técnica;
    • definir parâmetros de segurança;
    • analisar processos;
    • projetar equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
    • definir critérios e metodologias de planejamento;
    • elaborar planos de manutenção e serviços;
    • modelar matematicamente processos;
    • colaborar no planejamento de sistemas e equipamentos;
    • colaborar na elaboração de projetos;
    • trabalhar em equipe;
    • inspecionar sistemas e equipamentos;
    • implementar novas tecnologia;
    • prestar consultoria;
    • projetar sistemas elétricos e eletrônicos residenciais e comerciais;
    • emitir laudos;
    • avaliar do planejamento de sistemas e equipamentos;
    • projetar sistemas de instrumentação, automação e controle de processos;
    • desenvolver equipamentos;
    • capacitar equipes;
    • aprovar serviços;
    • desenvolver visão espacial;
    • elaborar relatórios;
    • controlar cumprimento de normas e diretrizes de segurança;
    • controlar cumprimento do cronograma físico;
    • demonstrar criatividade;
    • avaliar desempenho de sistemas e equipamentos;
    • demonstrar raciocínio analítico;
    • criar matriz de relacionamento entre processos;
    • criar fluxo do processo;
    • estudar viabilidade técnica;
    • projetar sistemas de telecomunicações;
    • determinar aplicabilidade de normas e regulamentos;
    • elaborar manuais de operação e manutenção;
    • supervisionar operação de sistemas e equipamentos;
    • simular modelagem de processo;
    • avaliar tecnologias disponíveis;
    • determinar características técnicas;
    • definir cronograma financeiro;
    • elaborar manual de instalação;
    • configurar sistemas e equipamentos;
    • projetar sistemas de radiodifusão;
    • estudar viabilidade econômica;
    • projetar sistemas elétricos e eletrônicos industriais;
    • auditorar sistemas;
    • demonstrar proatividade;
    • coordenar atividades das equipes;
    • propor implementação de sistemas e equipamentos;
    • elaborar procedimentos técnicos;
    • instalar sistemas e equipamentos;
    • especificar valores dos parâmetros;
    • executar testes e ensaios;
    • desenvolver ferramentas e técnicas;


    Setores que mais contratam Tecnólogo em eletricidade no mercado de trabalho

    • Instalação e manutenção elétrica
    • Serviços de engenharia
    • Comércio varejista de ferragens e ferramentas
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Provedores de acesso às redes de comunicações
    • Fabricação de geradores de corrente contínua e alternada, peças e acessórios
    • Construção de edifícios
    • Fabricação de outros equipamentos e aparelhos elétricos não especificados anteriormente
    • Comércio atacadista de medicamentos e drogas de uso humano
    • Comércio varejista de material elétrico




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Educador social de rua
    Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei

    Educador social de rua