Salário para o cargo de Camelô (permissionário em ponto fixo)
CBO 5242-15 > Vendedores em bancas, quiosques e barracas

Camelô (permissionário em ponto fixo) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Vendem mercadorias nas vias públicas, em pontos fixos, sob permissão governamental, compram e preparam mercadorias para venda, organizam o local de trabalho, dispondo as mercadorias em feiras livres, bancas, quiosques e barracas, para atender os compradores que procuram esse tipo de mercado. Comunicam-se, apregoando a qualidade e o preço do produto.

Quanto ganha um Camelô (permissionário em ponto fixo)

Um Camelô (permissionário em ponto fixo) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.068,10 e R$ 2.738,22, com a média salarial de R$ 1.434,56 e o salário mediana em R$ 1.275,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Camelô (permissionário em ponto fixo)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.434,56 17.214,67 358,64 6,63
1º Quartil 1.068,10 12.817,16 267,02 4,94
Salário Mediana 1.275,00 15.300,00 318,75 5,89
3º Quartil 2.088,28 25.059,37 522,07 9,65
Teto Salarial 2.738,22 32.858,60 684,55 12,65


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados
    • Vendedores e prestadores de serviços do comércio
      • Vendedores a domicílio, ambulantes e em bancas
        • Vendedores em bancas, quiosques e barracas

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.127 - 3.084 1.654,19 1.126,98 1.461,00 2.546,36 3.084,23
Brasília - DF 1.136 - 2.464 1.391,77 1.135,67 1.200,00 2.034,34 2.464,05
Indaiatuba - SP 1.539 - 1.952 1.563,14 1.538,55 1.551,12 1.611,76 1.952,21
Belo Horizonte - MG 1.095 - 1.769 1.219,50 1.094,62 1.162,76 1.460,18 1.768,62
Recife - PE 1.081 - 2.014 1.291,10 1.080,77 1.205,00 1.662,64 2.013,83
Santo André - SP 1.169 - 1.723 1.280,61 1.169,45 1.227,00 1.422,69 1.723,20
Curitiba - PR 1.260 - 2.736 1.706,33 1.259,63 1.500,00 2.258,75 2.735,87
Maceió - AL 1.045 - 1.457 1.090,47 1.045,00 1.060,00 1.202,50 1.456,50
Goiânia - GO 1.045 - 1.484 1.093,76 1.045,00 1.050,00 1.225,56 1.484,44
Campinas - SP 1.400 - 2.562 1.619,50 1.399,94 1.467,00 2.115,50 2.562,36
Cascavel - PR 1.131 - 1.761 1.239,87 1.131,40 1.206,00 1.453,80 1.760,89
Fortaleza - CE 1.063 - 1.801 1.211,62 1.063,20 1.166,00 1.486,66 1.800,68
Nanuque - MG 1.045 - 1.307 1.055,45 1.045,00 1.045,00 1.078,72 1.306,57
Ariquemes - RO 1.166 - 7.520 2.428,71 1.165,63 1.244,00 6.208,75 7.520,22
Boa Vista - RR 1.068 - 1.332 1.081,40 1.068,44 1.076,25 1.100,00 1.332,35
Lins - SP 1.983 - 2.422 1.995,83 1.983,32 2.000,00 2.000,00 2.422,46
Vespasiano - MG 1.074 - 1.432 1.118,16 1.073,83 1.122,56 1.182,32 1.432,06
Teresina - PI 1.100 - 2.225 1.299,94 1.100,31 1.117,84 1.837,19 2.225,26
Sertãozinho - SP 1.283 - 1.646 1.320,41 1.283,37 1.319,50 1.359,27 1.646,38
São Bento do Una - PE 1.045 - 2.167 1.242,94 1.045,00 1.045,00 1.789,22 2.167,15


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.190 - 2.748 1.592,39 1.190,47 1.461,00 2.268,93 2.748,20
Minas Gerais 1.048 - 1.781 1.194,25 1.048,36 1.131,52 1.470,79 1.781,47
Paraná 1.144 - 2.356 1.449,03 1.144,10 1.366,00 1.944,95 2.355,78
Pernambuco 1.051 - 1.888 1.233,95 1.050,62 1.189,00 1.558,99 1.888,30
Distrito Federal 1.136 - 2.464 1.391,77 1.135,67 1.200,00 2.034,34 2.464,05
Goiás 1.045 - 1.835 1.170,18 1.045,00 1.047,50 1.514,60 1.834,53
Pará 1.045 - 2.425 1.321,78 1.045,00 1.100,81 2.002,33 2.425,29
Alagoas 1.045 - 1.457 1.090,47 1.045,00 1.060,00 1.202,50 1.456,50
Rondônia 1.138 - 5.752 2.020,37 1.137,50 1.178,53 4.748,60 5.751,65
Ceará 1.045 - 1.743 1.177,40 1.045,00 1.112,00 1.438,88 1.742,82
Rio de Janeiro 1.175 - 4.206 2.036,76 1.175,00 1.545,00 3.472,26 4.205,70
Bahia 1.045 - 1.903 1.202,95 1.045,00 1.101,00 1.571,23 1.903,12
Roraima 1.068 - 1.332 1.082,43 1.068,44 1.076,25 1.100,00 1.332,35
Mato Grosso 1.063 - 2.453 1.281,07 1.063,33 1.110,00 2.025,33 2.453,14
Mato Grosso do Sul 1.190 - 1.726 1.307,27 1.190,00 1.315,91 1.425,33 1.726,41
Piauí 1.100 - 2.225 1.299,94 1.100,31 1.117,84 1.837,19 2.225,26
Rio Grande do Sul 1.285 - 3.473 1.591,63 1.285,00 1.318,00 2.867,27 3.472,92
Maranhão 1.071 - 2.387 1.293,50 1.071,33 1.194,65 1.970,42 2.386,63
Santa Catarina 1.223 - 2.120 1.502,86 1.222,50 1.510,00 1.750,50 2.120,26
Espírito Santo 1.113 - 1.810 1.221,06 1.112,80 1.166,12 1.494,16 1.809,77
Tocantins 1.061 - 1.813 1.158,52 1.060,74 1.087,68 1.497,00 1.813,21


Principais locais de trabalho

Vendedores em bancas, quiosques e barracas atuam no comércio varejista como autônomos, trabalhando por conta própria, de forma individual ou em equipe. Trabalham em bancas, quiosques e barracas. Algumas das atividades são executadas a céu aberto ou em veículos, os horários de trabalho podem ser diurnos e noturnos. Podem permanecer em pé durante longos períodos, trabalhar sob pressão e expostos a ruído intenso, altas temperaturas e poluição do ar, levando a situação de estresse.


O que é preciso para trabalhar na área dos Vendedores em bancas, quiosques e barracas

Para o exercício desse cargo, requer-se quarta série do ensino fundamental do feirante e ensino fundamental do jornaleiro. A escolaridade do vendedor permissionário é heterogênea. O feirante desempenhará plenamente suas atividades após cinco anos de experiência, o jornaleiro, de um a dois anos, o vendedor permissionário após mais de cinco anos. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Camelô (permissionário em ponto fixo)

Vendedores em bancas, quiosques e barracas devem:

  • organizar o local de trabalho;
  • comunicar-se;
  • promover a venda de mercadorias;
  • trabalhar com segurança;
  • vender mercadorias e serviços;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar produtos para venda;
  • administrar o negócio;
  • comprar mercadorias;

  • Atividades

    • desmontar bancas ou barracas;
    • obter matrícula e licença na prefeitura;
    • selecionar as mercadorias;
    • zelar pela organização das mercadorias;
    • trabalhar com ética;
    • atrair clientes com brincadeiras faladas;
    • tirar cópias de documentos;
    • colher informações sobre as mercadorias;
    • providenciar a manutenção de máquinas e equipamentos;
    • armar bancas ou barracas;
    • operar computador, fax e copiadora;
    • demonstrar coordenação motora fina;
    • descrever as qualidades das mercadorias;
    • higienizar-se;
    • expor as mercadorias;
    • controlar o caixa;
    • descartar alimentos impróprios para consumo;
    • comprar matérias-primas;
    • demonstrar as mercadorias;
    • fazer mostruário;
    • utilizar embalagens descartáveis;
    • dialogar com os clientes;
    • oferecer brindes;
    • conferir mercadorias recebidas ou devolvidas para troca;
    • pagar funcionários;
    • pagar taxas e emolumentos;
    • controlar estoques;
    • preparar alimentos;
    • usar botas, luvas, aventais, gorros, óculos, máscaras;
    • sugerir opções de preços e de mercadorias;
    • providenciar escrituração contábil;
    • cultivar criatividade;
    • providenciar seguro do negócio;
    • terceirizar serviços;
    • requisitar mercadorias;
    • recolher encalhes ou sobras;
    • usar uniforme;
    • separar as cotas de revistas;
    • colocar faixas e cartazes promocionais;
    • esterilizar embalagens;
    • divulgar as atividades comerciais de terceiros;
    • marcar preços nas mercadorias;
    • transmitir e receber fax e e-mail;
    • providenciar a troca de equipamentos ou máquinas;
    • oferecer maior quantidade pelo mesmo preço;
    • higienizar os utensílios de cozinha;
    • obter autorização para uso do espaço público;
    • confeccionar artigos de uso pessoal e doméstico;
    • negociar com fornecedores preços, condições de pagamentos, prazos de entrega, etc.;
    • preservar a estrutura física e o padrão das bancas ou barracas;
    • cobrar dos clientes;
    • embalar mercadorias;
    • devolver encalhes;
    • cumprir a legislação vigente;
    • plastificar documentos;
    • oferecer mercadorias para provar;
    • emitir nota ou cupom fiscal;
    • participar de entidades representativas da categoria;
    • controlar o fluxo de caixa;
    • escolher o local para instalação da banca;
    • treinar funcionários;
    • envasar os produtos líquidos;
    • demonstrar cordialidade;
    • armazenar mercadorias;
    • adaptar-se aos horários e condições de trabalho;
    • contratar funcionários;
    • respeitar os clientes e a comunidade local;
    • transportar mercadorias;
    • guardar barracas;
    • transmitir confiança;
    • fracionar mercadorias para venda;
    • receber mercadorias;
    • demonstrar persuasão;
    • zelar pela limpeza do espaço público;
    • manter laços de amizade com clientes e colegas de trabalho;


    Setores que mais contratam Camelô (permissionário em ponto fixo) no mercado de trabalho

    • Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios
    • Comércio varejista especializado de equipamentos de telefonia e comunicação
    • Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional
    • Comércio varejista de outros produtos não especificados anteriormente
    • Comércio atacadista de produtos alimentícios em geral
    • Outras obras de engenharia civil
    • Atividades de cobrança e informações cadastrais
    • Comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal
    • Serviços combinados de escritório e apoio administrativo
    • Comércio varejista de artigos de óptica




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: