Salário para o cargo de Trabalhador na olericultura (talos
CBO 6223-20 > Trabalhadores agrícolas na olericultura

Trabalhador na olericultura (talos - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Plantam mudas e sementes de feijão, lentilha, ervilha, tomate, beterraba, batatas doce e inglesa, cebola, mandioca, legumes e hortaliças. Produzem mudas e sementes, preparam solo para plantio, irrigam o solo, adubam e aplicam defensivos agrícolas nas covas, mudas e sementes. Manejam área de cultivo, colhem, embalam, armazenam e comercializam os produtos.

Quanto ganha um Trabalhador na olericultura (talos

Um Trabalhador na olericultura (talos trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.086,64 e R$ 1.868,31, com a média salarial de R$ 1.235,40 e o salário mediana em R$ 1.228,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Trabalhador na olericultura (talos

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.235,40 14.824,75 308,85 5,66
1º Quartil 1.086,64 13.039,66 271,66 4,98
Salário Mediana 1.228,00 14.736,00 307,00 5,63
3º Quartil 1.424,85 17.098,19 356,21 6,53
Teto Salarial 1.868,31 22.419,66 467,08 8,56


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Trabalhadores na exploração agropecuária
      • Trabalhadores agrícolas
        • Trabalhadores agrícolas na olericultura

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.102 - 1.729 1.242,95 1.101,74 1.228,00 1.427,49 1.729,02
Joinville - SC 1.193 - 1.554 1.243,56 1.192,93 1.268,30 1.283,05 1.554,07
Andradas - MG 1.142 - 1.465 1.166,32 1.141,61 1.153,49 1.209,72 1.465,25
Salesopolis - SP 1.162 - 1.506 1.215,40 1.162,32 1.228,00 1.243,28 1.505,90
Brasília - DF 1.045 - 1.332 1.064,99 1.045,00 1.048,06 1.100,00 1.332,35
BiritiMirim - SP 1.170 - 1.537 1.223,80 1.170,00 1.228,00 1.269,20 1.537,29
Mandaguacu - PR 1.217 - 1.530 1.227,91 1.217,48 1.217,48 1.263,11 1.529,92
Primavera do Leste - MT 1.045 - 1.479 1.084,68 1.045,00 1.045,00 1.220,71 1.478,57
Sidrolândia - MS 1.111 - 1.444 1.131,38 1.111,00 1.111,00 1.192,50 1.444,39
Marabá - PA 1.059 - 1.945 1.254,50 1.058,98 1.137,40 1.605,80 1.944,99
Marmeleiro - PR 1.326 - 2.144 1.466,04 1.326,05 1.383,80 1.770,50 2.144,48
São Marcos - RS 1.300 - 1.797 1.364,29 1.300,00 1.325,00 1.483,33 1.796,66
Jatai - GO 1.045 - 1.870 1.194,00 1.045,00 1.045,00 1.544,00 1.870,14
Franca - SP 1.200 - 1.629 1.226,36 1.200,00 1.200,00 1.345,00 1.629,10
Vilhena - RO 1.045 - 1.332 1.070,00 1.045,00 1.045,00 1.100,00 1.332,35
Ibiúna - SP 1.097 - 1.447 1.160,62 1.097,07 1.185,00 1.195,00 1.447,42
Manaus - AM 1.075 - 1.566 1.133,61 1.075,00 1.100,00 1.293,07 1.566,21
Chapadão do Sul - MS 1.140 - 2.837 1.503,25 1.140,00 1.193,58 2.342,65 2.837,49
Dourados - MS 1.302 - 2.422 1.623,94 1.302,00 1.500,00 2.000,00 2.422,46
Carpina - PE 1.157 - 1.401 1.157,00 1.157,00 1.157,00 1.157,00 1.401,39


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.111 - 1.725 1.245,17 1.110,76 1.228,00 1.424,08 1.724,89
Santa Catarina 1.184 - 1.554 1.239,96 1.184,04 1.268,30 1.282,63 1.553,56
Minas Gerais 1.122 - 1.468 1.162,18 1.122,24 1.153,49 1.211,98 1.467,98
Paraná 1.217 - 1.849 1.325,18 1.217,48 1.275,00 1.526,71 1.849,20
Mato Grosso do Sul 1.100 - 2.133 1.309,14 1.099,85 1.111,00 1.760,95 2.132,92
Distrito Federal 1.045 - 1.332 1.064,99 1.045,00 1.048,06 1.100,00 1.332,35
Mato Grosso 1.045 - 1.758 1.147,93 1.045,00 1.045,00 1.451,21 1.757,75
Rio Grande do Sul 1.159 - 1.870 1.324,07 1.159,35 1.300,00 1.544,23 1.870,42
Goiás 1.045 - 1.971 1.220,22 1.045,00 1.100,00 1.627,42 1.971,18
Pará 1.045 - 1.900 1.225,93 1.045,00 1.137,40 1.568,25 1.899,51
Rondônia 1.045 - 1.344 1.068,87 1.045,00 1.045,00 1.109,33 1.343,66
Amazonas 1.075 - 1.566 1.133,61 1.075,00 1.100,00 1.293,07 1.566,21
Rio de Janeiro 1.213 - 1.636 1.255,79 1.213,20 1.238,11 1.350,50 1.635,76
Pernambuco 1.152 - 1.401 1.155,86 1.151,89 1.157,00 1.157,00 1.401,39
Bahia 1.045 - 2.218 1.213,17 1.045,00 1.045,00 1.830,85 2.217,58


Principais locais de trabalho

Trabalhadores agrícolas na olericultura trabalham geralmente com contrato de parceria, no cultivo de olerícolas. O trabalho pode ser realizado no campo, a céu aberto, em estufas de plásticos e em instalações de hidroponia em jornada de trabalho diurno.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores agrícolas na olericultura

O acesso ao trabalho é livre. Os trabalhadores, geralmente, têm ensino fundamental. Qualificam-se no próprio trabalho. O trabalho é assessorado pelas agências governamentais de assistência e extensão rural. Cooperativas, associações e o senar oferecem cursos na área. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Trabalhador na olericultura (talos

Trabalhadores agrícolas na olericultura devem:

  • produzir mudas e sementes;
  • plantar mudas e sementes;
  • manejar Área de cultivo;
  • preparar solo para plantio;
  • demonstrar competências pessoais;
  • aplicar defensivos agrícolas em covas mudas e sementes;
  • colher produção;
  • organizar produtos para comercialização;
  • adubar plantação;
  • irrigar solo e plantação;

  • Atividades

    • vestir equipamentos de proteção individual;
    • controlar temperatura e umidade de sementes;
    • verificar ponto de colheita;
    • esticar arame;
    • gradear terra;
    • bombear água;
    • regular máquina e pulverizador;
    • dosar quantidade de defensivo agrícola;
    • transportar embalagens vazias de defensivos agrícolas e insumos para reciclagem;
    • recolher embalagens vazias de adubo;
    • recolher amostra de água;
    • medir nível da água;
    • zelar pela qualidade de produtos agrícolas;
    • estercar área de plantio;
    • molhar substrato;
    • limpar produto colhido;
    • ralear plantação;
    • improvisar melhorias em instalações e equipamentos;
    • abrir canais na terra para irrigação;
    • armazenar produção;
    • misturar componentes de adubo;
    • demonstrar visão espacial;
    • ajustar adubadeira e adubador;
    • transplantar mudas;
    • recolher produtos colhidos;
    • desbrotar planta;
    • distribuir substrato nas bandejas;
    • carimbar embalagem de produto;
    • cobrir sementeira;
    • banhar batatas e alho;
    • apanhar produtos no pé;
    • chegar terra na planta;
    • cortar produtos;
    • carregar caminhão;
    • enxaguar embalagens vazias de defensivos agrícolas;
    • instalar tubulação para irrigação;
    • passar arrancadeira por baixo da plantação;
    • selecionar tipo de adubo;
    • embalar produção;
    • colocar dispersor de aves na plantação (espantalho ou canhão);
    • regular máquina para plantio;
    • covear solo;
    • operar máquina para fazer canteiros;
    • arrancar matos e plantas doentes e defeituosas;
    • verificar umidade da terra;
    • posicionar mangueiras para gotejamento;
    • demonstrar atenção na aplicação de defensivos agrícolas;
    • quebrar dormência de sementes;
    • dar prova de responsabilidade;
    • amarrar planta;
    • ajustar equipamentos de irrigação (vazão e pressão da água);
    • produzir substrato;
    • classificar produto colhido;
    • coletar amostra de solo;
    • riscar solo;
    • colocar sementes nas bandejas;
    • trabalhar em equipe;
    • misturar componentes de compostagem;
    • zelar pela qualidade do meio ambiente;
    • pesar quantidade de adubo;
    • dissolver adubo;
    • fincar mourão;
    • arar solo;
    • tampar sementes;
    • guardar embalagens vazias de defensivos agrícolas;
    • transportar produto até local de armazenamento;
    • corrigir solo;
    • espalhar sementes no solo;
    • lavar produto colhido;
    • sapecar palha de arroz;


    Setores que mais contratam Trabalhador na olericultura (talos no mercado de trabalho

    • Horticultura, exceto morango
    • Cultivo de flores e plantas ornamentais
    • Cultivo de outras plantas de lavoura temporária
    • Comércio atacadista de frutas, verduras, raízes, tubérculos, hortaliças e legumes frescos
    • Comércio varejista de hortifrutigranjeiros
    • Atividades de apoio à agricultura
    • Atividades de associações de defesa de direitos sociais
    • Cultivo de outras oleaginosas de lavoura temporária
    • Produção de mudas e outras formas de propagação vegetal, certificadas
    • Comércio varejista de plantas e flores naturais




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: