Salário para o cargo de Ceramista prensador (prensa a fricção)
CBO 7523-30 > Ceramistas (preparação e fabricação)

Ceramista prensador (prensa a fricção) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Preparam massa cerâmica, desenvolvem modelos, modelam, formatam e queimam peças cerâmicas. Preparam tintas, esmaltes e vernizes. Esmaltam, envernizam, realizam acabamento em peças cerâmicas e classificam produtos cerâmicos. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e preservação ambiental.

Quanto ganha um Ceramista prensador (prensa a fricção)

Um Ceramista prensador (prensa a fricção) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.170,26 e R$ 2.613,18, com a média salarial de R$ 1.476,41 e o salário mediana em R$ 1.333,20 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Ceramista prensador (prensa a fricção)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.476,41 17.716,87 369,10 6,76
1º Quartil 1.170,26 14.043,18 292,57 5,36
Salário Mediana 1.333,20 15.998,40 333,30 6,10
3º Quartil 1.992,92 23.915,09 498,23 9,12
Teto Salarial 2.613,18 31.358,19 653,30 11,96


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Joalheiros, vidreiros, ceramistas
      • Vidreiros, ceramistas
        • Ceramistas (preparação e fabricação)

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Bento do Sul - SC 1.285 - 1.720 1.344,22 1.285,36 1.333,20 1.420,28 1.720,29
São Mateus - ES 1.059 - 1.345 1.083,42 1.058,88 1.082,40 1.110,10 1.344,58
Santa Gertrudes - SP 1.921 - 3.335 2.331,60 1.920,60 2.434,00 2.753,26 3.334,83
Cordeirópolis - SP 1.957 - 3.577 2.359,07 1.957,20 2.166,93 2.953,27 3.577,09
Valinhos - SP 1.583 - 1.948 1.602,87 1.582,90 1.608,20 1.608,20 1.947,90
Calcado - PE 1.057 - 1.293 1.059,69 1.057,00 1.057,00 1.067,75 1.293,29
Pedreira - SP 1.343 - 2.029 1.512,20 1.342,73 1.597,20 1.674,87 2.028,65
Porto Ferreira - SP 1.200 - 1.942 1.330,09 1.200,00 1.291,20 1.603,00 1.941,60
Sorriso - MT 1.045 - 1.527 1.099,10 1.045,00 1.045,00 1.260,50 1.526,76
Descalvado - SP 1.201 - 2.032 1.370,14 1.200,65 1.291,20 1.677,50 2.031,84
Piracicaba - SP 1.938 - 2.824 2.189,93 1.938,20 2.233,92 2.331,69 2.824,21
João Pessoa - PB 1.390 - 1.760 1.404,13 1.390,08 1.390,08 1.453,29 1.760,27
Janaúba - MG 1.082 - 1.311 1.082,00 1.082,00 1.082,00 1.082,00 1.310,55
Sangao - SC 1.442 - 2.270 1.524,32 1.442,00 1.478,00 1.874,21 2.270,10
Itamaraju - BA 1.045 - 1.538 1.100,83 1.045,00 1.072,50 1.270,00 1.538,26
Tambaú - SP 1.504 - 1.977 1.550,79 1.503,91 1.541,10 1.632,00 1.976,73
Monte Carmelo - MG 1.100 - 1.332 1.100,10 1.100,10 1.100,10 1.100,10 1.332,47


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Santa Catarina 1.274 - 1.796 1.358,77 1.273,90 1.333,20 1.483,13 1.796,41
São Paulo 1.460 - 3.245 2.044,67 1.460,04 1.938,20 2.679,39 3.245,36
Espírito Santo 1.059 - 1.344 1.083,18 1.058,53 1.082,40 1.109,41 1.343,74
Minas Gerais 1.052 - 1.821 1.175,12 1.052,40 1.082,00 1.503,23 1.820,75
Pernambuco 1.051 - 1.293 1.058,06 1.051,00 1.057,00 1.067,75 1.293,29
Mato Grosso 1.045 - 1.527 1.099,10 1.045,00 1.045,00 1.260,50 1.526,76
Paraíba 1.390 - 1.760 1.404,13 1.390,08 1.390,08 1.453,29 1.760,27
Rio Grande do Sul 1.350 - 3.086 1.701,39 1.350,00 1.350,00 2.547,60 3.085,73
Bahia 1.045 - 1.918 1.169,75 1.045,00 1.100,00 1.583,27 1.917,70
Paraná 1.446 - 1.918 1.557,05 1.446,03 1.583,13 1.583,13 1.917,53


Principais locais de trabalho

Ceramistas (preparação e fabricação) atuam principalmente em empresas de fabricação de produtos de minerais não-metálicos, de reciclagem e construção. Também podem trabalhar no comércio por atacado e intermediários do comércio. De modo geral, são trabalhadores assalariados com carteira assinada. Na ocupação de ceramista (torno de pedal e motor) é comum encontrar- se profissionais autônomos. Atuam de forma individual ou em equipe, em ambiente fechado, sob supervisão ocasional ou, dependendo da ocupação, sem supervisão. Trabalham em rodízio de turnos diurno/noturno ou em horários irregulares. Podem ficar expostos a ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Ceramistas (preparação e fabricação)

Para o exercício desse cargo requer-se escolaridade entre a quarta e a sétima série do ensino fundamental e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Ceramista prensador (prensa a fricção)

Ceramistas (preparação e fabricação) devem:

  • preparar massa cerâmica;
  • executar acabamentos em pecas cerâmicas;
  • queimar peças cerâmicas;
  • classificar produtos cerâmicos;
  • desenvolver modelos;
  • aplicar esmaltes e vernizes em peças cerâmicas;
  • modelar e formatar peças cerâmicas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar tintas, esmaltes e vernizes;

  • Atividades

    • analisar ficha técnica;
    • fundir molde;
    • agir com ética;
    • respeitar normas;
    • trabalhar com segurança;
    • testar o composto;
    • atualizar-se na ocupação;
    • comunicar-se de forma clara e objetiva;
    • desenvolver iniciativa;
    • construir modelos;
    • descarregar moinho e misturador;
    • controlar temperatura do equipamento;
    • aplicar composto;
    • controlar curva de secagem;
    • controlar volume de produção;
    • misturar componentes para tintas e vernizes;
    • descarregar moinho de esmalte;
    • deslocar produtos;
    • carregar moinhos e misturador;
    • abastecer moinho do esmalte;
    • tornear peças cerâmicas;
    • moer componentes da mistura de esmalte;
    • controlar dimensões e peso da peça cerâmica;
    • demonstrar senso de organização;
    • controlar camadas de aplicação;
    • operar atomatizador;
    • secar peças cruas;
    • controlar a qualidade da queima das peças cerâmicas;
    • controlar viscosidade e densidade de tintas, esmaltes e vernizes;
    • cortar peças cerâmicas;
    • operar forno;
    • retirar impurezas e bolhas da massa, manualmente;
    • demonstrar flexibilidade;
    • preparar matérias-primas para moldes, modelos e matrizes;
    • polir peças cerâmicas;
    • acompanhar prova do molde original;
    • realizar análise granulométrica;
    • decorar peças cerâmicas;
    • selecionar produtos por tonalidade, dimensões e sons;
    • controlar resíduos, viscosidade e densidade;
    • embalar produtos;
    • controlar umidade residual;
    • preparar ferramentas;
    • realizar a filtro-prensagem e extrusão da massa;
    • identificar a classe do produto;
    • comprometer-se com o trabalho;
    • confeccionar matrizes;
    • ajustar equipamentos (prensas e tornos);
    • demonstrar dinamismo;
    • trabalhar em equipe;
    • comparar padrões;
    • controlar curva de queima;
    • dosar a matéria prima;
    • monitorar acabamento;
    • testar produtos;
    • operar equipamentos;
    • moldar massa cerâmica;
    • instalar moldes e fôrmas;
    • espojar peças cerâmicas;
    • dosar os componentes da mistura;
    • armazenar tintas, esmaltes e vernizes;
    • abastecer linha de esmaltização;
    • corrigir o composto;
    • confeccionar molde original;
    • interpretar fórmulas;
    • esquadrar peças cerâmicas;
    • controlar umidade da massa cerâmica;
    • abastecer prensas, moldes e tornos com massa cerâmica;
    • armazenar massa cerâmica;
    • colar peças cerâmicas;
    • controlar umidade da massa;
    • identificar defeitos;
    • selecionar moldes e fôrmas;
    • realizar moagem e mistura de matérias-primas;
    • ler e interpretar desenhos e projetos;
    • secar molde original;
    • operar secador;
    • rebarbar peças cerâmicas;
    • controlar densidade aparente e pressão de compactação;
    • controlar temperatura da peça cerâmica;
    • selecionar ferramentas, equipamentos e utensílios;


    Setores que mais contratam Ceramista prensador (prensa a fricção) no mercado de trabalho

    • Fabricação de produtos cerâmicos não-refratários não especificados anteriormente
    • Fabricação de azulejos e pisos
    • Fabricação de artefatos de cerâmica e barro cozido para uso na construção, exceto azulejos e pisos
    • Fabricação de equipamentos para irrigação agrícola, peças e acessórios
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Fabricação de produtos cerâmicos refratários
    • Fundição de ferro e aço
    • Comércio atacadista de resíduos de papel e papelão
    • Decoração, lapidação, gravação, vitrificação e outros trabalhos em cerâmica, louça, vidro e cristal
    • Estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: