Salário para o cargo de Operador de máquina-elevador
CBO 7822-05 > Operadores de equipamentos de movimentação de cargas

Operador de máquina-elevador - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Preparam movimentação de carga e a movimentam. Organizam carga, interpretando simbologia das embalagens, armazenando de acordo com o prazo de validade do produto, identificando características da carga para transporte e armazenamento e separando carga não- conforme. Realizam manutenções previstas em equipamentos para movimentação de cargas. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Quanto ganha um Operador de máquina-elevador

Um Operador de máquina-elevador trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.258,85 e R$ 3.550,98, com a média salarial de R$ 1.840,06 e o salário mediana em R$ 1.697,19 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de máquina-elevador

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.840,06 22.080,67 460,01 8,47
1º Quartil 1.258,85 15.106,24 314,71 5,80
Salário Mediana 1.697,19 20.366,28 424,30 7,81
3º Quartil 2.708,13 32.497,53 677,03 12,47
Teto Salarial 3.550,98 42.611,74 887,74 16,35


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores de funções transversais
      • Condutores de veículos e operadores de equipamentos de elevação e de movimentação de cargas
        • Operadores de equipamentos de movimentação de cargas

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.538 - 8.055 2.964,58 1.537,62 1.842,00 6.650,04 8.054,73
Belo Horizonte - MG 1.543 - 2.380 1.749,84 1.542,95 1.749,00 1.965,31 2.380,44
Fortaleza - CE 1.142 - 2.566 1.507,26 1.142,11 1.538,16 2.118,64 2.566,16
Curitiba - PR 1.898 - 3.964 2.454,60 1.898,43 2.063,60 3.272,48 3.963,72
Rio de Janeiro - RJ 1.603 - 4.281 2.520,49 1.602,67 2.332,00 3.534,42 4.280,99
Manaus - AM 1.308 - 3.096 1.826,53 1.307,60 1.710,00 2.555,68 3.095,52
Campos dos Goytacazes - RJ 1.234 - 1.556 1.248,50 1.234,13 1.238,11 1.284,54 1.555,88
Joinville - SC 1.514 - 2.112 1.624,97 1.514,37 1.621,00 1.743,52 2.111,80
Itapema - SC 1.949 - 2.856 2.175,87 1.949,17 2.190,00 2.357,58 2.855,57
Recife - PE 1.484 - 1.945 1.566,37 1.484,12 1.577,44 1.606,13 1.945,40
Santa Rita - PB 1.092 - 1.514 1.162,54 1.091,87 1.119,08 1.249,82 1.513,82
Porto Alegre - RS 1.431 - 2.255 1.637,06 1.430,96 1.650,00 1.862,02 2.255,33
Salvador - BA 1.523 - 2.425 1.781,03 1.523,16 1.811,90 2.002,45 2.425,43
Osasco - SP 1.385 - 4.091 2.003,26 1.384,88 1.752,80 3.377,50 4.090,92
Campinas - SP 1.394 - 2.387 1.621,30 1.394,15 1.458,00 1.971,09 2.387,44
Ribeirão Preto - SP 1.686 - 2.490 1.782,87 1.685,94 1.695,00 2.055,55 2.489,74
Guarulhos - SP 1.264 - 2.385 1.465,71 1.264,00 1.292,00 1.969,25 2.385,21
Cotia - SP 1.250 - 2.203 1.387,66 1.250,00 1.250,00 1.819,01 2.203,23
Brasília - DF 1.371 - 2.106 1.604,77 1.370,95 1.641,20 1.738,49 2.105,72
Juiz de Fora - MG 1.128 - 1.992 1.368,89 1.127,86 1.477,00 1.644,81 1.992,24


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.290 - 4.044 2.037,60 1.289,74 1.800,00 3.338,86 4.044,13
Minas Gerais 1.272 - 2.616 1.700,39 1.271,58 1.705,00 2.160,09 2.616,36
Santa Catarina 1.533 - 2.933 1.928,68 1.533,45 1.850,00 2.421,36 2.932,83
Rio Grande do Sul 1.381 - 2.518 1.692,95 1.380,78 1.650,00 2.079,16 2.518,34
Rio de Janeiro 1.229 - 3.638 1.909,66 1.229,06 1.650,00 3.003,20 3.637,56
Paraná 1.536 - 3.463 2.045,91 1.536,00 1.942,60 2.859,06 3.462,98
Ceará 1.115 - 2.830 1.564,35 1.114,51 1.538,31 2.336,79 2.830,39
Paraíba 1.105 - 1.867 1.308,09 1.104,75 1.249,82 1.541,48 1.867,08
Bahia 1.457 - 2.530 1.787,03 1.456,67 1.811,90 2.088,83 2.530,06
Amazonas 1.305 - 3.070 1.820,22 1.304,67 1.710,00 2.534,37 3.069,71
Pernambuco 1.438 - 2.126 1.591,13 1.437,93 1.568,60 1.754,93 2.125,62
Mato Grosso 1.276 - 2.584 1.590,17 1.275,98 1.500,00 2.133,38 2.584,01
Goiás 1.053 - 2.547 1.491,28 1.052,88 1.457,40 2.102,90 2.547,10
Pará 1.137 - 2.662 1.546,99 1.137,21 1.474,50 2.197,83 2.662,08
Distrito Federal 1.371 - 2.106 1.604,77 1.370,95 1.641,20 1.738,49 2.105,72
Rio Grande do Norte 1.326 - 2.454 1.535,37 1.325,82 1.393,18 2.026,11 2.454,08
Mato Grosso do Sul 1.406 - 3.153 1.867,46 1.405,73 1.681,87 2.603,20 3.153,07
Alagoas 1.227 - 2.065 1.397,59 1.226,75 1.303,00 1.705,05 2.065,21
Espírito Santo 1.263 - 2.944 1.769,63 1.262,61 1.771,20 2.430,83 2.944,29
Maranhão 1.515 - 3.702 2.017,23 1.514,69 1.936,00 3.056,29 3.701,87
Piauí 1.433 - 3.643 1.947,89 1.432,58 1.488,73 3.007,35 3.642,60
Sergipe 1.178 - 2.463 1.409,38 1.178,36 1.200,00 2.033,44 2.462,96
Tocantins 1.264 - 2.254 1.607,04 1.263,60 1.738,96 1.861,31 2.254,48
Rondônia 1.045 - 2.495 1.491,50 1.045,00 1.492,00 2.060,00 2.495,13
Amapá 1.136 - 1.544 1.214,88 1.135,96 1.219,61 1.274,49 1.543,70
Roraima 1.280 - 1.817 1.317,00 1.280,40 1.280,40 1.500,00 1.816,85


Principais locais de trabalho

Operadores de equipamentos de movimentação de cargas atuam nas mais diversas atividades econômicas, entre elas: na extração mineral, no beneficiamento de pedras, mármores e granitos, na construção civil, na fabricação de produtos químicos, produtos alimentares e bebidas, produtos de madeira e de metalurgia básica, como empregados com carteira assinada. O trabalho é presencial, realizado de forma individual, sob supervisão permanente, em rodízio de turnos e pode ser em ambiente fechado, a céu aberto ou em veículos. Permanecem, durante longos períodos, em posições desconfortáveis, trabalham sob pressão, o que pode levá-los à situação de estresse, e estão expostos a materiais tóxicos, ruído intenso e altas ou baixas temperaturas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Operadores de equipamentos de movimentação de cargas

Para o exercício desse cargo requer-se a quarta série do ensino fundamental e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre com até um ano de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de máquina-elevador

Operadores de equipamentos de movimentação de cargas devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • movimentar carga;
  • preparar movimentações de carga;
  • organizar ambiente de trabalho;
  • realizar manutenções previstas em equipamentos para movimentação de cargas;
  • trabalhar com segurança;
  • organizar carga;

  • Atividades

    • requisitar manutenção;
    • certificar-se para movimentação de cargas especiais;
    • inspecionar visualmente a carga e descarga de serviços;
    • certificar-se como operador de movimentação de cargas;
    • prever materiais para o armazenamento (estrato, forração);
    • solicitar adequação do piso para movimentação com empilhadeira;
    • utilizar os acessórios do equipamento de movimentação de acordo com o tipo de carga;
    • testar funcionamento de equipamentos;
    • identificar situações inseguras;
    • carregar o equipamento de acordo com sua capacidade;
    • interpretar a simbologia das embalagens;
    • conferir prazos de validade;
    • identificar disfunções e avarias;
    • dar provas de coordenação motora;
    • identificar carga movimentada;
    • delimitar área para a movimentação de cargas;
    • carregar carga conforme programação;
    • trabalhar em equipe;
    • trabalhar com atenção concentrada;
    • identificar equipamentos em manutenção;
    • evidenciar iniciativa;
    • auto avaliar condições psicofísicas antes da execução do trabalho;
    • manter o ambiente higienizado;
    • lubrificar equipamentos;
    • descarregar os itens programados;
    • programar sequência de movimentação;
    • consultar instruções dos fabricantes para uso e conservação de equipamentos;
    • ajustar equipamentos;
    • selecionar equipamentos de movimentação de acordo com a carga;
    • interpretar ordens de serviço;
    • armazenar a carga de acordo com o prazo de validade do produto;
    • utilizar equipamentos de segurança individual (epi);
    • identificar características da carga para o transporte e armazenamento;
    • separar acessórios dos equipamentos;
    • participar de treinamentos (capacitação e atualização);
    • inspecionar o local de acondicionamento da carga;
    • retirar obstáculos do ambiente de trabalho;
    • demonstrar confiabilidade no desenvolvimento de seu trabalho;
    • monitorar condições de funcionamento do equipamento durante a operação;
    • movimentar carga conforme normas de segurança específicas;
    • interpretar códigos para a movimentação de carga;
    • separar carga não-conforme;
    • inspecionar itens básicos de funcionamento dos equipamentos de movimentação de cargas;
    • conferir conteúdos, peso e volumes de cargas;
    • demonstrar destreza manual;
    • controlar velocidade e sentido de operação de equipamentos;


    Setores que mais contratam Operador de máquina-elevador no mercado de trabalho

    • Construção de edifícios
    • Incorporação de empreendimentos imobiliários
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Concessionárias de rodovias, pontes, túneis e serviços relacionados
    • Serviços de operação e fornecimento de equipamentos para transporte e elevação de cargas e pessoas para uso em obras
    • Aluguel de máquinas e equipamentos para construção sem operador, exceto andaimes
    • Serviços de engenharia
    • Fabricação de álcool
    • Obras de alvenaria
    • Comércio varejista de outros produtos não especificados anteriormente




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: