Salário para o cargo de Filigraneiro
Artesãos de metais preciosos e semipreciosos > CBO 7511-25

Filigraneiro - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Fundem, conformam e recozem metais preciosos e semi-preciosos. Realizam gravações e controlam a qualidade de processos de transformação de metais preciosos e semi-preciosos. Executam manutenções produtivas em máquinas, equipamentos e ferramentas. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e preservação ambiental.

Quanto ganha um Filigraneiro

Um Filigraneiro trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.191,57 e R$ 2.767,79, com a média salarial de R$ 1.523,51 e o salário mediana em R$ 1.292,44 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Filigraneiro

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.523,51 18.282,12 380,88 6,98
1º Quartil 1.191,57 14.298,81 297,89 5,46
Salário Mediana 1.292,44 15.509,28 323,11 5,92
3º Quartil 2.110,83 25.329,98 527,71 9,67
Teto Salarial 2.767,79 33.213,43 691,95 12,68


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Joalheiros, vidreiros, ceramistas
      • Joalheiros e ourives
        • Artesãos de metais preciosos e semipreciosos

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Limeira - SP 1.193 - 1.930 1.308,51 1.192,99 1.205,60 1.593,83 1.930,50
São Paulo - SP 1.352 - 4.765 2.267,70 1.351,75 1.850,00 3.934,11 4.765,12
São José do Rio Preto - SP 1.197 - 2.915 1.634,51 1.196,93 1.400,00 2.406,83 2.915,23
Rio de Janeiro - RJ 1.344 - 4.985 2.392,43 1.344,21 1.971,82 4.115,99 4.985,42
Goiânia - GO 1.117 - 1.804 1.250,41 1.116,63 1.201,26 1.489,21 1.803,78
Belo Horizonte - MG 1.107 - 3.420 1.760,46 1.106,84 1.512,64 2.823,61 3.420,04
Franca - SP 1.287 - 1.755 1.328,47 1.287,50 1.292,44 1.448,59 1.754,58
Curitiba - PR 1.278 - 3.298 1.848,48 1.277,68 1.524,60 2.722,48 3.297,55
Manaus - AM 1.080 - 2.892 1.435,64 1.080,00 1.172,68 2.387,37 2.891,65
Porto Alegre - RS 1.262 - 2.449 1.456,02 1.261,75 1.261,75 2.021,59 2.448,61
Governador Valadares - MG 1.081 - 2.212 1.280,77 1.081,00 1.168,00 1.826,49 2.212,30
Piedade de Caratinga - MG 1.045 - 1.324 1.074,27 1.045,00 1.085,55 1.092,78 1.323,60
Cotia - SP 1.442 - 2.083 1.573,12 1.441,57 1.526,37 1.720,00 2.083,32
Paranavaí - PR 1.289 - 1.737 1.321,44 1.289,20 1.289,20 1.434,26 1.737,22
Juazeiro do Norte - CE 1.045 - 1.361 1.078,47 1.045,00 1.091,00 1.124,00 1.361,42
Assis - SP 1.296 - 2.365 1.495,73 1.296,22 1.376,80 1.952,90 2.365,41
Atibaia - SP 1.289 - 2.402 1.495,99 1.288,74 1.350,00 1.982,72 2.401,53
Guaporé - RS 1.274 - 2.559 1.556,99 1.274,00 1.478,50 2.112,80 2.559,09
Teresópolis - RJ 1.098 - 1.459 1.131,30 1.097,98 1.114,29 1.204,30 1.458,68
Pirassununga - SP 1.527 - 2.847 1.869,31 1.526,67 1.850,00 2.350,57 2.847,08


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.193 - 2.697 1.503,43 1.193,43 1.292,44 2.226,55 2.696,86
Minas Gerais 1.062 - 2.792 1.474,35 1.062,39 1.168,00 2.304,94 2.791,82
Rio de Janeiro 1.172 - 4.515 2.085,35 1.171,58 1.682,50 3.727,20 4.514,50
Rio Grande do Sul 1.244 - 2.964 1.605,26 1.243,50 1.370,00 2.447,47 2.964,45
Goiás 1.114 - 1.821 1.253,57 1.114,00 1.215,57 1.503,39 1.820,95
Paraná 1.239 - 3.192 1.693,63 1.239,47 1.401,50 2.635,50 3.192,20
Santa Catarina 1.310 - 3.255 1.731,12 1.310,35 1.500,00 2.687,71 3.255,43
Amazonas 1.080 - 2.892 1.435,64 1.080,00 1.172,68 2.387,37 2.891,65
Ceará 1.045 - 1.424 1.102,11 1.045,00 1.100,00 1.175,29 1.423,55
Mato Grosso 1.051 - 4.408 1.808,76 1.051,00 1.300,00 3.639,40 4.408,15
Espírito Santo 1.129 - 2.584 1.443,42 1.128,90 1.200,00 2.133,03 2.583,58
Rondônia 1.045 - 3.204 1.524,78 1.045,00 1.178,53 2.645,00 3.203,70
Distrito Federal 1.123 - 3.020 1.595,82 1.123,00 1.500,00 2.493,50 3.020,20
Sergipe 1.045 - 1.350 1.081,86 1.045,00 1.093,00 1.114,86 1.350,35
Bahia 1.045 - 2.441 1.376,25 1.045,00 1.120,71 2.015,29 2.440,98
Mato Grosso do Sul 1.195 - 3.331 1.672,56 1.195,00 1.348,23 2.750,00 3.330,88
Pará 1.185 - 1.938 1.341,42 1.185,00 1.280,71 1.600,00 1.937,97
Rio Grande do Norte 1.045 - 2.422 1.290,95 1.045,00 1.089,67 2.000,00 2.422,46
Paraíba 1.110 - 2.422 1.436,67 1.110,00 1.200,00 2.000,00 2.422,46
Tocantins 1.088 - 2.363 1.362,80 1.087,68 1.087,68 1.950,98 2.363,09


Principais locais de trabalho

Artesãos de metais preciosos e semipreciosos atuam na lapidação de pedras preciosas e semi-preciosas, na fabricação de artefatos de ourivesaria e joalheria, na confecção de acessórios para vestuários e na fabricação de produtos de metal. São empregados com carteira assinada, trabalham em equipe com supervisão permanente, em ambiente fechado e no horário diurno. Eventualmente, permanecem expostos a materiais tóxicos e ruído intenso. O fundidor (ourivesaria e joalheria) pode ficar exposto a altas temperaturas.


O que é preciso para trabalhar na área dos Artesãos de metais preciosos e semipreciosos

Para o exercício desse cargo requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional com carga horária diferenciada: em torno de quatrocentas horas-aula, para o ourives, e até duzentas horas-aula, para os demais. O pleno desempenho das atividades do ourives ocorre por volta de cinco anos de experiência profissional. Para os demais, entre um e dois anos. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Filigraneiro

Artesãos de metais preciosos e semipreciosos devem:

  • recozer materiais preciosos semipreciosos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • fundir metais preciosos e semipreciosos;
  • realizar gravações em metais preciosos e semipreciosos;
  • realizar manutenção produtiva de máquinas, equipamentos e ferramentas;
  • controlar a qualidade dos processos de transformação de metais preciosos e semipreciosos;
  • conformar metais preciosos e semipreciosos;

  • Atividades

    • demonstrar capacidade de atenção concentrada;
    • conferir quantidade de peças recebidas;
    • preparar mistura para revestimento de moldes e cera;
    • demonstrar senso crítico;
    • alimentar moldes com material fundido;
    • entalhar superfícies de peças;
    • trefilar materiais;
    • limpar máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • mostrar objetividade;
    • demonstrar sociabilidade;
    • evidenciar capacidade criativa;
    • avaliar propriedades físicas de materiais;
    • escoar cera dos tubos de revestimentos;
    • evidenciar senso de orientação para detalhes;
    • controlar o tempo de recozimento;
    • demonstrar coordenação motora fina;
    • retirar revestimento de peças fundidas;
    • recozer material dos tubos de revestimentos;
    • limpar superfície de peças fundidas;
    • limpar materiais;
    • regular temperatura do molde metálico de acordo com o material para fundição;
    • resfriar peças fundidas;
    • fixar peças para gravação;
    • demonstrar senso de organização;
    • comparar superfícies gravadas com amostras e desenhos;
    • conferir o peso do material recebido;
    • ajustar máquinas e equipamentos;
    • abastecer equipamento de fundição com metais e ligas;
    • separar peças fundidas da árvore de fundição;
    • rebaixar extremidades de materiais para trefilação;
    • controlar temperaturas de fusão e recozimento;
    • demonstrar responsabilidade;
    • inspecionar superfícies e formas de materiais;
    • verificar condições de funcionamento de máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • comparar resultados dos processos de conformação de materiais com especificações técnicas;
    • controlar dimensões de materiais conformados;
    • moldar peças de cera um tubos de revestimento;
    • interpretar desenhos de peças;
    • determinar a sequência de processos de conformação e recozimeto;
    • lubrificar máquinas e equipamentos;
    • solicitar manutenção corretiva de máquinas, equipamentos e ferramentas;
    • recolher resíduos;
    • aquecer os materiais;
    • afiar ferramentas manuais de corte;
    • extrair peças fundidas de moldes metálicos;
    • laminar materiais;
    • resfriar materiais;
    • avaliar características químicas de materiais;


    Setores que mais contratam Filigraneiro no mercado de trabalho

    • Fabricação de bijuterias e artefatos semelhantes
    • Fabricação de artefatos de joalheria e ourivesaria
    • Comércio varejista de artigos de joalheria
    • Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos
    • Reparação de jóias
    • Comércio atacadista de jóias, relógios e bijuterias, inclusive pedras preciosas e semipreciosas lapidadas
    • Comércio varejista de artigos de relojoaria
    • Fabricação de outros produtos de metal não especificados anteriormente
    • Comércio varejista de artigos de óptica
    • Fabricação de estruturas pré-moldadas de concreto armado, em série e sob encomenda




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Escultor
    Artistas visuais, desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais

    Escultor

    Salário para o cargo de Estalageiro
    Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

    Estalageiro