Salário para o cargo de Eletricista de bordo
CBO 3413-15 > Técnicos marítimos e fluviários de máquinas

Eletricista de bordo - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Conduzem motores de propulsão de embarcações, operam equipamentos da seção de máquinas, realizam manutenção de equipamentos, carregam e descarregam carga líquida. Registram dados e coordenam serviços da seção de máquinas, controlam materiais de consumo e sobressalentes e executam serviços de conservação da seção de máquinas/casa de bombas.

Quanto ganha um Eletricista de bordo

Um Eletricista de bordo trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.344,46 e R$ 5.043,39, com a média salarial de R$ 2.342,84 e o salário mediana em R$ 2.100,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Eletricista de bordo

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 2.342,84 28.114,10 585,71 11,42
1º Quartil 1.344,46 16.133,56 336,12 6,55
Salário Mediana 2.100,00 25.200,00 525,00 10,23
3º Quartil 3.846,31 46.155,67 961,58 18,75
Teto Salarial 5.043,39 60.520,69 1.260,85 24,58


Categorias profissionais do cargo

  • Técnicos de nível médio
    • Técnicos de nível médio em serviços de transportes
      • Técnicos em navegação aérea, marítima e fluvial
        • Técnicos marítimos e fluviários de máquinas

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio de Janeiro - RJ 1.662 - 6.557 3.110,15 1.662,22 2.850,58 5.413,39 6.556,86
Niterói - RJ 1.431 - 3.087 2.213,22 1.430,91 2.416,89 2.548,29 3.086,56
Sete Lagoas - MG 2.081 - 2.884 2.253,61 2.081,27 2.289,39 2.380,97 2.883,90
Brasília - DF 1.159 - 2.117 1.511,20 1.159,40 1.696,20 1.748,10 2.117,35
Imperatriz - MA 1.845 - 2.743 2.025,00 1.845,00 1.995,00 2.265,00 2.743,44
São Paulo - SP 1.850 - 3.058 2.036,45 1.850,00 1.885,40 2.525,00 3.058,36
Goiânia - GO 1.100 - 2.023 1.307,33 1.100,00 1.126,60 1.669,80 2.022,51
Betim - MG 1.810 - 2.631 2.037,72 1.810,00 2.100,00 2.172,00 2.630,79


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio de Janeiro 1.627 - 6.278 2.975,93 1.627,23 2.416,89 5.182,78 6.277,54
Minas Gerais 1.464 - 2.829 2.035,94 1.464,21 2.100,00 2.335,54 2.828,88
São Paulo 1.748 - 3.129 2.045,00 1.747,93 1.885,40 2.583,33 3.129,01
Maranhão 1.120 - 2.677 1.728,40 1.119,80 1.890,00 2.210,00 2.676,82
Goiás 1.100 - 2.556 1.527,13 1.100,00 1.514,15 2.110,00 2.555,70
Distrito Federal 1.159 - 2.117 1.511,20 1.159,40 1.696,20 1.748,10 2.117,35
Paraná 1.100 - 4.239 2.100,00 1.100,00 2.000,00 3.500,00 4.239,31
Santa Catarina 1.593 - 4.909 2.512,04 1.592,70 2.334,86 4.052,59 4.908,62


Principais locais de trabalho

Técnicos marítimos e fluviários de máquinas exercem suas funções em empresas de navegação e de transporte aquaviário e são contratados na condição de trabalhadores assalariados, com carteira assinada. Organizam-se em equipes de trabalho, desenvolvem as atividades com supervisão majoritariamente ocasional, podendo trabalhar em ambientes fechados (como seção de máquinas e casas de bombas) e em horários irregulares e podem permanecer em posições desconfortáveis durante longos períodos. Exercem as atividades na condição de trabalho confinado em embarcações, em regime especial de trabalho e descanso remunerado. Podem estar sujeitos a estresse devido à pressão requerida pelo trabalho, e podem estar sujeitos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Técnicos marítimos e fluviários de máquinas

Essas ocupações são exercidas por pessoas oriundas de escolas técnicas de Nível Médio, em áreas diversas, reconhecida pelo Ministério da Educação que passam por uma segunda formação, por meio dos cursos ministrados pela Marinha do Brasil. O pleno exercício das funções ocorre após o período de cinco anos de experiência profissional.


Funções e atividades do Eletricista de bordo

Técnicos marítimos e fluviários de máquinas devem:

  • conduzir motores de propulsão de embarcações;
  • demonstrar competências pessoais;
  • carregar e descarregar carga líquida;
  • registrar dados de seção de máquinas;
  • controlar materiais de consumo e sobressalentes;
  • coordenar serviços de seção de máquinas;
  • operar equipamentos da seção de máquinas;
  • realizar manutenção de equipamentos;
  • executar serviços de conservação de seção de máquinas/casa de bombas;

  • Atividades

    • monitorar temperatura de cargas líquidas;
    • soldar materiais e equipamentos;
    • monitorar geração elétrica de motor (indutivo e capacitivo);
    • pintar anteparas internas, teto e piso;
    • instalar motores, bombas e equipamentos;
    • acionar sistema de segurança de carga;
    • limpar caixão de ar de lavagem;
    • testar motores, bombas e equipamentos;
    • conferir qualidade de óleos combustíveis e lubrificantes;
    • abrir e fechar compartimentos de carga;
    • monitorar funcionamento de grupo de baterias;
    • calcular volume e peso de carga;
    • retirar água de dalas e porões;
    • solicitar serviços de terceiros;
    • retirar ferrugem;
    • monitorar voltagem e amperagem de geradores elétricos;
    • inventariar materiais;
    • monitorar temperatura de água de refrigeração e de óleo de lubrificação;
    • demonstrar tolerância ao trabalho em local confinado;
    • testar funcionamento de sensores;
    • preencher ´livro de registro de óleo´;
    • monitorar calado de embarcações;
    • operar compressores;
    • posicionar equipamentos de prevenção de poluição;
    • monitorar potência de geradores elétricos;
    • registrar dados de controle operacional;
    • lastrar e deslastrar embarcações;
    • operar sistema de refrigeração;
    • escolher auxiliares;
    • monitorar pressão de ar comprimido, óleos e água;
    • solicitar auxiliares;
    • escriturar ´diário de máquinas´;
    • verificar rotação de motores;
    • determinar horários;
    • preparar tanques para armazenagem segundo tipos de carga;
    • lubrificar articulações, rolamentos e mancais;
    • distribuir tarefas;
    • pintar motores e equipamentos;
    • sinalizar áreas de risco e de segurança;
    • avaliar serviços executados;
    • conferir qualidade água potável;
    • trocar óleos e filtros;
    • operar bombas (exceto bomba de carga e lastro);
    • coordenar atividades de prevenção à poluição de meio ambiente;
    • regular bomba injetora e válvulas;
    • coletar amostras de carga líquida;
    • operar sistema de ar condicionado;
    • controlar quantidade de água;
    • controlar quantidade de óleos combustíveis e lubrificantes;
    • operar caldeira;
    • requisitar reposição de materiais;
    • registrar dados de leitura de proteção catódica;
    • demonstrar acuidade visual;
    • etiquetar materiais;
    • requisitar serviços de descarte;
    • realizar manutenção geral de emergência;
    • auxiliar atracação e desatracação de embarcação;
    • inverter sentido de rotação de motores propulsores;
    • controlar qualidade de água para motores e caldeiras;
    • efetuar manobra de válvulas (exceto de carga e descarga);
    • lavar anteparas internas, teto e piso;
    • registrar dados de consumo;
    • operar equipamentos de segurança e salvatagem;
    • monitorar pressão dos tanques;
    • conectar e desconectar mangotes (exceto carga e descarga);
    • registrar dados de manutenção;
    • verificar fixação de equipamentos;
    • operar separadores de água e óleo;
    • demonstrar tolerância ao balanço (embarcação);
    • operar dessalinizadores;
    • registrar dados de ´livro de operações de carga e descarga´;
    • monitorar temperatura de gases de descarga e admissão;
    • demonstrar agilidade física;
    • limpar filtros, tubulações e trocadores de calor;
    • inspecionar condições de compartimentos de carga;
    • realizar manutenção em sistema de comunicação da embarcação;
    • cambar óleos de densidades diferentes;
    • montar e desmontar motores, bombas e equipamentos;
    • auxiliar no posicionamento do navio para atracação (para carga e descarga);
    • demonstrar iniciativa;
    • monitorar níveis de água, óleos lubrificantes e combustíveis;
    • conectar e desconectar os mangotes de carga;
    • abastecer embarcações;
    • realizar manutenção em sistema de iluminação de embarcação;
    • operar purificadores centrífugos;
    • descarbonizar motores e caldeiras;
    • demonstrar acuidade auditiva;
    • regular equipamentos de medição (temperatura e pressão);
    • testar equipamentos de média e alta tensão;
    • operar guinchos;
    • trabalhar em equipe;
    • monitorar níveis de tanques de carga líquida;
    • usar e.p.i.;
    • operar tanque séptico;
    • coordenar abastecimento e transferências entre embarcações e terminais;
    • acondicionar materiais e equipamentos;
    • operar torno mecânico e fresa;
    • demonstrar condicionamento físico;
    • efetuar manobra de válvulas de carga e descarga;
    • detectar vazamentos;
    • orientar execução de tarefas;
    • demonstrar tolerância a permanecer longos períodos isolados;
    • dar partida em motores;
    • realizar manutenção em sistema de refrigeração;
    • demonstrar capacidade olfativa;


    Setores que mais contratam Eletricista de bordo no mercado de trabalho

    • Transporte marítimo de cabotagem - carga
    • Navegação de apoio marítimo
    • Instalação e manutenção elétrica
    • Produção de ferro-gusa
    • Manutenção e reparação de geradores, transformadores e motores elétricos
    • Obras de terraplenagem
    • Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica
    • Construção de edifícios
    • Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores
    • Construção de instalações esportivas e recreativas




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Instrutor educacional
    Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei

    Instrutor educacional