Salário para o cargo de Técnico em materiais
CBO 3113-05 > Técnicos em materiais, produtos cerâmicos e vidros

Técnico em materiais - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Planejam, coordenam, orientam e supervisionam processos das etapas de produção de produtos de cerâmica e vidros. Definem matérias- primas para produção, planejam e realizam ensaios físico-químicos, desenvolvem produtos e programam produção. Controlam e corrigem desvios nos processos manuais e automatizados, operam máquinas e equipamentos, desenvolvem melhorias no processo produtivo. Prestam assistência técnica, registram informações técnicas e administrativas e capacitam pessoas.

Quanto ganha um Técnico em materiais

Um Técnico em materiais trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.275,27 e R$ 39.449,42, com a média salarial de R$ 8.925,07 e o salário mediana em R$ 2.170,84 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico em materiais

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 8.925,07 107.100,78 2.231,27 41,90
1º Quartil 1.275,27 15.303,20 318,82 5,99
Salário Mediana 2.170,84 26.050,08 542,71 10,19
3º Quartil 30.085,81 361.029,74 7.521,45 141,25
Teto Salarial 39.449,42 473.393,02 9.862,35 185,21


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Técnico em ciências físicas e químicas
        • Técnicos em materiais, produtos cerâmicos e vidros

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Mogi-Mirim - SP 1.372 - 158.957 32.426,19 1.371,60 1.371,60 131.236,24 158.957,27
São Paulo - SP 1.315 - 3.260 2.046,34 1.315,12 2.000,00 2.691,81 3.260,40
Brasília - DF 1.045 - 2.711 1.302,36 1.045,00 1.045,00 2.238,47 2.711,30
Criciúma - SC 2.860 - 7.878 4.268,32 2.859,67 3.644,41 6.504,14 7.878,01
Curitiba - PR 1.547 - 2.292 1.734,29 1.546,79 1.740,54 1.892,68 2.292,46
Contagem - MG 1.700 - 4.002 2.902,79 1.700,00 3.303,72 3.303,72 4.001,56
Lauro de Freitas - BA 2.784 - 4.239 3.234,39 2.784,14 3.426,71 3.500,00 4.239,31
Cocal do Sul - SC 2.099 - 2.831 2.249,00 2.099,00 2.337,00 2.337,00 2.830,64
Palhoça - SC 2.190 - 3.634 2.502,16 2.189,95 2.391,52 3.000,00 3.633,69
Duque de Caxias - RJ 3.354 - 4.351 3.552,33 3.354,00 3.592,00 3.592,00 4.350,74
Aracruz - ES 1.673 - 2.648 1.931,98 1.673,04 1.936,80 2.186,09 2.647,86
Belo Horizonte - MG 1.337 - 20.147 6.336,16 1.336,53 2.000,00 16.633,40 20.146,87
Gaspar - SC 2.195 - 3.927 2.751,38 2.195,00 3.014,85 3.241,77 3.926,53


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.349 - 63.971 14.350,81 1.349,09 1.676,40 52.814,60 63.970,63
Santa Catarina 2.206 - 8.438 3.832,19 2.206,46 3.007,43 6.966,68 8.438,25
Minas Gerais 1.574 - 8.612 3.459,22 1.574,37 2.332,60 7.110,39 8.612,32
Bahia 1.408 - 4.380 2.816,86 1.407,62 3.240,00 3.616,18 4.380,02
Distrito Federal 1.045 - 2.711 1.302,36 1.045,00 1.045,00 2.238,47 2.711,30
Paraná 1.565 - 2.937 1.873,02 1.564,52 1.740,54 2.424,68 2.936,85
Rio de Janeiro 2.847 - 165.160 36.583,20 2.846,74 3.592,00 136.357,40 165.160,17
Rio Grande do Sul 1.259 - 3.659 2.068,30 1.259,23 2.200,00 3.021,25 3.659,43
Pernambuco 1.611 - 6.238 2.781,84 1.611,40 2.167,00 5.150,00 6.237,83
Espírito Santo 1.673 - 5.136 2.478,29 1.673,04 1.938,69 4.240,00 5.135,62


Principais locais de trabalho

Técnicos em materiais, produtos cerâmicos e vidros atuam em indústrias de revestimentos cerâmicos, cimento, vidros em geral, extração de matérias-primas, insumos e equipamentos para a indústria cerâmica. São profissionais assalariados, com carteira assinada e trabalham organizados em equipes, sob supervisão ocasional. Algumas das atividades por eles exercidas podem estar sujeitas a ruídos, altas temperaturas, radiação e materiais tóxicos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos em materiais, produtos cerâmicos e vidros

Essas ocupações exigem trabalhadores com formação técnica de nível médio nas áreas de cerâmica e/ ou vidro. Podem exercer plenamente a profissão após atingirem de três a quatro anos de experiência na área. Trabalham em linhas de produção contínua, em células de produção e, também, em plantas industriais e laboratórios de análise e pesquisa de empresas e institutos.


Funções e atividades do Técnico em materiais

Técnicos em materiais, produtos cerâmicos e vidros devem:

  • capacitar pessoas;
  • desenvolver produtos;
  • programar produção;
  • registrar informações técnicas e administrativas;
  • desenvolver melhorias no processo de produção;
  • realizar ensaios físico-químicos;
  • supervisionar processo de produção;
  • operar máquinas e equipamentos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • definir matérias-primas para produção;
  • prestar assistência técnica;

  • Atividades

    • elaborar gráficos e fluxogramas;
    • interpretar laudos de análises físico-químicas;
    • identificar novas tecnologias;
    • avaliar informações do mercado;
    • elaborar ficha técnica do produto;
    • programar consumo de matéria-prima;
    • testar novas formulações;
    • adaptar leiautes;
    • solucionar problemas técnicos junto a clientes internos e externos;
    • aplicar normas técnicas;
    • ajustar peças e acessórios;
    • definir características do produto;
    • atuar como bom ouvinte;
    • interagir com outros setores da fábrica;
    • tomar decisões;
    • avaliar capacidade de produção da fábrica;
    • executar ensaios e teste em matérias-primas e produtos;
    • definir conteúdo programático de cursos/treinamentos;
    • manter assiduidade;
    • analisar dados estatísticos;
    • descrever procedimentos operacionais;
    • interpretar desenhos e projetos;
    • criar dispositivos para otimização da produção;
    • preparar local para treinamento;
    • qualificar fornecedores;
    • distinguir falhas no processo;
    • emitir laudos técnicos;
    • adequar processo de produção ao produto desenvolvido;
    • inspecionar qualidade do produto;
    • agir com ética profissional;
    • manter máquinas e equipamentos em condições de uso;
    • executar controle do produto;
    • preparar material didático;
    • coletar amostras;
    • planejar visitas técnicas;
    • regular máquinas e equipamentos;
    • preparar máquinas e equipamentos;
    • calcular composição do produto;
    • interpretar dados e informações da produção;
    • propor substituição do produto ou indenização para cliente;
    • checar variáveis no processo de produção;
    • providenciar manutenção corretiva e preventiva;
    • comprovar necessidade de aquisição de novos equipamentos e materiais;
    • demonstrar objetividade;
    • demonstrar criatividade;
    • selecionar matérias-primas;
    • dimensionar produtos de acordo com normas técnicas;
    • avaliar solicitação dos clientes;
    • elaborar relatórios;
    • operar instrumentos de medição e controle;
    • exercer capacidade de autocrítica;
    • assumir responsabilidades;
    • zelar pela segurança;
    • trabalhar em equipe;
    • avaliar desempenho dos participantes;
    • estimar custo do produto;
    • examinar aplicação do produto;
    • adequar produto ao processo produtivo;
    • atuar como facilitador e negociador;
    • comunicar-se de forma clara e objetiva;
    • preparar amostras;
    • realizar prova industrial;
    • propor melhorias no produto;
    • identificar defeitos no produto;
    • solicitar ensaios de produtos acabados;
    • liderar equipes;
    • elaborar cronograma de produção;
    • definir capacidade de produção;
    • controlar parâmetros de poluição ambiental;
    • monitorar funcionamento de máquinas e equipamentos;
    • manter equipamentos calibrados;
    • manter-se atualizado na profissão;
    • identificar necessidades de treinamento;
    • avaliar custos e benefícios das matérias-primas;
    • demonstrar comprometimento com o trabalho;
    • proferir palestras técnicas;
    • organizar fluxo de produção;
    • manter controle emocional;
    • avaliar material formulado;
    • interpretar termos de garantia do produto;
    • realizar treinamentos operacionais;
    • traçar objetivos e metas;
    • realizar ajustes na programação da produção;
    • coordenar equipes de trabalho;
    • enquadrar matérias-primas na formulação;
    • interpretar manuais de máquinas e equipamentos;


    Setores que mais contratam Técnico em materiais no mercado de trabalho

    • Fabricação de artigos de vidro
    • Fabricação de vidro plano e de segurança
    • Fabricação de azulejos e pisos
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Serviços de engenharia
    • Obras de montagem industrial
    • Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes e lacas
    • Comércio varejista de vidros
    • Serviços de prótese dentária
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: