Salário para o cargo de Técnico de alto-forno em siderurgia
CBO 3147-10 > Técnicos em siderurgia

Técnico de alto-forno em siderurgia - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Elaboram padrões técnicos e operacionais de produção siderúrgica, promovem meios para o desenvolvimento profissional de equipes de trabalho, desenvolvem inovações em produtos e tecnologias siderúrgicas, programam e monitoram processos de fabricação de produtos siderúrgicos, elaboram relatórios técnicos de siderurgia, atuam no controle de qualidade e prestam assistência técnica de produtos, calculam variáveis de controle da produção siderúrgica.

Quanto ganha um Técnico de alto-forno em siderurgia

Um Técnico de alto-forno em siderurgia trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 2.516,67 e R$ 11.330,18, com a média salarial de R$ 4.843,57 e o salário mediana em R$ 4.000,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Técnico de alto-forno em siderurgia

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 4.843,57 58.122,82 1.210,89 22,53
1º Quartil 2.516,67 30.200,00 629,17 11,71
Salário Mediana 4.000,00 48.000,00 1.000,00 18,60
3º Quartil 8.640,88 103.690,51 2.160,22 40,19
Teto Salarial 11.330,18 135.962,11 2.832,54 52,70


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia
      • Técnicos em metalmecânica
        • Técnicos em siderurgia

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Ponta Grossa - PR 4.000 - 5.767 4.280,23 4.000,00 4.000,00 4.761,05 5.766,72
Brasília - DF 1.320 - 1.599 1.320,00 1.320,00 1.320,00 1.320,00 1.598,82
Rio de Janeiro - RJ 4.140 - 13.929 7.015,60 4.140,00 4.800,00 11.500,00 13.929,15


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Paraná 4.000 - 5.767 4.280,23 4.000,00 4.000,00 4.761,05 5.766,72
Minas Gerais 3.159 - 11.818 6.014,75 3.159,25 6.010,31 9.756,94 11.817,90
Rio de Janeiro 2.000 - 18.228 7.446,71 2.000,00 4.800,00 15.049,00 18.227,80
Distrito Federal 1.320 - 1.599 1.320,00 1.320,00 1.320,00 1.320,00 1.598,82


Principais locais de trabalho

Técnicos em siderurgia esses trabalhadores atuam em áreas ligadas à metalurgia básica e fabricação de produtos de metal - exclusive máquina e equipamentos. São empregados com carteira assinada, trabalham em equipes de engenheiros, técnicos, supervisores, líder de grupo e operadores, com supervisão ocasional, em ambiente fechado e com rodízio de turnos de trabalho. Eventualmente, trabalham sob pressão, levando à situação de estresse constante e expostos a radiação, ruído intenso e altas temperaturas. Em algumas atividades podem trabalhar em grandes alturas ou em locais subterrâneos ou confinados e, no caso do técnico de redução na siderurgia, exposto a material tóxico.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos em siderurgia

Para ingressar nessas ocupações requer-se curso técnico de qualificação profissional equivalente ao nível médio completo e experiência anterior de quatro a cinco anos para o técnico de fundição em siderurgia e técnico de refratário em siderurgia e menos de um ano para os demais.


Funções e atividades do Técnico de alto-forno em siderurgia

Técnicos em siderurgia devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • assistir tecnicamente os clientes;
  • desenvolver inovações em produtos e tecnologias;
  • elaborar relatórios técnicos de siderurgia;
  • calcular variáveis do controle de produção siderúrgica;
  • monitorar processo de fabricação de produtos siderúrgicos;
  • atuar no controle da qualidade;
  • promover meios para o desenvolvimento profissional da equipe;
  • elaborar padrões técnicos e operacionais;

  • Atividades

    • cumprir procedimentos operacionais;
    • ministrar treinamentos;
    • coordenar paradas de equipamentos;
    • analisar reclamações dos clientes;
    • avaliar defeitos de produtos;
    • analisar as causas dos defeitos;
    • emitir informes técnicos;
    • elaborar planos experimentais de novos produtos e tecnologias;
    • normalizar padrões e procedimentos;
    • avaliar resultados;
    • identificar atividades técnicas e operacionais;
    • demonstrar habilidade na comunicação;
    • demonstrar habilidades numéricas;
    • calcular deformações mecânicas;
    • definir responsabilidades;
    • manter-se flexível;
    • monitorar resultados dos itens do controle de qualidade;
    • cumprir normas internas;
    • adequar os processos às especificações dos clientes;
    • trabalhar em equipe;
    • realizar ensaios físicos e químicos nos processos siderúrgicos;
    • trocar informações com clientes e fornecedores;
    • solicitar contratação de terceiros para treinamentos;
    • calcular adições para correção química;
    • elaborar planos de ações preventivas e corretivas;
    • definir itens de controle da qualidade;
    • calcular o balanço de massa;
    • emitir relatórios de reclamação de clientes;
    • tomar decisões;
    • demonstrar iniciativa;
    • identificar necessidades de desenvolvimento de pessoal;
    • interpretar resultados de ensaios mecânicos, metalográficos e químicos;
    • divulgar planos experimentais;
    • avaliar treinamentos;
    • elaborar projeto de fabricação de produtos siderúrgicos;
    • sugerir melhor forma de utilização dos produtos;
    • manter-se pontual e assíduo;
    • descrever as atividades relativas ao processo produtivo;
    • inspecionar produtos visualmente;
    • validar resultados dos planos experimentais;
    • revisar padrões e procedimentos.;
    • interpretar desenhos técnicos;
    • definir prazos de entrega de produtos e serviços;
    • elaborar manuais de procedimentos;
    • emitir relatórios de planos experimentais;
    • monitorar a execução dos planos experimentais;
    • emitir relatórios técnicos de produção;
    • solicitar serviços terceirizados para manutenção e produção;
    • usar equipamentos de segurança;
    • emitir relatórios de visitas e assistência técnica;
    • analisar aproveitamento de produtos não conformes;
    • identificar necessidades dos clientes;
    • calcular área, volume e peso de produtos e equipamentos siderúrgicos;
    • identificar necessidade de melhoria de produtos;
    • manter-se organizado;
    • elaborar plano de desenvolvimento de pessoal;
    • calcular balanço térmico do processo;
    • programar execução dos planos experimentais;
    • calcular adições de fundentes;
    • verificar desgaste de refratários, máquinas e equipamentos;
    • emitir relatórios de controle de qualidade;


    Setores que mais contratam Técnico de alto-forno em siderurgia no mercado de trabalho

    • Produção de laminados longos de aço, exceto tubos
    • Fundição de ferro e aço
    • Instalação, manutenção e reparação de elevadores, escadas e esteiras rolantes, exceto de fabricação própria
    • Produção de ferro-gusa
    • Produção de laminados planos de aço ao carbono, revestidos ou não
    • Montagem de estruturas metálicas
    • Produção de semi-acabados de aço
    • Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis
    • Fabricação de produtos cerâmicos refratários




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Chefe de bilheteria
    Supervisores dos serviços de transporte, turismo, hotelaria e administração de edifícios

    Chefe de bilheteria