Salário para o cargo de Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas
CBO 8181-10 > Laboratoristas industriais auxiliares

Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas - Descrição, atividades, funções e salário do cargo

Planejam o trabalho de apoio do laboratório e preparam vidrarias e materiais similares. Preparam soluções e equipamentos de medição e ensaios e analisam amostras de insumos e matérias-primas. Organizam o trabalho conforme normas de segurança, saúde ocupacional e preservação ambiental.

Quanto ganha um Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas

Um Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas trabalhando no Brasil, ganha entre R$ 1.131,31 e R$ 4.684,56, com a média salarial de R$ 1.882,93 e o salário mediana em R$ 1.405,00 de acordo com pesquisa salarial junto ao Novo CAGED, Empregador Web e eSocial.


Faixas salariais do cargo de Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas

Salário Mensal Salário Anual Salário Por Semana Salário Por Hora
Média Salarial 1.882,93 22.595,12 470,73 8,70
1º Quartil 1.131,31 13.575,67 282,83 5,23
Salário Mediana 1.405,00 16.860,00 351,25 6,49
3º Quartil 3.572,65 42.871,76 893,16 16,51
Teto Salarial 4.684,56 56.214,74 1.171,14 21,65


Categorias profissionais do cargo

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais
    • Trabalhadores em indústrias de processos contínuos e outras indústrias
      • Operadores de operação unitária de laboratório (transversal para toda indústria de processos)
        • Laboratoristas industriais auxiliares

Cargos relacionados:



Salários nas cidades que mais contratam

Cidade Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
Pontal - SP 1.162 - 1.530 1.188,23 1.162,29 1.163,55 1.263,53 1.530,43
São Paulo - SP 1.248 - 3.056 1.713,37 1.247,77 1.552,00 2.522,96 3.055,88
Belo Horizonte - MG 1.089 - 2.087 1.325,38 1.089,48 1.272,40 1.722,73 2.086,62
Rio de Janeiro - RJ 1.172 - 2.898 1.626,18 1.172,20 1.492,00 2.392,91 2.898,37
Campinas - SP 1.388 - 2.850 1.734,06 1.387,96 1.552,00 2.352,96 2.849,98
Goiânia - GO 1.139 - 2.604 1.464,15 1.138,75 1.279,00 2.149,62 2.603,68
Porto Alegre - RS 1.251 - 2.306 1.504,48 1.251,12 1.435,00 1.903,81 2.305,95
Araxá - MG 1.246 - 2.317 1.488,26 1.246,04 1.400,00 1.913,30 2.317,45
Maringá - PR 1.427 - 1.897 1.477,36 1.426,82 1.458,00 1.566,05 1.896,85
Pontes e Lacerda - MT 1.514 - 1.938 1.555,27 1.514,24 1.553,44 1.600,10 1.938,09
Curitiba - PR 1.373 - 2.858 1.695,05 1.372,61 1.504,82 2.359,85 2.858,33
Uberlândia - MG 1.163 - 2.452 1.542,85 1.162,60 1.594,70 2.024,78 2.452,47
Barueri - SP 1.474 - 2.360 1.609,37 1.473,94 1.513,92 1.948,16 2.359,67
Cascavel - PR 1.103 - 1.976 1.271,60 1.103,20 1.177,42 1.631,26 1.975,83
Florianópolis - SC 1.392 - 2.763 1.687,43 1.392,06 1.506,41 2.280,80 2.762,57
Jaru - RO 1.228 - 1.593 1.259,18 1.228,11 1.247,00 1.315,26 1.593,09
Santo André - SP 1.349 - 2.325 1.523,08 1.348,79 1.401,00 1.919,40 2.324,83
Rio Verde - GO 1.153 - 2.308 1.392,08 1.152,89 1.224,00 1.905,51 2.308,01
Criciúma - SC 1.321 - 2.408 1.620,40 1.320,96 1.547,42 1.988,21 2.408,18
Brasília - DF 1.176 - 3.865 1.919,59 1.176,47 1.669,00 3.191,30 3.865,40


Remuneração nos estados

Estado Faixa Salarial Média Salarial 1º Quartil Salário Mediana 3º Quartil Maior Salário
São Paulo 1.182 - 8.131 2.735,82 1.181,54 1.550,00 6.713,09 8.131,09
Minas Gerais 1.099 - 2.236 1.392,35 1.098,91 1.299,90 1.846,41 2.236,43
Paraná 1.186 - 2.462 1.524,96 1.186,49 1.458,00 2.032,67 2.462,03
Rio Grande do Sul 1.198 - 2.485 1.517,26 1.198,22 1.401,40 2.051,81 2.485,21
Santa Catarina 1.284 - 2.533 1.598,65 1.283,89 1.503,00 2.091,52 2.533,31
Goiás 1.143 - 2.475 1.472,20 1.143,34 1.307,35 2.043,79 2.475,50
Mato Grosso 1.143 - 2.125 1.449,49 1.142,81 1.500,00 1.754,52 2.125,12
Rio de Janeiro 1.191 - 2.780 1.590,90 1.190,97 1.403,59 2.295,42 2.780,28
Bahia 1.073 - 2.368 1.401,43 1.072,56 1.285,55 1.954,67 2.367,55
Pará 1.084 - 2.437 1.396,86 1.083,70 1.256,00 2.011,97 2.436,95
Espírito Santo 1.045 - 2.382 1.328,29 1.045,00 1.127,53 1.966,93 2.382,41
Pernambuco 1.091 - 1.810 1.217,48 1.090,79 1.119,60 1.494,18 1.809,79
Rondônia 1.119 - 1.718 1.259,06 1.118,65 1.247,00 1.418,63 1.718,29
Mato Grosso do Sul 1.135 - 2.401 1.467,12 1.134,74 1.380,00 1.982,57 2.401,35
Paraíba 1.045 - 1.966 1.197,17 1.045,00 1.057,00 1.623,46 1.966,38
Alagoas 1.129 - 1.933 1.280,16 1.128,93 1.149,50 1.595,68 1.932,74
Maranhão 1.045 - 2.272 1.358,82 1.045,00 1.254,00 1.875,68 2.271,88
Ceará 1.105 - 2.283 1.389,86 1.104,60 1.211,10 1.884,90 2.283,05
Distrito Federal 1.176 - 3.865 1.919,59 1.176,47 1.669,00 3.191,30 3.865,40
Amazonas 1.103 - 1.672 1.208,84 1.102,68 1.188,50 1.380,30 1.671,86
Rio Grande do Norte 1.095 - 2.305 1.387,09 1.094,68 1.322,20 1.902,95 2.304,91
Tocantins 1.072 - 2.354 1.495,31 1.071,82 1.557,68 1.943,51 2.354,04
Amapá 1.086 - 2.139 1.356,35 1.085,50 1.274,49 1.766,27 2.139,35
Piauí 1.066 - 1.965 1.342,18 1.065,90 1.413,63 1.622,00 1.964,62
Roraima 1.045 - 1.889 1.212,09 1.045,00 1.170,21 1.559,83 1.889,31
Sergipe 1.093 - 3.620 1.644,48 1.093,00 1.250,00 2.988,42 3.619,66


Principais locais de trabalho

Laboratoristas industriais auxiliares profissionais nessa família CBO, exercem o cargo nos laboratórios de empresas farmoquímicas, farmacêuticas, de alimentos, de tratamento de água, bioquímicas e de celulose. São empregados com carteira assinada e trabalham em equipe, com supervisão permanente, em ambientes fechados, no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). Algumas atividades são exercidas sob pressão, ocasionando estresse. Podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos e radiação.


O que é preciso para trabalhar na área dos Laboratoristas industriais auxiliares

Para o exercício desse cargo requer-se ensino médio concluído e curso básico de qualificação profissional de duzentas a quatrocentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional. Os cargos listados nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos.


Funções e atividades do Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas

Laboratoristas industriais auxiliares devem:

  • analisar amostras;
  • preparar vidrarias e similares;
  • demonstrar competências pessoais;
  • organizar o trabalho conforme normas de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente;
  • planejar o trabalho de apoio do laboratório;
  • preparar equipamentos de medição e ensaios;
  • preparar soluções;

  • Atividades

    • executar testes, conforme procedimentos;
    • programar o suprimento de materiais;
    • misturar reagentes;
    • programar as etapas de trabalho;
    • armazenar vidrarias;
    • selecionar meios de cultura;
    • esterilizar vidrarias;
    • efetuar cálculos, conforme indicações do método de análise;
    • medir ph, condutividade e turbidez da água e solução;
    • filtrar solução;
    • selecionar métodos de análise;
    • desmontar acessórios;
    • verificar aferição de equipamentos;
    • agir com disciplina;
    • programar materiais, equipamentos e instrumentos;
    • identificar condição de uso de vidrarias;
    • tomar iniciativa;
    • emitir laudos;
    • medir reagentes (peso, volume);
    • montar acessórios;
    • secar vidrarias;
    • armazenar solução;
    • coletar amostras de insumos e matérias-primas;
    • ordenar bancadas de trabalho;
    • preencher fichas e formulários;
    • interpretar dados obtidos;
    • selecionar acessórios;
    • identificar tensão elétrica de equipamentos;
    • realizar procedimentos para preservação das características das amostras;
    • padronizar solução;
    • demonstrar senso de auto-organização;
    • identificar conteúdo na vidraria, com etiqueta e caneta-pincel;
    • exercer autocrítica;
    • manter o ambiente organizado, distribuindo os acessórios e equipamentos de forma organizada;
    • higienizar ambiente de trabalho;
    • demonstrar proatividade;
    • etiquetar materiais químicos e amostras para armazenamento;
    • despirogenizar vidrarias;
    • estabelecer relacionamento interpessoal;
    • etiquetar amostras;
    • demonstrar sociabilidade;
    • preparar amostras para análise, conforme procedimentos;
    • interpretar manual de operações;
    • selecionar vidrarias e equipamentos;
    • solicitar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • lavar vidrarias;
    • rotular solução;
    • manipular meios de cultura;
    • identificar vidrarias;
    • separar reagentes e soluções;
    • relacionar materiais, equipamentos e instrumentos;
    • interpretar instruções do plano de amostragem;
    • descartar resíduos;
    • organizar fichários e literaturas técnicas;
    • embalar vidrarias;
    • interpretar ordens de serviço programadas;
    • homogeneizar a solução;
    • esterilizar meios de cultura;
    • preparar máquinas e equipamentos para uso;
    • registrar os dados das amostras;


    Setores que mais contratam Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas no mercado de trabalho

    • Testes e análises técnicas
    • Comércio varejista de produtos farmacêuticos, com manipulação de fórmulas
    • Fabricação de laticínios
    • Criação de outros animais não especificados anteriormente
    • Serviços de engenharia
    • Construção de rodovias e ferrovias
    • Fabricação de açúcar em bruto
    • Fabricação de álcool
    • Laboratórios clínicos
    • Locação de mão-de-obra temporária




    Fonte: Pesquisa Portal Salario.com.br

    Profissões em Destaque: