Salário para o cargo de Operador de sistemas de prova (analógico e digital)
CBO 7661-45 > Trabalhadores da pré-impressão gráfica

Operador de sistemas de prova (analógico e digital) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Planejam serviços de pré-impressão gráfica. Realizam programação visual gráfica e editoram textos e imagens. Operam processos de tratamento de imagem, montam fotolitos e imposição eletrônica. Operam sistemas de prova e copiam chapas. Gravam matrizes para rotogravura, flexografia, calcografia e serigrafia. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e preservação ambiental.

Quanto ganha um Operador de sistemas de prova (analógico e digital)

Um Operador de sistemas de prova (analógico e digital) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.343,06 e R$ 3.467,70, com a média salarial de R$ 1.827,23 e o salário mediana em R$ 1.546,17 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de sistemas de prova (analógico e digital)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.827,23 21.926,73 456,81 8,49
1º Quartil 1.343,06 16.116,72 335,77 6,24
Salário Mediana 1.546,17 18.554,04 386,54 7,18
3º Quartil 2.644,62 31.735,41 661,15 12,29
Teto Salarial 3.467,70 41.612,42 866,93 16,11


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Trabalhadores da produção gráfica
        • Trabalhadores da pré-impressão gráfica

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Santo Antônio de Jesus - BA 1.405 - 1.874 1.509,91 1.404,83 1.546,16 1.546,93 1.873,69
São Paulo - SP 1.367 - 5.807 2.459,64 1.366,85 1.680,27 4.793,95 5.806,58
Piracicaba - SP 1.646 - 2.184 1.698,48 1.646,47 1.674,20 1.803,35 2.184,27
Manaus - AM 1.104 - 1.808 1.283,05 1.103,90 1.272,57 1.493,09 1.808,48
Cachoeirinha - RS 1.396 - 1.817 1.443,56 1.395,93 1.439,48 1.499,93 1.816,76
Itaquaquecetuba - SP 1.670 - 4.079 2.136,15 1.670,02 1.804,00 3.367,69 4.079,05
Cataguases - MG 1.045 - 1.266 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.265,74
Blumenau - SC 1.379 - 3.871 2.071,82 1.379,45 1.893,28 3.196,07 3.871,18
Valinhos - SP 1.669 - 4.555 2.249,63 1.669,29 1.723,42 3.760,42 4.554,73
Belo Horizonte - MG 1.156 - 2.623 1.473,96 1.155,82 1.341,35 2.165,21 2.622,57
Barueri - SP 1.674 - 3.062 1.899,38 1.673,60 1.674,20 2.527,97 3.061,95
Santa Barbara D Oeste - SP 1.272 - 1.700 1.324,53 1.271,88 1.311,20 1.403,85 1.700,39
São Bento do Sul - SC 1.326 - 1.795 1.412,43 1.325,69 1.398,42 1.482,21 1.795,30
Caxias do Sul - RS 1.344 - 3.149 1.726,17 1.344,39 1.440,00 2.600,03 3.149,24
Cuiabá - MT 1.045 - 1.468 1.083,56 1.045,00 1.045,00 1.212,08 1.468,10
Fortaleza - CE 1.140 - 1.986 1.338,06 1.140,10 1.275,80 1.639,63 1.985,96
Louveira - SP 1.674 - 3.179 1.937,82 1.674,20 1.723,42 2.624,84 3.179,28
Sorocaba - SP 1.804 - 2.825 2.034,88 1.804,42 1.921,73 2.332,00 2.824,59
Curitiba - PR 1.619 - 3.956 2.347,73 1.619,47 2.253,37 3.266,20 3.956,12
Guarulhos - SP 1.203 - 4.400 2.228,96 1.202,67 1.920,90 3.632,43 4.399,71


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.437 - 4.397 2.144,57 1.437,10 1.703,38 3.629,98 4.396,74
Bahia 1.371 - 1.884 1.502,75 1.370,96 1.546,16 1.555,49 1.884,05
Minas Gerais 1.045 - 2.318 1.324,19 1.045,00 1.134,65 1.913,39 2.317,56
Rio Grande do Sul 1.356 - 3.139 1.721,17 1.356,26 1.439,48 2.591,17 3.138,51
Santa Catarina 1.313 - 3.361 1.813,04 1.313,42 1.500,00 2.774,86 3.360,99
Amazonas 1.104 - 1.808 1.283,05 1.103,90 1.272,57 1.493,09 1.808,48
Paraná 1.337 - 3.267 1.898,36 1.337,24 1.706,32 2.697,58 3.267,39
Ceará 1.063 - 2.022 1.323,75 1.062,60 1.247,16 1.669,11 2.021,67
Mato Grosso 1.045 - 1.564 1.107,97 1.045,00 1.045,00 1.290,98 1.563,68
Rio de Janeiro 1.420 - 6.488 2.723,22 1.419,82 1.837,50 5.356,56 6.488,03
Goiás 1.045 - 13.964 3.591,07 1.045,00 1.103,85 11.528,41 13.963,55
Pernambuco 1.085 - 3.901 1.660,11 1.085,00 1.199,00 3.220,83 3.901,17
Espírito Santo 1.237 - 2.909 1.654,71 1.237,44 1.501,00 2.401,62 2.908,91
Paraíba 1.101 - 1.858 1.232,00 1.101,04 1.123,67 1.533,87 1.857,87
Mato Grosso do Sul 1.142 - 2.960 1.812,37 1.142,00 1.786,36 2.443,76 2.959,96
Distrito Federal 1.205 - 2.911 1.573,50 1.205,45 1.281,21 2.403,17 2.910,79


Principais locais de trabalho

Trabalhadores da pré-impressão gráfica atuam no segmento de edição, impressão e reprodução de gravações e em diversas atividades empresariais como empregados assalariados com carteira assinada. Estão organizados de forma individual, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e por rodízio de turnos (diurno/noturno). Trabalham sob pressão, em posições desconfortáveis por longo período de tempo e permanecem expostos a materiais tóxicos, radiação e ruído intenso.


O que é preciso para trabalhar na área dos Trabalhadores da pré-impressão gráfica

Para o exercício desse cargo requer-se ensino médio concluído e curso de qualificação profissional de duzentas a quatrocentas horas- aula, ministrado por instituições ou escolas especializadas na área. O pleno desempenho das atividades ocorre até um ano de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de sistemas de prova (analógico e digital)

Trabalhadores da pré-impressão gráfica devem:

  • gravar matriz para flexografia;
  • gravar matriz para rotogravura;
  • editorar textos e imagens;
  • operar processos de tratamento de imagem;
  • planejar serviços de pré-impressão;
  • copiar chapa;
  • realizar programação visual gráfica;
  • montar fotolitos e imposição eletrônica;
  • gravar matriz serigráfica;
  • gravar matriz calcográfica;
  • demonstrar competências pessoais;
  • operar sistemas de prova;

  • Atividades

    • copiar imagem na chapa;
    • analisar ordem de serviço;
    • preparar chapas com produtos químicos;
    • retocar chapa;
    • montar textos, imagens e outros elementos (manualmente ou eletronicamente);
    • calibrar gravadora eletromecânica;
    • preparar quimicamente a superfície do cilindro;
    • identificar originais;
    • imprimir provas;
    • posicionar matriz no equipamento de provas;
    • posicionar o negativo sobre a matriz;
    • revelar chapa (manualmente ou na processadora);
    • confeccionar provas heliográficas e digitais;
    • transferir imagem para cilindro ou papel pigmentado;
    • demonstrar atenção;
    • verificar condições dos cilindros e dos fotolitos;
    • selecionar bases para montagem;
    • posicionar o fotolito sobre a matriz;
    • definir processo de produção;
    • verificar condições das chapas;
    • reproduzir imagens com prensa de contato;
    • secar matriz serigráfica;
    • preparar soluções químicas para revelação e fixação dos fotolitos;
    • retocar montagem final;
    • confeccionar boneco (miolo e capa);
    • limpar equipamentos e materiais utilizados para montagem;
    • digitar textos;
    • evidenciar criatividade;
    • manter assiduidade;
    • ampliar imagens com escâner e/ou máquina fotográfica;
    • operar gravadora eletromecânica;
    • conferir provas heliográficas;
    • verificar condições da matriz e do negativo;
    • identificar viabilidade econômica e técnica do projeto;
    • cumprir normas de segurança, meio ambiente e procedimentos de trabalho;
    • posicionar montagem sobre a chapa;
    • entintar matriz;
    • selecionar matrizes e suporte;
    • agir com zelo;
    • retocar filmes;
    • retocar matriz serigráfica;
    • confeccionar montagem final (analógica ou digital) de acordo com o processo de impressão;
    • efetuar acabamento na chapa;
    • elaborar projeto;
    • utilizar equipamento de proteção individual;
    • gravar cilindro (por processo químico);
    • dar provas de acuidade métrica;
    • revelar filmes (manualmente ou na processadora);
    • analisar características dos originais;
    • posicionar suporte no registro;
    • reduzir imagens com escâner e/ou máquina fotográfica;
    • organizar-se;
    • gravar matriz (manualmente ou na processadora);
    • ilustrar textos;
    • manifestar dinamismo;
    • retocar cilindro;
    • verificar as condições da matriz e do fotolito;
    • verificar as condições dos equipamentos;
    • confeccionar gabaritos;
    • sensibilizar chapa com emulsão fotossensível;
    • definir características da programação visual gráfica (cor, formato, gramatura);
    • abrir arquivo digital para impressão da prova;
    • formatar textos;
    • confeccionar prova digital;
    • evidenciar acuidade visual;
    • requisitar material para o setor responsável;
    • definir características de impressão para prova (formato, papel, impressora);
    • gravar matriz serigráfica;
    • diagramar textos;
    • definir tamanho da lombada;
    • secar matriz para acabamento final;
    • elaborar orçamento;
    • operar copiadora;
    • gravar com ácido;
    • demonstrar habilidade motora;
    • identificar pedido do cliente;
    • definir matéria-prima;


    Setores que mais contratam Operador de sistemas de prova (analógico e digital) no mercado de trabalho

    • Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros
    • Serviços de pré-impressão
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Fabricação de embalagens de material plástico
    • Impressão de material para outros usos
    • Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática
    • Fabricação de outros produtos têxteis não especificados anteriormente
    • Fabricação de produtos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado para uso comercial e de escritório, exceto formulário contínuo
    • Administração pública em geral
    • Impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: