Salário para o cargo de Ajudante de gasista
CBO 7241-30 > Encanadores e instaladores de tubulações

Ajudante de gasista - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Operacionalizam projetos de instalações de tubulações, definem traçados e dimensionam tubulações, especificam, quantificam e inspecionam materiais, preparam locais para instalações, realizam pré-montagem e instalam tubulações. Realizam testes operacionais de pressão de fluidos e testes de estanqueidade. Protegem instalações e fazem manutenções em equipamentos e acessórios.

Quanto ganha um Ajudante de gasista

Um Ajudante de gasista trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.169,09 e R$ 3.241,14, com a média salarial de R$ 1.719,20 e o salário mediana em R$ 1.607,19 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Ajudante de gasista

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.719,20 20.630,43 429,80 7,91
1º Quartil 1.169,09 14.029,08 292,27 5,38
Salário Mediana 1.607,19 19.286,28 401,80 7,40
3º Quartil 2.471,83 29.661,96 617,96 11,37
Teto Salarial 3.241,14 38.893,65 810,28 14,91


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores da transformação de metais e de compósitos
      • Trabalhadores de montagem de tubulações, estruturas metálicas e de compósitos
        • Encanadores e instaladores de tubulações

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo - SP 1.500 - 3.064 1.964,26 1.500,26 1.893,49 2.529,83 3.064,20
Rio de Janeiro - RJ 1.211 - 2.893 1.727,00 1.211,25 1.694,90 2.388,41 2.892,91
Cajamar - SP 1.196 - 2.402 1.463,66 1.196,44 1.214,42 1.982,85 2.401,69
Campinas - SP 1.643 - 3.178 2.013,79 1.643,04 1.841,67 2.624,02 3.178,29
Goiânia - GO 1.142 - 2.370 1.412,94 1.142,02 1.218,90 1.956,67 2.369,98
Santo André - SP 1.592 - 2.604 1.939,88 1.591,85 2.049,20 2.150,00 2.604,14
Itajaí - SC 1.296 - 2.334 1.532,18 1.295,56 1.460,00 1.926,80 2.333,80
Recife - PE 1.090 - 2.329 1.440,72 1.090,46 1.264,08 1.923,24 2.329,49
Fortaleza - CE 1.104 - 2.334 1.389,14 1.104,41 1.260,00 1.926,71 2.333,69
Curitiba - PR 1.305 - 2.990 1.770,54 1.304,63 1.700,00 2.468,73 2.990,20
Belo Horizonte - MG 1.096 - 5.209 2.138,45 1.096,00 1.488,00 4.300,48 5.208,87
Salvador - BA 1.068 - 3.248 1.792,65 1.067,74 1.700,00 2.681,82 3.248,30
Campo Grande - MS 1.092 - 1.826 1.251,54 1.092,43 1.235,85 1.507,51 1.825,94
Canoas - RS 1.189 - 3.323 1.641,88 1.189,11 1.302,40 2.743,26 3.322,72
Diadema - SP 1.164 - 2.280 1.350,15 1.163,80 1.163,80 1.882,77 2.280,47
Guarulhos - SP 1.200 - 4.535 2.131,77 1.200,00 1.841,67 3.744,40 4.535,33
São Gonçalo - RJ 1.154 - 1.951 1.334,69 1.154,46 1.259,77 1.611,00 1.951,30
Olinda - PE 1.136 - 2.581 1.635,85 1.135,84 1.606,00 2.130,56 2.580,60
Brasília - DF 1.086 - 2.679 1.537,64 1.086,38 1.514,10 2.211,58 2.678,73
Porto Alegre - RS 1.302 - 2.785 1.613,21 1.302,40 1.328,80 2.299,72 2.785,49


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.255 - 2.972 1.815,53 1.255,23 1.841,67 2.453,37 2.971,59
Rio de Janeiro 1.200 - 2.852 1.686,85 1.200,14 1.562,74 2.354,64 2.852,01
Rio Grande do Sul 1.186 - 2.671 1.525,71 1.186,16 1.372,91 2.205,36 2.671,20
Pernambuco 1.125 - 2.537 1.515,69 1.125,10 1.493,88 2.094,31 2.536,70
Santa Catarina 1.316 - 2.881 1.781,21 1.315,77 1.800,00 2.378,76 2.881,23
Minas Gerais 1.103 - 4.618 2.045,48 1.102,74 1.730,23 3.813,04 4.618,47
Paraná 1.232 - 3.208 1.737,65 1.232,20 1.548,88 2.648,19 3.207,57
Goiás 1.136 - 2.357 1.396,92 1.135,58 1.218,30 1.946,05 2.357,11
Bahia 1.066 - 4.571 2.036,42 1.065,58 1.700,00 3.773,73 4.570,86
Ceará 1.109 - 2.288 1.402,17 1.109,09 1.260,00 1.888,86 2.287,84
Espírito Santo 1.306 - 3.065 1.840,13 1.306,16 1.800,00 2.530,49 3.065,01
Mato Grosso do Sul 1.092 - 1.826 1.246,65 1.092,43 1.235,85 1.507,51 1.825,94
Distrito Federal 1.086 - 2.679 1.537,64 1.086,38 1.514,10 2.211,58 2.678,73
Paraíba 1.045 - 2.212 1.419,56 1.045,00 1.558,56 1.826,09 2.211,81
Amazonas 1.560 - 2.668 1.838,06 1.560,34 1.803,54 2.202,33 2.667,53
Alagoas 1.045 - 1.284 1.050,63 1.045,00 1.045,00 1.060,00 1.283,90
Piauí 1.385 - 3.606 2.055,38 1.385,00 1.552,00 2.977,46 3.606,39
Mato Grosso 1.126 - 2.519 1.420,03 1.126,29 1.370,00 2.080,00 2.519,36
Pará 1.461 - 2.273 1.733,58 1.461,11 1.752,97 1.876,36 2.272,70


Principais locais de trabalho

Encanadores e instaladores de tubulações atuam na construção civil, em empresas de eletricidade, gás e água quente, de captação, purificação e distribuição de água e de transporte aéreo e aquaviário. São empregados assalariados, com carteira assinada e, trabalham em equipe, sob supervisão permanente. Trabalham em horários diurnos, em locais fechados ou a céu aberto. Freqüentemente, são expostos a materiais tóxicos, altas temperaturas e ruídos.


O que é preciso para trabalhar na área dos Encanadores e instaladores de tubulações

Para atuar na maioria dessas ocupações requer-se de quarta a sétima série do ensino fundamental. Para os instaladores de tubulações de aeronaves a exigência é a conclusão do ensino médio. Os trabalhadores, também, devem ter cursos básicos profissionalizantes que variam de duzentas a quatrocentas horas-aula, dependendo da ocupação. A experiência para o pleno exercício das atividades também varia. Os encanadores, assentadores de canalização e instaladores de tubulações estão aptos com menos de um ano de experiência. Os instaladores de tubulações de embarcação, gás combustível e de vapor, exige-se de três a quatro anos de prática anterior. Para os instaladores de tubulações de aeronaves necessitam comprovar mais de cinco anos de experiência na área para o pleno exercício da profissão. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Ajudante de gasista

Encanadores e instaladores de tubulações devem:

  • instalar tubulações;
  • preparar local para instalação;
  • demonstrar competências pessoais;
  • redigir documentos;
  • realizar manutenção de equipamentos e acessórios;
  • pré-montar tubulações;
  • operacionalizar projeto de instalações de tubulações;
  • realizar teste de alta pressão (estanqueidade);
  • realizar testes operacionais;
  • proteger instalações;

  • Atividades

    • identificar com cores as tubulações conforme finalidade;
    • acondicionar materiais no local de instalação;
    • executar projeto;
    • identificar pressão do fluído;
    • determinar tempo de duração do teste conforme nbr;
    • isolar local de trabalho;
    • identificar materiais, equipamentos e instrumentos utilizados na solução das falhas ou defeitos;
    • manter-se atualizado com novas técnicas de instalações;
    • especificar materiais;
    • marcar local definido para instalação;
    • elaborar orçamentos e propostas;
    • emitir recibos e notas fiscais de serviços;
    • abrir paredes, lajes, pisos ou valas;
    • colar tubulações;
    • comunicar-se;
    • desativar sistemas de distribuição;
    • testar equipamentos operacionais;
    • vedar tubulações;
    • estudar projeto;
    • alinhar tubos conforme ângulo especificado;
    • testar pressão da água que vem da concessionária;
    • unir tubulações;
    • definir traçados das tubulações;
    • fixar redes;
    • pontear tubulações;
    • separar materiais conforme medidas e tipos;
    • redigir relatórios de serviços;
    • refazer teste;
    • encaixar conexões;
    • instalar manômetros na rede;
    • conferir validade dos materiais;
    • revestir tubulações;
    • analisar minúcias;
    • monitorar teste no manômetro e na rede;
    • pressurizar a rede;
    • vedar saídas das tubulações;
    • liberar rede para uso;
    • analisar causa das falhas ou defeitos;
    • inspecionar local;
    • tomar decisões rápidas;
    • testar tubulações de incêndio;
    • preencher requisições de materiais;
    • fixar suportes;
    • reativar sistemas de distribuição;
    • interligar redes a ramais (pontos de consumo);
    • distribuir tubulações;
    • drenar tubulações;
    • instalar proteção contra choque;
    • corrigir falhas na vedação;
    • cortar tubos;
    • encurvar tubos;
    • inspecionar materiais visualmente;
    • utilizar equipamentos de proteção individual;
    • demonstrar iniciativa;
    • testar reparos dos acessórios ou equipamentos;
    • substituir acessórios e equipamentos defeituosos ou fora do prazo de validade;
    • demonstrar habilidades numéricas;
    • frenar tubulações;
    • isolar tubulações;
    • dimensionar tubulações;
    • pintar tubulações;
    • quantificar materiais;
    • envelopar tubulações;
    • identificar falhas ou defeitos;
    • montar kilts;
    • assentar tubulações;
    • instalar acessórios e equipamentos;
    • identificar tubulações;
    • abrir roscas nas tubulações;
    • regular pressão nas tubulações;
    • trabalhar em equipe;
    • cobrir tubulações com areia;

    Setores que mais contratam Ajudante de gasista no mercado de trabalho

    • Instalações hidráulicas, sanitárias e de gás
    • Instalação e manutenção de sistemas centrais de ar condicionado, de ventilação e refrigeração
    • Medição de consumo de energia elétrica, gás e água
    • Serviços de engenharia
    • Construção de edifícios
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Outras obras de engenharia civil
    • Comércio atacadista de gás liqüefeito de petróleo (glp)
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas
    • Construção de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto e construções correlatas, exceto obras de irrigação




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque:

    Salário para o cargo de Gerente de pensão
    Gerentes de operações de serviços em empresa de turismo, de alojamento e alimentação

    Gerente de pensão