Salário para o cargo de Operador de moinhos (argila)
CBO 8231-15 > Operadores na preparação de massas para abrasivo, vidro, cerâmica, porcelana e materiais de construção

Operador de moinhos (argila) - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Preparam máquinas e equipamentos, aditivos, barbotina, massa cerâmica e de vidro, esmaltes e tintas cerâmicas. Produzem ligas aglomerantes e misturas abrasivas e monitoram a produção de aditivos, barbotinas, esmaltes, tintas, massa cerâmica, massa de vidro e abrasivos. Trabalham seguindo normas de qualidade, segurança, higiene, saúde e proteção ao meio ambiente.

Quanto ganha um Operador de moinhos (argila)

Um Operador de moinhos (argila) trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.269,93 e R$ 3.152,16, com a média salarial de R$ 1.698,12 e o salário mediana em R$ 1.527,45 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Operador de moinhos (argila)

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.698,12 20.377,40 424,53 7,77
1º Quartil 1.269,93 15.239,22 317,48 5,81
Salário Mediana 1.527,45 18.329,40 381,86 6,99
3º Quartil 2.403,97 28.847,67 600,99 11,01
Teto Salarial 3.152,16 37.825,94 788,04 14,43


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores de instalações siderúrgicas e de materiais de construção
      • Trabalhadores de instalações e equipamentos de material de construção, cerâmica e vidro
        • Operadores na preparação de massas para abrasivo, vidro, cerâmica, porcelana e materiais de construção

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Tijucas - SC 1.469 - 2.195 1.578,48 1.469,23 1.527,45 1.812,22 2.195,02
Santa Gertrudes - SP 1.930 - 4.380 2.469,68 1.929,80 1.938,20 3.616,25 4.380,11
Cordeirópolis - SP 1.906 - 3.600 2.278,67 1.906,01 2.015,73 2.972,40 3.600,26
Taboão da Serra - SP 1.566 - 3.420 2.045,28 1.566,30 1.955,70 2.823,78 3.420,25
São Mateus - ES 1.066 - 1.326 1.081,46 1.066,06 1.082,40 1.094,97 1.326,26
São Bento do Sul - SC 1.317 - 1.679 1.341,60 1.317,36 1.333,20 1.386,00 1.678,76
Marechal Deodoro - AL 1.096 - 1.357 1.115,10 1.096,14 1.120,16 1.120,16 1.356,77
Japura - PR 1.580 - 1.914 1.580,00 1.580,00 1.580,00 1.580,00 1.913,74
Pirapora - MG 1.338 - 1.642 1.341,68 1.337,96 1.337,96 1.355,31 1.641,59
Criciúma - SC 1.632 - 3.090 2.062,54 1.632,49 2.081,74 2.550,79 3.089,59
Limeira - SP 1.981 - 3.449 2.396,98 1.980,50 2.464,80 2.847,40 3.448,86
Canarana - MT 1.280 - 1.899 1.459,92 1.280,00 1.532,25 1.567,50 1.898,60
Rio Claro - SP 1.899 - 2.582 2.051,66 1.899,33 2.101,93 2.131,37 2.581,58
Várzea Paulista - SP 1.658 - 2.008 1.658,08 1.658,08 1.658,08 1.658,08 2.008,32
Maracanaú - CE 1.439 - 2.104 1.513,77 1.439,24 1.439,24 1.737,34 2.104,32
Serrania - MG 1.045 - 1.266 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.265,74
Cesário Lange - SP 1.530 - 1.927 1.539,89 1.529,71 1.529,71 1.590,79 1.926,81
Riachão do Jacuípe - BA 1.045 - 1.266 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.045,00 1.265,74
Descalvado - SP 1.180 - 1.479 1.213,04 1.180,00 1.221,30 1.221,30 1.479,28
Campo Limpo de Goiás - GO 1.045 - 1.332 1.067,00 1.045,00 1.045,00 1.100,00 1.332,35


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Santa Catarina 1.433 - 2.254 1.580,78 1.433,29 1.527,45 1.860,65 2.253,67
São Paulo 1.606 - 3.801 2.222,55 1.606,06 1.990,50 3.138,50 3.801,45
Minas Gerais 1.045 - 1.870 1.295,74 1.045,00 1.337,96 1.543,71 1.869,79
Espírito Santo 1.066 - 1.339 1.083,96 1.066,06 1.082,40 1.105,20 1.338,65
Alagoas 1.096 - 1.357 1.115,10 1.096,14 1.120,16 1.120,16 1.356,77
Paraná 1.500 - 1.914 1.562,23 1.500,05 1.580,00 1.580,00 1.913,74
Mato Grosso 1.244 - 1.899 1.426,60 1.244,48 1.497,00 1.567,50 1.898,60
Ceará 1.439 - 2.115 1.540,64 1.439,24 1.439,24 1.746,47 2.115,38
Bahia 1.045 - 1.360 1.064,38 1.045,00 1.045,00 1.122,51 1.359,62
Goiás 1.045 - 1.520 1.094,57 1.045,00 1.072,00 1.255,00 1.520,09
Pernambuco 1.200 - 1.833 1.412,80 1.200,00 1.500,00 1.513,00 1.832,59


Principais locais de trabalho

Operadores na preparação de massas para abrasivo, vidro, cerâmica, porcelana e materiais de construção atuam na fabricação de produtos de minerais não metálicos, produtos químicos e de materiais de construção como empregados com carteira assinada. Organizam-se em grupos, desenvolvendo trabalhos em série, sob supervisão ocasional. Trabalham em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). Algumas atividades são desenvolvidas em grandes alturas ou em ambiente subterrâneo. Podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso, altas temperaturas, poeira e umidade.


O que é preciso para trabalhar na área dos Operadores na preparação de massas para abrasivo, vidro, cerâmica, porcelana e materiais de construção

Para o exercício desse cargo requer-se entre a quarta e a oitava séries do ensino fundamental. A qualificação profissional ocorre com a experiência prática no próprio local de trabalho e o pleno desempenho das atividades é alcançado entre um e dois anos de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Operador de moinhos (argila)

Operadores na preparação de massas para abrasivo, vidro, cerâmica, porcelana e materiais de construção devem:

  • trabalhar com segurança;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar máquinas e equipamentos;
  • produzir ligas aglomerantes e misturas abrasivas;
  • preparar esmaltes e tintas cerâmicas;
  • monitorar a produção de aditivos, barbotinas, esmaltes, tintas, massa cerâmica, vidros e abrasivos;
  • preparar aditivos, barbotina, massa cerâmica e de vidro;

  • Atividades

    • realizar manutenção rotineira;
    • identificar matérias-primas;
    • utilizar equipamentos de proteção;
    • avaliar estoque de matérias-primas, massas, barbotinas, aditivos, esmaltes e tintas;
    • interpretar formulações;
    • controlar tempo de moagem e mistura;
    • misturar aglomerantes, grãos abrasivos e aditivos;
    • moer matérias-primas;
    • registrar características do produto quanto a validade, componentes e data de produção;
    • dosar matérias-primas;
    • alimentar tanques e vascas;
    • homogeneizar ligas aglomerantes;
    • limpar máquinas e equipamentos;
    • abastecer silos;
    • controlar umidade da massa;
    • atomizar barbotina;
    • controlar a quantidade de elementos de moagem e tempo de operação de moinhos;
    • misturar componentes da massa;
    • descarregar moinhos;
    • realizar análises granulométricas;
    • peneirar a mistura da massa e da barbotina;
    • abastecer moinhos;
    • demonstrar habilidade manual;
    • utilizar procedimentos e normas;
    • utilizar normas de preservação do meio ambiente e de segurança;
    • agir com flexibilidade;
    • controlar densidade, viscosidade e resíduos;
    • demonstrar sociabilidade;
    • corrigir bases de esmaltes e tintas;
    • armazenar ligas aglomerantes e massas abrasivas;
    • realizar ensaios de aplicações e liberação de esmaltes;
    • evidenciar criatividade;
    • trocar bicos de atomizadores;
    • distinguir situações de riscos;
    • agir de forma objetiva;
    • colorir esmaltes;
    • registrar dados de produção;
    • peneirar esmaltes e tintas;
    • alimentar misturador de ligas aglomerantes;
    • verificar condições de uso de máquinas e equipamentos;
    • moer ligas aglomerantes;
    • controlar níveis de óleos nos sistemas hidráulicos;
    • evidenciar capacidade de auto-organização;
    • colorir massas e barbotinas;
    • conferir especificações de matérias-primas;
    • carregar moinho com elementos de moagem (seixos, bolas de alumina);
    • peneirar ligas aglomerantes;
    • programar máquinas e equipamentos;
    • descarregar silos;
    • trocar malhas de peneiras;
    • corrigir coloração de esmaltes e tintas;
    • abastecer atomizador;
    • controlar tempo e velocidade de homogeneização da mistura abrasiva;
    • homogeneizar tintas;
    • medir umidade de matérias-primas;
    • tomar iniciativa;
    • selecionar matérias-primas;
    • moer compostos e componentes de esmaltes;
    • descarregar elementos de moagem do moinho (seixos, bolas de alumina);
    • classificar elementos de moagem do moinho (seixos, bolas de alumina);
    • agir com responsabilidade;
    • controlar entrada e saída de liga aglomerante em moinhos;
    • participar de programas de segurança e saúde ocupacional;
    • cooperar com outras pessoas;


    Setores que mais contratam Operador de moinhos (argila) no mercado de trabalho

    • Fabricação de azulejos e pisos
    • Fabricação de produtos cerâmicos não-refratários não especificados anteriormente
    • Fabricação de artefatos de cerâmica e barro cozido para uso na construção, exceto azulejos e pisos
    • Produção de ferroligas
    • Fabricação de produtos cerâmicos refratários
    • Comércio varejista de cal, areia, pedra britada, tijolos e telhas
    • Atividades de apoio à extração de minerais não-metálicos
    • Fabricação de material sanitário de cerâmica
    • Fabricação de papel
    • Extração de argila e beneficiamento associado




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Instrutor educacional
    Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei

    Instrutor educacional

    Salário para o cargo de Estalageiro
    Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

    Estalageiro