Salário para o cargo de Carreteiro (transporte de animal)
CBO 7825-10 > Motoristas de veículos de cargas em geral

Carreteiro (transporte de animal) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Transportam, coletam e entregam cargas em geral, guincham, destombam e removem veículos avariados e prestam socorro mecânico. Movimentam cargas volumosas e pesadas, podem, também, operar equipamentos, realizar inspeções e reparos em veículos, vistoriar cargas, além de verificar documentação de veículos e de cargas. Definem rotas e asseguram a regularidade do transporte. As atividades são desenvolvidas em conformidade com normas e procedimentos técnicos e de segurança.

Quanto ganha um Carreteiro (transporte de animal)

Um Carreteiro (transporte de animal) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.452,60 e R$ 3.179,51, com a média salarial de R$ 1.899,60 e o salário mediana em R$ 1.871,51 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Carreteiro (transporte de animal)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.899,60 22.795,21 474,90 8,76
1º Quartil 1.452,60 17.431,17 363,15 6,70
Salário Mediana 1.871,51 22.458,12 467,88 8,63
3º Quartil 2.424,83 29.097,95 606,21 11,18
Teto Salarial 3.179,51 38.154,10 794,88 14,66


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores de funções transversais
      • Condutores de veículos e operadores de equipamentos de elevação e de movimentação de cargas
        • Motoristas de veículos de cargas em geral

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.507 - 3.145 2.005,34 1.507,50 1.949,31 2.596,70 3.145,20
Rio de Janeiro - RJ 1.489 - 2.670 1.780,56 1.488,53 1.669,12 2.204,68 2.670,38
Curitiba - PR 1.635 - 2.965 2.034,26 1.635,19 2.049,53 2.448,12 2.965,23
Maringá - PR 1.668 - 2.714 2.009,74 1.668,40 2.094,59 2.240,37 2.713,60
Belo Horizonte - MG 1.381 - 2.661 1.772,73 1.381,05 1.785,60 2.196,87 2.660,92
Goiânia - GO 1.167 - 2.339 1.500,13 1.167,08 1.419,04 1.930,80 2.338,64
Guarulhos - SP 1.856 - 3.069 2.120,57 1.855,51 2.055,33 2.533,56 3.068,72
Contagem - MG 1.421 - 2.584 1.784,27 1.421,09 1.800,00 2.133,50 2.584,16
Brasília - DF 1.268 - 2.488 1.655,35 1.268,15 1.660,22 2.053,73 2.487,54
Uberlândia - MG 1.443 - 2.615 1.819,10 1.443,46 1.858,54 2.158,85 2.614,87
Itajaí - SC 1.582 - 2.546 1.819,18 1.581,87 1.798,00 2.102,03 2.546,04
São Bernardo do Campo - SP 1.633 - 2.941 1.980,02 1.633,17 1.905,85 2.428,35 2.941,29
Ponta Grossa - PR 1.676 - 2.868 2.090,89 1.676,50 2.220,00 2.367,61 2.867,72
Betim - MG 1.500 - 2.637 1.884,62 1.500,10 1.952,77 2.176,86 2.636,68
Campo Grande - MS 1.285 - 2.348 1.625,05 1.284,80 1.674,00 1.938,25 2.347,67
Manaus - AM 1.393 - 3.102 1.876,44 1.392,50 1.745,00 2.561,18 3.102,18
Jundiaí - SP 1.827 - 2.785 2.039,58 1.827,26 1.976,74 2.299,03 2.784,66
Cuiabá - MT 1.508 - 2.614 1.832,16 1.508,17 1.859,00 2.157,95 2.613,77
Fortaleza - CE 1.288 - 3.064 1.793,15 1.288,18 1.674,20 2.529,92 3.064,31
São José dos Pinhais - PR 1.703 - 2.956 2.121,30 1.703,44 2.233,00 2.440,46 2.955,95


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.606 - 3.261 2.043,39 1.605,75 1.939,71 2.692,08 3.260,73
Minas Gerais 1.397 - 2.609 1.778,11 1.396,67 1.828,90 2.154,33 2.609,39
Paraná 1.634 - 2.933 2.039,68 1.634,37 2.094,59 2.421,23 2.932,67
Santa Catarina 1.545 - 2.764 1.886,92 1.544,96 1.834,00 2.282,04 2.764,08
Rio Grande do Sul 1.559 - 2.786 1.901,74 1.558,55 1.890,00 2.300,31 2.786,20
Goiás 1.226 - 2.419 1.569,63 1.226,47 1.510,75 1.997,45 2.419,38
Rio de Janeiro 1.477 - 2.728 1.803,21 1.476,91 1.714,12 2.252,12 2.727,83
Mato Grosso 1.526 - 2.873 1.943,01 1.525,66 1.956,34 2.371,87 2.872,88
Bahia 1.443 - 2.625 1.827,32 1.442,68 1.886,00 2.167,39 2.625,20
Mato Grosso do Sul 1.335 - 2.571 1.713,94 1.335,12 1.674,60 2.122,26 2.570,54
Espírito Santo 1.358 - 2.513 1.731,68 1.357,50 1.748,68 2.074,48 2.512,67
Pará 1.447 - 3.223 1.998,27 1.447,06 1.960,20 2.661,25 3.223,38
Pernambuco 1.478 - 2.712 1.923,54 1.478,35 2.032,50 2.239,24 2.712,23
Ceará 1.255 - 2.922 1.746,91 1.255,08 1.674,20 2.412,16 2.921,68
Maranhão 1.353 - 3.416 1.936,46 1.352,52 1.787,41 2.820,20 3.415,91
Rondônia 1.365 - 2.732 1.838,02 1.364,98 1.921,90 2.255,66 2.732,13
Rio Grande do Norte 1.392 - 2.864 1.817,98 1.391,57 1.750,41 2.364,89 2.864,43
Distrito Federal 1.268 - 2.488 1.655,35 1.268,15 1.660,22 2.053,73 2.487,54
Alagoas 1.228 - 2.599 1.613,26 1.228,32 1.521,80 2.146,09 2.599,41
Paraíba 1.293 - 2.524 1.706,79 1.293,23 1.737,00 2.083,56 2.523,67
Amazonas 1.391 - 3.075 1.870,62 1.391,00 1.746,00 2.538,61 3.074,85
Tocantins 1.442 - 2.796 1.824,20 1.441,92 1.790,80 2.308,74 2.796,42
Piauí 1.278 - 2.719 1.693,47 1.277,72 1.597,20 2.245,12 2.719,36
Sergipe 1.229 - 3.641 1.837,75 1.229,49 1.500,00 3.005,99 3.640,95
Acre 1.185 - 2.539 1.574,67 1.185,18 1.500,00 2.096,59 2.539,46
Roraima 1.270 - 2.689 1.664,44 1.269,67 1.579,14 2.220,29 2.689,28
Amapá 1.199 - 2.853 1.705,58 1.199,29 1.604,08 2.355,06 2.852,51


Principais locais de trabalho

Motoristas de veículos de cargas em geral os profissionais dessa família atuam, como prestadores de serviço, em empresas cujas atividades econômicas pertencem aos ramos de transporte terrestre, agricultura, pecuária e extração de minerais não- ferrosos, na condição de autônomo ou com carteira assinada. Trabalham em veículos, individualmente e em duplas, durante horários irregulares e alternados. No desempenho de suas funções, podem permanecer em posições desconfortáveis, durante longo períodos, sendo algumas das atividades executadas com exposição a materiais tóxicos, uma vez que podem executá-las em túneis, mineradoras e minas de carvão.


O que é preciso para trabalhar na área dos Motoristas de veículos de cargas em geral

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com formação de ensino fundamental e requer em cursos básicos de qualificação. O exercício pleno da atividade profissional se dá após o período de um a dois anos de experiência para a atuação é requerida supervisão permanente, exceto aos caminhoneiros autônomos. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Carreteiro (transporte de animal)

Motoristas de veículos de cargas em geral devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • definir rotas;
  • realizar inspeções e reparos no veículo;
  • trabalhar com segurança;
  • assegurar regularidade do transporte;
  • prestar socorro;
  • vistoriar cargas transportadas;
  • transportar cargas;
  • operar equipamentos;
  • movimentar cargas volumosas e pesadas;
  • comunicar-se em tempo real;
  • verificar documentos do veículo e da carga;
  • guinchar e destombar veículos;

  • Atividades

    • guinchar veículos do meio do canteiro e de cima da faixa de rolamento;
    • arrumar carga de acordo com o peso;
    • demonstrar coerência;
    • inspecionar parte mecânica;
    • posicionar veículo para carga e descarga;
    • operar empilhadeira com funções múltiplas;
    • movimentar cargas perigosas;
    • elevar cargas;
    • guinchar veículo com uso de munk;
    • inspecionar pneus;
    • contar cabeças de animais;
    • retirar usuário do local de risco;
    • guinchar veículo com cardã quebrado;
    • entregar mercadorias;
    • orientar-se em relação a acidentes geográficos e topográficos do destino;
    • operar guincho pesado, com munk;
    • definir valores de desgaste do veículo;
    • montar relatório de sinistros;
    • guinchar veículos articulados tombados;
    • transportar carga extra pesada, em caminhão biarticulado;
    • desligar bateria do veículo acidentado;
    • destombar caminhão betoneira e cebolão;
    • acionar empresa de transbordo de cargas perigosas;
    • definir estadia (tempo concedido para carga e descarga);
    • conferir peso e volume da carga;
    • definir custos do veículo parado;
    • isolar área de descarga, com cones;
    • transportar alimentos perecíveis em caminhões frigoríficos;
    • conferir roteiro;
    • remover veículos de passeio em asa-delta e plataforma;
    • manusear alavanca de compressão da betoneira;
    • respeitar os limites da sua força física;
    • calcular preço tonelada / km do frete;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • transportar produtos minerais em caçamba;
    • inspecionar a lataria;
    • gerenciar autonomia do veículo;
    • remover caminhão pela traseira;
    • conferir a carga com a nota fiscal;
    • definir horários apropriados para carga e descarga;
    • realizar pequenos reparos no veículo;
    • guinchar veículos com pivô dianteiro quebrado;
    • realizar manutenção corretiva;
    • medir altura da carga;
    • podar galhos de árvores sobre a faixa de rolamento (cegonheiro);
    • definir período de descarga da mercadoria;
    • operar caminhão-pipa;
    • guinchar veículos engavetados por acidente;
    • propor itinerários;
    • comunicar a saída à central;
    • tomar cuidados especiais com carga viva transportada;
    • transportar cargas vivas em gaiola;
    • anotar informações no diário de bordo;
    • remover veículos pesados em sistema de lança;
    • conferir mercadorias;
    • içar veículos acidentados de rios e ribanceiras;
    • conferir bens e acessórios disponíveis no interior do carro acidentado;
    • transportar concreto em caminhão betoneira;
    • evitar o raio de ação de empilhadeiras;
    • verificar certificados de vacina dos animais;
    • comunicar-se por rádio;
    • transportar veículos e máquinas pesadas em veículo-prancha;
    • comunicar a chegada e saída do cliente à central;
    • sinalizar local de acidente;
    • inspecionar parte elétrica;
    • remover carro acidentado;
    • conectar mangueira de ar no freio do veículo rebocado;
    • operar equipamentos de combate a incêndio;
    • transportar líquidos em caminhão-tanque;
    • verificar cabos de aço;
    • acionar o apoio da polícia militar rodoviária;
    • operar sistema bottom load;
    • trajar-se adequadamente;
    • guinchar caminhões vazios e ônibus quebrados;
    • manusear carga com segurança;
    • distribuir peso da carga entre eixos;
    • inspecionar água e óleo;
    • propor mudanças operacionais;
    • operar caminhão bomba de lança e arrasto;
    • acionar concomitantemente registro d´água e alavanca de compressão;
    • distribuir o peso em partes iguais;
    • inspecionar equipamentos do guincho;
    • enlonar carga;
    • demonstrar capacidade de resistência física;
    • operar veículo com plataforma e motosserra;
    • transportar produtos envasados em caminhão baú, carroceria convencional e sider;
    • amarrar carga;
    • preservar local de acidente com vítimas;
    • transportar grãos em caminhões graneleiros;
    • manusear cargas por meio de empilhadeira;
    • identificar tipos de produtos a serem carregados (combustível);
    • destombar caminhão frigorífico;
    • operar rampa hidráulica (cegonheira);
    • dominar noções básicas de condução econômica;
    • posicionar o caminhão no embarcadouro de animais;
    • guinchar caminhões com freios travados;
    • verificar ficha de emergência de movimentação de cargas perigosas (mop) junto à nota fiscal;
    • conferir lacre;
    • informar-se sobre acidentes geográficos e topográficos do destino;
    • patolar o guincho no terreno;
    • dominar funcionamento da máquina;
    • acionar o giroflex em situações de perigo;
    • definir preço de remoção;
    • destombar caminhão e ônibus;
    • dimensionar peso da carga;
    • posicionar-se adequadamente para operação de remoção;
    • transportar carga excedente em veículo específico;
    • transportar veículo em carreta com rampa hidráulica;
    • conferir quantidade de carga;
    • conferir ponto de descarga de inflamável;
    • transportar carga dimensionada em veículos especiais;
    • controlar descarga do concreto;
    • definir pontos de abastecimento;
    • identificar códigos de transportes classificados pela organização das nações unidas (onu);
    • identificar ruídos estranhos do veículo;
    • verificar limite máximo de carga do veículo;
    • limpar a pista com caminhão-pipa;
    • ter consciência dos limites da máquina;
    • verificar vazamentos de carga;
    • transportar contêiner em porta-contêineres;
    • desobstruir vias públicas e rodovias;
    • acionar sistema hidráulico da cegonheira, com pinos de segurança;
    • demonstrar rapidez de reflexos;
    • selecionar veículo por tipo de carga;
    • administrar finanças;
    • transportar carga resfriada em baú isotérmico;
    • controlar velocidade de batimento do balão;
    • identificar altura, comprimento e largura do veículo;
    • demonstrar determinação;
    • dominar noções básicas de mecânica;
    • contatar seguradora;
    • remover veículos médios em plataforma;
    • montar relatório de avarias no veículo;
    • identificar avarias na mercadoria;
    • observar posicionamento de carga suspensa;
    • planejar itinerário;
    • estimar custos de frete em rodovias não pavimentadas;
    • conferir manifesto;
    • definir período de carregamento da mercadoria;
    • operar guincho leve-plataforma hidráulica;
    • conferir ponto de carga na base (combustível);
    • destombar veículos com cargas inflamáveis;
    • comunicar a chegada à central;
    • manter-se atualizado sobre a legislação de trânsito;
    • examinar acondicionamento da carga;
    • preservar integridade da carga;
    • posicionar carga de acordo com ordem de entrega;
    • operar guincho médio-plataforma hidráulica;
    • utilizar luvas, botas, lanternas e coletes refletivos;
    • cumprir leis de trânsito;
    • definir ponto de equilíbrio da carga;
    • comunicar-se via satélite (sistema gps);
    • pesquisar itinerários;
    • prestar serviços com qualidade;
    • carregar veículo com peso limite estabelecido;
    • identificar irregularidades na superfície;
    • dominar noções básicas de primeiros socorros;
    • posicionar cabos de aço em grau de equilíbrio;
    • centralizar cargas;
    • coletar mercadorias;
    • controlar tempo de descarga do concreto;
    • inspecionar ferramentas obrigatórias;
    • operar guincho pesado (lança e torre telescópica);
    • estimar custos do transporte, segundo o tipo de carga;
    • desenvolver dirigibilidade para carga viva;
    • cobrar, do embarcador ou do cliente, local próprio para carga e descarga;
    • participar de treinamentos;
    • obter informações precisas sobre o local do acidente;
    • definir tempo de permanência na direção do veículo;
    • negociar dívidas;
    • travar locks de contêiner;
    • prestar serviços para a concessionária;
    • enviar mensagem de desvio de rota à central;
    • conferir a posição dos animais na gaiola;
    • guinchar caminhões e ônibus;
    • realizar manutenção preventiva;


    Setores que mais contratam Carreteiro (transporte de animal) no mercado de trabalho

    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, municipal
    • Transporte rodoviário de produtos perigosos
    • Construção de rodovias e ferrovias
    • Fabricação de açúcar em bruto
    • Comércio varejista de materiais de construção em geral
    • Obras de terraplenagem
    • Construção de edifícios
    • Coleta de resíduos não-perigosos
    • Cultivo de cana-de-açúcar




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Esteticista
    Tecnólogos e técnicos em terapias complementares e estéticas

    Esteticista