Salário para o cargo de Operador de equipamentos elétricos
CBO 9541-25 > Instaladores e mantenedores eletromecânicos de elevadores, escadas e portas automáticas

Operador de equipamentos elétricos - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Instalam elevadores, escadas rolantes, portas e portões automáticos, organizando a execução de serviços e preparando locais para instalação dos equipamentos. Realizam manutenção preventiva e corretiva em sistemas e equipamentos. Redigem documentos técnicos, orçamentos, relatórios de serviços diários, solicitação de materiais e outros e trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Quanto ganha um Operador de equipamentos elétricos

Um Operador de equipamentos elétricos trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.335,10 e R$ 4.210,30, com a média salarial de R$ 2.128,40 e o salário mediana em R$ 2.000,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de equipamentos elétricos

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.128,40 25.540,80 532,10 9,93
1º Quartil 1.335,10 16.021,23 333,78 6,23
Salário Mediana 2.000,00 24.000,00 500,00 9,33
3º Quartil 3.210,95 38.531,42 802,74 14,99
Teto Salarial 4.210,30 50.523,56 1.052,57 19,65


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores em serviços de reparação e manutenção
    • Polimantenedores
      • Mantenedores eletromecânicos
        • Instaladores e mantenedores eletromecânicos de elevadores, escadas e portas automáticas

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.154 - 3.524 1.871,99 1.153,62 1.765,83 2.909,58 3.524,17
Joinville - SC 1.559 - 2.889 1.847,37 1.559,41 1.760,00 2.384,97 2.888,75
Rio de Janeiro - RJ 1.440 - 4.185 2.272,34 1.440,08 2.093,52 3.455,09 4.184,91
São Caetano do Sul - SP 1.758 - 3.296 2.205,50 1.758,08 2.199,27 2.721,32 3.296,14
Belo Horizonte - MG 1.395 - 2.978 1.900,42 1.395,29 1.935,65 2.459,05 2.978,48
Serra do Mel - RN 2.062 - 2.560 2.089,20 2.061,90 2.113,46 2.113,46 2.559,89
Santa Luzia - PB 1.434 - 2.560 1.946,34 1.433,86 2.113,46 2.113,46 2.559,89
Curitiba - PR 1.840 - 4.637 2.730,71 1.840,01 2.682,75 3.828,52 4.637,21
Mogi das Cruzes - SP 2.055 - 2.845 2.168,76 2.054,93 2.135,70 2.348,69 2.844,80
Brasília - DF 1.479 - 3.319 1.885,60 1.478,62 1.668,29 2.740,03 3.318,80
Campinas - SP 1.583 - 3.177 2.007,63 1.583,36 1.871,60 2.623,03 3.177,09
Santo André - SP 1.531 - 3.009 1.999,45 1.530,66 2.000,00 2.484,31 3.009,07
Panambi - RS 1.168 - 3.474 1.813,91 1.168,14 1.546,60 2.868,34 3.474,21
Sorocaba - SP 1.681 - 4.265 2.403,45 1.680,92 2.300,00 3.521,17 4.264,94
Vazante - MG 1.225 - 3.314 1.929,57 1.225,29 1.800,00 2.735,71 3.313,58
Porto Alegre - RS 1.472 - 3.132 1.900,92 1.471,88 1.800,00 2.585,50 3.131,64
Itaiopolis - SC 1.393 - 2.099 1.506,76 1.393,28 1.430,00 1.732,80 2.098,82
Caxias do Sul - RS 1.782 - 4.531 2.674,36 1.782,32 2.500,00 3.740,78 4.530,95
Ipatinga - MG 1.374 - 2.481 1.697,50 1.374,15 1.641,20 2.048,22 2.480,87
Parauapebas - PA 1.129 - 2.215 1.509,91 1.129,00 1.770,00 1.828,39 2.214,60


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.313 - 4.186 2.219,72 1.313,40 2.069,50 3.455,99 4.186,00
Minas Gerais 1.277 - 3.327 1.931,73 1.276,90 1.844,45 2.746,70 3.326,88
Santa Catarina 1.462 - 3.427 1.961,16 1.462,34 1.775,40 2.829,44 3.427,11
Paraná 1.498 - 4.288 2.417,75 1.497,94 2.390,31 3.539,96 4.287,71
Rio Grande do Sul 1.347 - 3.911 2.174,18 1.346,76 2.000,00 3.228,59 3.910,57
Rio de Janeiro 1.431 - 4.140 2.246,71 1.431,05 2.074,72 3.417,93 4.139,90
Rio Grande do Norte 1.746 - 2.571 2.014,04 1.745,51 2.113,46 2.122,38 2.570,69
Goiás 1.537 - 4.454 2.476,55 1.537,28 2.295,00 3.677,24 4.453,98
Bahia 1.207 - 3.316 1.922,73 1.206,93 2.000,00 2.737,90 3.316,23
Paraíba 1.459 - 2.710 1.980,67 1.458,69 2.113,46 2.237,09 2.709,63
Distrito Federal 1.479 - 3.319 1.885,60 1.478,62 1.668,29 2.740,03 3.318,80
Espírito Santo 1.413 - 3.604 2.080,15 1.412,55 1.903,22 2.975,41 3.603,90
Pará 1.137 - 3.039 1.681,39 1.136,88 1.682,09 2.509,17 3.039,19
Maranhão 1.318 - 2.771 1.695,09 1.317,83 1.546,67 2.288,14 2.771,46
Ceará 1.177 - 3.168 1.814,90 1.177,20 1.657,55 2.615,23 3.167,65
Mato Grosso do Sul 1.472 - 4.266 2.229,95 1.472,43 1.950,00 3.522,29 4.266,31
Mato Grosso 1.315 - 3.927 2.226,23 1.315,04 2.277,00 3.242,32 3.927,20
Sergipe 1.045 - 2.249 1.262,70 1.045,00 1.045,00 1.857,16 2.249,44
Pernambuco 1.134 - 3.779 1.929,37 1.134,09 1.632,89 3.119,73 3.778,71
Amazonas 1.684 - 3.503 2.234,82 1.684,33 2.180,82 2.892,34 3.503,29
Rondônia 1.345 - 3.400 2.105,90 1.345,22 2.088,00 2.807,36 3.400,36
Alagoas 1.387 - 3.051 1.852,18 1.387,15 1.656,51 2.519,33 3.051,49
Tocantins 1.577 - 3.745 2.211,74 1.577,39 2.000,00 3.091,82 3.744,91
Piauí 1.344 - 3.002 1.742,28 1.344,42 1.563,80 2.478,72 3.002,30
Amapá 1.510 - 3.028 1.906,02 1.510,04 1.510,04 2.500,00 3.028,08


Principais locais de trabalho

Instaladores e mantenedores eletromecânicos de elevadores, escadas e portas automáticas profissionais nessa família CBO, exercem o cargo na construção civil como empregados com carteira assinada. Podem também trabalhar como autônomos. Trabalham de forma individual, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados ou a céu aberto, no sistema de rodízio de turnos. No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer em posições desconfortáveis durante longos períodos e expostos à ação de altas temperaturas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Instaladores e mantenedores eletromecânicos de elevadores, escadas e portas automáticas

Para o exercício desse cargo requer-se ensino médio incompleto e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de equipamentos elétricos

Instaladores e mantenedores eletromecânicos de elevadores, escadas e portas automáticas devem:

  • redigir documentos;
  • instalar elevadores, escadas rolantes, portas e portões automáticas;
  • realizar manutenção corretiva;
  • demonstrar competências pessoais;
  • organizar execução de serviços;
  • realizar manutenção preventiva;
  • preparar local para instalação de equipamentos;

  • Atividades

    • manter-se atualizado na profissão;
    • reduzir sons e ruídos;
    • preencher requisição de serviços;
    • utilizar equipamentos de segurança;
    • substituir componentes defeituosos;
    • regular contactoras;
    • demonstrar iniciativa;
    • verificar amperagem e tensão dos equipamentos;
    • lubrificar equipamentos;
    • regular tensionamento das correntes;
    • reativar sistemas;
    • reparar sistemas de acionamento hidráulico, pneumático e eletroeletrônico;
    • preparar orçamentos;
    • estudar esquemas elétrico, hidráulico, mecânico e de esgoto;
    • conferir sinalizações;
    • conferir materiais e componentes;
    • testar funcionamento;
    • interpretar projetos e desenhos;
    • ajustar portas da cabine, do pavimento e dos operadores;
    • isolar local de trabalho;
    • verificar nível de óleo dos equipamentos;
    • corrigir vazamento de tensão;
    • demonstrar organização e higiene pessoal;
    • realizar testes operacionais;
    • verificar pontos elétricos;
    • fixar suportes;
    • especificar componentes para substituição e instalação;
    • trabalhar em equipe;
    • preencher solicitação de materiais;
    • regular limites de fim de curso;
    • redigir relatórios de serviços diários e mensais;
    • desmontar equipamentos;
    • solicitar materiais;
    • desativar sistemas;
    • inspecionar local;
    • sugerir melhorias;
    • programar sistemas de controle;
    • analisar causas e falhas operacionais;
    • registrar ocorrência de defeitos;
    • examinar iluminação interna e externa;
    • interpretar ordens de serviços;
    • interligar placas de comando;
    • transportar equipamentos, instrumentos, ferramentas e materiais para o local;
    • fixar componentes;
    • identificar falhas operacionais;
    • marcar local definido para instalação;
    • ter habilidades manuais;
    • limpar corrimões;
    • abrir paredes, lajes, pisos e valas;
    • testar limites de segurança e sistemas de emergência;
    • montar equipamentos;
    • acondicionar materiais;
    • identificar controles;
    • determinar instrumentos, ferramentas e materiais, utilizados em serviços;


    Setores que mais contratam Operador de equipamentos elétricos no mercado de trabalho

    • Instalação e manutenção elétrica
    • Construção de rodovias e ferrovias
    • Construção de barragens e represas para geração de energia elétrica
    • Transporte aéreo de passageiros regular
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Fabricação de compressores para uso industrial, peças e acessórios
    • Fabricação de laticínios
    • Obras de montagem industrial
    • Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores
    • Organização logística do transporte de carga




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: