Salário para o cargo de Sericultor - conta própria
CBO 6134-20 > Produtores de animais e insetos úteis

Sericultor - conta própria - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Manejam criação e produção e efetuam colheita de derivados de animais e insetos úteis, tais como: abelha, bicho-da-seda, minhoca e animais produtores de veneno, para produção de cera, mel, casulo, húmus, substâncias venenosas para vacinas etc. Produzem alimentos e controlam pragas e doenças, montam instalações, administram e comercializam produção oriunda dos referidos animais e insetos.

Quanto ganha um Sericultor - conta própria

Um Sericultor - conta própria trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.045,00 e R$ 2.303,87, com a média salarial de R$ 1.246,16 e o salário mediana em R$ 1.045,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Sericultor - conta própria

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.246,16 14.953,87 311,54 5,66
1º Quartil 1.045,00 12.540,00 261,25 4,75
Salário Mediana 1.045,00 12.540,00 261,25 4,75
3º Quartil 1.757,03 21.084,40 439,26 7,99
Teto Salarial 2.303,87 27.646,50 575,97 10,47


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca
    • Produtores na exploração agropecuária
      • Produtores em pecuária
        • Produtores de animais e insetos úteis

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Minas Gerais 1.045 - 1.899 1.132,08 1.045,00 1.045,00 1.567,50 1.898,60


Principais locais de trabalho

Produtores de animais e insetos úteis trabalham por conta própria e geralmente utilizam mão-de-obra familiar. Nos picos sazonais de coleta, podem contratar mão-de-obra temporária, que trabalha sob sua supervisão. Os criadores de insetos e animais produtores de veneno executam tarefas predominantemente administrativas e da gerência do negócio. A maioria dos criatórios são estatais e se concentra em institutos de pesquisa e produtores de soro. Neste caso, o plantel é predominantemente mantido por doações e reprodução. No caso de criatórios privados, o plantel é mantido exclusivamente por meio de reprodução, existindo uma preocupação comercial com o tempo de vida dos animais. Podem trabalhar tanto a céu aberto quanto em locais fechados, durante o dia. No exercício de algumas atividades, os minhocultores podem permanecer em posições desconfortáveis por longos perídos, ao passo que os apicultores estão sujeitos à exposição de fumaça.


O que é preciso para trabalhar na área dos Produtores de animais e insetos úteis

A escolaridade é hetorogênea, variando de nenhuma escolaridade para os sericultores a ensino fundamental para os apicultores e minhocultores. O conhecimento e as habilidades para a execução do trabalho são adquiridos no ambiente familiar, de geração para geração. Para os produtores de veneno, é exigido o ensino médio completo. Os apicultores levam de quatro a cinco anos para o pleno desempenho da profissão. Há ainda oferta de cursos livres, oferecidos por associações de criadores, institutos de pesquisa e instituições de formação profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Sericultor - conta própria

Produtores de animais e insetos úteis devem:

  • comercializar produção;
  • manejar criação de animais e insetos Úteis;
  • administrar produção;
  • efetuar colheita de derivados de animais e insetos Úteis;
  • montar instalações;
  • produzir alimentos para animais e insetos Úteis;
  • demonstrar competências pessoais;
  • controlar pragas e doenças;
  • manejar produção de derivados de animais e insetos Úteis;

  • Atividades

    • transportar colmeias (apicultura migratória);
    • definir finalidade da produção;
    • encher canteiros com composto;
    • instalar caça pólen;
    • decantar mel;
    • controlar alimentação;
    • selecionar variedade de amoreira;
    • verificar maturação do casulo do bicho-da-seda;
    • controlar ventilação;
    • limpar pólen;
    • substituir rainhas;
    • entregar casulos do bicho-da-seda na integradora;
    • armazenar mel, cera e pólen em temperatura ambiente;
    • desopercular favos de mel;
    • separar lagartas;
    • coletar veneno do coletor;
    • controlar temperatura;
    • cobrir canteiros;
    • construir canteiros de matrizes;
    • centrifugar favos de mel;
    • construir depósito de compostagem;
    • repor enxames;
    • instalar apiário;
    • coletar pólen do coletor;
    • reprocessar ceras;
    • planejar podas de inverno das amoreiras;
    • monitorar postura;
    • desidratar veneno de animais produtores de veneno;
    • aplicar cal hidratada na cama de criação do bicho-da-seda;
    • filtrar mel;
    • limpar instalações;
    • ensacar casulos do bicho-da-seda;
    • inocular matrizes;
    • armazenar húmus em local fechado ou lonado;
    • providenciar caixas para filhotes de serpentes;
    • substituir quadros;
    • plantar amoreira;
    • embalar produtos segundo destino;
    • preparar colmeias para produção de geleia real;
    • construir casa de mel;
    • revisar colmeias;
    • tratar doenças em colmeias;
    • construir barracão do bicho-da-seda;
    • distribuir lagartas de acordo com espaço;
    • retirar casulos do bosque;
    • acondicionar enxames para transporte;
    • armazenar geleia, veneno e própolis em freezer;
    • vistoriar canteiros contra predadores;
    • secar pólen;
    • limpar cama de criação do bicho-da-seda;
    • controlar luminosidade;
    • planejar pedidos de lagartas;
    • acondicionar cera para prevenção de traças;
    • liderar;
    • dar provas de criatividade;
    • transportar materiais, insumos e produtos;
    • pesar produção;
    • embalar húmus;
    • instalar melgueiras;
    • preparar armadilhas para prevenção de fuga de minhocas;
    • classificar própolis segundo tamanho e procedência;
    • desinfetar instalações;
    • providenciar proteção contra formigas em instalações;
    • realizar tratos culturais;
    • coar húmus;
    • construir canteiros de crescimento;
    • trabalhar em equipe;
    • instalar coletor de veneno;
    • construir viveiros para serpentes;
    • telar canteiros;
    • planejar produção;
    • acondicionar minhocas em embalagens de um litro;
    • interagir com o meio ambiente;
    • produzir rainhas;
    • construir depósitos de materiais e equipamentos;
    • classificar húmus segundo teor de matéria orgânica humificada, umidade, sílica e ph;
    • delegar funções;
    • colher ramas de amoreira;
    • classificar minhocas segundo matrizes, casulos e filhotes;
    • armazenar ramas de amoreira;
    • vistoriar produção de húmus e minhocas;
    • medicar plantel de serpentes com vermífugo;
    • limpar casulos;
    • equipar instalações;
    • elaborar cronograma dos canteiros;
    • pré-classificar casulos;
    • acondicionar rainha para transporte;
    • preparar alimentação artificial para animais e insetos úteis;
    • instalar coletor de própolis;
    • criar roedores para alimentação de serpentes;
    • construir canteiros de maternidade;
    • montar bebedouros para animais produtores de veneno;
    • construir depósitos de amoreiras;
    • interagir com a comunidade;
    • raspar própolis;
    • dedicar-se;
    • desinfetar equipamentos;
    • dimensionar instalações;
    • controlar receitas e despesas;
    • alocar áreas de floradas;
    • controlar umidade;
    • desinfetar corpo da lagarta;
    • coletar geleia real;
    • preparar material apícola;
    • fornecer água potável para serpentes;
    • contratar mão-de-obra segundo necessidades da produção;
    • preparar composto;
    • pesquisar mercado;
    • dimensionar tamanho da criação;
    • colher favos de mel;
    • fornecer equipamentos de segurança para manejo de animais e insetos úteis;
    • demonstrar atenção difusa;


    Setores que mais contratam Sericultor - conta própria no mercado de trabalho

    • Estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário
    • Criação de bovinos para corte
    • Laboratórios clínicos
    • Comércio varejista de madeira e artefatos
    • Serviços de instalação, manutenção e reparação de acessórios para veículos automotores
    • Confecção, sob medida, de roupas profissionais
    • Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - minimercados, mercearias e armazéns




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Caricaturista
    Artistas visuais, desenhistas industriais e conservadores-restauradores de bens culturais

    Caricaturista