Salário para o cargo de Colhedor - em fábrica de vidro
CBO 7521-15 > Sopradores, moldadores e modeladores de vidros

Colhedor - em fábrica de vidro - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Planejam atividades de sopro e moldes de vidros e cristais, dando forma ao vidro incandescente, soprando, modelando e moldando-o, manualmente ou operando equipamentos de vidraria, para fabricar peças artístico-artesanais, materiais de laboratório, utilitários domésticos, embalagens, dentre outros. Controlam a qualidade do produto e do processo de produção e trabalham segundo as normas de qualidade, segurança no trabalho, saúde ocupacional e preservação ambiental.

Quanto ganha um Colhedor - em fábrica de vidro

Um Colhedor - em fábrica de vidro trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.420,48 e R$ 3.208,76, com a média salarial de R$ 1.850,00 e o salário mediana em R$ 1.843,20 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Colhedor - em fábrica de vidro

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.850,00 22.200,02 462,50 8,43
1º Quartil 1.420,48 17.045,78 355,12 6,47
Salário Mediana 1.843,20 22.118,40 460,80 8,40
3º Quartil 2.447,13 29.365,61 611,78 11,15
Teto Salarial 3.208,76 38.505,07 802,19 14,62


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Joalheiros, vidreiros, ceramistas
      • Vidreiros, ceramistas
        • Sopradores, moldadores e modeladores de vidros

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Ferraz de Vasconcelos - SP 1.357 - 3.134 1.763,00 1.357,18 1.427,80 2.587,58 3.134,15
Blumenau - SC 1.464 - 2.920 2.027,17 1.464,10 2.000,00 2.410,68 2.919,89
Pomerode - SC 1.671 - 3.125 2.016,12 1.670,61 2.015,03 2.579,79 3.124,72
Suzano - SP 1.509 - 2.965 1.942,86 1.509,00 1.932,00 2.447,67 2.964,69
Poa - SP 1.047 - 2.057 1.283,55 1.046,71 1.046,71 1.698,01 2.056,68
Garibaldi - RS 1.400 - 3.210 1.876,00 1.400,00 1.400,00 2.650,00 3.209,76
Mogi das Cruzes - SP 1.850 - 2.357 1.874,05 1.850,00 1.850,00 1.946,20 2.357,30


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.236 - 2.971 1.729,88 1.236,44 1.509,00 2.453,21 2.971,40
Santa Catarina 1.528 - 3.142 2.075,91 1.528,33 2.015,03 2.594,20 3.142,17
Rio Grande do Sul 1.400 - 3.197 1.918,15 1.400,00 1.519,50 2.639,62 3.197,18
Minas Gerais 1.045 - 1.956 1.221,00 1.045,00 1.200,00 1.615,00 1.956,14


Principais locais de trabalho

Sopradores, moldadores e modeladores de vidros atuam na fabricação de vidros. São empregados com carteira assinada trabalham em equipe (células de produção), com supervisão permanente, exceto o transformador de tubos de vidro que trabalha com supervisão ocasional. Estão expostos a altas temperaturas. Executam suas atividades em ambiente fechado e com rodízio de turnos (diurno/noturno), exceto o artesão modelador (vidros), que trabalha apenas em horário diurno.


O que é preciso para trabalhar na área dos Sopradores, moldadores e modeladores de vidros

Para o exercício desse cargo requer-se ensino médio concluído e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas- aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e cinco anos de experiência profissional, conforme a ocupação. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Colhedor - em fábrica de vidro

Sopradores, moldadores e modeladores de vidros devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • controlar qualidade do produto e do processo de produção;
  • planejar atividades de sopro e moldes de vidros e cristais;
  • operar equipamentos de vidrarias;
  • modelar vidros manualmente;
  • trabalhar com segurança;

  • Atividades

    • utilizar equipamentos de proteção individual (epi);
    • interpretar procedimentos operacionais das máquinas de fabricação e de transformação;
    • transportar matérias-primas e produtos de vidro e cristal de acordo com especificações de segurança;
    • comunicar sobre condições de riscos;
    • demonstrar criatividade;
    • interpretar ordens de serviços;
    • distribuir tarefas a equipe de trabalho;
    • verificar condições de uso dos moldes, equipamentos, ferramentas e local de trabalho;
    • selecionar moldes, equipamentos e ferramentas de trabalho;
    • elaborar relatórios de produção;
    • moldar vidros;
    • demonstrar dinamismo;
    • sequenciar atividades de trabalho;
    • requisitar matérias-primas;
    • demonstrar iniciativa;
    • dar tratamento termo-químico nos produtos;
    • controlar peso do produto;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • destacar peça da cana;
    • identificar não-conformidade no produto;
    • determinar abertura do molde;
    • orientar equipe quanto ao cumprimento do plano de produção;
    • autodesenvolver-se;
    • retirar peça do molde;
    • aplicar detalhes à peça;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • gerar curvas em blocos de vidro;
    • interpretar normas e procedimentos de segurança interna;
    • demonstrar destreza manual;
    • segregar produtos não-conformes;
    • dar forma à peça artesanalmente;
    • identificar falhas no processo de produção;
    • demonstrar flexibilidade;
    • soprar vidro em molde;
    • controlar cumprimento dos índices de produtividade;
    • fabricar conforme especificação do produto e do processo de produção;
    • polir blocos de vidro;
    • conferir viscosidade do vidro;
    • analisar informações decorrentes da troca de turnos e mudanças de processos de produção;
    • demonstrar senso de disciplina;
    • solicitar ações corretivas de não-conformidade do produto ou processo;
    • solicitar manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos;
    • posicionar cana no vidro incandescente;
    • corrigir anomalias no processo de produção;
    • sugerir melhorias no processo de produção;
    • dar acabamento em blocos de vidro;
    • corrigir anomalias no produto;
    • utilizar equipamentos segundo procedimentos operacionais;
    • pré-conformar o vidro;
    • demonstrar acuidade visual;
    • limpar local de trabalho;
    • avaliar condições de segurança dos equipamentos e local de trabalho;
    • controlar cumprimento do plano de produção;
    • analisar dimensões da peça;
    • coletar vidro;
    • produzir de acordo com normas de preservação ambiental;
    • ajustar equipamentos conforme processo de produção;
    • acondicionar produtos acabados;


    Setores que mais contratam Colhedor - em fábrica de vidro no mercado de trabalho

    • Fabricação de artigos de vidro
    • Comércio varejista especializado de peças e acessórios para aparelhos eletroeletrônicos para uso doméstico, exceto informática e comunicação
    • Fabricação de luminárias e outros equipamentos de iluminação
    • Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas
    • Comércio varejista de outros artigos de uso doméstico não especificados anteriormente
    • Locação de mão-de-obra temporária
    • Fabricação de instrumentos não-eletrônicos e utensílios para uso médico, cirúrgico, odontológico e de laboratório
    • Fabricação de vidro plano e de segurança
    • Fabricação de embalagens de material plástico
    • Comércio atacadista de vidros, espelhos e vitrais




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: