Salário para o cargo de Prensador de couros e peles
CBO 7623-30 > Trabalhadores do acabamento de couros e peles

Prensador de couros e peles - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Recurtem couros e controlam processos e operações do acabamento de couros e peles. Operam máquinas e equipamentos de acabamento de couros e peles. Pré-acabam, acabam e expedem couros e peles. Trabalham em conformidade a normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, meio ambiente, higiene e saúde.

Quanto ganha um Prensador de couros e peles

Um Prensador de couros e peles trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.265,98 e R$ 2.054,04, com a média salarial de R$ 1.386,90 e o salário mediana em R$ 1.375,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Prensador de couros e peles

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.386,90 16.642,77 346,72 6,33
1º Quartil 1.265,98 15.191,79 316,50 5,78
Salário Mediana 1.375,00 16.500,00 343,75 6,28
3º Quartil 1.566,50 18.798,01 391,63 7,15
Teto Salarial 2.054,04 24.648,52 513,51 9,38


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Trabalhadores do tratamento de couros e peles
        • Trabalhadores do acabamento de couros e peles

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Estancia Velha - RS 1.367 - 1.972 1.456,66 1.367,30 1.421,20 1.628,28 1.972,22
São João Batista - SC 1.201 - 1.713 1.275,81 1.201,00 1.260,00 1.414,00 1.712,68
Picada Café - RS 1.225 - 1.511 1.242,29 1.225,27 1.247,40 1.247,40 1.510,89
Novo Hamburgo - RS 1.356 - 2.646 1.564,00 1.356,30 1.386,00 2.184,60 2.646,05
Franca - SP 1.364 - 1.764 1.412,60 1.364,13 1.404,00 1.456,40 1.764,04
Jau - SP 1.273 - 1.971 1.481,95 1.272,50 1.527,30 1.627,00 1.970,67
Três Coroas - RS 1.247 - 1.761 1.344,51 1.247,40 1.342,00 1.454,20 1.761,37
Campo Bom - RS 1.239 - 2.073 1.430,94 1.238,60 1.456,40 1.711,60 2.073,14
Portão - RS 1.318 - 1.916 1.396,27 1.317,80 1.349,70 1.581,80 1.915,92
Ivoti - RS 1.430 - 2.308 1.588,40 1.430,00 1.430,00 1.905,20 2.307,64
Jaguapita - PR 1.313 - 1.590 1.312,63 1.312,63 1.312,63 1.312,63 1.589,90
Patrocínio Paulista - SP 1.379 - 2.144 1.457,46 1.379,40 1.379,40 1.769,70 2.143,51
São Leopoldo - RS 1.351 - 1.636 1.350,80 1.350,80 1.350,80 1.350,80 1.636,13


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio Grande do Sul 1.263 - 2.005 1.425,69 1.262,97 1.377,20 1.654,97 2.004,55
São Paulo 1.307 - 1.944 1.428,41 1.307,07 1.400,00 1.605,05 1.944,08
Santa Catarina 1.201 - 1.713 1.277,71 1.201,00 1.260,00 1.414,00 1.712,68
Minas Gerais 1.045 - 1.754 1.164,01 1.045,00 1.108,57 1.448,46 1.754,41
Paraná 1.313 - 2.017 1.371,46 1.312,63 1.312,63 1.665,60 2.017,42


Principais locais de trabalho

Trabalhadores do acabamento de couros e peles atuam na preparação de couros, principalmente na fase de acabamento. São empregados com carteira assinada, trabalham geralmente em equipe, sob supervisão permanente e em rodízio de turnos. Em algumas atividades podem permanecer exposto a materiais tóxicos e ruído intenso.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores do acabamento de couros e peles

O exercício desse cargo requer escolaridade, qualificação profissional e experiência profissional distintas. O operador de máquinas e o matizador de couros e peles devem ter, respectivamente, ensino fundamental e ensino médio concluídos bem como curso de qualificação profissional com a duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional, para o primeiro, e de três a quatro anos, para o segundo. Para as outras ocupações requer-se entre a quarta e a sétima séries do ensino fundamental. A qualificação profissional ocorre com a experiência prática no próprio local de trabalho e o desempenho pleno das atividades é alcançado em até dois anos de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Prensador de couros e peles

Trabalhadores do acabamento de couros e peles devem:

  • expedir couros;
  • operar máquinas e equipamentos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • recurtir couros;
  • pré-acabar couros;
  • acabar couros;
  • controlar processos e operações do acabamento de couros e peles;

  • Atividades

    • trabalhar com responsabilidade;
    • zelar pela preservação do meio-ambiente;
    • medir temperatura do recurtimento e secagem de couros;
    • ajustar tonalidades de cores;
    • verificar viscosidade de tintas;
    • medir tempo de recurtimento e secagem de couros;
    • abastecer máquinas com couros e insumos;
    • aceitar ideias novas;
    • medir área de couros;
    • empacotar couros;
    • avaliar nível de absorção de produtos químicos pelo couro;
    • evidenciar autocontrole;
    • avaliar fixação da flor em couros;
    • respeitar normas de segurança;
    • medir umidade de couros;
    • interpretar ordem se serviço;
    • paletizar couros recurtidos;
    • requisitar insumos para o acabamento de couros;
    • substituir estampas nas prensas;
    • recortar couros;
    • demonstrar coordenação motora;
    • demonstrar capacidade de comunicação;
    • separar couros por tipo de defeito;
    • verificar cor de couros recurtidos e acabados;
    • carregar fulão;
    • preparar tintas;
    • regular velocidade, temperatura, pressão e vazão de operação de máquinas;
    • formar lotes de produção;
    • adicionar produtos químicos no fulão;
    • substituir lixas na lixadeira;
    • limpar máquinas;
    • verificar maciez do couro;
    • inspecionar couros acabados;
    • conferir atravessamento de produtos químicos no couro;
    • interpretar a receita do processo de recurtimento;
    • executar acabamento conforme orientação;
    • pesar couros e insumos para o acabamento de couros e peles;
    • interpretar os parâmetros da operação;
    • avaliar as condições de funcionamento das máquinas;
    • medir ph de couros e banhos;
    • trabalhar com ética;
    • conferir lotes de produção;
    • manifestar iniciativa;
    • aplicar efeitos de tonalidades;
    • verificar textura de couros;
    • descarregar fulão;
    • determinar a quantidade de tinta para o acabamento de couros;
    • trabalhar em equipe;
    • demonstrar atenção;
    • embarcar couros;


    Setores que mais contratam Prensador de couros e peles no mercado de trabalho

    • Curtimento e outras preparações de couro
    • Fabricação de calçados de couro
    • Fabricação de calçados de materiais não especificados anteriormente
    • Fabricação de partes para calçados, de qualquer material
    • Fabricação de calçados de material sintético
    • Acabamento de calçados de couro sob contrato
    • Coquerias
    • Fabricação de laminados planos e tubulares de material plástico
    • Comércio atacadista de couros, lãs, peles e outros subprodutos não-comestíveis de origem animal
    • Outros serviços de acabamento em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Gerente de pensão
    Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

    Gerente de pensão