Salário para o cargo de Instalador eletricista (tração de veículos)
CBO 7321-25 > Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados

Instalador eletricista (tração de veículos) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Constroem, instalam, ampliam e reparam redes e linhas elétricas, de comunicação e de sistemas fotovoltaicos. Instalam, programam e reparam equipamentos. Para tanto, planejam suas atividades, elaboram relatórios de informações e trabalham cumprindo normas técnicas e de segurança.

Quanto ganha um Instalador eletricista (tração de veículos)

Um Instalador eletricista (tração de veículos) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.404,11 e R$ 5.470,89, com a média salarial de R$ 2.374,74 e o salário mediana em R$ 1.706,12 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Instalador eletricista (tração de veículos)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.374,74 28.496,94 593,69 10,90
1º Quartil 1.404,11 16.849,30 351,03 6,44
Salário Mediana 1.706,12 20.473,44 426,53 7,83
3º Quartil 4.172,33 50.067,97 1.043,08 19,14
Teto Salarial 5.470,89 65.650,62 1.367,72 25,10


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores da fabricação e instalação eletroeletrônica
      • Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos e de comunicações
        • Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Caxias do Sul - RS 1.698 - 12.155 3.760,30 1.698,11 1.706,12 10.035,05 12.154,76
São Paulo - SP 1.369 - 3.200 1.779,68 1.368,54 1.528,00 2.642,20 3.200,31
Rio de Janeiro - RJ 1.390 - 2.722 1.772,98 1.389,79 1.714,45 2.246,97 2.721,60
Sorocaba - SP 1.514 - 2.083 1.567,79 1.513,92 1.513,92 1.720,09 2.083,42
Belo Horizonte - MG 1.102 - 2.129 1.294,49 1.102,28 1.169,50 1.757,33 2.128,53
Teresina - PI 2.019 - 2.772 2.147,42 2.019,11 2.099,87 2.288,87 2.772,35
Ribeirão Preto - SP 1.335 - 1.816 1.371,63 1.335,10 1.335,10 1.499,50 1.816,24
São Carlos - SP 1.153 - 1.768 1.369,35 1.153,36 1.460,00 1.460,00 1.768,40
Curitiba - PR 1.500 - 3.434 2.016,47 1.500,00 2.000,00 2.834,80 3.433,59
Juiz de Fora - MG 1.086 - 1.420 1.131,95 1.086,00 1.134,65 1.172,50 1.420,17
Santo André - SP 1.414 - 2.370 1.686,90 1.413,89 1.670,00 1.957,00 2.370,38
Presidente Prudente - SP 1.450 - 1.756 1.450,00 1.450,00 1.450,00 1.450,00 1.756,28
Tiangua - CE 1.924 - 2.543 1.974,01 1.923,66 1.923,66 2.099,87 2.543,43
São Bernardo do Campo - SP 1.226 - 5.010 2.099,27 1.225,61 2.144,82 4.136,43 5.010,17
Duque de Caxias - RJ 1.250 - 1.638 1.300,29 1.250,00 1.300,00 1.352,00 1.637,58
Cuiabá - MT 1.105 - 2.180 1.330,82 1.104,85 1.277,18 1.800,00 2.180,21
Itapeva - SP 1.109 - 1.573 1.271,36 1.108,50 1.298,50 1.298,50 1.572,78
Lagarto - SE 1.459 - 1.768 1.459,35 1.459,35 1.459,35 1.459,35 1.767,61
Santana de Parnaíba - SP 1.511 - 1.831 1.511,45 1.511,45 1.511,45 1.511,45 1.830,71
Ipatinga - MG 1.045 - 4.362 1.928,80 1.045,00 1.776,60 3.601,40 4.362,12


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio Grande do Sul 1.639 - 11.514 3.623,71 1.638,78 1.706,12 9.505,69 11.513,58
São Paulo 1.302 - 3.010 1.706,85 1.302,38 1.489,13 2.484,83 3.009,70
Rio de Janeiro 1.268 - 2.612 1.632,67 1.267,80 1.700,00 2.156,19 2.611,64
Minas Gerais 1.077 - 2.361 1.340,21 1.077,24 1.144,35 1.949,50 2.361,30
Mato Grosso 1.118 - 2.605 1.482,98 1.117,92 1.292,00 2.150,33 2.604,54
Paraná 1.367 - 2.885 1.781,39 1.367,40 1.651,99 2.382,28 2.885,49
Santa Catarina 1.277 - 2.898 1.664,86 1.276,75 1.500,00 2.392,61 2.897,99
Piauí 2.019 - 2.772 2.147,42 2.019,11 2.099,87 2.288,87 2.772,35
Bahia 1.073 - 2.449 1.429,99 1.072,50 1.300,00 2.021,59 2.448,61
Pará 1.391 - 3.028 1.887,56 1.391,10 2.000,00 2.500,00 3.028,08
Ceará 1.284 - 2.543 1.820,67 1.284,00 1.923,66 2.099,87 2.543,43
Goiás 1.109 - 1.908 1.279,81 1.108,52 1.217,20 1.575,00 1.907,69
Sergipe 1.459 - 1.768 1.459,35 1.459,35 1.459,35 1.459,35 1.767,61


Principais locais de trabalho

Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados algumas atividades podem ser exercidas a céu aberto, em subterrâneos e em grandes alturas. Os trabalhadores podem estar sujeitos à umidade, poluição, variação de temperatura e a riscos decorrentes do trabalho com eletricidade. São empregados por companhias de energia, de telecomunicações, de transporte coletivo e de energia solar. No caso da energia solar a maioria dos profissionais trabalham de forma autônoma.


O que é preciso para trabalhar na área dos Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados

O trabalho é exercido por pessoas com escolaridade mínima de ensino fundamental, acrescida de qualificação profissional. O desempenho completo do exercício profissional ocorre após três ou quatro anos de experiência, sob supervisão permanente de supervisores, técnicos e engenheiros. A experiência para os profissionais que atuam com energia solar é de 1 a 2 anos e trabalham sob supervisão ocasional. Pode-se demandar aprendizagem profissional para Os cargos listados nesta família ocupacional.


Funções e atividades do Instalador eletricista (tração de veículos)

Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados devem:

  • planejar serviços de instalação, manutenção e ampliação de redes elétricas e de comunicação;
  • trabalhar com segurança;
  • registrar informações;
  • realizar manutenção de linhas aéreas e subterrâneas;
  • instalar equipamentos elétricos e de comunicação;
  • instalar linhas de redes elétricas e de comunicação;
  • demonstrar competências pessoais;
  • construir redes elétricas e de comunicação;

  • Atividades

    • selecionar equipamentos e ferramentas;
    • programar atividades conforme ordem de serviço, de trabalho e reparo.;
    • utilizar equipamentos de segurança (epi e epc);
    • equipar postes;
    • realizar testes de instalação;
    • programar equipamento receptor e transmissor de sinal;
    • solucionar problemas;
    • emendar fios e cabos aéreos e subterrâneos;
    • instalar válvula e bloqueio de pressão;
    • aplicar normas de segurança;
    • realizar manutenção de linha desenergizada;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • fazer e desfazer jumpers;
    • programar manobras de circulação de vias férreas;
    • substituir suspensórios e conexões em linhas férreas;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • trabalhar em equipe;
    • transferir equipamentos;
    • substituir cruzetas e/ou acessórios;
    • instalar cabos elétricos e/ou de comunicação e/ou mensageiros;
    • testar medição direta e/ou indireta;
    • organizar o local de trabalho;
    • estimar recursos humanos.;
    • efetuar aterramento temporário obrigatório.;
    • instalar proteção elétrica e metálica;
    • desativar linhas;
    • instalar estruturas para módulos fotovoltaicos;
    • analisar condições da área de trabalho;
    • medir tensão de alimentação disponível no local;
    • interpretar projetos;
    • registrar nível de sinal nos locais de instalação;
    • demonstrar senso visual e espacial;
    • conectar fios e cabos;
    • demonstrar zelo com o patrimônio da empresa e do cliente;
    • instalar conectores nos terminais;
    • participar de ações de prevenção de acidentes.;
    • preencher requisição de material;
    • aplicar normas técnicas de instalação;
    • adequar equipamentos ao sistema;
    • testar equipamentos;
    • implantar postes;
    • enfrentar situações de risco;
    • instalar inversor fotovoltaico;
    • participar de descrição de procedimentos;
    • analisar condições técnicas do setor de realização da atividade;
    • instalar dutos para cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados;
    • identificar tipos de cabos e conexões;
    • compartilhar conhecimentos e informações;
    • definir materiais e ferramentas;
    • demonstrar capacidade de atenção;
    • detectar defeitos;
    • instalar condutores;
    • orientar pessoas sobre situações de risco da área;
    • substituir equipamento de medição;
    • instalar fio trolley;
    • realizar manutenção preventiva do sistema fotovoltaico;
    • transferir linhas;
    • instalar religador automático;
    • instalar regeneradores de sinais;
    • substituir isoladores;
    • interpretar instruções de manobra;
    • contornar situações adversas;
    • emitir registro de devolução de material;
    • instalar materiais e acessórios;
    • demonstrar autocontrole;
    • reparar equipamentos;
    • realizar cortes automáticos;
    • manter equipamentos de segurança em plenas condições de uso;
    • demonstrar capacidade de organização;
    • implantar torres de transmissão;
    • realizar comissionamento (registro do funcionamento do sistema fotovoltaico);
    • emitir relatório técnico;
    • nivelar cruzamentos, desvios e travessões, em vias férreas;
    • demonstrar capacidade de cumprir normas e regras;
    • demonstrar capacidade de adaptar-se a mudanças;
    • instalar equipamentos de proteção;
    • desativar equipamentos;
    • comunicar-se com clareza e objetividade;
    • instalar quadros de distribuição;
    • regular tensão do transformador;
    • adequar o trabalho de acordo com as condições climáticas;
    • refazer terminais;
    • utilizar equipamentos de detecção de tensão;
    • identificar a rede existente no local;
    • abrir terminais;
    • instalar caixas subterrâneas para emendas e passagens;
    • instalar medidores de consumo;
    • demonstrar destreza manual;
    • estimar o tempo da manutenção, instalação e ampliação;
    • equipar torres de transmissão;
    • selecionar cabos e fios de acordo com tipo e bitola definidos no projeto;
    • realizar manutenção de linha energizada;
    • redefinir ferramentas específicas em situações adversas;
    • estabelecer comunicação entre áreas para início das atividades;
    • instalar banco de capacitor;
    • reestabelecer comunicação para religação do sistema;
    • fazer fusão de cabos ópticos;
    • solicitar desligamentos de equipamentos;
    • definir itinerário de visitas;
    • registrar material utilizado;
    • instalar sistema carrier;
    • identificar situações de risco;
    • instalar módulos fotovoltaicos;
    • substituir cabos e fios;
    • ligar cabos em blocos de conexão;
    • retensionar cabos e fios de contato de vias férreas;
    • preencher formulário de controle de utilização de veículo;
    • definir equipamentos de segurança;
    • instalar string box (caixa de proteção e conexão fotovoltaica);
    • registrar utilizações e alterações de projetos;
    • instalar chaves para manobras;
    • instalar acumuladores de energia (baterias);
    • instalar sub-bastidores e rack;
    • equipar postes e vigas de vias férreas;
    • instalar equipamento de monitoramento do sistema fotovoltaico;
    • comunicar-se com as áreas envolvidas com linhas energizadas;
    • registrar informações de atendimentos e reparos;
    • identificar condições inseguras;
    • instalar transformador;


    Setores que mais contratam Instalador eletricista (tração de veículos) no mercado de trabalho

    • Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para caminhões
    • Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores
    • Instalação e manutenção elétrica
    • Construção de estações e redes de distribuição de energia elétrica
    • Construção de edifícios
    • Comércio por atacado de peças e acessórios novos para veículos automotores
    • Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores
    • Comércio varejista de materiais de construção em geral
    • Reparação de artigos do mobiliário
    • Serviços de manutenção e reparação elétrica de veículos automotores




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: