Salário para o cargo de Operador de instalação de beneficiamento
CBO 7121-10 > Trabalhadores de beneficiamento de minérios

Operador de instalação de beneficiamento - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Inspecionam equipamentos, operam instalação de beneficiamento de minérios e equipamentos de cominuição, de classificação e de concentração. Recuperam água por espessamento. Atuam em conformidade a normas técnicas de qualidade, segurança, meio ambiente e saúde.

Quanto ganha um Operador de instalação de beneficiamento

Um Operador de instalação de beneficiamento trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.195,11 e R$ 3.332,41, com a média salarial de R$ 1.691,11 e o salário mediana em R$ 1.525,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de instalação de beneficiamento

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.691,11 20.293,28 422,78 7,92
1º Quartil 1.195,11 14.341,37 298,78 5,60
Salário Mediana 1.525,00 18.300,00 381,25 7,14
3º Quartil 2.541,44 30.497,24 635,36 11,90
Teto Salarial 3.332,41 39.988,89 833,10 15,61


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores da indústria extrativa e da construção civil
      • Trabalhadores de beneficiamento de minérios e pedras ornamentais
        • Trabalhadores de beneficiamento de minérios

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Itatiaiuçu - MG 1.410 - 2.226 1.644,42 1.409,80 1.663,20 1.837,73 2.225,92
Congonhas - MG 1.370 - 2.271 1.528,37 1.370,27 1.389,34 1.874,80 2.270,81
Sete Lagoas - MG 1.200 - 2.129 1.340,17 1.200,00 1.200,00 1.757,89 2.129,21
Brumadinho - MG 1.467 - 2.723 1.739,77 1.467,45 1.596,60 2.247,86 2.722,68
Vinhedo - SP 2.156 - 2.637 2.161,04 2.156,00 2.156,00 2.177,27 2.637,17
Cocalinho - MT 1.600 - 1.951 1.602,76 1.600,00 1.600,00 1.611,02 1.951,32
Bandeirantes do Tocantins - TO 1.198 - 1.483 1.210,55 1.198,00 1.210,00 1.224,52 1.483,18
Pedra Branca do Amapari - AP 1.351 - 1.758 1.397,57 1.350,87 1.400,75 1.451,23 1.757,77
Passa Tempo - MG 1.200 - 1.673 1.265,47 1.200,00 1.200,00 1.381,21 1.672,96
Xambioá - TO 1.198 - 1.466 1.207,14 1.198,00 1.210,00 1.210,00 1.465,59
Araxá - MG 3.545 - 9.628 5.276,85 3.545,33 4.632,00 7.949,00 9.628,07
Goiânia - GO 1.571 - 2.351 1.819,16 1.570,80 1.892,00 1.941,39 2.351,47
Antônio Almeida - PI 1.200 - 1.453 1.200,00 1.200,00 1.200,00 1.200,00 1.453,48
Alto Horizonte - GO 1.544 - 1.870 1.544,12 1.544,12 1.544,12 1.544,12 1.870,28
Rio Acima - MG 1.356 - 1.683 1.382,64 1.355,82 1.389,34 1.389,34 1.682,81
Serra - ES 1.549 - 3.028 1.840,60 1.548,80 1.715,46 2.500,00 3.028,08
Jardinópolis - SP 1.271 - 1.539 1.271,00 1.271,00 1.271,00 1.271,00 1.539,47
Nova Brasilândia D Oeste - RO 1.522 - 2.544 1.650,44 1.522,00 1.522,00 2.100,00 2.543,58
Itagiba - BA 1.507 - 1.847 1.520,38 1.506,50 1.525,00 1.525,00 1.847,13
Santa Filomena - PI 1.100 - 1.332 1.100,00 1.100,00 1.100,00 1.100,00 1.332,35


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Minas Gerais 1.216 - 3.303 1.747,81 1.216,45 1.550,00 2.726,78 3.302,76
São Paulo 1.358 - 3.401 2.103,02 1.358,38 2.156,00 2.808,03 3.401,17
Tocantins 1.196 - 1.472 1.207,93 1.196,15 1.210,00 1.215,58 1.472,35
Mato Grosso 1.600 - 2.708 1.747,83 1.600,00 1.600,00 2.235,68 2.707,92
Goiás 1.341 - 2.436 1.639,37 1.341,09 1.544,12 2.011,41 2.436,28
Amapá 1.176 - 1.775 1.354,52 1.176,05 1.400,74 1.465,16 1.774,65
Piauí 1.100 - 1.453 1.157,89 1.100,00 1.200,00 1.200,00 1.453,48
Espírito Santo 1.567 - 2.802 1.807,06 1.567,13 1.730,09 2.313,25 2.801,88
Rio Grande do Sul 1.376 - 2.846 1.665,69 1.376,29 1.511,40 2.349,60 2.845,91
Paraná 1.204 - 1.700 1.308,46 1.204,23 1.307,00 1.403,93 1.700,49
Bahia 1.465 - 1.951 1.529,71 1.465,18 1.525,00 1.610,75 1.950,98
Rondônia 1.522 - 2.544 1.650,44 1.522,00 1.522,00 2.100,00 2.543,58
Santa Catarina 1.890 - 3.342 2.381,02 1.889,50 2.573,08 2.759,19 3.342,01
Pará 1.264 - 3.028 1.628,25 1.264,05 1.357,42 2.500,00 3.028,08
Mato Grosso do Sul 1.211 - 1.601 1.298,06 1.210,68 1.321,70 1.321,70 1.600,88
Rio Grande do Norte 1.045 - 2.420 1.473,39 1.045,00 1.639,58 1.997,79 2.419,78
Pernambuco 1.125 - 3.430 1.488,07 1.124,76 1.129,38 2.832,05 3.430,26


Principais locais de trabalho

Trabalhadores de beneficiamento de minérios trabalham em indústrias de metalurgia básica, em regime assalariado, com carteira assinada. Atuam em equipe sob supervisão permanente, em grandes alturas, expostos a materiais tóxicos, ruído intenso, umidade, poeira e vibração.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores de beneficiamento de minérios

O exercício desse cargo requer ensino fundamental completo. Ao ingressar na área, os profissionais participam de cursos básicos de qualificação no próprio local de trabalho. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de instalação de beneficiamento

Trabalhadores de beneficiamento de minérios devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • inspecionar equipamentos de beneficiamento;
  • operar equipamentos de concentração;
  • operar instalação de beneficiamento de minérios;
  • operar equipamentos de cominuição;
  • operar equipamentos de classificação;
  • trabalhar com segurança;
  • recuperar Água por espessamento;

  • Atividades

    • participar da manutenção e lubrificação dos equipamentos de beneficiamento.;
    • estudar manual do equipamento de beneficiamento;
    • identificar área e situações de riscos;
    • controlar características físicas do fluxo de materiais;
    • desligar equipamentos conforme procedimento de parada;
    • bombear água para recuperação;
    • identificar ruídos e vibrações;
    • relatar anomalias;
    • descartar rejeitos para área de decantação;
    • estabilizar o processo;
    • utilizar epi e epc especificados;
    • liberar equipamentos para operação;
    • ser participativo;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • preparar reagentes para flotação e precipitação;
    • dosar reagentes para flotação e precipitação;
    • regular abertura dos britadores e comportas;
    • zelar pela manutenção e limpeza dos equipamentos e ambiente de trabalho;
    • enviar amostras para análise em laboratório;
    • monitorar processo de lixiviação;
    • controlar níveis de caixas, silos e tanques;
    • demonstrar iniciativa;
    • ligar equipamentos conforme procedimento de partida;
    • operar instalações de moagem;
    • preencher relatório de campo;
    • alimentar equipamentos de classificação;
    • controlar porcentagem de sólidos e ph;
    • solicitar bloqueio dos equipamentos;
    • comunicar-se;
    • observar temperatura, odor e pressão;
    • inspecionar revestimentos e componentes dos equipamentos.;
    • controlar granulometria, porcentagem de sólidos e vazão dos materiais;
    • abrir válvulas e comportas;
    • descartar lama e rejeitos industriais;
    • coletar amostras para análise físico-químicas;
    • apropriar tempo de utilização e disponibilidade dos equipamentos;
    • recircular água dos espessadores.;
    • alimentar equipamentos de cominuição;
    • adicionar reagentes;
    • simular situação de emergência;
    • cumprir normas de segurança;
    • controlar níveis de desgaste de corpos moedores;
    • medir pressão, rotação, nível de água, ar e óleo dos equipamentos;
    • demonstrar autocrítica;
    • solicitar substituição de peças e equipamentos;
    • estocar concentrado de minérios;
    • monitorar o fluxo de material;
    • operar condicionadores de reagentes;
    • regular água no circuito de concentração.;
    • controlar porcentagem de sólidos, ph e camada de espuma;
    • monitorar porcentagem de sólidos;
    • trabalhar para melhoria contínua do processo;
    • demonstrar sociabilidade;
    • eliminar anomalias operacionais (sobrecargas, entupimento, corpos estranhos);
    • processar homogeneização dos materiais;
    • operar sistemas de filtragem e precipitação;
    • controlar níveis de material nas caixas e silos;
    • desobstruir equipamentos em operação;
    • controlar alimentação dos equipamentos;
    • monitorar utilização de equipamentos de segurança;
    • monitorar alimentação e descarga dos espessadores;
    • avaliar qualidade dos insumos;
    • monitorar pressão, vazão e temperatura;


    Setores que mais contratam Operador de instalação de beneficiamento no mercado de trabalho

    • Extração de minério de ferro
    • Extração de calcário e dolomita e beneficiamento associado
    • Produção de ferro-gusa
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Extração de minério de metais preciosos
    • Pelotização, sinterização e outros beneficiamentos de minério de ferro
    • Beneficiamento de minério de metais preciosos
    • Produção de ferroligas
    • Fabricação de outros produtos de minerais não-metálicos não especificados anteriormente
    • Extração de carvão mineral




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: