Salário para o cargo de Costureiro de calçados a máquina
CBO 7642-05 > Operadores de máquinas de costurar e montar calçados

Costureiro de calçados a máquina - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Preparam máquinas e peças para costurar calçados, costuram peças para fabricação de calçados, prepararam máquinas e peças para montagem de calçados e montam calçados. Mantêm máquinas e equipamentos em condições de uso.

Quanto ganha um Costureiro de calçados a máquina

Um Costureiro de calçados a máquina trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.209,93 e R$ 2.267,85, com a média salarial de R$ 1.427,99 e o salário mediana em R$ 1.420,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Costureiro de calçados a máquina

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.427,99 17.135,89 357,00 6,51
1º Quartil 1.209,93 14.519,12 302,48 5,52
Salário Mediana 1.420,00 17.040,00 355,00 6,47
3º Quartil 1.729,56 20.754,67 432,39 7,88
Teto Salarial 2.267,85 27.214,15 566,96 10,34


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas
      • Trabalhadores da confecção de calçados
        • Operadores de máquinas de costurar e montar calçados

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Nova Serrana - MG 1.334 - 2.260 1.600,95 1.333,63 1.592,89 1.866,26 2.260,47
Franca - SP 1.427 - 2.431 1.742,22 1.426,86 1.765,82 2.007,28 2.431,28
Birigui - SP 1.224 - 1.966 1.426,73 1.223,64 1.446,34 1.623,13 1.965,98
Sapiranga - RS 1.230 - 2.040 1.465,24 1.230,39 1.491,60 1.683,98 2.039,68
Horizonte - CE 1.059 - 1.341 1.076,28 1.059,49 1.069,43 1.106,88 1.340,68
Parobe - RS 1.340 - 1.937 1.470,31 1.339,86 1.478,40 1.599,35 1.937,19
Rolante - RS 1.397 - 2.093 1.568,79 1.397,16 1.574,10 1.728,20 2.093,25
Campo Bom - RS 1.319 - 2.048 1.482,13 1.318,65 1.474,00 1.690,97 2.048,15
Perdigão - MG 1.590 - 2.569 1.890,21 1.589,89 1.936,95 2.120,64 2.568,59
Novo Hamburgo - RS 1.298 - 2.187 1.495,85 1.297,62 1.408,00 1.805,58 2.186,97
Igrejinha - RS 1.279 - 2.052 1.489,97 1.278,55 1.504,80 1.694,27 2.052,15
Nova Hartz - RS 1.253 - 1.718 1.323,17 1.253,30 1.306,80 1.418,10 1.717,65
Camacan - BA 1.045 - 1.333 1.065,78 1.045,00 1.045,00 1.100,14 1.332,52
Santo Antônio da Patrulha - RS 1.272 - 1.837 1.363,57 1.272,35 1.324,40 1.516,45 1.836,78
São João Batista - SC 1.325 - 2.139 1.542,26 1.325,06 1.521,43 1.765,78 2.138,76
Itapetinga - BA 1.046 - 1.342 1.072,38 1.046,23 1.047,00 1.108,00 1.342,04
Dois Irmãos - RS 1.365 - 1.960 1.470,11 1.365,33 1.430,00 1.618,03 1.959,80
Imbituva - PR 1.370 - 2.128 1.570,38 1.369,64 1.550,00 1.757,06 2.128,21
Jau - SP 1.230 - 2.529 1.638,50 1.229,74 1.600,00 2.087,99 2.529,03
Ibicui - BA 1.077 - 1.342 1.100,25 1.076,60 1.108,00 1.108,00 1.342,04


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Rio Grande do Sul 1.242 - 2.028 1.443,56 1.242,17 1.430,00 1.674,03 2.027,64
Minas Gerais 1.151 - 2.287 1.536,67 1.150,77 1.569,00 1.887,76 2.286,51
São Paulo 1.227 - 2.331 1.548,71 1.226,67 1.500,00 1.924,78 2.331,35
Bahia 1.046 - 1.367 1.089,17 1.045,73 1.100,00 1.128,85 1.367,29
Ceará 1.052 - 1.345 1.076,08 1.052,10 1.069,43 1.110,06 1.344,54
Santa Catarina 1.232 - 2.165 1.460,20 1.231,86 1.412,82 1.787,49 2.165,06
Paraná 1.347 - 2.142 1.553,51 1.347,32 1.550,00 1.768,85 2.142,49
Sergipe 1.045 - 1.278 1.047,61 1.045,00 1.045,00 1.055,45 1.278,39
Espírito Santo 1.098 - 1.449 1.134,83 1.098,32 1.117,00 1.196,22 1.448,90
Mato Grosso do Sul 1.267 - 1.859 1.350,37 1.266,59 1.296,40 1.534,62 1.858,78
Paraíba 1.045 - 1.459 1.086,95 1.045,00 1.045,00 1.204,79 1.459,28
Goiás 1.069 - 1.797 1.245,28 1.068,76 1.203,60 1.483,78 1.797,20
Rio de Janeiro 1.246 - 1.796 1.327,52 1.246,00 1.246,00 1.482,60 1.795,77
Pernambuco 1.168 - 1.477 1.197,95 1.167,50 1.200,00 1.219,74 1.477,38
Distrito Federal 1.186 - 1.817 1.332,20 1.186,00 1.260,00 1.500,00 1.816,85
Rio Grande do Norte 1.045 - 1.913 1.237,87 1.045,00 1.100,00 1.579,26 1.912,85


Principais locais de trabalho

Operadores de máquinas de costurar e montar calçados trabalham na fabricação de artefatos de couro, artigos de viagem, calçados, borracha e plástico. Possuem vínculo formal de trabalho e se organizam em células de produção ou trabalho em linha (seqüencial), sob supervisão permanente. Trabalham em ambientes fechados, nos horários diurnos. Em algumas atividades estão sujeitos expostos expostos a ruídos e à inalação de materiais tóxicos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Operadores de máquinas de costurar e montar calçados

Para exercer essas ocupações requer-se escolaridade de quarta a sétima séries do ensino fundamental. A experiência varia de acordo com a ocupação. O desempenho pleno das atividades dos costureiros de calçados ocorre após dois ou três anos de prática. Para os montadores de calçados, o pleno desempenho ocorre entre três e quatro anos de experiência. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Costureiro de calçados a máquina

Operadores de máquinas de costurar e montar calçados devem:

  • trabalhar com segurança;
  • preparar máquinas para montagem de calçados;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar peças para montagem de calçados;
  • montar calçados;
  • manter máquinas e equipamentos em condições de uso;
  • costurar peças para fabricação de calçados;
  • preparar máquinas para costurar calçados;
  • preparar peças para costura;

  • Atividades

    • montar traseiro;
    • regular dispositivo para arremates e corta-fios;
    • ajustar pinças;
    • montar peças com gabaritos;
    • montar laterais;
    • lubrificar máquinas e equipamentos;
    • controlar pressão de rodízios;
    • demonstrar capacidade de organização;
    • manter postura física;
    • ajustar máquinas e equipamentos;
    • trocar agulhas;
    • efetuar virado (dobração) de peças;
    • controlar temperatura na aplicação de adesivos;
    • unir peças de calçados com costura;
    • interpretar fichas técnicas de produção;
    • fixar refilador;
    • marcar peças com gabaritos;
    • abastecer máquinas com adesivos ou pregos;
    • encher bobinas com linhas;
    • identificar fôrmas;
    • fixar cabedais em fôrmas;
    • costurar cordões em cabedais;
    • solicitar a manutenção de máquinas e equipamentos;
    • montar bicos;
    • conferir numeração, lados e tonalidade de peças;
    • regular pontos;
    • operar máquinas para montagem de calçados;
    • revisar traseiro;
    • demonstrar criatividade;
    • costurar cabedais em palmilhas;
    • conferir numeração e lados de cabedais;
    • aplicar amaciantes;
    • trocar linhas;
    • interpretar normas de segurança no trabalho;
    • trocar cintas;
    • usar equipamentos de proteção individual;
    • demonstrar capacidade de adaptação;
    • regular tensão de linhas;
    • costurar nervuras com duas agulhas;
    • revisar bicos;
    • aplicar fitas;
    • demonstrar agilidade manual;
    • trabalhar em equipe;
    • conformar peças;
    • refilar peças;
    • arrematar peças;
    • unir peças para costura com adesivos;
    • limpar máquinas e equipamentos;
    • utilizar ferramentas adequadas;
    • ajustar pressão de máquinas de montar calçados;
    • ajustar altura de agulhas;
    • identificar condições inseguras;
    • regular o tempo de colagem das máquinas de montar calçados;
    • operar máquinas de costura;
    • debruar peças;
    • fixar palmilhas de montagem em fôrmas;
    • demonstrar capacidade de concentração visual e auditiva;
    • regular guias;
    • forrar cabedal;
    • aplicar adesivos para montar laterais;
    • trocar navalhas do refilador;


    Setores que mais contratam Costureiro de calçados a máquina no mercado de trabalho

    • Fabricação de calçados de couro
    • Acabamento de calçados de couro sob contrato
    • Fabricação de calçados de material sintético
    • Fabricação de calçados de materiais não especificados anteriormente
    • Fabricação de tênis de qualquer material
    • Fabricação de partes para calçados, de qualquer material
    • Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida
    • Fabricação de artigos para viagem, bolsas e semelhantes de qualquer material
    • Fabricação de artefatos de couro não especificados anteriormente
    • Comércio varejista de calçados




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Gerente de pensionato
    Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

    Gerente de pensionato